domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

Decisão pelo Gripen: a FAB aposta na continuidade da penúria?

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

F-5EM

Por Alexandre Galante e Fernando “Nunão” De Martini

vinheta-opiniao-aereoQuem acompanha a realidade das Forças Armadas brasileiras há anos sabe a verdadeira situação reinante nos quartéis, bases aéreas e meios navais. Quase sempre tem faltado dinheiro para as coisas básicas, como comida e uniformes. Para munição então, nem se fala.

Na FAB, o contingenciamento constante dos recursos tem obrigado a Força a diminuir o número de horas de voo dos seus pilotos e a manter vários aviões no chão, por falta de dinheiro para manutenção. Ocasionalmente, a situação parece melhorar, mas mesmo assim, ainda aquém das necessidades de uma Força Aérea competitiva.

Quase não há recursos para investimentos. Os melhores equipamentos da FAB e da Marinha foram comprados durante os Governos Militares, há décadas, tendo passado por modernizações para se manterem minimamente competitivos com os cenários atuais, ou sendo desativados e substituídos, em grande parte, por equipamentos de segunda mão, com algumas notáveis exceções, das quais os A-29 são um exemplo. Os Governos Civis, apesar de algumas iniciativas mais recentes, não souberam definir o que querem do Brasil em matéria de Defesa, ou conciliar o discurso com a prática.

É o caso do atual governo que, mesmo tendo criado a END (Estratégia Nacional de Defesa), continuou contingenciando os recursos destinados ao custeio das Forças Armadas e não defininiu um percentual do PIB constante para a Defesa. Os royalties do petróleo da Marinha, por exemplo, continuam contingenciados e ainda querem deixar a Marinha fora dos projetados lucros do Pré-Sal.

A FAB, por sua vez, parece saber que os contingenciamentos continuarão. Quando a situação  aperta, são as Forças Armadas os primeiros alvos da Equipe Econômica do Governo. Então faz sentido que a Força Aérea escolha um caça que seja barato de manter e voar (caso se confirmem as informações do relatório divulgadas pela Folha de São Paulo), pois é essa a realidade do Brasil.

O Rafale, que teve sua preferência sinalizada pelo Presidente da República e pelo Ministro da Defesa, é um ótimo avião de combate, mas seu custo operacional é, muito provavelmente, 10 vezes superior ao do caça mais usado pela FAB atualmente, o F-5. Para uma Força que luta constantemente para manter seus aviões voando, receber um avião sofisticado que não terá garantia de recursos para se manter plenamente operacional é uma temeridade.

Esse é o nó operacional, aquele que faz a diferença no dia-a-dia e na real capacidade de dissuasão da Força, um nó que pode ser desatado, em parte, caso a transferência de tecnologia, indispensável para a operação local de um novo caça, seja realizada a contento. E que também pode ser ainda mais apertado caso essa transferência se complique, o que vale para todos os três finalistas.

Para a operação na realidade da FAB, não faz sentido um Governo que já cancelou o primeiro F-X por causa do “Fome Zero”, escolher no F-X2 o avião mais caro. Para ser coerente, o Governo deveria escolher também o mais barato.

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

199 Comments

Subscribe
Notify of
guest
199 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sopa

O velho ditado, gato escaldado tem medo de água fria. É complicado o Brasil os Brasileiros pensarem que equipamento militar é só pra guerra, pelo contrário é pra desenvolvimento tecnológico também.

Sds.

Lacerdinha

Bingo !!!!!
Mas o problema continua, quem deve ser o escolhido ???
E quem vai assumir a responsabilidade pela escolha ??
O escolhido é suficiente para as nossas condições ???

Tá na hora de acabar com o bla bla bla bla……
Precisamos de respostas.

Felipe Cps

Assino aonde? 🙂

Aurio A. Terloni

Texto lapidar!!

Ivan

Nunão e Galante,

” mas seu custo operacional é, muito provavelmente, 10 vezes superior ao do caça mais usado pela FAB atualmente, o F-5.”

Amigos este número, 10 vezes, está correto?
Acreditava que o custo operacional do Rafale estava em torno de 6 vezes o do F-5M e cerca de 2 vezes o do Gripen, talves um pouco mais.

Abç,
Ivan.

