Home Noticiário Internacional Ex-gerente do programa do caça ‘Lavi’ defende que Israel não compre F-35

Ex-gerente do programa do caça ‘Lavi’ defende que Israel não compre F-35

680
55

O ex-gerente do Programa do caça Lavi (foto acima) e Ministro da Defesa israelense Moshe Arens, escreveu um artigo no jornal Haaretz que seria melhor Israel lançar o desenvolvimento conjunto de um programa de caça com a Rússia ou a Índia, ao invés de gastar US$ 11 bilhões para comprar 75 jatos F-35.

Subscribe
Notify of
guest
55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo
9 anos atrás

É a cara do F-16 esse caça!

Darkman
Darkman
9 anos atrás

Pelo jeito o F35 não está agradando !!!!
Olha aí Israel com seu projeto.

Abs.

Heyarth
Heyarth
9 anos atrás

U$ 11Bi??? Isso seria U$1Bi a mais que o Fx 2? ou aqui é R$ 10Bi??

Mesmo se for U$ 10 bi, acho que precisamos dar um passo de cada vez…

Esse caça é produzido por israel??

Bosco
Bosco
9 anos atrás

Esse caça não passou de protótipo. Nunca foi produzido.

Galileu
Galileu
9 anos atrás

é…….. a imprensa especializada não foi com a cara do F35

Samuel B. Pysklyvicz "Jaguar"
9 anos atrás

Mais um que acha que o F35 pode nao dar certo

Jaguarr
Jaguarr
9 anos atrás

É um F-16 com canards e asa delta. Podemos ver ao fundo a turbina. Ele seria equipado com uma Pratt & whitney PW1120; que é uma derivação da F100, e seria fabricada sob licença em Israel.
Comenta-se também que ele serviu de base para o J-10 chinês.

Rogério
Rogério
9 anos atrás

O Lavi é o pai do J-10 chinês,

[]s

Diogofanzeres
Diogofanzeres
9 anos atrás

146 milhoes cada caça e muito

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Seria um recado qnto a possível venda de novos F-15 aos sauditas???
Afinal não é tda hora que alguém bata a porta, querendo gastar 30 bilhões USD em algo assim tão superfulo.
Interessante a conclusão do artigo, de volta a…França!!!

Vader
Vader
9 anos atrás

Mais um capítulo da santa-cruzada contra o JSF F-35. Nada de mais.

Percebam como normalmente quem denigre o F-35 é gente da “velha guarda”. Na minha modesta opinião gente que não se atualizou, que não conhece o poder da computação, e que nem entendeu a absoluta quebra de paradigmas que resulta de tal aeronave.

Enfim, o futuro dirá quem está com a razão. Mas as pessoas à frente de seu tempo já perceberam qual é o real “busílis” da coisa toda.

Sds.

Madvad
Madvad
9 anos atrás

Os dados conseguidos neste projeto LAvi, adquiridos pelos vôos do protótipo, reusmindo, o know-how obtido, foi vendido a China , que por sua vez fez o J-10.

Craveiro
Craveiro
9 anos atrás

Vader disse:
31 de julho de 2010 às 20:30

Ok, concordo com você.

Mas que com uma grana dessas é possível partricipar do desenvolvimento conjunto com outros países, isso é!

RenanZ
RenanZ
9 anos atrás

Israel + Russia x U.S.A. ?!?!?!

Desculpe, mas esta fórmula acima não existe, e dúvido muito que existirá !!

Biel
Biel
9 anos atrás

Será ? Os custos do F-35 estão subindo consideravelmente e talvez o Projeto PAK FA seja mais vantajoso para os israelenses , não esqueçamos que esta aeronave será vendida para Israel com varias restrições com relação a integração de tecnologia local e armamentos não americanos. É importante lembrar que para a indústria bélica israelense isto pode significar a perda de bilhões de dólares, e como vcs sabem a indústria de defesa gera importantes receitas para aquele país e exerce uma certa influencia sobre o governo . Resumindo A aquisição do F-35 por parte de Israel não parece ser muito vantajosa… Read more »

Craveiro
Craveiro
9 anos atrás

RenanZ disse:
31 de julho de 2010 às 21:56

A oportunidade para isso seria o PAK, mas é impensável que os EUA “autorizem” Israel a negociar com o s russo. Se bem que Obama não está aliviando tanto para os israelenses. Mas isso por si só não é suficiente.

