A Força Aérea Brasileira (FAB) realiza, nesta segunda-feira (19/12), na Base Aérea de Anápolis (BAAN), a cerimônia que marca o início das atividades operacionais dos caças F-39 Gripen no Primeiro Grupo de Defesa Aérea (1º GDA). A aeronave será o principal vetor da defesa aérea do País, somando-se a outros modelos que garantem a proteção do espaço aéreo nacional.

O F-39 Gripen é reconhecido pela eficiência, baixo custo de operação, elevada disponibilidade e capacidade tecnológica avançada. O caça é utilizado por diferentes Forças Aéreas em todo o mundo como vetor responsável pela soberania e proteção dessas nações.

No Brasil, a entrada em serviço significa um importante salto qualitativo e tecnológico, representando alguns recursos embarcados inéditos para a Força Aérea Brasileira. Futuramente, a FAB será pioneira na operação da versão de dois assentos, o Gripen F, desenvolvido conjuntamente pelo Brasil e pela Suécia.

Subscribe
Notify of
guest

128 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
roberto

Cade o IRST ? kkkkk só para ser o primeiro a perguntar kkkkk
Parabéns a FAB e aos caçadores .

GRAXAIN

Não faça pergunta difícil…

Camargoer.

Olá Roberto. O IRST é para indentificar uma aeronave inimiga em combate. Então, onde está o inimigo?

Up The Irons

Mísseis também são utilizados contra inimigos. Então a FAB não deveria ter comprado os Meteor e os IRIS-T?
Aliás, os próprios Gripens, que são caças de altíssima performance, são pensados em combater inimigos.
Se formos nos equipar só quando eles aparecerem, estaríamos mais fritos que pastel de feira.

Camargoer.

Caro Up. Eita…. supondo que os quatro F39E estejam operacionais a partir de hoje para missões de interceptação. Podemos imaginar que eles ficarão estacionados na cabeceira da pista, abastecidos e armados para serem lançados em caso de alguma violação do espaço aéreo, talvez até com o IRST. Outro cenário seria considerar que o alerta continue sendo feito pelos F5M pelos próximos meses, enquanto os F39 serão usados em outras missões, menos a de interceptação aérea. Neste caso, não faz sentido estarem com mísseis pendurados nas asas e talvez não precisem do IRST. Imagino que considerando a enorme demanda de treinamento… Read more »

Rinaldo Nery

Não há pilotos operacionais prontos para concorrerem à escala do Alerta.

Camargoer.

Olá RInaldo. Muito bem colocado. Então tá explicado a ausência do IRST. Até que a FAB tenha os pilotos de F39 operacionais, os aviões servirão em outras missões. Por enquanto, o alerta continua com o F5M equipado com Python e Derby. Será que vale a pena integrar o Meteor no F5M? Acredito que ele continuará operando por mais 10~15 anos ainda.

roberto

Pensando assim poderiam voar sem o radar instalado também . Mas relaxa só escrevi por brincadeira abs

Camargoer.

Olá Roberto. Pois é. Os F39 poderiam voar vetorados pelo CIndacta, como faziam com os Mirage III e os F5 antes da modernização. Lembro de um episódio da história do F5 interceptando o Vulcan inglês. O Cindacta estava sem radar 3D e os F5 sem capacidade de rastrear o espaço abaixo deles. O Cindacta avisava que os sinais de radar estavam juntos mas ninguém sabia a altura. O piloto da FAB precisou voar de dorso para procurar o avião intruso.

Rinaldo Nery

Os F-39 IRÃO voar vetorados pelo CINDACTA (COPM). Sempre. É assim que funciona qualquer Defesa Aérea mundo afora.

Camargoer.

Olá Rinaldo. riso. Daqui a pouco o pessoal vai dizer que o F39 não precisa de radar, IFF nem IRST.. riso.

João Augusto

Depois que decolar pode tirar os pneus também. hahahaha

Camargoer.

