quinta-feira, junho 30, 2022

Gripen para o Brasil

Companhia irlandesa encomenda 20 E-Jets

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Contrato contempla também 15 direitos de compra para qualquer um dos modelos da família de E-Jets.

 

E-190_london_city-foto-Embraer

A Embraer assinou um contrato com a Aldus Aviation Limited, empresa de leasing da Irlanda, para a venda de 20 E-Jets, sendo cinco EMBRAER 175 e 15 EMBRAER 190. O contrato contempla também 15 direitos de compra para qualquer um dos modelos da família de E-Jets. O valor total do negócio pode alcançar até USD 1,56 bilhão, nas condições econômicas de 2012. Os pedidos firmes já estão inclusos na carteira de pedidos a entregar da Embraer do quarto trimestre de 2012, listados como “cliente não divulgado”.

“Este pedido da Aldus Aviation, que opera uma frota 100% de aviões fabricados pela Embraer, confirma o valor dos E-Jets para empresas de leasing e financiamento como um excelente ativo financeiro”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial. “É gratificante poder contar com a Aldus para oferecer às companhias aéreas oportunidades de leasing. A Aldus tem sido um parceiro de sucesso da Embraer, posicionando aeronaves pela Europa, Oriente Médio, Autralásia e Américas do Sul e Central, e este pedido nos permitirá desenvolver juntos novas oportunidades de mercado.”

“Este pedido é o ápice de muitos anos de cooperação bem-sucedida com a Embraer no desenvolvimento do mercado de leasing para a família de E-Jets”, disse Stephen Gorman, CEO da Aldus Aviation. “Vemos a família de E-Jets como o produto ideal, não só para a Aldus, mas para companhias aéreas que buscam oferecer uma experiência de voo de qualidade aos passageiros, gerando lucros em um mercado desafiador. Várias oportunidades significativas estão em perspectiva e acreditamos que os E-Jets da Embraer serão cada vez mais vitais para o planejamento de frota em muitas companhias aéreas.”

Desde 2004, a Embraer entregou mais de 900 E-Jets. Atualmente, 63 companhias aéreas em 43 países operam esta versátil família de quatro aeronaves de 70 a 120 assentos. Os clientes da Embraer operam os E-Jets em uma variedade de modelos de negócios que vão desde operações programadas de turismo ao uso dos E-Jets por empresas aéreas tradicionais e de baixo custo, além de rotas regionais.

FONTE: Embraer

- Advertisement -

4 Comments

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
A. J. Camargo

“…mais de 900 E-Jets.” Esta marca não pra qq um! Quer queiram ou não, esta empresa mostra capacidade de realização invejável, para desgosto de alguns (vcs sabem a quem me refiro…)

Black Hawk

ALEUIA!!
to louco!!
so via noticia de “Airbus vende 30 A320 neo pra alguém da
asia”,”empresa do oriente médio compra 25 A320 da Airbus”!!!
parecia que so vendia A320 no mundo!!!!
estou muito feliz por essa noticia!!
mas poxa enquanto a Embraer vendeu uns 20 a Airbus já deve ter vendido mais de uns 200 no mínimo!!!(entre entregas e direitos)

Mauricio R.

Prêmio de consolação, desde que a Delta Airlines escolheu o CRJ-900 (40 encomendas firmes e 30 opções), preterindo o ERJ-175.

E desde qndo E-Jets e Airbus A-320, se cruzam no mesmo segmento de mercado???

Fabio ASC

Mauricio R, eu tbem ficou indignado quando aparecem as encomendas gigantes para a Airbus, mesmo não sendo mesma classe, fico sempre me perguntando, por que o nicho atendido pela Embraer não tem pedidos tão volumosos quanto aos da Airbus????

Últimas Notícias

45 anos do EMB-111 Bandeirante Patrulha

O projeto do EMB-100 Bandeirante, iniciado antes mesmo do nascimento da Embraer, deu base ao desenvolvimento de diferentes aeronaves,...
- Advertisement -
- Advertisement -