A Rússia afirmou na terça-feira, 2 de julho, ter destruído cinco aviões de combate Su-27 em uma base aérea na Ucrânia, gerando um debate sobre a capacidade de Kiev de proteger seus aeródromos antes da esperada entrega dos F-16.

O Ministério da Defesa russo afirmou ter atingido com mísseis balísticos Iskander-M uma base perto da cidade de Myrhorod, a cerca de 150 km da fronteira russa, onde se encontravam essas aeronaves de concepção soviética.

VÍDEO: O ataque aos Su-27 ucranianos

“Cinco aviões de combate Su-27 foram destruídos e outros dois, que estavam em reparo, foram danificados”, indicou o ministério em sua conta no Telegram, acompanhado de um vídeo que supostamente mostra o ataque filmado por um drone. A agência AFP não pôde confirmar a veracidade dessas informações, e a Ucrânia não comentou sobre o assunto, mas o ataque foi inicialmente mencionado na segunda-feira, 1º de julho, por blogueiros militares ucranianos e russos.

O comandante da força aérea ucraniana, Mykola Olechtchouk, por sua vez, classificou a reivindicação russa como “propaganda”, sem fornecer detalhes. Ele reivindicou um ataque ucraniano “devastador” na segunda-feira contra um depósito de munições russo na Crimeia, península ucraniana anexada por Moscou em 2014 e que serve como base para seu esforço de guerra.

FONTE: RFI

Subscribe
Notify of
guest

58 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eromaster

Pelo jeito, os F-16 terão os mesmos destinos.

Mcruel

Há reportagens relatando que os F16 ficarão em bases fora da Ucrânia, muito provavelmente na Romenia.

Gabriel

Então terão o mesmo efeito de que a Romenia atacar a Russia.

Romão

Eu duvido muito que esses F-16 vão operar a partir de território ucraniano e duvido mais ainda que sejam pilotados por ucranianos.

bruno

Os ucranianos deixariam seus aviões expostos assim no meio de uma guerra?

Vinicius Momesso

Russos e ucranianos cometendo sempre os mesmo erros: confiar de maneira exacerbada em suas defesas AA e deixar aeronaves expostas. Vale observar que não é uma tradição de ambos, terem hangares fortificados para proteção.

Last edited 12 dias atrás by Vinicius Momesso
LUIZ

Contra ataques poderosos com mísseis não adiantaria muito. As estruturas das aeronaves são muito sensíveis. Um simples drone destrói uma aeronave.

Aéreo

Se a aeronave estiver em um abrigo reforçado, a quantidade necessária de munição para destruir uma aeronave é muito maior do que se a aeronave estiver em campo aberto.

Underground

Uia!
Pensei que a Força Força Aérea da Ucrânia tinha sido totalmente destruida! 😬
Deixe-me rolar no chão para rir.
Fotos de satélite mostram essas mesmas aeronaves paradas no mesmo local tem seis meses. Ou são mockup, ou são aeronaves abandonadas.

Romão

A doutrina da VKS, por incrível que pareça, não prevê supremacia aérea para consolidar uma zona de exclusão, mas apenas a superioridade aérea – apenas sobre o território já ocupado – para que eles possam prover apoio as tropas de terra.
Na minha cabeça de “ocidental”, isso não faz sentido algum, mas na dos russos deve fazer… Enfim…

Hcosta

Não prevê ou não conseguem… Para isso é necessário muitos meios de reconhecimento e armas de precisão.

Mas também não se percebe como ainda tem uma base aérea funcional a uma centena de km’s da fronteira…

O regime de Putin queria uma operação especial, uma ação rápida, mas como isso não resultou, agora andam às moscas, não sabem o que fazer.

Romão

Eles enxergam a força aérea como uma artilharia que voa.

cipinha

kkkkkkk

Nilton L Junior

Não enxergam são míopes veem os fatos segundo seus sentimentos.