No fim pode ser uma retórica para tirar alguma(s) vantagem(ns) em uma eventual compra.

IVAN
IVAN
9 anos atrás

Amigos,

Vamos mandar o Moshe Arens falar com o ZE.

“… seria melhor Israel lançar o desenvolvimento conjunto de um programa de caça com a Rússia ou a Índia… ” mas com financiamento de quem?

Talvez tenha esquecido de onde vem o dinheiro para financiar as armas que defendem Israel.

Ivan.

Craveiro
Craveiro
9 anos atrás

IVAN disse:
31 de julho de 2010 às 22:19

Tem toda razão. Se pular a creca a fonte seca.

Craveiro
Craveiro
9 anos atrás

… pular a cerca …

Vader
Vader
9 anos atrás

Hahahaha, Israel no PAK-FA?????

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA…

PS: não se impressionem com velhos dizendo cobras e lagartos do F-35. Das duas uma: ou querem desconto no caça, ou aumento do jabá… 🙂

Nick
Nick
9 anos atrás

Talvez seja uma uma forma de pressionar os americanos a abrirem mais a tecnologia do F-35. Os Israelenses querem por umas “coisinhas” nele e os americanos apenas vender de prateleira.

[]’s

Renato
Renato
9 anos atrás

Concordo com o Vader, se ler a matéria original o sujeito está mais puto com o cancelamento do Lavi em si e considera a situação com o F-35 mera consequencia do cancelamento decidido anos atrás. Comentando como agora Israel está na mão dos americanos nesse quesito (isso lembra algum outro país que vocês conhecem?).

latino
9 anos atrás

Israel no PAK-FA ;;;;;não creio

Acho meio que um delirio desse senhor ..

sds

João Gabriel
João Gabriel
9 anos atrás

Israel comprar caças? kkkkkk que piada… Esses caças vão ficar de graça pra eles,como todos os outros foram… Israel não tem $$ pra comprar tanta arma assim,afinal de contas não produz nada,nem petróleo lá tem,ao contrário de influencias,principalmente nos meios políticos,economicos e militares dos EUA,o Lavi não foi produzido,justo por que não compensava,uma vez que Israel ganha tudo do Tio Sam….É certo também que desenvolveram excelentes armas,a Uzi, Galil, Merkava,diversas modernizações para equipamentos bélicos,inclusive usados declaradamente pelo seus inimigos como os MiGs, Mi-24, T-55… e alguns aviões como o Arava, a série Kfir( estes na minha opinião,Mirages III melhorados e… Read more »

matheus
matheus
9 anos atrás

Mas é isso que eu também venho defendendo quanto ao Brasil.

Justin Case
Justin Case
9 anos atrás

Está certo, João Gabriel.

Quase todo o dinheiro para a defesa de Israel vem dos judeus espalhados pelo mundo, principalmente dos EUA.
Mas há muitos judeus russos (não tão ricos, claro).
Talvez seja uma tentativa de buscar um pouco de independência.
Abraço,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

Cor Tau
Cor Tau
9 anos atrás

一═┳︻ Iiiiiiiiiiiiiiiiiii…………… 🙂

一═┳︻ Ninguem quer mesmo essa Jaca hein?!… 🙂 ….Nem os Favoritos/Mais cotados a adquiri-lo……É problema ali…É complicação acolá….Nunca vi um projeto da tanto pra tras… 🙂

http://www.youtube.com/watch?v=c1723uKXfS4

Ivan
Ivan
9 anos atrás

Nick,

É por aí!

Ivan.

Cor Tau
Cor Tau
9 anos atrás

“Bosco disse:
31 de julho de 2010 às 19:52

Esse caça não passou de protótipo. Nunca foi produzido.”

Esse F-35 pelo que to vendo vai acabar do mesmo jeito……….. 🙂

Abraços Amigo……..

Dell72
Dell72
9 anos atrás

Esse senhor com certeza esta fazendo lobby de acorfo com seus interesses
nada demais, coisa normal nos dias de hoje, e como ele é ex-gerente de um programa que não foi adiante não acho que tenha muito crédito.