Olá João. O piloto pode se ejetar antes de pousar também.

Teropode

Dedo no olho e chute nos paisesbaixos não vale 🤣🤣🤣🤣

rosario

ninguem garante que estao instalados! estes cacas sao uma caixinha de surpresas.so os precos que, estes sim vem completo e com aditivos…

Red Pill - 红色药丸

Se é assim tão normal manter ele guardado pq pode ser instalado rapidamente, pq o dos outros países estão sempre aparecendo na foto ?

Bille

IRIS-T tá vindo no segundo lote.

Douglas Rodrigues

Vi em outro site, uma entrevista com um comandante do GDA, a princípio a FAB vai voar com uma configuração “mais lisa” das aeronaves, e posteriormente adicionando itens como os IRST, talvez mais alguns sensores e quem sabe ensaios com mísseis que foram adquiridos pela FAB. Da mesma forma, ainda há vários ensaios a serem realizados, inclusive de REVO. Sei da angústia de todos por tal momento, mas não dá para trocar os pés pelas mãos e passar por cima de testes e mais testes, ensaios e mais ensaios, devemos lembrar que o Gripen NG nem entrou em operação na… Read more »

Douglas Rodrigues

Tenente Coronel Gustavo.

Ricardo Santos

Finalmente!!!

Antonio Neto

Cadê o 4101 e o 4102?

Pra não perder a viagem….cadê a entrega do 4105 e 4106?

No mais, dia histórico!!!

Ted

O ceo da saab prometeu 4105 e 4106 para o inicio de 2023

Marcos

E continua sem IRST

Vão inventar mil e uma desculpas para justificar o injustificável.

Que porcaria de tecnologia é essa que não pode tomar sol e chuva? Que grande piada! MIG-29 peruano sempre operou com o IRST, F-16 dos Emirados idem, Rafale com irst, até os Gripens suecos voam com o IRST instalado.

A verdade é que esse gripen veio totalmente capado e eles não querem dizer. Sensores EW capados nas pontas das asas, sem irst e por ai vai

Ivan herrera

O tempo tá com cara que vai chover e o IRST não pode molhar .

Gabriel

Que “bisurdo” né!

Capados (sem o trequinho no nariz) e sem dentes (nenhum míssel nas asas virgens)!

Não duvido que também foram entregues sem a calibragem ideal nos pneus.

Onde estão o MP e o TCU? esses militares amadores que só fazem caquinha né!

(ironia modo on)

Maurício.

“sem o trequinho no nariz” A FAB pagou por esse trequinho no nariz, trequinho esse que apareceu pela primeira vez lá na década de 50, ou seja, não é uma tecnologia inovadora em absolutamente nada. Você deveria cobrar também, mas, você é um dos primeiros que vem passar panos para a falta de tal sensor, aliás, tu sempre passa panos para os militares. Nesse teu pensamento, a FAB ficou décadas operando o AMX de forma capada, sem radar e sem capacidade de operar mísseis ar-ar para a autodefesa, mas, para sujeitos como você, o negócio é passar panos, e nunca,… Read more »

Gabriel

Nada como conversar com alguém que sabe o que está escrevendo. Por favor, escolha a alternativa mais correta:

a) a FAB pagou para ter o IRST instalado

b) a FAB não pagou para ter o IRST instalado

c) o IRST pago, não será instalado

d) o IRST não pago, será instalado

e) o IRST pago, será instalado

Maurício.

Faltou a questão f: f) o IRST pago, que ainda não foi instalado.🤷🏻‍♂️

“Nada como conversar com alguém que sabe o que está escrevendo.”

Claro, você sabe muito, aliás, você é um dos campeões na passada de pano.

Gabriel

Infelizmente a maioria dos entusiastas, que comentam aqui, não entendem “quase nada” de Forças Armadas.

Mas fazem comentários como se fossem estudiosos e peritos no tema.