Ivan

‘Talvez’

Francisco AMX

“Para a operação na realidade da FAB, não faz sentido um Governo que já cancelou o primeiro F-X por causa do “Fome Zero”, escolher no F-X2 o avião mais caro. Para ser coerente, o Governo deveria escolher também o mais barato.” Galante e Nunão, mas na época do FX-1 não existia uma aliança com a França Estratégica com a França… como os Sub Nuclear…um afinamento mais profundo com ninguém nesta área… estava baseado apenas em off-sets as compensações… o FX-2 é bem diferente! Outro fato, se a FAB sempre buscou custos… pq deixou o rafale no Shor-list? não poderiam saber… Read more »

Manoel

ta na hora de resolver- todos os 3 tem suas vantagens e pontos negativos- portanto, RESOLVA sr.Lula, já, agora.

grifo

Post muito lúcido como de hábito.

A avaliação mostrou que o Rafale perde nos aspectos industriais, de transferência de tecnologia e de preço. Eu queria saber então que ganho “político-estratégico” é esse. O que é que nós vamos levar da França em troca de pagar 6 bilhões de reais a mais?

Flavio

Antes de começar o short-list da FAB o governo deveria ter mandado e conseguido no congresso a aprovação de uma lei que regulamenta o repasse de verbas de acordo com as necessidades reais da FAB, independente dos equipamentos que ela possuir.

Só assim a FAB teria reais condições de escolher o melhor caça de acordo com o que o país precisa.

Sem orçamento, é melhor continuar de F5, porque, mesmo sendo mais barato de operar, ate o Gripen sofreria.

BRASIL!!!

Francisco AMX

O F-5 custa só 2 mil a hora? tá bom Galante e Nunão! pois se a conta está correta o Rafale custaria 20mil a hora… rsrsrs Vcs tão parecendo o ZE, com cifras totalmente otimistas para com o NG e as mais pessimistas para com o Rafale… penso eu. Se falou em 9 mil Euros o custo hora do Rafale, isso daria hoje em torno de 13mil dólares a hora voo do Rafale… baseando-se nisso os F5-M custariam 1.300 dólares a hora… Estamos esperando o que para comprar mais uns 100 F-5, já que o negócio é custo para manter?… Read more »

grifo

Francisco AMX, tem militar da reserva trabalhando para todos os três concorrentes. Trabalho aliás bastante público.Nenhum deles no entanto tem qualquer poder de decisão.

Já que você entrou na seara dos “interesses pessoais”, já se questionou sobre os interesses pessoais dos que realmente decidem? Por exemplo, o lobista-mor da Dassault no Brasil, Nelson Jobim, teria quais interesses pessoais?

Fernando "Nunão" De Martini

Francisco, clique no link do texto. São os dados de 2006, de matéria anterior do blog.

Quanto a “Vcs tão parecendo o ZE, com cifras totalmente otimistas para com o NG e as mais pessimistas para com o Rafale… penso eu.”, não citamos cifras do NG na matéria, e procuramos ficar fora da “torcida” que permeia os comentários.

Saudações!

Felipe Cps

Chicão AMX: Digo pra vc o que falei pro Giorda noutro post: Que “acordo estratégico”? Cadê ele? O que ele promete? Já foi assinado pela Mulla? Já saiu no Diário Oficial? O Senado Federal já chancelou? O que nos dará? Brasil e França vão unir suas FFAAs numa nova “OTAS” para prover defesa ao hemisfério sul? França vai transferir tecno de artefatos nucleares? O que diz o tal acordo? NUM TEM ACORDO NENHUM PARCEIRO! O que tem é o Brasil comprando tecnologia francesa de segunda categoria (subs e helis), e pagando MUUUUUITO caro por esta. O resto entra pra conta… Read more »

Alexandre Galante

Francisco, os dados que temos foram obtidos em documentos do Governo francês de 2006, comparando com o custo da hora de voo do F-5 divulgado pelo EMAER.

Mais detalhes aqui:

http://www.aereo.jor.br/2009/12/31/quanto-custara-o-rafale-para-o-contribuinte-brasileiro/

Nós gostaríamos muito que a FAB tivesse orçamento no nível do Armeé de l’Air, mas não é o caso, infelizmente.

Se o Lula comprar os Rafales, que ele dê garantias orçamentárias para isso. Mas se o PT não tiver continuidade no GF, nada é garantido.

Francisco AMX

Nunão, mas o que importa não é o hoje?

Abraço!

