Home Asas Rotativas Blindagens do EC725 serão produzidas no Brasil

Blindagens do EC725 serão produzidas no Brasil

366
11

Helibras assina mais um contrato com a Inbra, que já é fornecedora de outras partes da nova aeronave

 

A Helibras está dando mais um passo importante para ampliar o conteúdo brasileiro dos helicópteros EC725, que serão produzidos em Itajubá (MG). Durante a inauguração da nova fábrica da empresa, que acontece nesta terça-feira (2), o presidente da Helibras, Eduardo Marson, assinou um novo contrato com o presidente da Inbra Aerospace, Jairo Candido, dessa vez para fornecimento da blindagem a ser utilizada nestas aeronaves.

A Inbra já havia sido contratada para o fornecimento de capôs e carenagens do cone de cauda e estrutura intermediária em material composto para o EC725, tecnologia até então inexistente no país.

Após um rigoroso processo de seleção que durou seis meses, entre a apresentação de um convite ao mercado e do qual participaram empresas brasileiras e europeias, a Inbra foi a escolhida por já possuir a tecnologia exigida pela Helibras e por já ser uma fornecedora qualificada pelo consórcio com a Eurocopter.

“A proximidade com a Helibras por conta do desenvolvimento das blindagens disponíveis no modelo Esquilo e o domínio da tecnologia a ser aplicada nos modelos EC725 foram fundamentais para a escolha da Inbra, além do fato de todo o trabalho ser realizado no Brasil. Com isso, a Helibras poderá acompanhar de perto tanto o desenvolvimento como a integração com os demais sistemas a serem instalados nos helicópteros”, explica Eduardo Mauad, vice-presidente Executivo da Helibras, responsável pela cooperação industrial.

“A transferência de tecnologia da Eurocopter para a Inbra Aerospace representa a mudança de patamar na capacidade tecnológica, proporcionando conhecimento para avançarmos na produção de peças simples, como acabamentos internos, de nível 2 e 3, que já produzimos atualmente, para peças complexas que fazem parte da estrutura da aeronave, de nível 1. A parceria é uma oportunidade excepcional de evolução dentro do mercado aeroespacial”, segundo Jairo Candido, presidente da Inbra Aerospace.

Este novo contrato não será limitado ao desenvolvimento de soluções específicas para os helicópteros EC725. Como a Inbra já é fornecedora da Helibras em outros projetos, novas oportunidades de negócio envolvendo a tecnologia de blindagem serão estudadas pelas duas empresas.

FONTE: Convergência Comunicação Estratégica

11
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
MarcosVaderA. J. CamargoMauricio R.Augusto Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Augusto
Visitante
Augusto

A Embraer entrou na lista de fornecedores brasileiros dos EC-725, por meio da ATECH: http://economia.ig.com.br/empresas/industria/2012-10-02/helibras-projeta-modelo-100-nacional-e-fomenta-parcerias.html Outro link apontando a ATECH como a responsável pelo sistema de gestão tática de dados de 8 helicópteros da Marinha: http://www.defesanet.com.br/ec725/noticia/7979/ATECH-e-CASSIDIAN-juntam-forcas-no-fornecimento-de-Sistema-Avionico-Avancado-para-os-EC725-da-MB A propósito disso, a Helibrás assinou um MoU com a Líder Aviação e irá fornecer 14 unidades da versão civil do EC-725 para transporte off-shore. Aqui o link do Valor econômico: http://www.valor.com.br/empresas/2852378/helibras-vai-fornecer-14-helicopteros-lider-aviacao Fica a pergunta: se o valor do EC-725 produzido pela Helibrás é absurdo, como dizem algumas “fontes” aqui no fórum, por que motivo a Líder não comprou outro modelo ou mandou importar… Read more »

Augusto
Visitante
Augusto

Moderação, no comentário anterior coloquei links com a notícia da venda de 14 EC-225 da Helibrás para a Líder Aviação. O comentário está aguardando a moderação por causa dos links. Abraços.

MODERADOR: COMENTÁRIO JÁ LIBERADO

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

a) MoU ou “Memorando de Entendimento” e contrato formal de venda, são a mesma coisa???

b) Mas e quem garante que os kits dos possíveis helos da Lider, serão exatamente iguais aos kits dos helos adquiridos pelo MD???

A. J. Camargo
Visitante
A. J. Camargo

“b) Mas e quem garante que os kits dos possíveis helos da Lider, serão exatamente iguais aos kits dos helos adquiridos pelo MD???”

Teoria da Conspiração?

Vader
Visitante
Member

Não entendo de blindagem de aeronaves, mas sei que na de carros somos o campeão mundial:

http://www.seminovos.org/2012/05/22/blindagem-bate-recorde-e-brasil-continua-em-primeiro-no-mundo/

Não sei até que ponto estamos “aprendendo” a blindar algo…

Vader
Visitante
Member
Marcos
Visitante
Member
Marcos

Augusto:

Qual o preço de venda para a FAB e o preço de venda para a Líder dos EC-725?

Lembrando que os Sikorsky equivalente, na versão executiva, completo, tem preço de US$28 milhões para UMA unidade.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Preço de tabela.

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

“Teoria da Conspiração?”

Não, de maneira alguma, somente que o kit original francês do EC-225, não é absolutamente igual ao kit brasileiro do EC-725.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Se alguém quiser saber a diferença entre comprar uma unidade e cinquenta unidades, é só ir a uma concessionária de carros e dizer que você precisa comprar 50 unidades daquela camionete que eles tem ali, completa, com acessórios e tudo o mais. Até o dono da concessionária vai se meter no negócio. Vai dizer que o negócio é muito grande, que os vendedores e o gerente não vão ganhar nada, o troço é importante para a empresa, para o fabricante, etc. Agora, evidente, que se você não é o dono do dinheiro, teu patrão não tá nem ai para o… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Segundo as publicações, a preço de tabela, cada aeronave sairá por
US$26 milhões.

Jamais vão revelar por quanto fecharam o negócio.