Inclusive se achando com competência de apresentar “soluções” que vão de encontro a aquelas apresentadas por militares, com décadas de caserna.

Na esteira desses entusiastas seguem os que sabem “menos ainda”, que usam as idéias dos que sabem “quase nada” como verdades absolutas e passam a comentar como Doutores nos assuntos.

Para os “quase nada” normalmente basta dizer o óbvio que vão compreender.

Já para os “menos ainda” (teu caso) nem a sátira funciona.

Felipe Morais

Falou falou e falou e não mudou a constatação de que você passa pano pra qualquer coisa que fizerem pq não passa de um grande puxador de saco.

Mas é isso aí. Cada um assume o papel que melhor lhe apetece. Bola pra frente

Last edited 1 mês atrás by Felipe Morais
Maurício.

Só blá blá blá, de um eterno passsador de panos…

Rinaldo Nery

Que coisa, hein? Mas teve wiskhy no coquetel. Lagosta eu não sei. Essa FAB é muito incompetente, né? Deviam te contratar como consultor.

Camargoer.

Olá Rinaldo. Se teve uísque, espero que tenha sido single malt. Sem gelo.

tsung

vish kkkk , ai é ruim , vai capotar geral

Camargoer.

Olá Tsug.. Deixa-se o uísque em repouso em barris de carvalho tratados por anos… com temperatura e umidade controladas… daí o sujeito coloca um bloco de gelo com água da torneira, cheia de cloreto e fluoreto… não pode, Para misturar com coca-cola, guaraná, água de coco ou água de torneira não precisa ser puro malte. Pode ser NatuNobilis

Mateus

Tem que ter muito uísque e lagosta nos comes e bebes. A FAB adora uma cerimônia. Já são quantas desde que o “caça mais moderno da região” chegou no Brasil?

Fica quieto, fabiano.

Rinaldo Nery

Pra bobagens respondo quando quiser. Fica quieto, paisano.

Ataul

Tu é o típico oficial da “fAB” que acha que não deve satisfação a ninguém, sobretudo quem está pagando, a sociedade brasileira!

Mas o tempo que “notinha da fAB” convencia todo mundo acabou…

Muita gente que acompanha defesa já está se dando conta do óbvio…

Se algum dia o Governo Civil levar defesa a sério neste país muita gente de farda vai ter sérios problemas para dar “certas explicações”…

Bueno

kkk
Nao deve nao viu!
Na reserva pode mandar qualquer um plantar batata …

Felipe Morais

Show de bola. Nas reuniões do Mercadante no Bndes tbm deve rolar. Aí não vale reclamar hein? Pau que dá em Chico tbm da em Francisco. Se defende que não dê em Chico, não pode reclamar por não dar em Francisco.

Zorann

“A verdade é que esse gripen veio totalmente capado e eles não querem dizer. Sensores EW capados nas pontas das asas, sem irst e por ai vai”… Eu não duvido. Os sensores EW capados, já li noticias. O IRST sei lá porque não veio… Talvez tenham comprado só algumas unidades e pretendam instalar somente em algumas aeronaves. Este aumento para 40 unidades no 1 lote, deve explicar boa parte disto ai. Aí faltaram os mísseis, nem que fossem mockups/manejo deveriam estar na aeronave. O GDA vai defender o espaço aéreo sem misseis. Legal demais. Se os misseis existissem, deveriam estar… Read more »

Matheus

Cadê o IRST? Cadê os outros aviões? Por que a FAB Só tem dois KC-390 voando? Sendo um deles com restrição de altitude.

Last edited 1 mês atrás by Matheus
Douglas Rodrigues

KC-390 só dois voando? Oi?! O quinto KC-390 foi entregue a mais de um ano, acredito que o sexto esteja em vias de ser entregue, ou até tenha sido entregue!
De onde vem essas informações? Outros aviões? Tão a passo de serem entregues, aos poucos vão entrando em operação.