Taz Miranda

Teve um comentário do Francisco AMX (em um outro post) em que ele descrevia a situação dentro de uma base aérea brasileira e ele não pode ser mais feliz… Um monte de gente, a maioria fazendo limpeza, capinando e pintando as cercas, os específicos chateados e alguns manutencistas fazendo das tripas coração.
Outro post falava dos velhos mísseis… Isso quando eles aparecem…
A muito tempo já se falava no Gripen por ele ser mais barato e a gran verdade é essa, preço.

Soldier

É… Vamos aguardar. Não vai ter jeito. O resto, são apenas conjecturas e “achismos”. Más considero a opinião do Blog extremamente relevante principalmente a respeito da penúria de nossas Forças Armadas. Até hoje não houve, após a “re-democratização do país” um governo sério que tratasse o assunto DEFESA/ESTRATÉGIA com competência e lucidez. E ainda TODOS os governos eleitos teima em colocar o Brasil no acento do Conselho de Segurança das ONU. Desse jeito, tratando nossas FFAA’s assim será que temos condições REAIS e de direito de reinvidicar tal coisa perante as maiores potências globais? Na minha sincera opinião: NÃO. Temos… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

Francisco, há dados comparáveis de 2006 e metas sucessivas para baixá-lo, como pode-se ver no link. De qualquer forma, poderíamos ficar discutindo horas esse ponto específico, sem convencer-nos mutuamente – o que não é meu objetivo, de qualquer forma (convencer alguém).

Robson Br

Estão todos discutindo à toa.
pode aparecer muita surpresa no final, principalmente no preço do Rafale.

Fica todo muito falando que o gripem é melhor pelo preço e o rafale aparece com o preço lá embaixo, vai ficar como o governo gosta. E os gripeiros com a cara atrás da porta…..

Pode até ser manobra do lula.

Francisco AMX

Felipe, não sei nada sobre Odebrcht, posso supor e concordar contigo mas não coloque frases na minha boca, já tenho problemas demais! rsrsrsr, veja que o que falo são suposições minhas, nunca digo que é verdade, são “popóteses” e tu sabe que concordo contigo em muitas delas… mas sei que algumas destas se não são necessárias, são vitais para alguma coisa andar neste país! Porém aqui se fala muito dos pecados dos políticos, e esquecem dos dos militares e das empresas envolvidas no trampo! eu procuro dar um equilíbrio ao negócio! pois para falar mau do governo já tem bastante… Read more »

Berkut

Galante e Nunão, De que adianta ficarmos debruçados numa situção (de precariedade)da FAB? Há em curso uma obvia decissão politica de mudar cara do país… pela lógica do artigo, qual será o futuro da FAB? não há o que se planejar então!… vamos de F-5 que é mais barato… Sou Otimista por natureza, por isso acho que daqui pra frente vamos ter mais e melhores vetores na FAB e não faltará verba nem pra gripen nem pra rafale. Porém, concordo com o conceito(entrelinhas) de que GRipen é a melhor opção, mas não pela questão do preço, mas justemnte pelo fato… Read more »

M1

Muito bom!!!!

Tinham que entregar esse texto pro LULA!

Mas será que ele conseguirá ler e entender?

M1

50 milhões de EUROS com desconto!!! Tem gente que fala disso como se fosse um bocado de moédas de um centavo.

Francisco AMX

“Francisco AMX, tem militar da reserva trabalhando para todos os três concorrentes. Trabalho aliás bastante público.Nenhum deles no entanto tem qualquer poder de decisão.” Grifo, mas parece que quem tá atuando de verdade são os da SAAB…pelo menos agora… e parece que foram os que prevaleceram… pois a EMBRAER já deixou vazar que quer o NG… deve ser pq ela quer o melhor para a FAB… quem sabe? eu não acredito! tu acredita? rsrsrss Sobre o GF e seus hipotéticos esquemas, já discuti e dei alguma razão ao Felipe tempos atrás, e desconfio sim, até com maior temor, porém eu… Read more »

Felipe Cps

Chicão AMX: Os franceses estariam esperando o que broe? A reeleição da Mulla? A eleição do Dilmão Metralha? Ou que o Brasil ceda um pedaço do Nordeste pro Sarkoza fundar uma nova colônia francesa na AS? Brother: NÃO EXISTE ACORDO ALGUM! Até porque os acordos internacionais assinados pela Chefia de Estado devem necessariamente passar pelo nihil obstat do Senado Federal, nos termos da CRFB/88. Senão não tem valia alguma. Veja quanto tempo demorou e o pau que deu a entrada da Venefavela no Mercosul! O que temos é o Brasil comprando tecnologia francesa de segunda categoria (subs e helis), e… Read more »

