domingo, junho 13, 2021

Gripen para o Brasil

A400M, o substituto do mito

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O “roll out” do Airbus A400M aconteceu em 26 de junho de 2008, mas o avião ainda não fez seu primeiro vôo. E pelo jeito, ele só deve voar em 2009, já que o motor que será usado na aeronave ainda não completou o número de horas requeridas para homologação num C-130 de testes.
O Airbus A400M sofreu muitos atrasos e por isso é esperado com ansiedade pelas forças aéreas de 9 países, que encomendaram 192 aeronaves para substituir os velhos Hecules C-130.
O A400M vai poder transportar até 37 toneladas de carga (o C-130J leva 19t), 116 soldados equipados ou 66 macas com 25 médicos e enfermeiros. O alcance com 30 toneladas de carga será de 4.800km, com velocidade de cruzeiro de 780km/h.

Previous articleYF-23
Next articleEADS confirma venda para o Brasil
- Advertisement -

49 Comments

Subscribe
Notify of
guest
49 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
CorsarioDF

Excelente avião cargueiro, mas pelo preço prefiro que o Brasil fabrique o C-390 da Embraer que vai nos servir muito melhor do que ele.

Rodrigo

Avião muito bonito, mas com certeza terá um preço proibitivo para muitas forças aéreas no mundo. é ai onde entra o C-390.

André

Qual o preço?

Alfredo_Araujo

Discordo com a matéria.. ao falar q o A400 é o substituto do Hercules..
Sao avioes com de faixas diferentes… o verdadeiro substituto do C130 seá o E390!!!

FALCON

Concordo c/ Andre são aviões de faixas diferentes,acho q p/ o Brasil ele seia muito caro,prefiro o IL-78,q tem maior capacidade e preço mais acessivel.ABRAÇOS.

konner

O C-390 terá nova configuração, a cauda será em “T”, e a fuselagem de maior diâmetro; gerando portanto, maior volume interno útil.

As asas, que no formato original, eram as mesmas do jato comercial Embraer 190, também foram alteradas, e deverão ser agora de um tipo totalmente novo.

Ou seja, nas linhas estrá mais próximo do A400M, e como foi dito pelo Sr.Alfredo_Araujo, se posicionando no mercado cada vez mais como o verdadeiro substituto do C130.

konner

Por favor,

Um aparte:

Aos amigos detentores do Blog Poder Aéreo,

O cabeçalho do bog ficou muito bonito, e perfeito, pois reune o que a de mais novo em aviação de caça, e a lenda da aviação de caça.

Parabéns !!

Rodrigo

Ae pessoal, dá uma passada lá no meu blog, escrevo umas asneiras lá e a opinião de conhecedores da matéria seria bem vinda.

é só clicar no “Rodrigo”

Fábio Max

O Embraer C-390 é ideal para as condições brasileiras, principalmente em se pensando que substituirá os Bandeirantes (mais de 90) em operação na FAB, isso com um ganho enorme de capacidade de carga, porque também substituirá os C-130.

O C130 deve ser substituído pelo C27 e pelo C390, será uma concorrência bonita de ver… o mercado é grande.

Igor

Legal essas hélices hein….

Vassily Zaitsev

Acho que o A-400M custara no mínimo 100 Milhões de euros, o que para nós, será proibitivo. O considero o substituto natural dos nossos Boing 707 e não dos Hércules. Para isso, o C-390 cai como uma luva.

A FAB ainda opera com 23 Hércules? Qual a disponibilidade atual do modelo? quantos estão em condições de voar?

O Governo, bem que poderia dar um presente à FAB no dia 7 de Setembro: Um segundo lote de 12 C-295, para aumentar a capacidade de transporte tático da FAB.