Matheus

Tem cinco KC-390, mas e daí? Só tem dois voando. É só você olha no Flight Radar 24. Tem avião que tá no chão desde Julho.

Rinaldo Nery

Desde quando precisa dos cinco voando ao mesmo tempo. Quer 100% de disponibilidade o tempo todo? Impossível. O comentário mostra seu total desconhecimento de aviação.

Matheus

É que a FAB caloteira não paga a Embraer, né? É avião voando com restrição de altitude. Não quero bem imaginar como é que estão os outros. Sem pagar, sem manutenção.

Santamariense

Tem avião que tá no chão desde julho? Tem certeza? Qual a matrícula?

Matheus

As matrículas começam com o FAB 2853. Boa sorte aí.

Santamariense

As matrículas de todos eu sei de cor. 2853 e 2857 no Gordo e 2854, 2855 e 2856 no Zeus. Mas, se tem aeronave que não voa desde julho, obviamente tua deves saber qual é. E isso é o que quero saber.

BK117

É o 2854. Se o colega Matheus fizesse uma rápida pesquisa no Google saberia que o mesmo está em processo de atualização na Embraer em Gavião Peixoto, e provavelmente será transferido para o Gordo. O 2856 teve seu ultimo voo em outubro também para Gavião Peixoto, então suponho que está em processo de atualização também. O 2853 não tem voos registrados nas ultimas semanas, mas nada alarmante, afinal não estar no FlightRadar não significa que não está voando. Os outros dois estão em uso constante, inclusive esse fim de semana o 2857 fez mais uma visitinha à base Andrews da… Read more »

Last edited 1 mês atrás by BK117
Santamariense

Obrigado pelo feedback, BK. O 2855 e o 2857 participaram da operação Escudo-Tínia, no mês passado, aqui em SM.

Douglas Rodrigues

Para começo de conversa, a aviação militar não tem obrigação de voar com ADS-B ligado (Sistema de Vigilância Aérea Automática por Radiodifusão a qual o bando de dados do FR24 usa para localizar aeronaves), e por questões óbvias… E fico tb com a resposta do Cmte. Nery.

Matheus

É só você pesquisar e ir ver. Puxa saco!

Douglas Rodrigues

Pesquisar? No Flightradar? Isso não é pesquisa confiável, ainda mais se tratando de aviões militares… Deixa de ser arrogante e teimoso.

Leandro Costa

Eu vejo direto vôos de aeronaves da FAB aqui perto de casa que simplesmente não aparecem no Flightradar. E isso é absolutamente normal, mas tem muita gente que não entende isso.

Douglas Rodrigues

É exatamente sobre isso que me refiro. Pessoal acha que todo avião tá lá, desenhado no Flightradar, ainda mais avião militar… É uma falta de percepção imensa, sem contar algo que beira a ignorância e arrogância.

Allan Lemos

Tomara que o próximo governo não coloque empecilhos para a aquisição do segundo lote.

João Fernando

Governo de 2026 né?

BK117

Fórneas e Pascotto, os primeiros pilotos enviados à Suécia lá nos idos de 2014, pilotando os primeiros Gripens do Jaguar. Achei muito bacana!

Nonato

Pensei que já haviam esquecido depois de 8 anos…

GRAXAIN

Ufa! Quanta cerimônia…

MMerlin

Temos que ser contra cerimônias para treinamento no uso básico de obuses (com disparos).
A entrada dos primeiros gripens no meio operacional deve sim ter uma cerimônia.
Depois de todos os reveses que a Força e o programa passou, merecem.

Last edited 1 mês atrás by MMerlin
Nonato

O povo reclama de tudo

Humilde Observador

Bem, pelo menos é um início. Equipamento novo e operável para nossa realidade.

Camargoer.

Que legal, o Brigadeiro Saito estava presente.

Maurício.

