Home Armée de l´air Defesa aérea dos países bálticos: a vez dos Mirage franceses

Defesa aérea dos países bálticos: a vez dos Mirage franceses

365
18

Mirage 2000 C na Lituania - foto Armee de lair

Fazendo um “break” nas notícias sobre o F-X2 no Blog, vale a pena conferir um pouco do que acontece no resto do mundo, ainda que não seja um asssunto tão “quente”. De fato, pela foto acima, percebe-se que de quente mesmo só a exaustão em PC da turbina do Mirage 2000 C, do Esquadrão 1 / 12 “Cambresis” do Armée de l´air (Força Aérea Francesa), decolando no frio da base de Siaulaï, na Lituânia.

Trata-se da operação Air Baltic 2010, de defesa  e garantia da segurança da aviação civil no espaço aéreo dos países bálticos da Base Aérea de Cambrai são implantados para garantir a segurança da aviação civil no espaço aéreo dos países bálticos (Estônia, Letônia, e Lituânia), em alertas 24/7 (24 horas por dia, 7 dias por semana). Trata-se da segunda vez que o Armée de l´air é destacado para a operação (a primeira foi no período de abril a julho de 2007).  Desde 2004 a OTAN se incumbe da defesa aérea dos países bálticos (veja os links abaixo para mais detalhes, referentes também a Forças Aéreas de outros países que já se revezaram na missão).

Nesse novo turno de quatro meses do Armée de l´air, destacam-se as dificuldades climáticas do inverno, bastante rigoroso nessa virada de ano no Norte da Europa.  Condições extremas que também estavam sendo enfrentadas pelos F-4 Phantom ICE da Luftwaffe (Força Aérea) alemã, que cumpriam a missão até serem rendidos pelos Mirage 2000 C franceses, provenientes da Base Aérea de Cambrai.

F-4 Phantom alemao na Lituania - foto Armee de lair

FONTE / FOTOS: Armée de l´air (Força Aérea Francesa)

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
André Castro
André Castro
10 anos atrás

Um off-topic Sempre surge um assunto sobre as turbinas americas (gripen , F-18) vi uma noticia interessante hoje. Completando 90 anos no Brasil, a americana GE anunciou nesta quarta-feira US$ 120 milhões em investimentos nas suas quatro fábricas no país. Desse total, US$ 35 milhões serão aplicados na implantação de uma linha de produção de turbinas de avião na Celma, em Petrópolis (RJ), projeto que deverá gerar 300 empregos diretos na região. Atualmente, a unidade dedica-se apenas à manutenção e montagem de propulsores. Macaé, que abriga uma unidade da Vetco Grey, subsidiária da GE que produz equipamento para a exploração… Read more »

cinquini
cinquini
10 anos atrás

André Castro,

Apesar da FAB dar manutenção em todo motor do F-5E/F(M) [GE J85-GE-21B], a Celma participa da manutenção deles também, além de que as turbinas GE equipam os Learjet da FAB e Civis, além de vários outros modelos de aeronaves civis brasileiras e estrangeiras que por aqui passam. O mercado brasileiro é bastante interessante pra GE.

Abração

ZE
ZE
10 anos atrás

Isso sai no espaço de comentário do O Globo. Perdão, mas não pude resistir.

Pq o “avião” francês é mais caro:

Canopy.……………: Dior
Assento Ejetável.: Vuitton
Traje anti-G……:Gaultier
Aileron……………..: Cardin
Canard………………:Hermès

Xô cafonice !!!!

BIn
BIn
10 anos atrás

Uma barreira contra as garras de Moscou.

tyrion
tyrion
10 anos atrás

TAI faz tempo que o blog vem noticiando a troca da guarda na defesa aerea dos paises balticos…agora me meio a pergunta, qual a bronca? eles nao possuem defesa aerea tem russo linha?

ZE
ZE
10 anos atrás

Aliás, fiquei sabendo que no relatório multicolorido imposto pelo Ministério da Defesa à FAB, o rosa-choque está fora. A cor da moda é o verde-lagarto.

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

André Castro e Cinquini:

Interessante off-topic, mormente estarmos num momento de retração da economia no mundo todo. O que é mais interessante é saber que a GE é a fabricante original das turbinas dos 2 caças melhores classificados no programa FX2, a excelente F-414.

Será que essa notícia sinaliza uma antevisão qualquer por parte da empresa?

Sds.

LBacelar
LBacelar
10 anos atrás

Putz como o Phantom é lindo….

Que pena que o F4X Wild Weasel não emplacou

Tiao
Tiao
10 anos atrás

Concordo com o LBacelar
Ainda mais com a cor da luftwaffe. Outro que ficava muito bonito era o MiG29.

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Nunão, por favor me corrija se for o caso, não eram os Typhoons da Luftwaffe que estavam realizando esta operação antes, no lugar dos F4?
Abs

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Hoje o equipamento destes paises é basicamente composto por F16, correto?

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Pto importante a ser notado, a GE tem 4 FABRICAS no Brasil!!!

cinquini
cinquini
10 anos atrás

off-topic:

Felipe CPS, eu acredito que esse investimento da GE no Brasil tenha mais a ver com os clientes que já existem do que com o FX-2, mas isso tb não quer dizer que a Boeing nao possa usar essa “cartada” pra forçar o FX 😉

Abração

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Cinquini, a Boeing e o Governo têm a faca e o queijo nas mãos agora depois desta polêmica dentro do FX2. Pode utilizar seu poder econômico (compra de A29 e futuros KC390) em pró do F18E/F.
Se vierem os AIM120 e AIM9 mais atuais e algumas JDAMs/Paveway tá de ótimo tamanho.
Mas no Governo atual existe uma turma de viés anti-americano que não vemos na sociedade.

Nunão, valeu 😛

Jacubâo
10 anos atrás

Já estão “veinho” os bichinhos (F-4F), mas continuam lindões. 🙂

Wagner
Wagner
10 anos atrás

tipo mig23