terça-feira, junho 15, 2021

Gripen para o Brasil

Phenom 100 recebe certificação europeia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

phenom100-foto-embraer

O jato executivo Phenom 100, da categoria entry level, recebeu hoje o Certificado de Tipo da European Aviation Safety Agency (EASA), autoridade de aviação civil da Europa, para operações diurnas e noturnas – Regras de Vôo Visual (Visual Flight Rules – VFR) e Regras de Vôo por Instrumentos (Instrument Flight Rules – IFR), com distância de separação vertical mínima (Reduced Vertical Separation Minimum RVSM) e em condições pré-determinadas de gelo.

A aeronave também foi certificada, em dezembro do ano passado, pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e pela Federal Aviation Administration (FAA), autoridades de aviação civil do Brasil e dos Estados Unidos. “Estamos honrados em receber a certificação do Phenom 100 pela EASA conforme planejado, o que confirma que a aeronave cumpriu ou ultrapassou todas as especificações originais e abre caminho para as primeiras entregas na União Européia”, disse Maurício Almeida Filho,diretor de Programas da Embraer – Aviação Executiva. “A Embraer está comprometida em oferecer produtos de qualidade para o mercado de jatos executivos, fornecendo a eles certificação completa e suporte técnico e de manutenção.”

cerimonia-certificacao-europeia-phenon-100-foto-embraer

“O Phenom 100 é o primeiro jato executivo em sua categoria onde todo o processo de certificação foi realizado sob a responsabilidade da EASA. A aviação é um negócio internacional e este projeto provou mais uma vez que nosso objetivo comum é aumentar a segurança. Agradecemos à ANAC e à Embraer pelo entusiasmo e precisão”, disse o Dr. Norbert Lohl, Diretor de Certificação da EASA.

Algumas das características de projeto da aeronave que ultrapassaram as metas previstas incluem velocidade máxima de cruzeiro de 390 nós (True Air Speed – TAS), 10 nós mais rápido que o prometido, e consumo de combustível até 3,6% menor que o estimado inicialmente. Os níveis de ruído externo registraram margem de 33 EPNdB (Effective Perceived Noise in Decibels ou ruído efetivo percebido em decibéis) quando comparados com os requisitos do Estágio IV estabelecidos pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI). O maior intervalo entre manutenções programadas – 600 horas de vôo ou 12 meses – dá ao Phenom 100 uma grande vantagem sobre os concorrentes, resultando em apenas cinco paradas para manutenção programada em cinco anos. O desempenho de decolagem e subida também é melhor que o esperado. O compartimento de bagagem, que já era o maior da categoria, ganhou mais 227 litros de volume (8 pés cúbicos), passando de 1.274 litros (45 pés cúbicos) para 1.501 litros (53 pés cúbicos).

Jato executivo Phenom 100 – Conforto superior, desempenho excepcional e baixos custos de operação são requisitos imprescindíveis no projeto do jato Phenom 100, o melhor da sua classe. A aeronave oferece aos pilotos e passageiros conforto e estilo sem paralelo em sua categoria. Desenvolvida em parceria com a BMW Group Designworks USA, a sensação de ambiente agradável e relaxante é ainda enfatizada pelas amplas janelas e a comodidade proporcionada pela maior cabine em sua classe.

A funcionalidade da cabine de pilotagem e as qualidades de vôo da nova aeronave permitem a operação por apenas um piloto. Empregando a experiência em projeto e engenharia da Embraer, o jato Phenom 100 foi concebido para alta utilização e disponibilidade. Para segurança e confiabilidade adicionais, o jato oferece um sistema brake-by-wire com a funcionalidade antiderrapante na configuração padrão.

phenom-100-construcao-prototipo-foto-embraer

O Phenom 100 foi lançado pela Embraer em 2005 e é o jato executivo mais confortável da categoria entry level, acomodando quatro passageiros na configuração executiva típica (club seat configuration). O compartimento de bagagem traseiro tem capacidade total de 1.501 litros (53 pés cúbicos), volume suficiente para transportar malas e equipamentos de golfe e esqui. Espaço adicional para armazenamento na parte dianteira da aeronave e armários internos oferecem até 453 litros (16 pés cúbicos) extras, elevando a capacidade total do jato ara 2.010 litros (71 pés cúbicos).