Nada mais justo! Afinal, foi na gestão dele que finalmente a lenga-lenga do F-X2 teve um fim, foram anos de novela mexicana com o FX e depois com o F-X2.

Camargoer.

Fiquei feliz em ver que ele está bem.

JCuritiba

Uma pergunta, o Brigadeiro Saito mora em Indaiatuba? Na quarta passada vi uma pessoa que é a cara dele quando passei pela cidade.

Gabriel

Talvez seja o maior salto tecnológico da história da FAB.

Mas o “importante” para alguns entusiastas é se aparece o “treco no nariz”.

Complicado, muito complicado.

BK117

O próprio comandante já falou que todos vão ter e essa galera insiste nisso. Acho que alguns usam disso como forma de desmerecer o avião.
Se daqui uns 6 anos ainda não tiver, aí eu fico preocupado. Até lá, tudo normal.

Camargoer.

Olá BK. O IRST é importante, sem dúvida. Contudo, se a implicância do pessoal é com ele é porque todo o resto está bem resolvido. Não vejo ninguém reclamando que o F39 não é furtivo ou qualquer outras limitação relacionada a alcance, velocidade, tempo de manutenção, custo… riso. São as uvas verdes.. sempre elas. As uvas estão verdes.

Marcos Silva

Fala Camargoer! Só pra “arrumar confusão”1 KKKKK.
Cadê as marcações do esquadrão e aquela faixa com o jaguar estilizado na deriva?

Camargoer.

O Cazuza escreveu uma vez “nadando contra a corrente só para exercitar”…

BK117

Caro Camargoer, exatamente.
Gostei da expressão “uvas verdes”. Não conhecia a fábula. Utilizarei com frequência. Obrigado.

Maurício.

Camargoer, eu reclamo porque o IRST não é algo sobrenatural, é uma tecnologia da década de 50! Quem vai reclamar sobre a furtividade de um caça que nunca foi pensado para ser furtivo? Quanto ao tempo de manutenção e custos, isso nem a FAB sabe, já que o Gripen nem operacional está, isso só com o tempo, coisa diferente do IRST, que já está pronto, basta instalar no caça, simples assim. Tem um pessoal que fica mordido, porque tem um pessoal que quer ver o Gripen completo, e não capado como estão esses Gripen da cerimônia.

Nunão

Maurício,

Só um aparte que não tem relação direta com a ausência ou não do sensor nestas primeiras aeronaves da FAB, mas que acho importante pontuar:

O IRST do Gripen é “tecnologia dos anos 50” tanto quanto a asa em delta em caças supersônicos Mach 2 também é dos anos 50 e os radares de interceptação e direção de fogo para caças Mach 2 idem.

Mas isso não significa que todos esses equipamentos não tenham evoluído. O sensor IRST de hoje é tão mais avançado em relação ao dos anos 50 quanto o radar ou a estrutura da asa.

Maurício.

Nunão, é claro que o IRST do Gripen não é o mesmo da década de 50! Mas é um sensor que apareceu pela primeira vez na década de 50! Não é algo inovador, tu entendeu o que eu quis dizer. Primeiro deram aquela desculpa esfarrapada que o IRST não veio instalado porque o Gripen veio de navio e o IRST é um equipamento sensível, alguns disseram que era um equipamento plug and play e que era só tirar da caixa e instalar no Gripen, o primeiro chegou em 2020 e outros dois em abril desse ano, por que não estão… Read more »

Camargoer.

Olá Nunão. A pólvora foi inventada há mais de 1000 anos… a roda deve ter cerca de 8 mil anos, dependendo da civilização. Alguns civilizações floresceram e desaparecem sem conhecer nem a pólvora nem a roda.

Nunão

Verdade. E algumas civilizações floresceram e desapareceram sem conhecer a união definitiva entre a roda e a pólvora, que foi a novela Roda de Fogo, da Globo.

Camargoer.

