sexta-feira, setembro 30, 2022

Gripen para o Brasil

F-15SG pousa na Força Aérea de Singapura

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-15 SG - foto Ministério da Defesa de Singapura

O vice-primeiro ministro e ministro da defesa de Singapura Teo Chee Hean, oficialmente inaugurou o Esquadrão 149 da Republic of Singapore Air Force (RSAF), o primeiro equipado com F-15SG, na base aérea de Paya Lebar.

O esquadrão de F-15SG se juntará ao grupo de caça sob o Air Combat Command, que planeja, controla e executa as operações de guerra aérea.

O ministro Teo Chee Hean destacou na cerimônia que os F-15SG são uma grande melhora na capacidade da Força Aérea de Singapura e que o novo esquadrão aumentará a habilidade da força em lidar decisivamente com futuras ameaças. O ministro também disse que as tripulações de F-15SG do ar e solo devem  construir um alto nível de proficiência operacional e de prontidão em pouco tempo.

As tripulações de F-15SG retornaram recentemente da Mountain Home Air Force Base dos EUA, onde treinaram para adquirir as competências em operar e manter os F-15SG.

Os F-15SG são equipados com aviônicos no “estado-da-arte” e uma suíte integrada de sensores, tornando-o um dos mais capazes caças multifunção do mundo. A RSAF manterá um destacamento de F-15SG na Mountain Home Air Force Base (MHAFB), operando como parte do 428th Fighter Squadron da USAF, pelos próximos 25 anos.

FONTE / FOTO: Ministério da Defesa de Singapura

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

23 Comments

Subscribe
Notify of
guest

23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fsinzato

É um tanque conformal ou um paiol de armas como no Silent Eagle (após a entrada de ar, raiz da asa)?

Abs.

Galileu

uma bela aeronave pena sua hora de voo ser para poucos.

Duvidoque os EUA irão aposentar antes do tempo seus f15, f16, f18, por causa do f35, capaz de fizer um up e aumentar a vida util

BOG

Cingapura é mais um grande ex-usuário do Rafale vai de caças americanos. F15, robusto, agil, confiável e mortal.

LBacelar

Ainda acho que a boeing poderia nos ter oferecido o F15

Caipira

Me desculpem a ignorancia mas nunca tinha visto e num savia que o F15 possuía um freio aerodinamico parecido com o dos flankers…aquilo ali encima é um freio aerodinamico né?

lc

Fsinzato,

Tanques conformais. Se não estiver enganado, o Eagle é o primeiro caça a utilizá-los. Só não lembro o nome que deram a esses tanques na época.

Abs.

Henrique Sousa

Concorrência tem que lutar muito para chegar ao nível deste avião.

Sem falar na beleza….

Fsinzato

“lc disse:
9 de abril de 2010 às 17:14”

Valeu LC!!

Abs.

jsilva

Fruto do lobbie americano, o Rafale tinha ganhado no fator técnico. Na Coreia do Sul a mesma coisa. Mas é um grande caça.

Harpia

E pensar que muitos aqui no blog ficam falando que o Brasil não tem condições de operar uma máquina dessa por causa do auto custo operacional. Se singapura pode, porque o Brasil não pode.
Se o F-15 fosse oferecido ao país, iriam falar que ele “é demais para o Brasil”, como ocorreu com o F-35.

Harpia

Errata.

“Se singapura pode, porque o Brasil não pode?”

Esqueci a interrogação. 🙂

Ricardohttp://www.aereo.jor.br/2010/04/09/f-15sg-pousa-na-forca-aerea-de-singapura/#comments

A evista Defense & Security Analysis em 2008 analisou as razões da não compra do Rafale por Cingapura e na Coreia do Sul e estas não tem muito haver com o lobby americano (que deve ter acontecido), mas decorrentes de deficiências graves do caça francês, especialmente: a) problemas no MMI (man-machine interface), considerado incrivelmente atrasado em comparação com os modelos americanos e o Thypoon; b) o desempenho radar; c) impossibilidade do caça chegar a supercruise e d) turbina subpotencializada. A tal capacidade “Omni role” não pode ser provada.