Underground

Informações outras:
Um drone russo sobrevoou a área por quase três horas antes do ataque. Esperavam encontrar algum alvo de valor, mas não encontraram nada, então dispararam contra aeronaves abandonadas.
Três horas? Isso.
Os russos alegam que tinham informações sobre um alvo com valor, que nunca chegou. Por isso ficaram sobrevoando a base aérea por tanto tempo.
Os ucranianos alegam que deixaram o drone por três horas sobre orando porque não havia nada de valor a ser guarnecido.

Rogério Loureiro Dhierio

Acho que foi meio que um recado para os F-16.

Willber Rodrigues

Também não foi confirmado, mas parece que um Iskander atingiu um pátio ferroviário com vários HIMAR’s estacionados e peontos pra embarcarem em comboios ferroviários.

Enfim, enquanto isso, e nada dos F-16 irem pra Ucrânia…

Léo Neves

O que aconteceu foi atingirem um trem com sistemas Buk , BPM caminhões e tanques , isso tem vídeo dessa semana. O Himars foi destruído num galpão . também tem vídeo desta semana

Romão

Pelo que me consta também, os Iskander-M atingiram um trem carregado de tanques Leopar-2, em direção a Karkiv/Karkov.

Nilton L Junior

Os ucras são criativos, pensaram que a pintura no chão enganaria o míssil.

Iran

Até onde sei os russos também usam essa estratégia, que nem sempre é eficaz.

Nilton L Junior

Bem pode ser que sim mas o fato objetivo é se acerta os alvos reais.

orivaldo

e usam pneus para se defender de drones, oq tbm não é muito eficaz

Heinz

Com 2 anos de atraso!
Agora, que vacilo dos ucranianos!

Plinio Jr

Os ucranianos dizem que de fato algumas aeronaves foram atingidas assim como outras como iscas ¨decoy¨ que os russos alegam que eram operacionais … mesmo tendo perdido poucas aeronaves é um grande vacilo manter aeronaves operacionais perto da linha de frente….os russos tbm sofreram muitas perdas em cometer a mesma burrada para drones ucranianos

Heinz

Eu vi essa tese também, de que seriam aeronaves que não levantam voo, e que eram usadas apena para reposição de peças, mas mesmo assim é ruim, pelo menos pelo lado propagandístico e de logística.

Iran

Não só drones, os ucranianos castigaram as pistas de pouso e hangares da VKS na Criméia com mísseis recentemente.

Romão

Pau que dá em Chico, também dá em Francisco.

Hcosta

Depende da razão para estarem neste local. Se foi alguma avaria ou algo parecido, aí já se justifica.

Mas, aparentemente, foi um golpe de sorte dos Russos. O drone já estaria a voar há algum tempo na área. Não foi algo planeado.

Nilton L Junior

Compartilho a análise da Crônica Militar Ataque ao aeródromo de Mirgorod em perguntas e respostas: Um ataque massivo do Iskander-M OTRK foi realizado no campo de aviação no dia 1º de julho, porém, aparentemente, esse golpe está longe de ser o último. Quantas aeronaves foram danificadas e destruídas? Após o ataque, o Ministério da Defesa russo informou que o Iskander destruiu cinco caças Su-27 operacionais e danificou dois em reparos. Este é um dos ataques com mísseis mais eficazes desde os primeiros dias do Distrito Militar do Norte, quando uma série de ataques direcionados danificaram/destruíram aeronaves em vários aeródromos ucranianos:… Read more »

Romão

Os R-37M podem ser lançados pelos SU-30MS também.

Aéreo

A Rússia deve o início do conflito bem mantido alguns poucos Iskander em prontidão permanente. Se algum meio de reconhecimento como um drone ou satélite acha algum alvo válido, o Iskander é despachado. A Ucrânia também segue lógica similar. Com a OTAN fornecendo inteligência em tempo real, os ucranianos tem procurado atingir alvos de oportunidade com o que eles têm de capacidades, como o Moskva atingidos por 2 misseis Neptune. Uma bateria de S400 também atingida por Neptune na Criméia, provavelmente modificados para serem direcionados por GPS. Navios russos no mar negro atingidos por NUV. Um Su-57 estacionado em uma… Read more »

Kommander

Guerra doida e estranha. Rússia com capacidade pra destruir a Ucrânia e não destrói, enquanto isso, de vez em quando leva um susto daqueles sendo bombardeada dentro do próprio território, quando já poderia ter dado fim a guerra.