Olá Ninai. Verdade. Inclusive a rosa de fogo viabilizou o aparecimento do motoqueiro fantasma. Se os astecas tivessem isso, teriam conquistado a Espanha, não o contrário. São factos.

Santamariense

Hehehehehehe

rosario

e assim mesmo ,apos 70 anos o irst do gripen e como ovo de pele….

Rinaldo Nery

E os detratores do WAD? Sumiram…

Camargoer.

Olá Rinaldo. Pois é. Inclusive, tornei-me um defensor do WAD nos A29.

Leandro Costa

Eu era detrator do WAD até conversar com o pessoal da AEL, da FAB e da SAAB sobre isso em alguma LAAD. Depois passei à ser defensor ferrendo.

BK117

Alguns tinham suas justificativas, mas grande parte se baseava no puro vira-latismo. Sumiram depois que a Suécia também adotou. Daqui a pouco a galera esquece o IRST também…

Last edited 1 mês atrás by BK117
bjj

Bem, mas as justificativas para a ausência do IRST realmente estão desencontradas. Disseram que as aeronaves receberiam o sistema após os testes/transporte e já estamos vendo os caças entrando em operação sem o bendito IRST. E considerando o histórico do nosso país, não dá para culpar quem está com um pé atrás com essa questão. Nossos AMX A-1 até pouco tempo atrás não tinham nem radar, que é o básico do básico, para ficar apenas em um exemplo.

Last edited 1 mês atrás by bjj
BK117

Sim, estão. Mas veja bem, um radar ou o conteúdo do pilone de ponta de asa são coisas que dá pra mudar na surdina, equipamentos secretos. O IRST não, pelo menos a janela dele é bem visível. A FAB e o comandante não mentiriam dizendo que terão, até mesmo instalando neles durante a entrega na Suécia, sendo tão fácil dizer se têm ou não. É a credibilidade da instituição perante o contribuinte que está em jogo. Tendo em vista que ainda é um caça novo, recém entregue ao setor operativo, pode-se supor que o mesmo será instalado quando começarem a… Read more »

Jefferson Henrique

Exatamente o que eu ia dizer. Pra mim devem estar bem guardadinhos e protegidos, pois o caça não será utilizado para missões e nem treinamentos que o exijam ainda. Os pilotos irão passar por todo o curso básico da aeronave, simuladores, navegação a baixa altura, noturna e o escambal. Quando chegarem nos cursos operacionais de combate, onde todos estes recursos deverão ser utilizados e testados, acredito que aí instala.

Maurício.

“Se daqui uns 6 anos ainda não tiver, aí eu fico preocupado. Até lá, tudo normal”

Tu só pode estar de zueira né? O Gripen foi escolhido em 2013, ou seja, agora em 2023 já vai fazer 10 anos que ele venceu o F-X2, o primeiro chegou em 2020 e mais dois em abril desse ano, e até agora nada de IRST, e tu só vai se preocupar daqui a 6 anos? Por que não se preocupar já agora? Por que esperar tanto, 6 anos para se preocupar?

Felipe Morais

Isso que eu acho engraçado. Tem uma turma que fica revoltada quando alguém questiona alguma coisa. Mas aí quando você vai ver, eles tbm não fazem ideia. Entendo, de verdade, o Coronel Nery ter uma postura defensiva à Instituição. Ele mesmo já me respondeu uma vez: “Não vou descer o sarrafo na Instituição que me abriu as portas”. Ok, entendo isso. Entendo também que o nível de confiança que ele tem nas instâncias decisórias da FAB é superior ao nosso, visto que, por exemplo, o atual comandante, como ele já disse aqui, foi colega de turma dele. Até aqui, entendo.… Read more »

Agressor's

“Gabriel

Talvez seja o maior salto tecnológico da história da FAB.”

Nunca, nunca antes na ixtoria desti paifff…

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Fábio CDC

“Baixo custo de operação” e “Capacidade tecnológica avançada”. Ai estão 2 coisas impossíveis de combinar.
.
Acredite, se quiser…

Camargoer.