Francisco AMX

M1, se o Rafale custar 50milhões de Euros ele sairá o preço do Gripen (divulgado – pois o preço do NG, quando terminado custará 300 milhões a unidade, escreve aí) que é de 75 milhões de dolares! se for isso o rafale não só será o mais barato dos 3 como comprovará ser o melhor negócio! porém eu não acredito nisso! O Rafale sempre custará mais que um monoreator, menor, menos capaz como o Gripen…

Sds!

fernando

nao entendo, pois se a venezuela tem su 30mk, o brasil tem que comprar um inferior,nao, acho que tem que comprar e o rafale mesmo!!
temos que mostrar que somos potencia para ter respeito,imagina se comprar mos gripen, sera que esse aviao e pareo para os sukoi de hugo chaves???com os rafales o brasil ficaria mais servido.

El  Carajlo

Sabem por que nada da certo no Brasil?

Porque política é terceirizada!!!

Um falar para o outro, que leva um cronograma para o outro, que convence o outro a falar com o outro, para esse outro mandar la pro congresso para ser votado, para mandar para o Vaticano e pedir para o Papa abençoar o candidato a quilo, para que se vote e estabeleça quilo.

É é assim que se dá. Ninguém sabe exatamente de nada.

Francisco AMX

Tá bom Felipe, mas eu não acho que seja tão simples… há vários casos de namoro… justamente por isso, talvez a França quer saber se esta relação é política de estado nossa ou de governo! já pensou eles começarem a nos repassar tudo que lhes custou demais em grana e tempo, para depois assumir outro governo, de opisição talvez, e dar uma de esperto para cima deles.. eles estão espiados sim, com asiáticos e americanos principalmente, além de Israel… mas é pensamento meu…

abraço!

M1

Pois é…. isso eu sei, por isso eu coloquei com desconto. Não creio que haverá esse desconto, é só falácia esse preço.

Sinceramente, to muito decepcionado com isso tudo.

Como [Felipe Cps] disse, ai tem coisa, não interessa a estratégia nacional. Sempre foi assim… não é agora que vai ser diferente.

POrque a decisão no 7 de setembro sem consultar a FAB?

Ai tem…. ai tem….

Antonio M

“…nao entendo, pois se a venezuela tem su 30mk, o brasil tem que comprar um inferior,…”

Preço do barril de petróleo:
1998 – US$10,00
2009 – US$100,00

Se o preço do petróleo voltar aos patamares da década de 90, Hugo Chaves vai ter que estacionar suas aquisições militares nos páteos das bases aéreas, navais e quartéis venezuelanas com placa de “Vende-se”.

E na Venezuela falta água tratada e no começo de 2010 já entrou o racionamento de energia elétrica até para empresas.

Mas, eles tem SU30 ……

Francisco AMX

Acho que o Blog deve fazer um post sobre modernização dos F-5M… como por exemplo um estudo para que ele possa levar 4 mísseis BVR e a integração de novos modelos, como o AMRAM C-7 e o Meteor… rsrsrs pois parece que esse é o ideal da FAB.

Gunsalmo

Se tivesse sido feita uma licitação, o Gripen seria o escolhido, pois atende os requisitos da FAB (TT inclusive) e é o mais barato. Mas um dos pontos da END é justamente a dispensa de licitação para equipamentos militares, com a justificativa de comprar um equipamento que atenda melhor as forças armadas mesmo que um pouco mais caro. O que estamos vendo, no entanto, é a deturpação dessa iniciativa a fim de beneficiar aliados do Lula (Odebrecht, Governo Francês, etc), comprando equipamentos que não são apontados como os mais adequados pelos especialistas e por preços absurdamente mais caros, com a… Read more »

weps

É tudo uma grande palhaçada! Eu que trabalho no ramo e acompanho demais esse assunto tenho visto de tudo. Problema é país que não tem dinheiro não pode ficar andando de limosine! Não pode comprar um carrão espera um pouco anda de carro mais barato depois compra outro! Sabemos bem que toda a tecnologia absorvida do AMX foi usada pela EMBRAER no projeto do 170/190 que hoje ainda faz muito sucesso ai fora e está fazendo aqui dentro (quem já andou de AZUL sabe o que eu falo e eu conheço bem esse avião em todos os sentidos). Parabéns ao… Read more »

