USAF quer atualizar 841 caças F-16C/D para 13.856 horas de estrutura

USAF quer atualizar 841 caças F-16C/D para 13.856 horas de estrutura

2776
14
F-16C da USAF

A USAF aumenta o escopo da extensão de vida em serviço (SLEP) do F-16 para incluir mais horas de voo para as células e maior número de aeronaves

A Força Aérea dos EUA (USAF) vai aumentar o número de aeronaves e as horas de estrutura adicionais a serem incluídas em um programa de extensão de vida em serviço planejada (SLEP) de sua frota de aeronaves de combate Lockheed Martin F-16 Fighting Falcon.

Enquanto a Força havia declarado anteriormente que até 300 das 1.017 aeronaves dos modelos 40/42 e 50/52 C e D veriam suas horas de estrutura aumentadas das atuais 8.000 horas para 12.000 horas (um aumento equivalente a cerca de oito anos de voo operacional), um aviso publicado no site do Federal Business Opportunities (FedBizOpps) em 12 de junho diz que esses números agora devem crescer para 841 aeronaves e 13.856 horas.

“O Programa SLEP do F-16 da USAF pretende prolongar a vida de serviço estrutural atual da aeronave de 8.000 horas de voo equivalentes (EFH) até 13.856 EFH modificando e/ou reparando a estrutura crítica de vida, fractural e segurança de voo. Para adjudicar um contrato a um fornecedor que pode fabricar e/ou adquirir, montar e entregar até a quantidade máxima estimada de 841 aviões F-16 Bloco 40-52, kits de modificação SLEP modelo C/D necessários para prolongar a vida útil estrutural dessas aeronaves, de acordo com os padrões e especificações do governo definidos no pacote de dados técnicos (TDP)”, disse o aviso.

FONTE: Jane’s

14 COMMENTS

  1. Talvez a experiencia na Síria tenha revelado algo….
    ou
    Talvez seja apenas corte de gastos mesmo, no portal naval se lê a notícia sobre as O.Perry…

  2. O F-35 vai levar mais tempo para substituir o F-16. Só isso.
    Enquanto os F-35 vão chegando, dá-se um tapa nos antigos para quebrar o galho.
    Fazemos a mesma coisa aqui com os nossos F-5. Enquanto esperamos o NG, deixamos o 5 carregando o piano. A medida que eles forem sendo incorporados à FAB, os F-5 serão retirados gradativamente. Isso é lógico.
    Ainda mais numa força aérea gigante como a norte-americana. Você não muda milhares de aviões da noite para o dia. Leva tempo. Talvez décadas.
    O tempo dirá. Esperemos senhores.
    Abraços.

  3. Essa Lockheed Martin, está ganhando dinheiro de todo lado, seja no atraso ou complicação do F-35 e agora com o possível retorno do F-16 e se brincar ganham a concorrência da India.

  4. Na verdade alguns vão receber radares AESA para função de defesa do espaço aéreo principalmente contra mísseis Cruise o restante (a maioria) vai receber só uma extensão de vida útil sem modernizações

  5. Tenho a impressão que is demais usuários de F-35 vão virar cobaias.
    Dando prioridade ao MLU do F-16, os EUA podem atender aos demais associados do JSF e obter retorno de suas deficiências sem arriscar seus recursos materiais e humanos. Os outros que arrisquem.

  6. Pode-se prolongar a vida útil de uma estrutura aeronáutica ou pode-se “zerar” a vida útil dela. Tudo depende de quanto o “cliente” quer gastar. No caso, a notícia acima informa que a USAF apenas estenderá a vida de algumas células. A operação dos F-16 irá além de 2048 (ver link abaixo)
    .
    http://www.aereo.jor.br/2017/04/12/usaf-autoriza-programa-de-vida-util-prolongada-para-o-f-16/
    .
    Sem dúvida isso é dinheiro que será retirado do orçamento de Defesa e reduzirá o montante que será gasto com a aquisição de mais F-35.

  7. 13.856? É numerologia? Devo jogar mo bicho? Que raio de hora cravada é essa?

    Recuperar centenas de aeronaves, adquirir dezenas de SH, só falta mesmo reativar a linha do Raptor!

    Dai parece que por hora, e pelas próximas horas, meses e anos, o F-35, de fato, não vai substituir ninguém. E o contribuinte americano que se-fú!

  8. Sem dúvida é uma magnífico vetor, ainda rende um caldo, o “viper” deve ser top… estou muito satisfeito de a fab ter escolhido o gripen, não é essa a questão, mas acho sim que na Índia se os americanos realmente quiserem, podem levar estas 120 aeronaves… o gripen hoje é mais caça, mas o f-16 ainda tem garras afiadas!!!!!

  9. Kobáuca
    Desculpe a minha dúvida sobre seu comentário “o gripen hoje é mais caça” é: qual gripen é mais caça, o Gripen C/D que já está ficando ultrapassado ou o Gripen E/F que apenas voou pela primeira vez nestes dias?
    A comparação é descabida. O Gripen não é melhor que o F 16. Tal vez o E/F possa ser, num futuro, diz a lenda mas, enquanto não estiver 100% operacional não é mais caça que nenhum outro que já esteja operacional. Vide o caso do F 35 que até agora ninguém sabe a que veio.

  10. A ideia e manter linha de produção, no caso estender vida útil inclusive para possíveis clientes.Jogada para se obter dinheiro com um caça muito bom. tudo é dinheiro. saber fazer gerar recursos, investimentos, empregos.

  11. Glasquis 7…Eu estava falando do f-16 viver x gripen e/f……. entre estas duas plataformas, acredito que o gripen seja melhor!!! Não que acredite que o viper com todas as atualizações não é um ótima plataforma…. só isso…
    Acredito que ninguém opera o viper, ele não está operacional ainda!!!

  12. Noticiaram por aí que Lockheed e a Tata assinaram uma carta de intenções para fornecimento dos F-16 a India. Na disputa entre o F-16 e o Gripen, parece que o Viper levou. Prova de que ainda da pra tirar muito caldo dessa plataforma.

LEAVE A REPLY