Olá Fábio. São características comparativas. Talvez fosse apropriado dizer “Menor custo” ao invés de “Baixo custo”.

Rinaldo Nery

Acho que o 3°A ficaria melhor…. Num dia ensolarado a 28°C…

Maurício.

“afinal, são homens de guerra.”

São homens de guerra mas em tempos de paz, por isso, reclamam até do calor…rsrsrs.

Santamariense

Roberto, as aeronaves 39-8, 39-9 e 39-10 são protótipos. Não são aeronaves de série para a Força Aérea Sueca.

Von Richtoffen

Não faz sentido gravatinha borboleta, nem gravata aliás. Deveria ser só o 10º e olhe lá. A FAB tem 18 (dezoito!) uniformes!!

Maurício.

O primeiro Gripen de testes chegou no Brasil em setembro de 2020, depois, mais dois em abril de 2022, e nada de IRST, deram uma desculpa esfarrapada de ser um sistema sensível e por isso não veio instalado, uns diziam que era um sistema “plug and play” que era só tirar o sistema da caixa e instalar no Gripen, mas, até agora, nada, tudo isso porque a instalação é fácil, imagina se fosse difícil…

Ataul

O IRST é apenas um dos problemas críticos…

Ponta de iceberg…

FERNANDO

Cade o IRST
Estão enrolando, nem vai ter!!

Nunão

Está num galpão secreto junto com o CIWS Phalanx, o radar Artisan 3D e as tintas para a nova pintura camuflada, escolhida pelos entusiastas e plastimodelistas que participaram enquete também secreta.

Maurício.

Pelo visto esse galpão é tão secreto que nem o pessoal da FAB sabe onde fica, afinal, para um equipamento plug and play, está difícil de ver ele nos Gripen… Quanto ao Phalanx, esse nem no galpão está, afinal, não veio junto com o Ocean, os três, aliás, ficaram com os ingleses…

Leandro Costa

Assim como o Xavantão Stealth coberto com a tinta RAM desenvolvida pelo ITA 😀

Ivan herrera

Não vai ter mais, o Biden não deixou tô com medo também dos britânicos boicotarem os mísseis, e agora, salve se quem puder🤣

nerudarruda

Esta história do IRST na FAB está parecendo com a história do Phalanx na MB.

Equilibrium

Cerimonia mal feita mal ensaiada e medíocre. Digna de pena.

Rinaldo Nery

Também acho. Faltou uma escola de samba do Rio.

Rinaldo Nery

Você não tinha nada melhor pra postar? Reclamar do IRST?

Equilibrium

Tenho certeza que você faria melhor, pedalando por alerta de radar de trânsito manual após a decolagem hehe (alerta falso né?)
Mas e ai, a questão nem é o IRST. Essa coisa ai vem com pessoas integradas por QI nas empresas que fazem parte do programa? Pelo que eu me lembro sim.

Gilson

Será que os EEUU, irão os GRIPENS, para o REDFLAG, em alguma oportunidade? acham que vão querer.

Gilson

Nossa!! são tantas perguntas; cadê o míssil meteor, cadê o IRST, cadê os outros aviões, não tem pilotos suficientes. Só faltaram perguntar cadê o F39, biplace. Eu acredito que daqui um a dois dias esses aviões não vão estar por aí atirando soltando bombas lançando mísseis, tudo é uma etapa vamos aguardar as missões que serão espetacularres!

