terça-feira, dezembro 7, 2021

Gripen para o Brasil

Boeing lança seu novo site no Brasil com evento em São Paulo

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Na quarta-feira, 24 de outubro, a Boeing realizou evento em São Paulo para lançar à imprensa e convidados o seu novo site no Brasil, o www.boeing.com.br, como parte das comemorações dos 80 anos de presença da empresa no país. O Poder Aéreo foi convidado e participou do “happy hour” no restaurante Manioca, no Jardim Paulistano, que contou com a presença da presidente da Boeing no Brasil, Donna Hrinak.

Em notebooks disponibilizados no local, os convidados já podiam experimentar o novo site e dar sua opinião a respeito. Foi apresentado também um vídeo comemorativo dos 80 anos no Brasil, com claro destaque para a presença da empresa na aviação comercial brasileira ao longo do tempo, refletindo o impacto que o próprio nome Boeing tem no setor.

O vídeo não deixou passar em branco, porém,o setor de defesa – afinal, a Boeing concorre no programa F-X2 da Força Aérea Brasileira com seu caça F/A-18 Super Hornet.  O Super Hornet ganhou destaque nas imagens, mas a parceria com a Embraer para o KC-390 e o A-29 Super Tucano receberam mais espaço.

 

Incorporamos abaixo o vídeo, que também pode ser acessado na nova página da Boeing Brasil na internet. Quanto aos temas tratados na apresentação ao vivo que precedeu o vídeo e nas conversas ao longo do evento, foi enfatizado que os interesses da Boeing no Brasil vão além do F-X2, e que a empresa norte-americana trabalha hoje para ser vista como mais brasileira.

 

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
phacsantos

Um vídeo da Boeing (EUA) que cita Santos Dumont (Brasil)?
Nossa..essa foi inesperada.

No mesmo sentido é curioso que os citados Boeing F4B4 vieram, em 1932, para substituir os ultrapassados Vought e Nieuport, que por sua vez foram o estopim para o próprio Santos Dumont cometer suicídio.

Edgar

Belo vídeo.

Como sempre opinei aqui, a proposta da Boeing sempre foi e sempre será a melhor para o FX-2.

Para o KC-390 e o A-29, é o peso que a Embraer e o Brasil precisavam para alcançar mercados que, sem a Boeing, seriam difíceis, como os países da OTAN e os EUA.

Últimas Notícias

Alto oficial da Força Espacial diz que a China está desenvolvendo capacidades ‘duas vezes mais rápido’ que os EUA

Para o general David Thompson, China pode ultrapassar os EUA em capacidades espaciais em 2030 O vice-chefe de Operações Espaciais...
- Advertisement -
- Advertisement -