Tito
Tito
9 anos atrás

Israel no PAK-FA?

É claro, e o contrato já vai ser assinado em Jupter. 🙂

joel
joel
9 anos atrás

Isso é completamente irrelevante é pura xenofobia, mais facil vero o PAKFA na Siria, e em outros inimigos de israel do que NA IAF.or mais que israel tenha uma excelente industria de defesa, o LAvi foi apenas um prototipo e o Kfir um remendo no Mirage.

aqui no brasil ja vimos noticia dizendo que não era necessário FX 2 que a embraer poderia projetar o FX-2 . E no blog forcas terrestres, ate hoje tem gente que fala que Osório é superior a qualquer carro de combate atual.

Gabriel T.
Gabriel T.
9 anos atrás

Pessoal do blog, parece que vocês não gostam do F-35. Pô, será que o programa é tão ruim assim? Será que todos os países que participam são idiotas a ponto de gastarem dezenas de milhões em um programa tão ruim?

Groo
Groo
9 anos atrás

Israel gasta em anualmente em defesa cerca de US$ 13 bilhões. Este valor inclui os US$ 2.5 Bilhões que recebem anualmente dos EUA. Um percentual importante, mas nem de longe significa que os EUA bancam a maior parte da defesa de Israel.

grifo
grifo
9 anos atrás

Um percentual importante, mas nem de longe significa que os EUA bancam a maior parte da defesa de Israel.

Caro Groo, excelente comentário. Vale lembrar que a ajuda militar americana somente começou a ser significativa em 1968, depois de Israel ter vencido três guerras contra seus vizinhos árabes.

Marco Antonio Lins
9 anos atrás

Srs

Se um ex-ministro da Defesa deste nivel,fala isto. O que o Brasil esta esperando?
Só sei que todos paises foram bem sucedido com a Russia! No projeto de seu vetores. O Park-Fa esta ai!….

GIL
GIL
9 anos atrás

Israel quer aquilo que o Brasil teve nas mãos e não aceitou. Israel renega do mesmo avião que infinidade de baba ovos dizem ser a oitava maravilha. uma coisa seria o F-22 autentico caça outra o F-35. Agora os ingleses pelo que seja planejam pegar o rafale em detrimento do F-35 para seus PAs sempre preferi o PAK-FA e mesmo o rafale por diante dos vetores de EUA (salvo o F-22) agora quero ver o que vai dizer a galera do gargarejo que sempre estão endeuzando os vetores norte americanos e desejando ser capacho dos mesmos, já que essa é… Read more »

Klevston kstonboner
Klevston kstonboner
9 anos atrás

11 Bi por 75 aparelhos F 35 e o Brasil vai pagar 10 bi por 36 Rafales ou 36 F-18 Super Hornets ou 36 Gripens NG, é o dobro e mais 4 aparelhos de lambuja. Não dá para entender, e não vem com essa de transferência de tecnologia; desculpem mais reclamar do F 35 eu acho meio absurdo.O Brasil devia se ligar.

Marco Antonio Lins
9 anos atrás

Srs A FAB não deve padronizar os seus vetores, somos regiões bastante diversificadas no aspecto ambiental. Temos que conhecer outras tecnologia. Não podemos se limitar a um só país.Os caças russo tem demonstrado ser eficientes,desde da segunda Guerra,não veja nada demais adquirirmos nos moldes dos MI-35 alguns Sukhoy-35, que nos daria uma boa cobertura a Amazonia Azul. Considerando que alguns seguimentos da nossa sociedade deseja o NG pode-se tambem adquirir, ou até mesmo o Rafale. Importante no momento é fechar esta lacuna que existe na Defesa do Brasil. Basaedo neles vamos produzir o nosso.

Nick
Nick
9 anos atrás

Caro Gabriel T.

O F-35 é um caça excelente, mas na visão de alguns puristas (:D) ele não é um caça puro de superioridade aérea. Para mim ele na FAB, estaria mais do que bem servida pelos próximos 40 anos. Tanto para Superioridade Aérea como Strike.

[]’s

Rodrigo
Rodrigo
9 anos atrás

Tito disse:
1 de agosto de 2010 às 2:38

E no dia 30/02.