Não concordam????????????

konner

O grande índice de indisponibilidade do C-295, está demonstrando que a escolha não foi a correta, sobre tudo para o “TO” da região norte. Quando se faz necessário a sua operação em pistas não pavimentadas, as hélices são danificadas por pedras e outros detritos normais nesta situação e, pelo menos um teve problemas no trem de pouso que não resistiu ao impacto ao pousar naquele tipo de pista. Ao que tudo indica, possui sérias limitações para a missão a que se destina na região amazônica, mesmo tratando-se de um excelente avião de transporte, ainda continuamos sem um substituto a altura… Read more »

João-Curitiba

A demora do A400M em sair do forno, mesmo tendo toda a estrutura por trás da Airbus, nos avisa que teremos de ter paciência com o nosso C390. Ele só será realidade se as autoridades apoiarem a Embraer na fase de desenvolvimento e depois adquirindo os aparelhos. Acredito que não só as FA, mas Correios e Petrobrás também podem usar a aeronave. Aliás, os Correios já anunciaram que pretendem comprar. Se o projeto receber o devido apoio, depois poderemos ter um modelo mais alongado e até mesmo um aparelho com quatro motores.

Meirelles

Belo avião,deverá cumprir seu papel por exelência.Mas cá entre nós,também prefiro os C-390,que poderá fazer sucesso no mercado,além de termos o privilégio de ter um otimo cargueiro nacional pra substituir os veteranos C-130.
Sds.

Gilberto

Quando ví pela primeira vez a noticia que o Correio poderia comprar uns 20 C390, fiquei muito feliz, afinal, a FAB não deverá comprar mais do que 20, talvez 30 aeronaves do tipo, assim teríamos escala. Além do mais, em caso de necessidade, o Correio é uma estatal e seria fácil disponibilizar homens e máquinas para as FA, mesmo que na retaguarda. Isso sem contar com as variantes
C390AEW, C390SR e P390 substituindo os P3.

Walderson

Amigo Mauro,
vai falar que o cara não é o Mestre.
Parabéns Konner pelos comentários sempre muito lúcidos e coerentes. Quanto ao elogio ao Blog, faço minhas tb as suas palavras.

Caroa amigo Galante ( e outros que postam as notícias),
parabéns pela qualidade das fotos veículadas. São simplesmente magníficas. Para me poupar dedos na digitação, façamos uma coisa: sempre que eu postar algo, considere implícito um grande elogio às fotos e às notícias.

Um abraço a todos.

Walderson

Em tempo,

Mauro e Konner,
postei lá no EC 725 uma pequena explicação sobre a licitação. Vejam se concordam com o que coloquei. Um abraço.

Mauricio R.

Para os europeus o substituto dos C-130 e C-160 será o A-400M, devido as necessidades observadas ao suportar as operações principalmente no Afeganistão e os esforços ao socorrer as vitimas do terremoto no Paquistão.

Bosco

Senhores, tudo bem que somos a maioria leigos, mas pelo menos que sejamos leigos bem informados e com o pé no chão. O C-390 não existe. É apenas um projeto. É uma intensão de uma empresa. Que eu saiba nem o protótipo está sendo construído. E se e quando existir terá um indíce de nacionalização de no máximo de 15%. Por enquanto é apenas desenhos estilizados de computador e maquetes em feira aeronáutica. Aí aparece em matérias pagas em revistas “especializadas” como se fosse um supercargueiro para concorrer com o C-17, a carruagem do Papai Noel e com a Arca… Read more »

Bosco

Correção: “INTENÇÃO” e não “intensão”

Bosco

Andei dando um “espiada” e parece que a Embraer está prometendo o C-390 abaixo do preço do C-130J.
Se for verdade será um feito digno de nota inclusive no livro dos recordes. Eu só acredito vendo.
Como podem vender um avião mais barato que o concorrente imediato que já está na sua enésima versão, que é todo produzido no país de origem, que teve seus custos de desenvolvimento diluídos ao longo do tempo (50 anos?) e após a venda de milhares de exemplares.

Bosco

Faltou uma “?” no final da frase.

konner

Sr. Bosco,

O seu septicismo não está um pouco exagerado??

