No décimo episódio da 5ª temporada da web série “Colaboração Real – O Caça do Brasil”, conheça o treinamento dos técnicos responsáveis pelo suporte e manutenção dos caças F-39 Gripen da Força Aérea Brasileira.

Saiba como é a formação desses profissionais e quais são os sistemas de simulação do Gripen utilizados por este grupo.

DIVULGAÇÃO: Saab Brasil

Subscribe
Notify of
guest

17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bernardo Santos

Uma pena não ter certeza sobre o futuro desse programa. Poderíamos estar aqui comemorando os avanços do programa mas o que vemos é um futuro incerto.

Ivan herrera

É vamos ver os acontecimentos mas adiante, porque se for verdade mesmo os f16s( sucata) vai ser a pá de cal no f39 gripens.

francisco

Comprar equipamento usado (sucata) gera comissões gordas pelo lobby. Por isso os lobistas acabam com todo projeto novo.
Deveria ser proibido a compra de equipamentos usados, principalmente armas, quando há similares novos nacionais.

Augusto

Essa do F-16 é conversa para boi dormir. A Jane’s já deu muita bola fora sobre as forças armadas brasileiras. Não sei como ainda continua com alta credibilidade.

Odin

Poder ser, mas aquela foto da apresentação da FAB com as fotos do Gripen e F16 foi bem especifica.

Rinaldo Nery

Concordo. A notícia de compra dos F-16 é ridícula. Vou perguntar pros meus companheiros de turma no AltCom.

Emmanuel

Governo Federal…acena um segundo lote aí…

Elintoor-_

Nesse país, absolutamente qualquer coisa pode acontecer!
Não se surpreendam se vierem F-16, e dos blocos mais antigos!
Não duvido não…

Angus

A cada vídeo da série “colaboração real” fica mais caracterizado o tamanho do investimento feito no “programa Gripen”.

Não faz sentido nenhum a aquisição de F-16, ao invés de um novo lote de Gripen E/F.

Porém, se realmente essa aquisição for adiante é porque não existe outra alternativa: ou abraça o F-16 e aumenta a quantidade de caças ou fica com apenas 36 Gripen.

Odin

Para falar a verdade, sempre achei que é muito investimento em publicidade e pouca entrega de aviões.

Rinaldo Nery

Cadê o crítico do macacão de manutenção? Matéria sobre a FAB sem um marreta fica sem sentido.

Dudu

Esse programa não será cumprido como planejado. Os suecos não possuem palavra. O primeiro sinal veio em 2022 com o cancelamento do desenvolvimento e fabricação do Gripen F – anunciado desde 2014 – no Brasil, sete dias após o governo sueco pedir oficialmente para ingressar na OTAN. A FAB, que até então defendera a alternativa de padronizar a frota com um só caça, “mudou de ideia” e começou a falar em mesclar sua frota de caças com outros fornecedores e começou a estudar o M 346 e agora o F-16. E agora, a Forca ja comeca a falar em desenvolver… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Dudu
Santamariense

Tu acredita que o país, ao mesmo tempo que não consegue honrar os pagamentos do Gripen dentro dos prazos, vai conseguir desenvolver um caça de 6ª geração a partir de 2035? Pulando a 5ª geração? Não te salta aos olhos essas incongruências? 6ª geração, com projeto nacional, em pouco mais de 10 anos? De onde vocês tiram essas ideias estapafúrdias??? “E só lembrando que cada Gripen NG do primeiro lote, nao sai de fábrica por menos de R$ 1 bilhão devido à transferencia de tecnologia.” Acho, só acho, que essa tua conta tá bem inflacionada … Ahh…e tu continua com… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Santamariense
Dudu

“Tu acredita que o país, ao mesmo tempo que não consegue honrar os pagamentos do Gripen dentro dos prazos, vai conseguir desenvolver um caça de 6ª geração a partir de 2035? Pulando a 5ª geração? ” Se o Reino Unido, França cada um com seus cupinchas conseguem ir do Eurofigther e do Rafale, respectivamente para o Tempest e o SCAF ( system combat aerien de futur), porque nós que estamos em fase de absorção do Gripen E e já dominamos os segredos industriais da tinta absorvedora de emissão de radares, e já pesquisamos formas aeronáuticas furtivas, nao poderíamos desenhar um… Read more »

Santamariense

Cara, comparar tecnologia e capacidade industrial de Reino Unido e França, com o Brasil, é de uma temeridade sem tamanho. Os 2 países europeus projetam e constroem seus próprios motores à reação, com pós-combustão, há décadas. Projetam e constroem aeronaves militares supersônicas também há décadas. Projetam seus radares, sistemas de guerra eletrônica, aviônicos, mísseis ar-ar, ar-mar, ar superfície, etc, também há décadas. Projetam, constroem e operam suas prõprias classes de submarinos, navios de escolta e porta-aviões há décadas. Projetam, constroem e operam seus próprios MBT’s, também há muitas décadas. Então, procure outro meio de comparação com o Brasil. O valor… Read more »

Dudu

“Cara, comparar tecnologia e capacidade industrial de Reino Unido e França, com o Brasil, é de uma temeridade sem tamanho. Os 2 países europeus projetam e constroem seus próprios motores à reação, com pós-combustão, há décadas. Projetam e constroem aeronaves militares supersônicas também há décadas. Projetam seus radares, sistemas de guerra eletrônica, aviônicos, mísseis ar-ar, ar-mar, ar superfície, etc, tambem há decadas” E a tetecnologia do Gripen NG é fruto do quê? Do nada. Antes do Gripen NG, os suecos não tinham feito nada que prestasse? Ela foi desenvolvida em duas semanas? Saab 17, 18, 21, 21R, 29 Tunnan, 105,… Read more »

Last edited 29 dias atrás by Dudu
MMerlin

“…  com o cancelamento do desenvolvimento e fabricação do Gripen F …”

O cancelamento foi aqui para otimização de custos como apontado pelo Nunão. Não tem relação alguma com quebra de contrato ou falta de palavra por parte dos suecos.

Last edited 1 mês atrás by MMerlin