Home Sistemas de Armas Vinte e oito mísseis AIM-9X-2 para a Holanda, por US$ 60 milhões

Vinte e oito mísseis AIM-9X-2 para a Holanda, por US$ 60 milhões

395
2

DSCA notificou ao Congresso dos Estados Unidos sobre a possível compra via FMS

Em 16 de outubro, a Agência de Cooperação em Defesa e Segurança dos EUA (DSCA) notificou o Congresso norte-americano sobre uma possível compra de mísseis ar-ar AIM-9X-2 “Sidewinder Block II  All-Up-Round” por parte do Governo da Holanda. O negócio, via FMS ( Foreign Military Sale – venda de equipamento militar ao exterior), compreende um total de 28 mísseis e diversos equipamentos associados, a um custo estimado de 60 milhões de dólares.

Os equipamentos requisitados pelo Governo Holandês incluem mísseis e unidades de treinamento: 20 mísseis CATM-9X-2 (Captive Air Training), 2 mísseis AIM-9X-2 NATM (Special Air Training), 2 unidades de guiamento de mísseis (Missile Guidance Units) CATM-9X-2 Block II, 2 unidades de guiamento tático (Tactical Guidance Units) AIM-9X-2 Block II 2 mísseis simulados de treinamento aéreo (Dummy Air Training Missiles).

Também estão incluídos contêineres, equipamentos de apoio e de testes para os mísseis, partes sobressalentes e de reparos, treinamento de pessoal e equipamento para treinamento, publicações, dados técnicos, assistência do Governo dos Estados Unidos e assistência técnica do contratante (a Raytheon Missile Systems Company, baseada em Tucson, Arizona-EUA) além de outros itens relacionados de apoio logístico. Não há offsets (compensações) propostas em conjunto com essa aquisição.

Ainda segundo a nota, a Força Aérea Real Holandesa (RNAF) está modernizando seus caças para apoiarem melhor as necessidades de defesa aérea da Holanda, e a compra proposta dos mísseis AIM-9X permitirá aprimorar as capacidades da RNAF de conduzir missões de autodefesa e de segurança regional, assim como aumentar sua interoperabilidade com os Estados Unidos e outros membros da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte). A compra ainda precisa ser oficializada.

FONTE: DSCA (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTOS: Raytheon

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
8 anos atrás

Fico imaginando qual deve ser a diferença de preço entre o 9-X e o Python 5. Eu sei que não foram adquiridos apenas os mísseis, mas mesmo descontando as outras coisas, deve dar em torno de 1 milhão por cada Sidewinder.

Roberto F Santana
Roberto F Santana
8 anos atrás

Na guerra entre o Paquistão e a India em 1971, falava-se ou contava-se a piada, que não valeria a pena disparar os Sidewinder paquistaneses contra os Ajeet indianos, o míssel era bem mais caro que o caça inimigo!.
Que bom, uma superpontência nunca vai entrar em guerra contra o Brasil, não vai querer gastar 60 milhões de dólares para derrubar vinte e oito F-5s.