Santamariense

Eu nem falo nada sobre o IRST. Foi comprado, deverá ser instalado. Mas, se não o for, pra mim não é surpresa. Tivemos uma aeronave desenvolvida e fabricada em parceria com outro país, que somente quase no ocaso de sua vida operacional recebeu um radar e que, mesmo modernizado, nunca operou com mísseis ar-ar, mesmo os trilhos estando lá o tempo todo. Mísseis para o Gripen? Numa cerimônia de entrada em operação? Foi divulgado que foram comprados e um primeiro lote já foi recebido. Cerimônias? Já é a terceira para o Gripen. A primeira foi a apresentação do 4100 na… Read more »

Felipe Morais

“Tem horas que cansa…dá um desânimo….mas, vá lá”.

Pois é. O entusiasmo já não é aquele mesmo de 2013, 2014, quando, finalmente, a decisão havia sido tomada.

De lá pra cá, tanta coisa aconteceu nesse país…só decepção e tapa na cara do cidadão.

Santamariense

Bem isso!

Carlos Gonzaga

Primeiramente, devo dizer o brasileiro é muito chato. Convidam para uma feijoada, tá sobrando tudo, bebidas e comidas à vontade. Aí, acaba a couve. No dia seguinte vão dizer que tava uma mer.a porque faltou couve. Eita bicho chato da porra! Parabens à FAB pelo grande feito de tirar do papel um sonho com um belo programa de absorção de conhecimento. Garanto que dele virão bons frutos. Soi engenheiro com 36 anos dd profissão sempre trsbalhando em projetos de infraestrutura. É a primeira vez que vejo funcionar um programa assim.

Felipe Morais

Sua analogia já erra quando fala “convidam”.

Quem chamou a gente pra essa feijoada? Foi de graça?

A feijoada da matéria não foi de graça não viu amigão? Muito longe disso…

Carlos Gonzaga

Quanto ao IRIST, meteor e cia. Estarão disponiveis e operacionais assim que peecisarmos deles. Não são enxoval de desfile.

Fighter

Exatamente. Quer entretenimento, vá ver a esquadrilha da fumaça

Fighter

Boa noite. Só pra lembrar que, apesar de servir à nação, a FAB não existe para agradar exigências de “entusiastas” como vocês: “ai, a passagem foi muito lenta e alta… a cerimônia foi chata… cadê o míssil… cade o IRST…” Vocês, sem saber o que falam, querem apenas entretenimento. Ver um aviao bonito, pintado ao gosto de vocês, carregando mísseis e equipamentos que não serão utilizados na missao e cuja única função é agradá-los. Vocês ja pararam pra pensar UM SEGUNDO que nem a SwAF está com gripens operacionais ainda? Que nem todos os equipamentos ficam operacionais ao mesmo tempo,… Read more »

Marcelo

Até completar os 40 caças, Europa, EUA, Rússia já estarão com caças de 8 geração. Também tem os su57 que podem equipar a Venezuela segundo fontes confiáveis. 10 desses sua57 dificilmente deixaria o Brasil levantar voo. Sempre estaremos atrasados. Infelizmente.

Santamariense

Su-57 na Venezuela? Nem a rússia tem 10 Su-57 ainda.

Leandro Costa

10 Su-57 dificilmente deixariam o Brasil levantar vôo? Como? Pedindo com muita educação? Hehehehehe

rafa

Eles tiraram o IRST pra tirar a foto e ter mais bafafá nos fóruns.
Devem estar reunidos lendo os comentários e rindo.

Santamariense

Hehehehehe…boa!

Maurício.

Devem estar rindo mesmo, e tomara que estejam lendo os comentários também, ficaram décadas com o AMX capado sem radar e sem a capacidade de se defenderem com mísseis ar-ar, ficaram décadas operando um F-5 e um Mirage lll ultrapassados, até que a força aérea francesa veio com seus Mirage 2000 e seus Micas e abateram todos os caças da FAB em questão de minutos, tiveram até que reiniciar a cruzex, vamos ver até onde vai o riso desse pessoal…

Angelo

Finalmente pilotos brasileiros nos caças suecos? ou estou enganado…?..

Cleber

Esta uma coisa q o militar no Brasil adora : cerimônia. ETA Brasil sil sil ..