quinta-feira, março 4, 2021

Gripen para o Brasil

Força Aérea Mexicana recebe seu primeiro C 295

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

C-295 Força Aérea Mexicana - foto EADS

A EADS informou nesta terça-feira, 1º de junho, que a Força Aérea Mexicana recebeu seu primeiro avião de transporte tático C295, de cinco encomendados à Airbus Military. A aeronave é equipada com um sistema de carregamento paletizado e um kit de evacuação médica (MEDEVAC). Nas próximas semanas, deverá ser entregue o segundo avião da encomenda, e a previsão da empresa é que todos os demais sejam entregues até o final do ano.

A Marinha Mexicana já opera dois C295 desde 2009 e, em abril deste ano, também recebeu dois CN235 de Patrulha Marítima, que ainda não chegaram ao México por estarem suas tripulações completando o treinamento em Sevilha (a previsão de chegada ao país é para as próximas semanas). O México também opera sete C212 equipados com o sistema de missão FITS (Fully Integrated Tactical System), cinco dos quais também utilizados em Patrulha Marítima.

Finlândia encomenda mais um C295

Um dia antes, a EADS informou que a Força Aérea Finlandesa encomendou mais um avião de transporte tático C295, que vai se somar às duas aeronaves do tipo já operadas pela força desde 2007. Os dois C295 finlandeses são apoiados pelo FISS (Full In Service Support), contratado junto à Airbus Military num conceito “pague por hora”. O FISS cobre o material e tarefas de manutenção fora da “manutenção da linha”, que continua sob responsabilidade do operador.

Segundo a empresa, até o momento foram vendidos 82 C295 para 13  operadores.

FONTE / FOTO: EADS

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

6 Comments

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alex Nogueira

Linda aeronave!

É uma pena que assim como a FAB, o México também não comprou aeronaves com probe para REVO, que seria de grande utilidade aumentando em muito as capacidades táticas da aeronave.

Interessante também a utilização de aeronaves C-212 com o sistema FITS, que é o mesmo que vai ser utilizado nos P-3BR, sendo o C-212 uma aeronave pequena é perfeito para paises com pouca $$$$$ ( ai me pergunto se o EMBRAER Brasilia também poderia se utilizar desse sistema e ter uma versão ASuW/ASW).

Rômulo

desculpem a minha desinformação…
quantos destes a fab tem? e pretende comprar mais?
obrigado

Edcreek

Olá, Rômulo

Possui 12 unidades, pelo que sei não devem comprar mais:

Fuções na FAB:

“O C-295 será utilizado para diversas funções: transporte tático e logístico, lançamento de pára-quedistas, cargas ou evacuação médica.”

Abraços,

Hugo

Mais bonitos que os da FAB

Paulo

Concordo com o Alex Nogueira. A Embraer poderia estar neste filão, não digo com o Brasília, mas um derivado mais moderno.
A propósito, li uma entrevista com um diretor da Embraer e ao ser perguntado sobre o que virá depois da família 190, ele deixou escapar a palavra “turbo-hélice”. Mas não deu nenhuma explicação.
Só nos resta esperar.
Abraços.

Fabio Mayer

Já li em algum lugar que já foram encomendados mais 8 destes para a FAB…

Combates Aéreos

Vídeo: USAF mostra como será o combate aéreo na década de 2030

Assista no vídeo acima a partir dos 3 minutos, como a USAF imagina o combate aéreo na década de...
- Advertisement -
- Advertisement -