A Komsomolsk-on-Amur Aviation Plant (KnAAZ) em homenagem à Gagarin United Aircraft Corporation (UAC, parte da Rostec) entregou ao Ministério da Defesa outro lote de novas aeronaves Su-35S.

“Estamos entregando equipamentos de aviação dentro do prazo estipulado pelos contratos, atendendo às necessidades do Ministério da Defesa da Rússia em sistemas de aviação modernos”, comentou Yury Slyusar, Diretor Geral da UAC.

O vice-primeiro-ministro e chefe do Ministério da Indústria e Comércio, Denis Manturov, observou que investimentos significativos foram feitos na modernização da indústria de defesa nos últimos anos. “Hoje, esses investimentos estão funcionando para resolver os problemas de uma ‘operação militar especial’ e fortalecer a capacidade de defesa de nosso país”, disse o Sr. Manturov. O fornecimento de equipamentos às Forças Armadas da Federação Russa é controlado pelo conselho coordenador do governo.

O Su-35 é uma profunda modernização do caça Su-27 com o objetivo de aumentar significativamente a eficácia de seu uso em combate contra alvos aéreos, terrestres e marítimos.

Os caças da geração 4++ construídos na KnAAZ estão concluindo o terceiro contrato para entrega às Forças Aeroespaciais Russas. O primeiro lote foi entregue no outono de 2021.

FONTE: Kommersant

Subscribe
Notify of
guest

84 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alfredo

E ante-ontem, em um raro combate aéreo, um Su-35 derrubou um Mig-29 ucraniano.
Esse bicho é poderoso.

Maurício.

Mas o coitado do Mig-29 sempre está em desvantagem, os aliados abatiam ele com todo um suporte de aeronaves aew. Nesse caso, os Mig-29 da Ucrânia já estão ultrapassados tanto em sistemas quanto em armas, um Su-35 tem o dever e obrigação de abater um Mig-29 desses. Eu sempre gostei do Mig-29, até mais que do Su-27, mas, o coitado não tem sorte…rsrsrs. Eu queria ver um Su-35 contra algo feito um Mig-35, aí a coisa seria mais parelha.

Fabio Araujo

Se fosse o SU-27 da Ucrânia teria uma pequena chance, mas o Mig-29 não tem a menor chance contra o SU-35, por isso precisam de caças modernos com urgência, mas teriam que começar a treinar pilotos e equipe de terra agora para poderem usar esses caças daqui há alguns meses!

Andre

E não é que concordamos nessa.

O piloto que tem que voar num mig29 realmente não tem sorte. Essa bela peça de propaganda fracassou sempre que entrou em combate.

Luiz

Um relato de um piloto ucraniano de um Mig-29: ” quando avistava um SU-35 o missil já tava vindo em minha direção”.

Maurício.

Claro, pilotos de sorte eram os que pilotavam os F-104, por isso que ele tem uma fama tão boa até hoje…

Leandro Costa
Maurício.

Os pilotos poderiam adorar voar no F-104, mas isso não nega o fato de que ele ganhou o apelido de “fazedor de viúvas” e de “caixão voador”, uma coisa não exclui a outra. O número elevado de acidentes com o F-104 é um fato, isso ninguém pode negar.

Leandro Costa

É fato sim. E sempre vou bater nessa tecla. Houveram motivos para isso. Mas assim como aconteceu com o F-104 (que ganhou a fama), taxas de acidente tão ruins quanto, ou até piores aconteceram com outras aeronaves, como BAC Lightning, F-100 Super Sabre, MiG-19, MiG-21F-13, e várias várias outras. O F-104 só levou a má fama e não era uma aeronave ruim. Dessas que eu listei, a que era menos capaz, e ainda para certas coisas era bem eficiente, era o F-100. Sua frase teria sido super correta se fosse “sorte eram os pilotos de F-104G na Luftwaffe no início… Read more »

Maurício.

