Home Noticiário Internacional Dinamarca pode abrir mão do F-35 em favor do F-18 Super Hornet

Dinamarca pode abrir mão do F-35 em favor do F-18 Super Hornet

242
44

Super Hornet Farnborough 2008

Assim como na Austrália, agora na Dinamarca, o Boeing F-18E Super Hornet pode se beneficiar dos atrasos e aumento de custos do Joint Strike Fighter. Segundo o jornal Copenhagen Post, o JSF não está mais sendo considerado como substituto dos F-16.

Desde que as negociações começaram em 1999, entre a Dinarma e o Departamento de Defesa americano, o custo unitário do JSF subiu de 275 para 540 milhões de coroas (krones). A data de entrada em serviço do novo caça estava programada para 2012, mas agora foi remarcada para 2016.

Mesmo tendo investido consideravelmente no JSF, com várias companhias assegurando contratos para produzirem diferentes partes do avião, o governo dinamarquês estaria mais inclinado para a compra do Boeing F-18F Super Hornet.

Em abril do ano passado, a Boeing prometeu garantir encomendas de 20 bilhões de coroas às indústrias dinamarquesas, se o Super Hornet for adquirido pelo país. A decisão do Parlamento para a substituição dos F-16 é esperada para 2012.

Subscribe
Notify of
guest
44 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
João
João
10 anos atrás

Quantos dólares dá 540 milhões de kroners? De qualquer forma, esse é o risco de um desenvovimento: os custos podem dobrar diante da proposta inicial.

Se a dinamarca já “investiu consideravelmente” no desenvolvimento do F-35, eles perderão o investimento ou a ela está garantido o acesso à tecnologia do caça?

São perguntas que eu gostaria de ver respondidas. Afinal temos a possibilidade de nos aventurarmos no projeto de desenvolvimento do Grippen. Volto a insistir que se formos investir no Grippen isso deve se dar fora do F-X2.

Wagner
Wagner
10 anos atrás

EU DISSE que o F35 é inviável para pequenos países. mas tem cara que discorda e ta crente que o F35 é a mais maravilhosa pirâmide voadora a ser criada. Assistiram aquele programa do Discovery e acreditaram em tudo o que aquele narrador de voz enjoativa falou. ( aquela voz para dublar, credo…) Mas devemos sempre ter em mente a situação economica dos países: a Europa está em recessão… ninguém lá tem grana para gastar Vinte billhões de dólares para substituir F16. E a Russia não está preocupada em atacar a Europa ( ao contrário do que acreditam os poloneses).… Read more »

Fsinzato
Fsinzato
10 anos atrás

Acredito que haverá mais países que vão pular fora do barco do F-35. Economia em retração nos países desenvolvidos versus custos cada vez mais elevados do programa vão fazer mais vítimas.

Também concordo com o colega acima que devíamos participar do programa Gripen NG independente do FX-2.

Uma versão estilo “silent” do Gripen, teria um ótimo mercado em países ocidentais como alternativa barata do F-35.

Abs.

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

Perfeito João!

Alguns colegas aqui insistem em dizer que o NG terá custos fixos…
isso não existe! desenvolvimento tem riscos, um deles são os prováveis atrasos! se o NG tem custo fixo é pq ou está embutido no preço ou ele não será testado e integrado da forma correta! não existe mágica!

Seria uma sobrevida para o SH caso ele abocanhasse uma fatia do F-35??? produzir-se mais 100 unidades para a USN…. masi algumas tantas para outros países descontentes com os custos do F-35… e se ganhar no Brasil… é de se pensar,….
Sds!

Wagner
Wagner
10 anos atrás

aliás, façam qualquer coisa só saiam do F35 !! ah ah ah ! Meu conselho para um diplomata dinamarques…

Wagner
Wagner
10 anos atrás

em 17 mar, 2010 às 14:49

acredito na mesma coisa, ou vao adiar por uns 10 anos as coisas…
como eu disse no outro blog, a Crise é para TODOS e não só na Russia…

Ivan
10 anos atrás

Alguem poderia dar uma olhada no mapa da Dinamarca? Verificar quem são os seus vizinhos e que caças usam? Dinamarca é um país territorialmente muito pequeno. Não tem arestas com nenhum vizinho, portanto não sofre ameaça direta na fronteira. Seu ‘problema’ de defesa é que está na saída do Mar Báltico, ocupando um dos lados do estreito. Isto posto percebemos que uma solução de defesa aérea para eles deveria ser integrada com seus vizinhos, ou com pelo menos um vizinho. Quais as alternativas? * Alemanha com Typhoon; * Suécia com Gripen C/D e no futuro com Gripen NG; * Holanda… Read more »

Cor Tau
Cor Tau
10 anos atrás

“Assim como na Austrália, agora na Dinamarca, o Boeing F-18E Super Hornet pode se beneficiar dos atrasos e aumento de custos do Joint Strike Fighter”

Iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii………….Esse tal de F-35 ja era…..Acabou………………….Falavam pelos cotovelos dos outros……Viram só….Papai do céu Castiga…………. 🙂

“João em 17 mar, 2010 às 14:23”

“Francisco AMX em 17 mar, 2010 às 14:50”

Perfeito…………

Wagner
Wagner
10 anos atrás

Ivan, perfeito tambem.

germa
germa
10 anos atrás

galante, só pra constar nos autos, corrige la o “SServiço” não por nada. o problema é o que fazer para manter a superioridade aérea dos Eua e aliados uma vez que a russia ,a china e o Jacunão estão projetando aviões de 5G que prometem equilibrar a balança do TO aéreo. por mais que os não tripulados estejam se desenvolvendo, não sei se daqui 20 anos já sejam capazes de enfrentar vetores tripulados de mesma geração tecnológica.Nada supera a criatividade humana,mesmo na hora de extrema dificuldade. ademais, hj vivemos em um mundo “seguro” mas daqui 30 anos as certamente não… Read more »

germa
germa
10 anos atrás

para constar nos autos

“Jacubão”
hahaha

abs 😉

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Nossa! O Wagner não gosta mesmo desse avião.
Puxa vida.
Nem eu que já fui atropelado por um Fiat Uno fiquei com tanta mágoa. rsrsr

Ivan
10 anos atrás

Bosco,

Amassou muito o pobrezinho do Fiat UNO???
Ka ka ka…

Ivan.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Como já observado em outros posts, os operadores do SH vão seguir aumentando e o AMX francês, só consegue entrar pela porta de trás…

Só rindo, para não chorar.

Cor Tau
Cor Tau
10 anos atrás

“Assim como na Austrália, agora na Dinamarca, o Boeing F-18E Super Hornet pode se beneficiar dos atrasos e aumento de custos do Joint Strike Fighter”

Os projetos de 5G estão começando a dar pra tras nos EUA……….

Wagner
Wagner
10 anos atrás

ah ah ah ! vai que eu tambem tenha sido atropelado por um JSF ! ah ah !

João Augusto
João Augusto
10 anos atrás

O carro que atropelou o Bosco chamava-se Átila!
Entenderam a piada?! Átila, o UNO!
Rá-Rá-Rá-Rá-Rá-Rá-Rá!
Tudo bem, me desculpem, a piada é ruim. lol
Mas Gripen NG! Vai que vai!

Nick
Nick
10 anos atrás

Alguém ae sabe dizer quanto é 540 milhões de krones em US$??? 😀 O F-35 é um projeto totalmente novo – multiprósito (ou omnirole se preferirem) e é sempre mais custoso atrasos no desenvolvimento. O F-18SH é um bom caça tampão para a Austrália, e poderia ser no caso da Dinamarca. Volto afirmar: Existem riscos para o Gripen NG? sim, mas menores que por exemplo que o F-35. O Gripen NG é uma evolução, com algumas modificações estruturais para abrigar um motor mais potente, um tanque interno maior, e pacote de avionicos e sensores atualizados. Os riscos são bem menores… Read more »

Nick
Nick
10 anos atrás

multiprósito = multipropósito

Wagner
Wagner
10 anos atrás

perfeito
e a SAAB incluirá no pacote instrutoras suecas ! Inga, Wilga, e outras assim ! ah ah ah !

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Wagner,
fico feliz de ter levado na boa. rssr

João,
boa piada. Nem precisava explicar. Ainda mais depois que explicou. srsrsrs

Ivan,
por incrível que pareça o carro amassou mais que eu. rssrs

Um abraço a todos.

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Nick,
de moeda de Klingon eu não entendo não.rsrsrsr…

OTV
OTV
10 anos atrás

Nada como um dia após o outro. O Ministro Nelson Jobim recebeu muitas críticas por não ter deixado o Brasil aderir ao programa F35 (inclusive aqui no blog, e minha em especial), e agora ve-se o acerto da decisão ministerial. Aos EUA os caças de 5G desenvolvidos por outros países não os mete medo. Tio Sam tem a carta F22 na manga (aliais só eles tem). Falando em F18SH este vai continuar a voar por décadas. E fica a grande pergunta: Será que o Gripen compensa? Com os EUA, a maior potência mundial, o custo do desenvolvimento de uma novo… Read more »

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Só posso dizer que 540 milhões de Krones é Krones pra chuchu.rsrsr
Um abraço.

Ivan
10 anos atrás

Nick,

Tanto faz, multiprósito ou multipropósito concordo com sua ponderação.

Ivan.

