quinta-feira, maio 6, 2021

Gripen para o Brasil

IC aponta falha humana como causa da queda do Learjet 35 em São Paulo

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

learjet_pt-ovc

A queda do Learjet 35 da Real Táxi Aéreo, ocorrida em 4 de novembro de 2007, após decolagem frustrada do Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, teve como fator determinante um descuido dos pilotos Paulo Roberto Montezuma Firmino, de 39 anos, e Alberto Soares Júnior, de 24. A conclusão consta do relatório final do acidente elaborado pelo Núcleo de Engenharia do Instituto de Criminalística (IC) e anexado ao inquérito instaurado pela 4ª Delegacia Seccional. A tragédia deixou oito mortos – dois tripulantes e seis moradores de uma casa vizinha ao aeroporto.

A delegada titular da Seccional Norte, Elisabete Ferreira Sato, informou que começou a redigir o relatório do inquérito sobre o acidente e pretende conclui-lo até sexta-feira. A delegada não quis adiantar se haverá ou não indiciamento. Mas afirmou que a conclusão seguirá a mesma linha dos resultados do laudo do IC.

Assinado pelo perito Antonio Nogueira Neto, o relatório confirma os indícios surgidos após a degravação das caixas-pretas do jato. Durante os preparativos para o voo entre a capital paulista e Angra dos Reis (RJ), o comandante Firmino permaneceu do lado de fora da aeronave, transmitindo orientações via rádio. Enquanto isso, o copiloto Soares Júnior realizava sozinho os procedimentos de cabine. Não há registros de que os pilotos tenham feito a leitura do check list da aeronave, obrigatória antes da decolagem.

Somente durante a corrida do jato na pista, já em alta velocidade, é que o comandante suspeitou que havia algum problema. O Learjet puxava forte para a direita. Assim que as rodas saíram do chão, Firmino se deu conta de que a assimetria era provocada por um desbalanceamento de combustível.

O modelo 35 da Learjet tem cinco tanques – um em cada ponta das asas, um dentro de cada asa e na “barriga” do avião. Como o abastecimento é feito pelas pontas das asas, deve-se acionar as bombas que transferem o combustível para os demais reservatórios para corrigir um eventual desbalanceamento. Entretanto, acredita-se que o copiloto, ainda em fase de instrução, tenha acionado o sistema sem que houvesse problema. Para piorar, o jato não tem alarmes que indiquem o desbalanceamento – daí a importância do check list.

Os peritos estimam que, durante os três minutos em que as bombas ficaram ligadas, 240 libras (108 quilos) de querosene tenham sido transferidas da asa esquerda para a direita. Como ela já estava cheia, o excedente foi parar no reservatório da ponta da asa direita, o que deslocou o centro de gravidade do avião. Tudo indica que o jato tenha decolado com o tanque da asa direita com metade de sua capacidade, os tanques das asas cheios e o reservatório da asa esquerda com menos de 200 libras (90 quilos).

Ao perceber que a assimetria estava relacionada ao desbalanceamento, o comandante pediu ao copiloto que corrigisse o problema. Não houve tempo: o Learjet caiu sobre casas, segundos após a decolagem.

O advogado das seis vítimas, Romildo Rodrigues de Souza, disse que o pedido de indenização ainda tramita na Justiça. A empresa de táxi aéreo já paga pensão mensal à única sobrevivente, Cláudia de Lima Fernandes, mas a defesa pediu revisão dos valores.

FONTE: Estadão.com

FOTO: AIRFLN

- Advertisement -

18 Comments

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leigo - BR7

Na eminencia da morte o co-piloto que estava em fase de instrução entrou em panico. Inclusive era ele que pilotava a aeronave.

E cortaram alguns pedaços da gravação na caixa preta, como o alerta da torre de controle e os palavrões.

Muito triste isso …

ViniciusModolo

Cara essa gravação é muito pesada. Não foi legal ouvir isso, não mesmo. Vou ifcar mal o dia todo agora!!!! não to brincando.

não tinha como compensar com o leme e aileron o peso extra e ao mesmo tempo acionar as bombas para mandar o combustivel pra outra asa?

ViniciusModolo

Sentando a Pua, vamos com calma tbm. O cara tinha 24 anos, eu tenho 21 e nunca sonharia daqui a tres anos ter um lear na mão. Tenho amigos aqui em Uberlândia que estão fazendo Ciencias Aeronatuticas e já são checados em PP, um deles esta até trabalhando já e o cara tem 22. Não creio que ele tenha todo conhecimento pra isso. Esses taxi aéreos pegam muita gente mirim e os pilotos deixam as coisas na mão deles. Deu no que deu. Mas se ele é frutinha ou não…quando vc ve q vai morrer vc grita até mamãe. to… Read more »

Marcos Pesado

Se eu não estou enganado – o que é muito comum – me parece que há uma convenção internacional proibindo a reprodução do áudio das “caixas pretas” em casos de acidente. A reprodução em horário nobre de tais conversas é um desrespeito às vítimas e um deserviço à segurança de voo.