Leandro, depois que eu respondi o Andre, eu tinha quase certeza, que se alguém viesse defender o F-104, esse alguém seria você…rsrsrs. Esses tempos, acho que alguns anos atrás, alguém falou do F-104 e você também defendeu. Nós podemos enumerar vários fatores para o elevado número de acidentes com o F-104, podemos colocar várias outras aeronaves nesse mesmo balaio, mas a fama, o apelido, ficou com o F-104, mas não esquenta, apelidos sempre vão existir, o Mirage III ganhou o apelido de jaca, alguns chamam o Rafale de jaca também, o negócio é não pegar pilha…rsrsrs.

Leandro Costa

Eu e minha mania de defender os injustiçados heheheheeh

Mas sim, é coisa da fama mesmo. Le Jaca também não é lá um apelido que nem Mirage III nem Rafale merecem 😛

Maurício.

Leandro, você é um comentárista que eu respeito, nos já tivemos nossos “conflitos”, como no caso do F-15 abatido na Líbia e o caso dos pilotos vietnamitas comemorarem os abates sobre os americanos. Mesmo assim, você sabe debater, agora, quando eu vou debater com sujeitos que usam vários nicks, e já começam chamando os outros de “putinzetes”, aí você não repara, as vezes eu também gosto de provocar, e como eu sei que nossos pensamentos são diferentes na maioria das vezes, não liga muito se eu colocar pilha em um ou outro comentarista por aqui…rsrsrs.

Maurício.

Só um detalhe, a Alemanha foi a que mais sofreu, mas outros países operadores também tiveram uma alta taxa de acidentes, claro, não no nível da Alemanha, mas tiveram, o Canadá perdeu mais da metade de seus F-104.

Leandro Costa

Maurício, pouco menos. Coisa de 46% da frota. Mas era a frota mais voada de F-104.

Mas eu te entendo. Às vezes eu também não me ‘guento’ com caras assim hehehehe

Sei que discordamos bastante, mas sempre com respeito e com argumentos. É uma briza fresca por aqui sempre que isso acontece.

Maurício.

Sim, eu errei os números, mais da metade foi de caças F-104 monoplaces, no total eles perderam cerca de 110 de 235, acho que eram esses os números corretos.

André Macedo

É fácil falar estando vivo, queria ouvir os relatos dos alemães que deram o apelido de “Widowmaker”, o problema é que muitos estão há 7 palmos faz tempo, talvez seja complicado.

https://www.key.aero/article/did-germanys-lockheed-f-104-deserve-its-bad-name

Leandro Costa

Você leu o próprio artigo que postou? “When I began F-104 training in 1978, it was an aircraft highly respected for its performance and elegance, rather than for being dangerous. In my career with the German Navy, several of my fellow F-104 pilots were lost, none of them due to technical problems. Our focus was on flight safety, memorising ‘bold face’ emergency procedures, watching the limits and, most of all, flying as much as we could. Safety comes with experience, and around 1980 every pilot could expect to record 180, sometimes even 250 annual flight hours — three times today’s… Read more »

André Macedo

“It seemed like an exciting new era for both the Luftwaffe and the Marineflieger, but public fascination for the supersonic fighter soon declined. The losses began on 29 March 1961, when F-104F BB+375 from WaSLw 10 suffered a fuel system malfunction and came down near Korbach, in the state of Hesse. Both pilots ejected safely, as was the case on 6 September after BB+378 lost all its instrumentation and ran out of fuel. The aircraft revealed problems with manufacturing quality and several system design faults, such as the afterburner system on the early J79 engines. An unscheduled nozzle opening caused… Read more »

André Macedo

Resumindo: Ou o piloto que você citou não tinha amigos ou ele era muito sortudo, pq o que não faltam são relatos de problemas técnicos.

Andre

Não se esqueça, para putinzete alucinado, contra opiniões não há fatos.

Andre

E talvez por isso ele não seja mais usado. Mas o mig29 realmente é comparável ao f104, mesma qualidade.

Maurício.

Só tem uma diferença, o Mig-29 sempre caia porque era abatido, já o F-104 sempre caia sozinho, não precisava em de outro caça para mandar ele pro chão…rsrsrs.

“Uma piada que corria na época era que se você esperasse por tempo suficiente, quase cada quilômetro quadrado da Alemanha teria um Starfighter acidentado nele.”

