Home Noticiário Internacional ‘Míssil’ da Saab acerta F-16: “economize dezenas de milhares de dólares”

‘Míssil’ da Saab acerta F-16: “economize dezenas de milhares de dólares”

835
7

O título acima e o texto abaixo são uma tradução aproximada de um artigo publicado pelo noticiário romeno ‘jurnalul.ro’. Obviamente que a nossa fluência em idiomas não chega a tanto, mas com a ajuda de tradutores e um pouco de interpretação e conhecimento do assunto decidimos colocar a nossa versão em português do texto original.

A demorada decisão do CSAT (conforme pesquisa do Poder Aéreo, CSAT significa ‘Consiliul Suprem de Apărare a Ţării’ e é um órgão administrativo autônomo do governo romeno, responsável pelas grandes decisões na área de defesa e segurança) pela escolha do caça que substituirá a atual aeronave de combate da Força Aérea da Romena, o MiG-21, atiça os espíritos da indústria de defesa internacional. Pelo menos um dos dois concorrentes (o grupo sueco Saab e o consórcio europeu Eurofighter), que havia se retirado da concorrência, está retornando para a briga e tenta reverter a decisão que parecia decidida em pró da norte-americana Lockheed Martin.

Os suecos não ficaram ofendidos e nem tão pouco chateados com a recusa de enviar um representante romeno para o exercício conjunto entre os operadores do caça Gripen, denominado Lion Effort 2012, realizado na Base Aérea de Ronneby entre o fim de março e o começo de abril (a propósito, embora tenha obrigação legal, o Ministério da Defesa não respondeu ao apelo do ‘Jornal Nacional’ para justificar a recusa do envio de um representante ou uma delegação nacional para o exercício Lion Effort 2012, enquanto outras 17 delegações e adidos militares participaram como convidados do evento!).

O chanceler romeno, Cristian Diaconescu, admitiu ontem que manteve conversas com o seu homólogo norte-americano, a secretária de Estado Hillary Clinton, sobre a compra de caças F-16, dizendo: “Eles colocaram a oferta sobre a mesa, e quando a Romênia encontrar uma solução eles irão cooperar”.

Mas a Saab lançou um verdadeiro “míssil”, para desintegrar a oferta dos EUA. Na quinta-feira passada foi divulgado um estudo comparativo, conduzido pela empresa de consultoria IHS Jane’s Defence and Security, mostrando os custos de operação dos principais caças modernos. O estudo concluiu que a operação de uma aeronave Gripen equivale a 67 por cento do custo de uma aeronave F-16.

“Isso significa uma economia substancial para os contribuintes e para os pilotos que podem voar mais com o mesmo orçamento – isso é muito importante, pois seu treinamento diário, o número de horas voadas que eles realizam é ​​essencial para ter uma frota supersônica competitiva “, diz o estudo.

De acordo com IHS Jane’s Defence and Security Defense, o Gripen tem o menor custo por hora de voo entre as aeronaves estudadas (JAS Gripen, F-16, F-35, Eurofighter, Rafale). “Com um custo estimado de 4.700 dólares por hora, o Gripen é mais barato de operar do que o F-16 Block 40/50, que é o concorrente mais próximo, com um custo estimado de 7.000 dólares por hora de voo”, diz o relatório.

Isto significa dizer que a operação de uma frota de 24 aeronaves Gripen, considerando que cada uma delas voe 120 horas por ano, custará 135 milhões de dólares em 10 anos ou 66 milhões de dólares a menos do que a operação de 24 F-16 no mesmo período.

FONTE: http://www.jurnalul.ro/observator/atac-saab-f16-610464.htm

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Poder Aéreo

COLABOROU: DrCockroach

VEJA TAMBÉM:

7
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Mauricio R.Grooricardo_recifeGuilherme Poggioasbueno Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Member
Marcos

Qual o custo operacional da aeronave mais maravilhosa do planeta Terra, aquela que, sob a justificativa de transferência de tecnologia, M. Lulá já escolheu?????

asbueno
Visitante
Member
asbueno

Bem, imagino que este cálculo refira-se ao Gripen C/D, uma vez que a configuração do modelo Super JAS-39 E/F ainda não está fechada.

Todavia é um bom presságio. A futura versão, quando operacional deverá ter um custo operacional razoável.

Groo
Visitante
Member
Groo

O Gripen NG pode até ser mais caro mas não deixa de ser um monomotor com menos empuxo que o F-16.

Se comparado com o F/A-18E e o Rafale, o custo do Gripen NG deve ser menor ainda.

ricardo_recife
Visitante
Member
ricardo_recife

O problema dos custos sempre foi uma preocupação da SAAB e da Flygvapnet. O Gripen foi desenvolvido com uma meta de custos, ser 60% do Viggen. E os suecos conseguiram seu objetivo. Apesar de vários duvidarem das afirmações da fabricante a IHS Jane’s Defence and Security demonstrou que o Gripen C/D tem custos mais baixos de seus adversários sem comprometer a capacidade operacional. Abaixo a relação peso potência do Gripen E/F contra outros caças: “Thrust to weight ratio (Thrust in kg/Full internal fuel in liter+ empty weight in kg + 4 BVR, 2 WVR ~1000 kg) F-16 C (13147/3160 +… Read more »

Groo
Visitante
Member
Groo

Me referi ao menor empuxo em razão de, da aviaçao civil, boa parte dos custos estarem relacionada ao combustível. Na aviação civil as aeronaves voam mais, mas o combustível não deixa de ser um fator importante.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Olha só o “F-16 reviseted”, começando a dar trabalho…
F-16C/D Block 50/52, tem 2 motorizações distintas, GE F-110-GE-129 (17.155/28.984lb) e P&W F-100-PW-229 (17.000/28.500lb) respectivamente.