Vai acontecer a mesma coisa que com o Lavi, no fim os gringos vão dar o que eles querem e tudo voltará ao mar de rosas.

Israel com um vetor russo é até comédia levarem a sério.

Vader
Vader
9 anos atrás

GIL disse: 1 de agosto de 2010 às 6:15 Israel quer aquilo que o Brasil teve nas mãos e não aceitou. Teve nas mãos? Quando isso cára-pálida? Quando se o próprio Jobim disse que ele era “demais pra nós”? Israel renega do mesmo avião que infinidade de baba ovos dizem ser a oitava maravilha. A posição do Moshe Arens não representa necessariamente a posição do governo israelense. Israel não é uma ditadura. E Israel está reclamando para ter acesso aos códigos-fontes e desconto na compra. Mas sabe muito bem que o F-35 representa o futuro em termos de aviação de… Read more »

Bosco
Bosco
9 anos atrás

Rsrsrsrsr

Thomas
Thomas
9 anos atrás

EU li o artigo original, Moshe Arens e’ Americano, com dupla cidadania – ele conhece muito bem o assunto e nao tem ilusões, o F-35 hoje e’ caro demais para o orçamento de Israel.

Faz muito mais sentido comprar novos F-15D e F-16I do que F-35A.

O custo estimado de 75 F-35A e’ de US$11bn – nem com a ajuda Militar um pais como Israel pode gastar isto, e a prioridade hoje e’ re-equipar o Exercito e nao a Forca Aérea.

Pedro
Pedro
9 anos atrás

Bem, o problema do F-35 que ele é caro demais, e gera duvidas demais! Tanto ele como o F-22 jamais entrarão em combate aereo, mas o F22 foi a novidade, o paradigma, e o F35 não, ou seja, muitas criticas tecidas ao F35 podem ser ou poderiam ter sido feitas ao F22 alguns anos atras, mas como ele era algo novo, revolucionário, as mesmas ficaram sem importancia. Agora acho que o problema do F35 é como alguem já falou: Ele esta muito parecido no que diz respeito a missão ao que o F4 Phanton foi na decada de 60 e… Read more »

Vader
Vader
9 anos atrás

Pedro disse: 1 de agosto de 2010 às 11:59 “Agora “Israel não é uma ditadura”? Pergunte para os Palestinos que vivem nela o que Israel o é, e verá que não é longe disso não!” Palestinos não são israelenses. Israel tem eleições, voto universal, uma constituição, alternância de poder, liberdade de imprensa, igualdade entre seus cidadãos (inclusive as mulheres), tripartição de poderes, enfim, tudo o que se conhece por democracia. “Democracia só existe no papel, pois nem nos EUA ou no Brasil ela existe em toda a sua forma.” O amigo tem uma alternativa melhor? Não? Ah tá, então tá… Read more »

rogerio
9 anos atrás

Israel não tem alternativa tera que comprar esse caça custe o que custar
pois os americanos não aceitaram o não como resposta

Wagner
Wagner
9 anos atrás

Ora ora parece que a maravilhosa pirâmiode voadora f35 está enfrentando mais oposição… Primeiro a Dinamarca, depois Australia, agora até mesmo Israel !
estão concluindo o Obvio: Todo o projeto é um desastre. Queimem tudo e continuem com os F16, mais barato e mais confiavel… ah ah ah !!!
eu disse, eu disse…

Henrique
Henrique
9 anos atrás

Israel tem como base de apoio os EUA e se não fosse por este talvez nem existisse. Mas o que chama a atenção é que não há uma concordância de vários países em relação ao F-35, inclusive a própria Inglaterra estava “discutindo” com os EUA sobre isso. Pelo que parece muitos especialistas militares estão com medo de adquirir uma aeronave a qual não tenham certeza absoluta que terão pleno controle.. pois tem medo que em caso de algum conflito ou discussão com os próprios EUA alguém do Pentágono aperte um botão e desabilite seus meios aéreos (teorias). Abraços.

ezeca
9 anos atrás

Marco Antonio Lins
a questão e ecônomica, de manutenção a treinamento
sobre uma decisão final urgente, acredito ser unanime.