Iran

Talvez seja aquilo que comentavam desde o início da guerra:

A Rússia tem medo da guerra escalar, e por isso não usa “tudo de uma vez” na Ucrânia, senão me engano até demorou alguns meses para Rússia começar a usar o T-90M e o SU-35 na guerra, as especulações do pq eram essas, ao menos as que eu li pela internet.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

A Rússia espera a eleição de Donald Trump… eles acham que, em eleito o televisivo presidente, ele vai cortar o auxilio à Ucrania e forçá-la a aceitar a perda das provincias invadidas.

Marcos

Do ponto de vista russo a Ucrânia é parte da Rússia, estando com seu governo cooptado por um grupo neonazista a serviço dos EUA. Essa é a justificativa retorica para o suposto “comedimento” da Rússia. Do ponto de vista prático excetuando o uso de Armas Nucleares a Rússia tem feito tudo o que pode. Dispensar mais meios e tropas poderia significar fragilizar as outras frentes dessa 3ª Grande Guerra que vem sendo travada por módulos. Nos últimos 02 anos a Rússia tem feito o dever de casa melhor que o Ocidente concernente ao avanço das capacidades do complexo industrial militar.… Read more »

Manus Ferrum

Putin e seu círculo são profundamente receosos de uma ofensiva da Otan pelo oeste o que faz com que guardem ciosamente recursos e efetivo para essa eventualidade.

Sergio Machado

Ainda penso que a guerra ê pano de fundo. Moscou tem outros objetivos políticos, sendo a eleição nos EUA um deles.
Um cisma entre EUA e Europa movido pela inviabilidade econômica europeia seria outro, o que não é desconexo da eleição nos EUA. Uma eventual eleição de Trump e a Europa estará em maus lençóis.
Em suma, o conflito é a agua que move o moinho. Por isso interessa a Moscou que ela perdure no tempo.

Guilherme Poggio

comment image

comment image

Vinicius Momesso

Dizem que esse aeródromo já era monitorado faz tempo pela inteligência russa. Ou seja, eles já sabiam que essas aeronaves estavam inoperantes, provavelmente é peça de propaganda, para levantar a moral. Já o vagão carregado de equipamentos bélicos, destruído por um missil Skander, esse sim foi um “tiro certo” dado pelos russos.

Last edited 12 dias atrás by Vinicius Momesso
Romão

Não é peça de propaganda. Kiev já confirmou o ataque e disse que as estimativas russas de danos foram apenas “exageradas”.
Eles admitiram que os caças estavam operantes. Não viaja.

Heinz

mostre sua fonte

orivaldo

pois é. Esse Kiev ja confirmou me deu uma gargalhada. Parece aqueles corresponde internacionais da Globo

Felipe

Porque os caças não eram operantes, mas tinham essa quantidade de combustível nos tanques?

Romão

Engraçado ver a antiga doutrina de guerra soviética ser posta a prova… Nem os russos e nem os ucranianos tem tradição em dotar seus campos de pouso com hangares fortificados porque a doutrina soviética já contava que tudo seria destruído no “primeiro dia” de uma guerra nuclear a nível mundial e que, o que contaria mesmo, seria o “dia seguinte”, quando os caças operariam desde rodovias e pistas improvisadas nas estepes russas… Por isso sempre presaram pela rusticidade dos trens de pouso e outros componentes. Abaixo, os trens de pouso de um Mig-29 e de um F-16.
.
comment image
.
comment image