Outra coisa, da uma pesquisada no internet e vê o que o piloto alemão Erich Hartmann achava do F-104, vê também o que aconteceu com ele por ser contra o F-104…

Andre

É verdade, o mig29 é sempre abatido. Até que nesse caso estamos concordando bastante.

Maurício.

E na parte que o F-104 caia sozinho, você concorda ou discorda? 🤭

Andre

Claro que concordo. Talvez seja por isso que ele não seja mais usado…

Maurício.

Também, um caça da década de 50, problemático, fazedor de viúvas, se ainda estivesse sendo usado operacionalmente, algo de muito errado teria a tal “força” aérea…

Plínio Jr

Pelo que vimos aqui , toda a frota de caças Ucranianos foram destruídos umas trocentas vezes desde fevereiro…

Alfredo

Isso não importa muito, visto que podem ter alguns em hangares bem escondidos ou mesmo em países limítrofes.
Mas, o fato é que botou o bico pra fora, é abatido.

Maurício.

Israel chegou a modernizar alguns Mig-29, mas esses dias foi postado um vídeo de um Mig-29 transportando no modo gambiarra um Harm, mas o painel do Mig era antigo e não dos modernizados, esses dias tinha um elemento de Su-25 russo atacando sem serem interceptados por caças ucrânianos. A Ucrânia deve ter no máximo um punhado de Mig-29 e Su-24, nem os Su-25 eu vi mais em vídeos, mas se alguém achar que isso é uma força aérea de verdade, tudo bem…

Carlos Campos

derrubar o Mig é fácil, quero ver desviar do stinger

Underground

E ontem um Su-35 foi abatido por um manpad.

Luiz

Voar baixo igual a 1 helicóptero até o F-35 seria abatido pelo manpad.

carlos andreis

Esses caças não deixaram aqueles característicos rastros de fumaça dos motores russos , será que houve alguma melhoria?

Jean

Especialmente o Mig-29 tem está característica.

sub urbano

Participou do programa FX que selecionou o gripen. No pacote ofertado pelos russos havia participação no programa PAK-FA e produção de mísseis russos pela Avibrás. 25 anos depois temos 3 gripens kkk

Maurício.

Bah, e aquele Su-37 era lindão, baita caça, eu lembro das imagens dele em parceria com a avibras nas revistas força aérea da época, embora eu sempre achei que daria o Mirage 2000 em parceria com a Embraer.

Victor

Ele tinha a minha torcida! Embora improvavel… Tava desenhada a vitoria do M-2000-5, por todo o contexto

Camargoer.

Olá Mauricio. Eu também acho o M2000 lindo, mas eu já achava que o F39C/D era a melhor opção para a FAB, tanto que o Gripen E/F foi escolhido no Fx2. O Sukhoi também é lindo. Lembro que eu fui um grande fâ do Su-29 quando vi pela primeira vez os esboços dele em uma revista Tec&Defesa, isso lá na década de 80. Contudo, o F39 sempre me pareceu o mais adequado para o projeto de padronização da FAB.

737-800RJ

Bem, 25 anos depois temos de Gripens o que a Rússia tem de Su-57…

Maurício.

Só tem um detalhe, tu está comparando caças de gerações diferentes, tu tem que comparar o Gripen com o Su-35 e não com o Su-57…

Andre

Sei que toda comparação negativa para a Rússia é de difícil compreensão para putinzetes, mas a comparação não foi dos dois aviões, foi da gestão dos dois programas.

Tanto o programa do pak-fa quando do f39, até agora, gerou apenas 4 aviões.

Maurício.

Querer debater com um fake, que já chega chamando os outros de “putinzetes” é perda de tempo, ainda mais com alguém que é Mickey Boy de carteirinha…😉

Andre

A verdade é dura né putinzete, tem que inventar muito para aliviar.

Maurício.

Chora não, Mickey Boy.😉

Victor

Salvo engano o programa da russia naquela época era o do Mig 1.42, mas enfim, também não foi pra frente. Em comparação, embora o Su-57 esteja realmente devagar, diversos outros programas russos avançaram ou sairam do papel… Checkmate, Su-57, drone stealth S-70 Okhotnik-B, sistema S-400, etc

Andre

“aquela época” é a do fx? Se for, não era o mig 1.42.

Dos que vc citou, apenas o s400 efetivamente saiu do papel. O checkmate ainda é só uma maquete e o su57 teve 4 unidades entregues.

Esteves

3 Gripens operacionais.

Impressionante.

Alan Santos

A Rússia tem 6 SU-57 ….seis …em testes ..a Índia que foi “burra” de ter pulado fora …rsrsrs

Maurício.

A Índia que você está falando é aquela mesma Índia que disse que varreu dos céus os Eurofighters Britânicos com seus Su-30? 🤔 Ah, mas provavelmente nesse caso específico os indianos estavam mentindo né? 🤭

Andre

A Índia é aquela que disse:

“A IAF acredita que o caça Sukhoi Su-57 (T-50 PAK-FA), que o Ministério da Defesa da Índia (MoD) designou como Persistente Multi-Role Fighter, não atende aos requisitos de furtividade, aviônicos de combate, radares e sensores. ” Conforme materia aqui do aereo.

Veja que não foi o coleguinha da rua de cima, nem um especialista imaginário, são palavras da força aerea indiana, que efetivamente estava envolvida no projeto.

Alfredo

Dezinho e sua cruzada anti-Su-57.
Esqueça isso, cara!
O F-35 ‘também’ não entrega o prometido, conforme declarações do HASC do Congresso americano que disse ‘que o F-35 não terá um salvo conduto se continuar a apresentar problemas’.
Os únicos saldos ‘positivos’ foram uma conta de mais de trilhão de dólares espetada nos contribuintes americanos e a certeza que os EUA devem aumentar a produção de F-15, como estão fazendo.

Andre

Da Lua e seus diversos alter egos…

Os compradores acham que entrega e já fizeram pedidos adicionais. Ao contrário do pepino da sukoi, que não foi entregue nem meia duzia para o único comprador e todo mundo para quem foi oferecido, recusou.

Já te disse Da Lua, essa barca furada não precisa de cruzada contra, está afundando sozinha.

Faz como o outro puntinzete e muda de assunto, fala do f104, do su30…

Maurício.

Agora posta a parte que a força aérea Indiana disse que varreu dos céus os Eurofighters Britânicos com seus Su-30…

Maurício.

Mas aí cada um vai puxar a sardinha para o seu lado, os indianos falam uma coisa e os britânicos outra, e claro, esse analista italiano vai puxar para o lado europeu, ainda mais que a Itália também possue o Eurofighter, normal, para a Saab o Gripen é um matador de Sukhoi, mesmo nunca entrando em combate sério, tirando as missões de reconhecimento na Líbia.

Andre

Achei que a discussão era sobre o su57. Já que esse pepino é indefensável, melhor falar do su30 mesmo.

Maurício.

“Achei que a discussão era sobre o su57.”

Pois é! E eu achei que a discussão era sobre o tema da matéria, o novo lote de Su-35 para a Rússia.😉

Andre

Então está explicado. Você não conseguiu ler o comentário do Alan sobre o su-57 e que esta discussão tinha iniciado sob este comentário.

Leitura avançada…

Thiago A.

Jogo é jogo. São exercícios,meu nobre. Antes você deveria conhecer os parâmetros do exercício, como foram conduzidos, qual era o rol de cada aeronave, que missão eles estavam simulando e em quais condições… Até parece que você é novato …o que não falta é materia sensacionalista: militares brasileiros afirmando que amedrontaram os americanos( eu morro de rir kkkk com esses caras ) ou piloto de qualquer nacionalidade estufando o peito e fazendo essas declarações supertrunfo. Inclusive os paquistaneses … É como aquela história do submarino sueco( classe Gotland) que teria caçando supercarrier ( Ronald Reagan) americano… È possível ? È… Read more »

Maurício.

Ué, mas é como eu mesmo disse, cada um vai puxar a sardinha para o seu lado, isso é lógico. Agora, cada vez que americanos ou britânicos não se saem tão bem em alguns exercícios, a clássica desculpa sem aparece, o famoso: “Treino é treino, jogo é jogo”.