Ivan

Felipe, Por favor, amigo, cuidado para não por a perder seus argumentos pelo entusiasmo da conversa. A tecnologia dos Submarinos franceses não são de segunda, na verdade os convencionais são tão bons quanto os novos alemães, russos ou suecos. Quanto a tecnologia do Sub Nuclear não dá nem para comparar, pois este só eles estam dispostos a nos oferecer. Vamos criticar o que for ruim ou danoso, mas nunca o que é bom, construtivo ou de qualidade, sob pena de perder a consistência da própria crítica. Desculpe o atrevimento, mas acredito que estou contribuindo, ao menos é esta a minha… Read more »

Francisco AMX

Amigos, as FAs tem culpa sim de seu orçamento ser devorado pelos salários, pensões etc etc… prova disso é que eles continuam a inflar as instituições, aumentando um efetivo que já é absurdo pela equipagem que tem, temos mais oficiais graduados, proporcionalmente, do que as Forças Americanas! este negócio de sugar o estado não é só do funcionalismo civil não! tem muito cacique e muito índio mesmo! MAS MUITO MAIS CACIQUE! poh se não tem dinheiro enxuga! pra que tanto milico se não vão servir para nada! posi não há equipamento nem comida para tantos! o treinamento é precário para… Read more »

Ronaldo

Eu concordo com o Francisco AMX, os franceses devem estar so analisando como essa história esta se desenvolvendo no Brasil, afinal o Brasil DESEJA adquirir de mão beijada o que lhes custou muito para adquir, os caras gastam milhões de euros e fazem papel ate de chupa cabras na Red Flag pra melhorar seus sistemas e ainda tem quer ouvir ladainha de brasileiros, a “NAÇÃO DO FUTURO”, por causa de custos pelo repasse de tecnologia e vetores.

Dalton

Francisco… há um consenso de que a França não irá repassar tecnologia nuclear para nosso futuro submarino e sim, irá ajudar na construção do casco, portanto, não teremos uma cópia dos futuros submarinos franceses da classe Suffren e sim algo inferior, o que é normal já que será o pioneiro. Um detalhe: as turbinas terão tecnologia americana, GE. Teremos talvez um escorpene aumentado, algo que os proprios alemães também forneceriam. Claro, os franceses tem mais experiencia com submarinos nucleares…mas, os americanos também não tinham experiencia antes de comissionar o USS nautilus em 1954. No mais, acho que há uma sobrevalorização… Read more »

Ivan

Chicão, ” Acho que o Blog deve fazer um post sobre modernização dos F-5M… como por exemplo um estudo para que ele possa levar 4 mísseis BVR e a integração de novos modelos, como o AMRAM C-7 e o Meteor… rsrsrs pois parece que esse é o ideal da FAB.” Amigo, tenha calma, tenho escrito desde o primeiro momento desta tempestade de notícias que NADA está resolvido e TUDO pode acontecer (inclusive NADA). De qualquer forma, já que vc falou em reformar os F-5M, acho melhor negócio ‘pegar’ uns 60 F-16 ‘usadões’, reformar na Embraer com expertise a de Israel,… Read more »

Francisco AMX

“Sabemos bem que toda a tecnologia absorvida do AMX foi usada pela EMBRAER no projeto do 170/190 que hoje ainda faz muito sucesso ai fora e está fazendo aqui dentro (quem já andou de AZUL sabe o que eu falo e eu conheço bem esse avião em todos os sentidos).” Disse tudo meu amigo! a EMBRAER projetou um AMXII com o que aprendeu? não! projetou aviões civis, que atendem seus interesses comerciais! já que tu trabalha no ramo, sabe o que sobrou para a FAB, um avião nascido obsoleto, com motorização fraca, sem radar, sem capacidade de lançar armas guiadas…… Read more »

El  Carajlo

Vou por nesse post, errei, galante discupa!