GHz

Caipira em 9 de abril de 2010 às 16:27

É um freio aerodinâmico sim, e foram os Flankers que copiaram do F-15…

[[]]
GHz

GHz

Sugestão para o blog um comparativo entre as versões mais modernas do Eagle:
F-15SE (sem usuário)
F-15E (USAF)
F-15I (Israel)
F-15K (Coreia do Sul)
F-15SG (Cingapura)

[[ ]]
GHz

LBacelar

Brother essa informação não é correta.

Os americanos acusaram os russos de copiarem os freios aeodinamicos, mas o desenvolvimento do projeto é conteporâneo ao F15.

É a mesma estória do TU-160 ser cópia do B1

forte abraço

RT

Com esta bagunça, falta de transparência na escolha do caça brasileiro, seria melhor comprar caças de segunda mão e em boas condições. Alias tem muitos caças no mercado que modernizados poderiam atender bem, por algum tempo. Precisamos é ter acesso a armamento de primeira

airacobra

FSinzato e LC,

não sei quanto a essa versão citada, mas ao que sei somente o Silent Eagle que vai utilizar os conformais como paiol de armas, enquanto os demais usam somente os “pacotes FAST” (Fuel And Sensor Tactical) ou “FAST PACKS” que são os tanques conformais combinados com sensores nas laterais das entradas de ar

sds

Fsinzato

“airacobra disse:
9 de abril de 2010 às 23:52”

A solução encontrada no pacote “FAST” é bem mais elegante ao meu ver, que os conformais do F-16 ou aquela “espinha” dos F-16 israelenses.

Ó coisinha feia, apesar de deixar a ave mais “musculosa”.

Abs.

Rodrigo Rauta

Alguma explicação para os “Singapurianos” deixarem um esquadrão numa base americana durante tanto tempo??

Abraços!

Rodrigo Rauta

desculpem, não era esquadrão, era um destacamento. Mas a pergunta ainda fica!

lc

airacobra,

Fast pack, era esse o nome que eu estava querendo lembrar. Valeu.

Fsinzato,

Concordo com você, a solução encontrada para o Eagle é bem mais elegante que as demais. Acredito também que seja mais eficiente no quesito aerodinamica.

Abs.

Justin Case

Rodrigo Rauta disse:
10 de abril de 2010 às 2:02

“Alguma explicação para os “Singapurianos” deixarem um esquadrão numa base americana durante tanto tempo??

Abraços!”

Rodrigo,

Por incrível que pareça, um dos principais motivos é falta de espaço para operar uma força aérea tão grande.
Cingapura é uma ilha muito pequena e não dispõe de áreas treinamento e bases aéreas em número suficiente.
Sempre há aviões operando em outros países, como Estados Unidos, Reino Unido e Austrália.
Abraço,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

GHz

LBacelar em 9 de abril de 2010 às 22:47

“Brother essa informação não é correta.”

Que “contemporâneo” que nada:
1º voo do F-15A: 27/07/1972
1º voo do Su-27 (T-10-1): 20/05/1977

Simplificando bastante, o F-15 surgiu para se contrapor ao MiG-25, que os velhos F-4 não estavam conseguindo acompanhar.
Os americanos fizeram o F-15 e o F-16, e os soviéticos saíram correndo atrás com MiG-29 e Su-27.
Aí fizeram o F-22 e F-35, e os russos continuam correndo, só que cada vez mais atrás, com o PAK-FA.
Noves fora, só resta torcida organizada.

[[ ]]
GHz

Últimas Notícias

Força Aérea Brasileira inaugura nova estação radar de vigilância aérea em Rondônia

Estação será usada pelo Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) para auxiliar na proteção de fronteiras do Brasil A...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -