terça-feira, agosto 3, 2021

Gripen para o Brasil

AM-X italiano do 51º Stormo voa com pod Litening pela primeira vez

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Força Aérea Italiana informou nesta quinta-feira, 3 de março, que foi realizado o primeiro voo de um caça AM-X do 51º Stormo configurado com o novo sistema “Litening”, de designação de alvos por laser. A aeronave realizou o voo em 21 de fevereiro, numa missão de familiarização com o equipamento.

Antes do voo, o “Gruppo Efficienza Aeromobili” do  Stormo modificou o console da aeronave, instalando um novo painel de controle. O Litening é uma nacele externa (pod) empregada em designação de alvos e navegação, podendo operar sob quaisquer condições meteorológicas, dia e noite. Segundo a Força Aérea Italiana, o sistema é empregado em outras 20 forças aéreas e 30 modelos de aeronaves militares ao redor do mundo, sendo reconhecido pela sua confiabilidade.

A definição das imagens produzidas pelo pod permitem a redução da carga de trabalho do piloto durante as atividades de monitoramento e designação de alvos, o que permite efetuar diversas atividades operacionais durante uma mesma missão. Dotado de um designador laser que realiza busca e acompanhamento, o pod é de especial utilidade em missões conjuntas com forças terrestres, como o Exército Italiano. Também pode ser empregado em missões de reconhecimento e de identificação de pequenos alvos terrestres em movimento, a distâncias variáveis.

FONTE / FOTOS: Aeronautica Militare (Força Aérea Italiana)

NOTA DO BLOG: preservamos no texto a denominação “AM-X”, com hífen, utilizada pela Aeronautica Militare. Para saber sobre a utilização dos pods Litening pelos “primos” dos AM-X italianos, os A-1 da FAB, clique nos primeiros links da lista abaixo.

VEJA TAMBÉM:

  • Pod ‘Litening’ no A-1 da FAB na ‘Operação Laçador’
  • Dia da aviação de reconhecimento
  • Novos números dos AMX italianos no Afeganistão
  • AMX italianos: após a Green Flag, vem a Red
  • AMX no Afeganistão: 4 aeronaves, 400 surtidas e 1.000 horas
  • AMX italianos voltam pra casa após exercícios nos EUA
  • AMX italianos em exercício com Predator B
  • AMX: a concepção do projeto – parte 1
  • AMX: a concepção do projeto – parte 2
  • AMX: a concepção do projeto – parte 3
  • AMX: a concepção do projeto – parte 4
  • AMX: no topo da lista dos cortes da Itália
  • A-1: um avião ainda incompleto
  • Ampliação da cooperação militar Brasil/Itália na LAAD
  • E o nosso ‘mini Tornado’? Daqui a quantos anos ele deveria ser desativado?
  • BATE-PAPO ONLINE: Converse sobre este tema com outros leitores no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

    - Advertisement -

    1 Comment

    Subscribe
    Notify of
    guest
    1 Comentário
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Mauricio R.

    Em se confirmando a derrubada de um ST, por nacotraficantes ou pelas FARC no norte do Brasil, esses AM-X italianos modificados ou não seriam necessários p/ aumentar a disponibilidade da FAB.

    Últimas Notícias

    Pilotos russos usaram receptores GPS feitos nos EUA durante missões de combate na Síria

    Pilotos militares russos usaram receptores comerciais GPS de navegação por satélite durante suas operações de combate na Síria, de...
    - Advertisement -
    - Advertisement -