Cade o Thierry???
Essa ele tem que ler.
A Dassault errou ao negociar com o governo de sarkozy, agora todo mundo vai querer pexinchar o preço do Rafale (igual o Brasil fez). A Dassalt terá vender baratinho como ofereceu ao Brasil, ou os outros países vão ficar enchendo a paciência para abaixar o preço.
Dassalt ja estava ruim, agora o Brasil realmente acelerou a falência dela.
Brasil sil sil sil sil sil sil sil (com mais eco de que nunca 🙂 )

Francisco AMX

Ivan, mas o F-16 custa 7/8 mil a hora vôo! e a FAB não decola direito F-5M, pelo que dizem, eu moro pero da BAC, e vejo movimento diário de F-5M… então se é por preço vamos de F-5M mesmo! rsrsrsrs

Abração bro!

Wolfpack

Sim, concordo em número gênero e grau com o artigo. No entanto devemos nos perguntar: 1- FFAA têm o terceiro maior orçamento da União. O problema está realmente em contingenciamentos (que palavra longa) dos recursos ou na sua forma de aplicação? Onde entra os pensionistas e reservistas e a folha de pgto. das três Forças? O Artigo exime de criticas as FFAA e deixa somente para o Poder Civil a culpa pela situação; 2- Se o FX2 se pautou pelo custo operacional e custo de aquisição de um projeto. Qual a razão da exsistência de um FX2 se a FAB… Read more »

Wolfpack

4.000 a hora de um Gripen NG, não cobre nem o combustível, parem para pensar um pouco. Olhem o que a África do Sul opera e qual o custo hora por lá.

Rodrigo Marques

Concordo com o texto, mesmo sendo um “torcedor” do RAFALE. Se a realidade das FA’S é falta de munição, combustível, uniforme, rancho, etc. o correto é ir no aparentemente mais barato de operar. E acho que a aposta da FAB é no sentido de haver uma mudança no próximo governo também. E falo do Serra ( meu candidato), A dilma terrorista, por mais que tenha tomado “uns choques” nos porões da ditadura, manteria a política do PT. Não acredito em revanchismo da parte dela no aspecto do reaparelhamento militar do país via END. E falando na END, que é de… Read more »

MOKITI

Gente olha essa matéria:

Comandante da Aeronáutica afirma que FAB não apontará favorito.

Não se leva o que O estão escreve,mas temos que agradecer ao Estadão seu tiro saiu pela culatra,o rafale vais ser reduzino no preço.

Gunsalmo

Tenho lido muitos comentários justificando a escolha do Rafale baseada na ajuda que a França está prometendo nos dar com o sub nuclear. Essa ajuda realmente é importante, mas pode vir a ser inútil caso os contingenciamentos da marinha continuem. Acho mesmo que a França (conhecendo a falta de continuidade dos projetos militares dos governos da AL) está apostando nisso mesmo. Torço para estar enganado, mas mesmo que o subnuc se concretize num futuro muito distante já terá sido mais do que pago pela quantia que foi acordada. Se a França queria atrelar um projeto ao outro, que colocasse uma… Read more »

Antonio M

“…a EMBRAER projetou um AMXII com o que aprendeu? …” Para quê? A tempos que empresas isoladamente não bancam o desenvolvimento de um caça sozinhas. Até os EUA nos novos projetos estão em consórcios. Talvez essa tenha sido a grande lição com o AMX. E parem falar mal do “rapaz”, está sendo modernizado na Itália e no Brasil e deu o que falar na guerra do Kosovo, fizeram um bom trabalho por lá. Se fizerem uma boa modernização, derem tempo de voô/treinamento suficiente para os pilotos e equipes de terra, será um armamento ainda muito bom e essa equação que… Read more »

Alexandre G.R.S.

Prezados, Por mais que discutamos, coloquemos nossas opiniões fato é que a decisão final é da autoridade máxima desse país: o presidente. Ainha que a FAB exponha a sua preferência que deve ser levada em conta sem duvida alguma, ela já sabia de antemão que o processo caminhava naturalmente para a escolha do Rafale. Fossem outras épocas, sua palavra teria mando, quando ainda existia o ministério da Aeronáutica. Hoje existe o comando da aeronáutica que é subordinado ao ministério da defesa presidido por um civil escolhido pelo presidente. Não sou contra a FAB. Nunca. Respeito toda a história dela, onstruida… Read more »

Reportagens especiais

‘DC-3 Affair’: o caso do avião espião sueco abatido pelos soviéticos

Por Alexandre Galante Em 13 de junho de 1952, um C-47 (versão militar do famoso DC-3) da Força Aérea Sueca,...
- Advertisement -
- Advertisement -