domingo, maio 22, 2022

Gripen para o Brasil

MMRCA: BAE Systems ainda não jogou a toalha na Índia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Mesmo após a eliminação no programa MMRCA da Índia, a BAE Systems se prepara para voltar com uma oferta do seu caça Eurofighter Typhoon para derrubar o caça vencedor, o francês Dassault Rafale.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, expressou sua decepção depois que a Índia escolheu o avião francês no início de Janeiro, em um negócio estimado em US $ 10 bilhões.

“A BAE acredita que quando a Índia terminar de examinar a proposta pelo Rafale e a avaliação da apresentação francesa, eles perceberão que o Eurofighter é uma aeronave superior e mais barata no aspecto global”, informou o Mail Today sem citar sua fonte. “Se os indianos estão dispostos a olhar novamente para o Eurofighter e há indicações de que isso está acontecendo, uma oferta revisada estará pronta para eles”, acrescentou.

Segundo o relatório, “a BAE também tem projetos para uma versão naval do Eurofighter, no caso os indianos quererem voar a partir de porta-aviões”. O relatório também diz que o CEO da BAE, Ian King, não descartou a possibilidade de um corte no preço, caso isso represente a retirada da França do negócio.

Enquanto isso, o Ministério da Defesa Indiano sustenta que escolheu o Dassault Rafale porque o caça francês ofereceu um melhor pacote de pós-venda, incluindo melhoramentos tecnológicos e as mais recentes armas.

FONTE: defenseworld

FOTO: Eurofighter

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

E aquele inquerito a respeito da denúncia de falta de lisura no MMRCA, que levou Le Jaca a condição de L1 desta concorrência???

Últimas Notícias

Operação Rimon 20: Caçadores israelenses versus caçadores soviéticos

Sérgio Santana O fim da Guerra dos Seis Dias de 1967 deixou as forças israelenses no lado leste do Canal...
- Advertisement -
- Advertisement -