Bosco

Olá Sr. Konner,

vou tentar me controlar rss.
É que tem gente que se empolga e fica com otimismo meio exagerado.
Mas reconheço que somos todos entusiastas do assunto e toda opinião merece respeito e deve ser interpretada tendo em vista o direito dos outros, de inclusive serem otimistas exagerados.

Um forte abraço.

CorsarioDF

Excelente avião cargueiro, mas pelo preço prefiro que o Brasil fabrique o C-390 da Embraer que vai nos servir muito melhor do que ele.

Rodrigo

Avião muito bonito, mas com certeza terá um preço proibitivo para muitas forças aéreas no mundo. é ai onde entra o C-390.

André

Qual o preço?

Alfredo_Araujo

Discordo com a matéria.. ao falar q o A400 é o substituto do Hercules..
Sao avioes com de faixas diferentes… o verdadeiro substituto do C130 seá o E390!!!

FALCON

Concordo c/ Andre são aviões de faixas diferentes,acho q p/ o Brasil ele seia muito caro,prefiro o IL-78,q tem maior capacidade e preço mais acessivel.ABRAÇOS.

konner

O C-390 terá nova configuração, a cauda será em “T”, e a fuselagem de maior diâmetro; gerando portanto, maior volume interno útil.

As asas, que no formato original, eram as mesmas do jato comercial Embraer 190, também foram alteradas, e deverão ser agora de um tipo totalmente novo.

Ou seja, nas linhas estrá mais próximo do A400M, e como foi dito pelo Sr.Alfredo_Araujo, se posicionando no mercado cada vez mais como o verdadeiro substituto do C130.

konner

Por favor,

Um aparte:

Aos amigos detentores do Blog Poder Aéreo,

O cabeçalho do bog ficou muito bonito, e perfeito, pois reune o que a de mais novo em aviação de caça, e a lenda da aviação de caça.

Parabéns !!

Rodrigo

Ae pessoal, dá uma passada lá no meu blog, escrevo umas asneiras lá e a opinião de conhecedores da matéria seria bem vinda.

é só clicar no “Rodrigo”

Fábio Max

O Embraer C-390 é ideal para as condições brasileiras, principalmente em se pensando que substituirá os Bandeirantes (mais de 90) em operação na FAB, isso com um ganho enorme de capacidade de carga, porque também substituirá os C-130.

O C130 deve ser substituído pelo C27 e pelo C390, será uma concorrência bonita de ver… o mercado é grande.

Igor

Legal essas hélices hein….

Vassily Zaitsev

Acho que o A-400M custara no mínimo 100 Milhões de euros, o que para nós, será proibitivo. O considero o substituto natural dos nossos Boing 707 e não dos Hércules. Para isso, o C-390 cai como uma luva.

A FAB ainda opera com 23 Hércules? Qual a disponibilidade atual do modelo? quantos estão em condições de voar?

O Governo, bem que poderia dar um presente à FAB no dia 7 de Setembro: Um segundo lote de 12 C-295, para aumentar a capacidade de transporte tático da FAB.

Não concordam????????????

konner

O grande índice de indisponibilidade do C-295, está demonstrando que a escolha não foi a correta, sobre tudo para o “TO” da região norte. Quando se faz necessário a sua operação em pistas não pavimentadas, as hélices são danificadas por pedras e outros detritos normais nesta situação e, pelo menos um teve problemas no trem de pouso que não resistiu ao impacto ao pousar naquele tipo de pista. Ao que tudo indica, possui sérias limitações para a missão a que se destina na região amazônica, mesmo tratando-se de um excelente avião de transporte, ainda continuamos sem um substituto a altura… Read more »

João-Curitiba

A demora do A400M em sair do forno, mesmo tendo toda a estrutura por trás da Airbus, nos avisa que teremos de ter paciência com o nosso C390. Ele só será realidade se as autoridades apoiarem a Embraer na fase de desenvolvimento e depois adquirindo os aparelhos. Acredito que não só as FA, mas Correios e Petrobrás também podem usar a aeronave. Aliás, os Correios já anunciaram que pretendem comprar. Se o projeto receber o devido apoio, depois poderemos ter um modelo mais alongado e até mesmo um aparelho com quatro motores.