SDS

Andre Luiz

Nao é por nada nao, mas achei a divulgaçao das gravaçoes algo de extremo mal gosto, imaginei na hora os familiares ouvindo isso

Leigo - BR7

Como eu falei … o Co-piloto ainda estava em instrução … talvez pela pouca experiencia é que ele tenha entrando em panico. Volto a lembrar também que o controle do avião estava na mão do Co-piloto.

Eu também fiquei meio balançado pela gravação, e meio chocante.

João Curitiba

Senhores Eu tenho um filho de 25 anos que daqui a um mês estará pilotando os jatos da Azul. Ele já tem quase 2 000 horas de vôo. Começou como instrutor de vôo e ultimamente operava King Air 350 como co-piloto. Neste King Air, o piloto deixava para ele todas as providências, inclusive o lanche (eh eh eh). Os pilotos fazem isso para que os co-pilotos peguem experiência. Já viajou para o Norte do País, Argentina e Chile, entre outros destinos. Conhece quase todos os principais aeroportos do Brasil e também muitos do interior. Claro que cabe ao piloto a… Read more »

Leandro

Para: Sentando a Pua

Kd a sua educação com as familias? Esqueceu na maternidade?
Pense antes de falar uma besteira como essa. Quem vai voar no inferno pode ser vc isso sim.
Anta!

[…] Foram 102 mil pousos e decolagens em 2008, incluindo aviões e helicópteros. Em novembro de 2007, a queda de um jato Legacy (*) sobre casas da região deixou oito mortos, contribuindo para a percepção de que o aeroporto […]

Leigo - BR7

Na eminencia da morte o co-piloto que estava em fase de instrução entrou em panico. Inclusive era ele que pilotava a aeronave.

E cortaram alguns pedaços da gravação na caixa preta, como o alerta da torre de controle e os palavrões.

Muito triste isso …

ViniciusModolo

Cara essa gravação é muito pesada. Não foi legal ouvir isso, não mesmo. Vou ifcar mal o dia todo agora!!!! não to brincando.

não tinha como compensar com o leme e aileron o peso extra e ao mesmo tempo acionar as bombas para mandar o combustivel pra outra asa?

ViniciusModolo

Sentando a Pua, vamos com calma tbm. O cara tinha 24 anos, eu tenho 21 e nunca sonharia daqui a tres anos ter um lear na mão. Tenho amigos aqui em Uberlândia que estão fazendo Ciencias Aeronatuticas e já são checados em PP, um deles esta até trabalhando já e o cara tem 22. Não creio que ele tenha todo conhecimento pra isso. Esses taxi aéreos pegam muita gente mirim e os pilotos deixam as coisas na mão deles. Deu no que deu. Mas se ele é frutinha ou não…quando vc ve q vai morrer vc grita até mamãe. to… Read more »

Marcos Pesado

Se eu não estou enganado – o que é muito comum – me parece que há uma convenção internacional proibindo a reprodução do áudio das “caixas pretas” em casos de acidente. A reprodução em horário nobre de tais conversas é um desrespeito às vítimas e um deserviço à segurança de voo.

SDS

Andre Luiz

Nao é por nada nao, mas achei a divulgaçao das gravaçoes algo de extremo mal gosto, imaginei na hora os familiares ouvindo isso

Leigo - BR7

Como eu falei … o Co-piloto ainda estava em instrução … talvez pela pouca experiencia é que ele tenha entrando em panico. Volto a lembrar também que o controle do avião estava na mão do Co-piloto.

Eu também fiquei meio balançado pela gravação, e meio chocante.

João Curitiba

Senhores Eu tenho um filho de 25 anos que daqui a um mês estará pilotando os jatos da Azul. Ele já tem quase 2 000 horas de vôo. Começou como instrutor de vôo e ultimamente operava King Air 350 como co-piloto. Neste King Air, o piloto deixava para ele todas as providências, inclusive o lanche (eh eh eh). Os pilotos fazem isso para que os co-pilotos peguem experiência. Já viajou para o Norte do País, Argentina e Chile, entre outros destinos. Conhece quase todos os principais aeroportos do Brasil e também muitos do interior. Claro que cabe ao piloto a… Read more »

Leandro

Para: Sentando a Pua

Kd a sua educação com as familias? Esqueceu na maternidade?
Pense antes de falar uma besteira como essa. Quem vai voar no inferno pode ser vc isso sim.
Anta!

[…] Foram 102 mil pousos e decolagens em 2008, incluindo aviões e helicópteros. Em novembro de 2007, a queda de um jato Legacy (*) sobre casas da região deixou oito mortos, contribuindo para a percepção de que o aeroporto […]

Reportagens especiais

Poder Aéreo no Fort Worth Alliance Air Show 2015

Em setembro participamos do Fort Worth Alliance Air Show 2015, realizado no aeroporto Worth Alliance em Fort Worth, no Texas. Este show aéreo...
- Advertisement -
- Advertisement -