Wagner
Wagner
10 anos atrás

bom duvido que o Gripen NG se aproxime do preço estratosférico DA PIRAMIDE voadora ou mesmo do Rafale 3…

Ivan
10 anos atrás

Boscão,

Será que além de contemporâneo meu vc também é peso pesado?
Ka ka ka…
Já tive alguns UNOs. Os amigos me sacaneavam dizendo que eu não entrava neles, mas vestia os coitadinhos…

Ivan.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

Krones é pagamento em espécie em Kronenbier?

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Não Ivan,
sou mais pra “meio pesado”. rsrs
Lembra daqueles corpos semi nús, sarados e bronzeados dos soldados de Sparta no filme “300”? (rsrs)
Pois é! O meu é diametralmente diferente. Anos e anos de maus tratos e muita cerveja no lombo.
Kakakakakakak….
Um abraço.

caspereark
10 anos atrás

540.000.000 krones = 175.939.475 reais = 99.682.380,2 dólares

fonte: calculadora de cotações do google!

Gunsalmo
Gunsalmo
10 anos atrás

Francisco AMX em 17 mar, 2010 às 14:50

“Alguns colegas aqui insistem em dizer que o NG terá custos fixos…”

Francisco, o NG não terá custos fixos, ninguem disse isso. O que a SAAB propõem, inclusive em contrato, é que eventuais aumentos de custos, se houverem, serão bancados por ela e não pelo Brasil.

Um abraço.

Ivan
10 anos atrás

Gunsalmo,

O Chicão sabe disso, ele quer apenas sacanear os Gripeiros…
Mas eu já levo na esportiva, inclusive ando até ‘consertando’ o Rafale dele… ka ka ka.

Abç,
Ivan, o Gripeiro.

robertobozzo
robertobozzo
10 anos atrás

de acordo com o site http://www.mataf.net/pt/moeda/conversor-DKK 540.000.000 de krones valem US$ 99.593.049,04 ou R$ 175.606.864,94 o que aindo acredito ser mais barato que um Rafale.

Wagner
Wagner
10 anos atrás

boa sorte aos dinamarqueses a solução é correta

acabou meu plantao !! vou sonhar hoje a noite com Um combate entre um gripen e um rafale e creio que o Gripen vai ganhar pois o Rafale estara sendo pilotado pelo Nelson Jobim !!

Abrçs !

Nelson Lima
Nelson Lima
10 anos atrás

Nem os europeus querem o Rafale. Acorda Jobim! Acorda povo!

Challenger
Challenger
10 anos atrás

Esses Paises vivem sob o Guarda-Chuvas da OTAN, não precisam tanto assim de um Caça 5G, a Boeing deve estar vibrando com esse aumento de preços. Ué o Gripen NG, não foi cogitado?

Ricardão
Ricardão
10 anos atrás

Dinamarca, Austrália e Japão.Todos estão indo de F-18 enquanto não vem o F-35, o que eles sabem que nós não sabemos? Porque apostar em um caça que de quarta geração que vai ficar uns vinte cinco anos em operação.

Nick
Nick
10 anos atrás

Caro robertobozzo em 17 mar, 2010 às 17:21

Esses Dinamarqueses reclamando desse preço?? US100 milhões ta barato comparado a nós que vamos de 4.5 geração por US$90 milhões(valor otimista pelo caça Rafale)

[]’s

Caipira
Caipira
10 anos atrás

Acho difícil SHs para o Japão e a Dinamarca…mas num dá nada…vindo 120 pra FAB já tá bão…

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Challenger em 17 mar, 2010 às 18:42

“Ué o Gripen NG, não foi cogitado?”

É, o Rafake também não… 🙂

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Dinamarca caindo fora do F-35? Hehehehe, vai tarde, rsrsrs… Pra que que os jutos precisam de F-35, by the way? Vão invadir a Alemanha, por acaso? (brincadeira, rsrs, se tiver algum juto PaTrulheiro lendo já vai falar, no mínimo, que é “racismo” ahaha…) Falando sério: a Dinamarca é um país minúsculo, sem fronteira terrestre (tirando uma minúscula faixa de terra com a Alemanha) sem colônias (tirando a quente, rica, fértil e cobiçada Groenlândia), sem inimigos e que, como bem lembrado, ainda está sob o guarda-chuva da OTAN. Dois ou três esquadrõs de qualquer aeronave de 4++ geração já estariam bons… Read more »

Rogério
Rogério
10 anos atrás

De acordo com este site dinamarques o Gripen tem chance sim.

http://www.nordjyske.dk/indland/forside.aspx?ctrl=10&data=2,3521950,5,3

[]s

Wagner
Wagner
10 anos atrás

Nisso concordo, o F35 não é para país pobre.
Mas vamos nos lembrar que a Dinamarca já operou os Drakens, logo, não vejo rivalidade politica que a impeça de comprar Gripens.

Nelson Lima
Nelson Lima
10 anos atrás

O F35 não é pra país pobre.E por acaso, Austrália e Dinamarca são pobres?? E já estão costeando o alambrado,tchê!