Baseado no sistema de aviônica da Garmin, que é completamente integrado e totalmente digital, a cabine de comando Prodigy® oferece aos operadores dos jatos Phenom mais vantagens que qualquer outro conjunto de aviônica atualmente no mercado. A cabine de pilotagem dispõe de três monitores intercambiáveis de 12 polegadas, sendo dois Monitores Primários de Vôo (Primary Flight Displays – PFD) e um Monitor de Função Múltipla (Multi- Function Display – MFD). O sistema integra todas as informações primárias de vôo, navegação, comunicação, topologia, tráfego, meteorologia, instrumentação dos motores e sistemas de alerta à tripulação, e apresenta a informação consolidada nas três telas coloridas de alto brilho e alta definição, que são plenamente legíveis à luz do sol.

Dois motores PW617F-E da Pratt & Whitney Canada com 1.695 libras de empuxo cada equipam o jato. O alcance com quatro ocupantes é de 1.178 milhas náuticas (2.182 km ou 1.356 milhas) com reservas NBAA IFR (35 minutos de espera e alternativa de 100 milhas náuticas). A aeronave tem capacidade de voar a 12.497 metros (41 mil pés), atingidos em subidas diretas, mesmo com peso máximo. Além disso, o Phenom 100 foi projetado para decolagens e pousos em pistas curtas e para voar à velocidade máxima de Mach 0,70, ou 390 nós (True Air Speed – TAS). Estas características permitem aos clientes voar sem escalas de São Paulo a Buenos Aires, Argentina; de Recife a Brasília; de Buenos Aires ao Rio de Janeiro; ou de Caracas, Venezuela, a Manaus.

phenom-100-interior-foto-embraer

O jato recebeu o IF Award, na Alemanha, como melhor produto, em 2006, e melhor interior, em 2007, bem como o Good Design Award, na China, pelo melhor projeto, em 2006. Em maio de 2008, os editores da revista norte-americana Robb Report elegeram o Phenom 100 o melhor dos melhores jatos executivos (Best of the Best Business Jet). Nas condições econômicas de janeiro de 2009, o Phenom 100, na configuração básica, tem preço de US$ 3,6 milhões para certificação FAA (Estados Unidos), US$ 3,65 milhões para certificação ANAC (Brasil) e US$ 3,68 milhões para a certificação EASA (União Européia). | www.EmbraerExecutiveJets.com.

FONTE e FOTO: Embraer

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Robson Br

O Caminho é esse mesmo. Entrar em um mercado que tem demanda e onde a Embraer é forte. Vai ser assim também com o Phenom 300. Na área militar o acerto com super tucano foi grande. onde pode chegar a mais de 700 unidades. Temos certeza que o KC390 terá a mesma carreira vitoriosa. Será uma plataforma de transporte, reabastecimento e também de reconhecimento.

Leandro Mello

Eu não tenho nem palavras para descrever o excelente trabalho da Embraer. Até pq a a Embraer é terceira maior empresa áerea do mundo. Bem e se depender do KC390, a Embraer vai começar a seguir o caminho da Bombardier e a Boing, no que diz respeito a jatos comerciais de grande porte.

RJ

Bela foto a primeira! O pôr do sol está disfarçando as fences…

kaleu

Bombardier ??? Grande porte ??? … não seria Airbus ???

Robson Br

O Caminho é esse mesmo. Entrar em um mercado que tem demanda e onde a Embraer é forte. Vai ser assim também com o Phenom 300. Na área militar o acerto com super tucano foi grande. onde pode chegar a mais de 700 unidades. Temos certeza que o KC390 terá a mesma carreira vitoriosa. Será uma plataforma de transporte, reabastecimento e também de reconhecimento.

Leandro Mello

Eu não tenho nem palavras para descrever o excelente trabalho da Embraer. Até pq a a Embraer é terceira maior empresa áerea do mundo. Bem e se depender do KC390, a Embraer vai começar a seguir o caminho da Bombardier e a Boing, no que diz respeito a jatos comerciais de grande porte.

RJ

Bela foto a primeira! O pôr do sol está disfarçando as fences…

kaleu

Bombardier ??? Grande porte ??? … não seria Airbus ???

Reportagens especiais

Na década de 80, o jato binacional AMX era destaque nas revistas aeronáuticas

O avião de ataque AMX, projeto ítalo-brasileiro produzido pelas empresas Aeritalia, Aermacchi e Embraer foi muito badalado pelas revistas...
- Advertisement -
- Advertisement -