Meirelles

Belo avião,deverá cumprir seu papel por exelência.Mas cá entre nós,também prefiro os C-390,que poderá fazer sucesso no mercado,além de termos o privilégio de ter um otimo cargueiro nacional pra substituir os veteranos C-130.
Sds.

Gilberto

Quando ví pela primeira vez a noticia que o Correio poderia comprar uns 20 C390, fiquei muito feliz, afinal, a FAB não deverá comprar mais do que 20, talvez 30 aeronaves do tipo, assim teríamos escala. Além do mais, em caso de necessidade, o Correio é uma estatal e seria fácil disponibilizar homens e máquinas para as FA, mesmo que na retaguarda. Isso sem contar com as variantes
C390AEW, C390SR e P390 substituindo os P3.

Walderson

Amigo Mauro,
vai falar que o cara não é o Mestre.
Parabéns Konner pelos comentários sempre muito lúcidos e coerentes. Quanto ao elogio ao Blog, faço minhas tb as suas palavras.

Caroa amigo Galante ( e outros que postam as notícias),
parabéns pela qualidade das fotos veículadas. São simplesmente magníficas. Para me poupar dedos na digitação, façamos uma coisa: sempre que eu postar algo, considere implícito um grande elogio às fotos e às notícias.

Um abraço a todos.

Walderson

Em tempo,

Mauro e Konner,
postei lá no EC 725 uma pequena explicação sobre a licitação. Vejam se concordam com o que coloquei. Um abraço.

Mauricio R.

Para os europeus o substituto dos C-130 e C-160 será o A-400M, devido as necessidades observadas ao suportar as operações principalmente no Afeganistão e os esforços ao socorrer as vitimas do terremoto no Paquistão.

Bosco

Senhores, tudo bem que somos a maioria leigos, mas pelo menos que sejamos leigos bem informados e com o pé no chão. O C-390 não existe. É apenas um projeto. É uma intensão de uma empresa. Que eu saiba nem o protótipo está sendo construído. E se e quando existir terá um indíce de nacionalização de no máximo de 15%. Por enquanto é apenas desenhos estilizados de computador e maquetes em feira aeronáutica. Aí aparece em matérias pagas em revistas “especializadas” como se fosse um supercargueiro para concorrer com o C-17, a carruagem do Papai Noel e com a Arca… Read more »

Bosco

Correção: “INTENÇÃO” e não “intensão”

Bosco

Andei dando um “espiada” e parece que a Embraer está prometendo o C-390 abaixo do preço do C-130J.
Se for verdade será um feito digno de nota inclusive no livro dos recordes. Eu só acredito vendo.
Como podem vender um avião mais barato que o concorrente imediato que já está na sua enésima versão, que é todo produzido no país de origem, que teve seus custos de desenvolvimento diluídos ao longo do tempo (50 anos?) e após a venda de milhares de exemplares.

Bosco

Faltou uma “?” no final da frase.

konner

Sr. Bosco,

O seu septicismo não está um pouco exagerado??

Bosco

Olá Sr. Konner,

vou tentar me controlar rss.
É que tem gente que se empolga e fica com otimismo meio exagerado.
Mas reconheço que somos todos entusiastas do assunto e toda opinião merece respeito e deve ser interpretada tendo em vista o direito dos outros, de inclusive serem otimistas exagerados.

Um forte abraço.

Claudio Augusto Peixoto

estou tentando encontrar o desenho em 3D deste modelo A 400M para elaborar um projeto para aeromodelo radio controlado.Quem puder me enviar,desde já obrigado

Reportagens especiais

Programa AMX: da concepção à modernização

São três letras e um enorme significado para a indústria aeronáutica brasileira. O programa AMX era, naquele já longínquo...
- Advertisement -
- Advertisement -