Last edited 12 dias atrás by Romão
Romão

Já me questionei muito sobre os motivos pelos quais a guerra aérea no leste europeu tem sido desastrosa para os dois lados. Depois de muito pesquisar e observar, faço as seguintes observações e convido os colegas a se questionarem comigo: . Porque diabos a Rússia não pensou em fazer uma zona de exclusão aérea sobre a ucrânia, se tinha – e tem – muito mais meios ? A doutrina da VKS mostrou que nunca gostou – ou nunca se interessou por aprender – o conceito de supremacia aérea para impor uma zona de exclusão aérea e, a partir daí, deixar… Read more »

Romão

Me parece também, que os russos buscam preservar o grosso de seus caças como uma reserva para um conflito direto com a OTAN. Ou, ao menos, ganhar tempo para o treinamento de novos pilotos e a reativação de outros meios da reserva. Por exemplo: me consta que os russos ainda tem pelo menos 300 Mig-29 estocados. Também me parece óbvio que os pilotos russos não tem a mesma carga horária de treinamento que os pilotos da OTAN (ao menos os americanos) e que para resolver isso precisariam implementar novamente um caça multifuncional monomotor (metade dos motores, metade dos problemas e… Read more »

Alexandre

A Rússia sabe que a verdadeira guerra ainda nem começou! Sabe que está numa maratona onde a Ucrânia é apenas o coelho!

Machado

Os F-16 terão o mesmo destino

Orivaldo

Já chegaram em Kiev ?

Rodrigo Maçolla

Pelo jeito estavam “manjando” faz tempo o lugar……. Dificil saber mesmo quantos foram e se eram mesmo operacionais. Agora depois de + de 2 anos de guerra conseguir destruir alguns Su27 em terra ta de parabéns a Russia…….

Iran

Isso foi uma retaliação clara aos ataques recentes na Criméia, ataques inclusive que podem ter destruído dois SU-57, imagino que em breve mais ataques assim ocorrerão.

Dudu

Rapaz, os chefes da força aérea ucraniana viraram a casaca e estão trabalhando para os russos: Porque com mais de dois anos de guerra, deixar 6 dos seus melhores caças expostos a 160 km da fronteira do inimigo, não é burrice. É safadeza mesmo. Os chefes ucranianos não perderam esses caças, deram de presente aos russos.

Mao Tsetong venceu a guerra contra os nacionalistas do mesmo jeito: Os serviços secretos soviéticos conseguiram cooptar a alta cúpula militar dos nacionalistas e esta instruiu os chefes de campanha a entregar as batalhas aos nacionalistas.

Romão

Então algum almirante americano se vendeu para os Houthies para que eles obrigassem o USS Eisenhower e rumar para um porto seguro para reparos ? Não faz sentido…*Sim, o Eisenhower foi atingido e algum nível mas não temos como confirmar a gravidade. Tudo que sabemos é que ele se retirou da costa iemenita e rumou para reparos em porto aliado.

Last edited 11 dias atrás by Romão
Marcos

se essas bases tivessem 200 hangaretes montados, ainda que de lona, haveria um custo muito menor do que 6 caças perdidos.
Já que hangares reforçados seriam muito dispendiosos e pouco resolutivos do ponto de vista de proteção física das aeronaves uma opção seria a pratica “diversionismo”??

Romão

Pois é Marcos, mas acontece que os caras atacaram com munição Cluster. Hangartes de lona dissimulariam mas não resolveriam o problema.
O Iskander também pode carregar 700kg de carga explosiva (incluindo carga termobárica). Nesse caso, em específico, não sei se hangaretes reforçados poderiam proteger esses SU-27, não “por cima” mas pela onda de impacto horizontal, ao se chocar com o solo. Os componentes -um radome, por exemplo- são muito sensíveis. Fora os estilhaços…

Last edited 11 dias atrás by Romão
JPTapi7

Quantos Su-27 e MiG-29 restam da Ucrânia ?

Comte. Nogueira

Mais dois ataques semelhantes foram registrados, nos dias seguintes.