Leandro Costa

Como o próprio artigo que eu postei concorda com o que você disse. Mas ainda assim, você tem mais detalhes por onde começar à poder duvidar de ambas as versões. E se passarmos à duvidar de matérias escritas por pessoas X ou Y de acordo com sua origem, então acho melhor a gente passar a régua na imprensa como um todo. Especializada ou não.

Maurício.

Duvidar de uma análise, principalmente vendo a origem do analista, é normal, veja uma parte do comentário do Thiago A: “Tem mais, na relação com os britânicos ( embora o enorme complexo que eles carregam) existe uma componente retorica revanchista e anticolonial, além de todo o ufanismo indiano”. Ele usou até o “anticolinial” para defender os britânicos. No forte, volte e meia alguém dúvida dos militares americanos que não concordam como a maioria das mídias falam sobre a guerra, nesse caso o militar é um vendido, um político, um interesseiro, um comunista, um vassalo, um traidor, um gagá, um lunático… Read more »

Thiago A.

Só para deixar claro, não estou “defendendo” os britânicos, eles sabem se defender muito bem, não precisam da minha ajuda . A história da RAF é clara… Veja a diferença de postura entre quem conhece o próprio valor e quem compreensívelmente, pelo seu histórico de colônia dos britânicos, possui esse complexo de inferioridade que precisa expressar seu revanchismo sempre e em todas ocasiões possíveis . É um sentimento bastante comum nas declarações dos indianos- vai agora na matéria sobre a marinha deles lá no poder naval e observa o texto, em um trecho diz o seguinte : “após a adoção… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Thiago A.
Maurício.

Leandro, eu te respondi, mas o comentário ficou preso, acho que depois eles liberam.

Silvano

Tá assistindo muito determinados canais, fera… de longe a gente saca a parada de onde vem com esse alarido maluco. Na boa, quem consegue ficar cinco minutos assistindo aquilo ali é um herói ou precisa de tratamento.

George

Se aceitassem a oferta russa quantos caças você acha que a FAB teria agora?

O que aconteceu com os Mi-35 da FAB mesmo?

Maurício Oliveira

O Brasil amarelou e aposentou o tanque voador.

Andre

Ainda bem que não entramos na barca furada do pak-fa. Veja o fracasso desse programa que começou na época do fx e entregou apenas 4 aviões, conforme publicação da tass.n

Inimigo do Estado

E hoje temos 3 Gripens que em uma década já estarão desatualizados, muito bom.

Andre

Se tivéssemos entrado na barca furada da sukoi, não teríamos nada. Se a Rússia tem apenas 4 unidades, estaríamos longe de receber a nossa primeira, que, como disseram os indianos, não entrega o que promete.

Marcelo

Essa guerra na Ucrânia vai servi para os russos atualizar seu maquinário de Guerra para realidade atual !!!
Uma nova modernização dos meios de guerra já deve estar na prancheta do Putin para ele continuar no poder na base da força !!!

Alan Santos

Sem Chips sem GPS sem câmeras Canon etc , acho meio difícil rsrsrs , aliás a Limosine do baixinho mafioso a Aurus Senat é toda mecânica Porsche , sem contar o design que é uma mistura de Maibach com Rolls Royce…

Andre

É mesmo, vejamos a modernização que está guerra trouxe para a força de blindados russa e seus “novos” t62.

Hcosta

Não consegue. Se fizer isso acaba de vez com estrutura de quem o mantêm no poder.
Houve um militar que tentou fazer isso mas acabou preso por corrupção com umas prostitutas num hotel.

Agressor's

Caçador de Chicken Eagles … 😉

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Mirão

Reza a lenda que a indústria aeronáutica russa foi obliterada Março…

Incrível, previsões falhas ditas em Março fazem parte do starter pack do propaganda de guerra ukrotonta.

Leandro Costa

Era aquele lote para os Egípcios? Bom avião, mas longe de ser espetacular. Já tem AESA?

Marcelo

O radar do Su-35 é PESA. AESA só no Mig-35 que acho que não foi comprado pela Rússia, e no Su-57. Mas mesmo assim é um radar poderoso.

Leandro Costa

Então o radar do Su-57 está finalmente pronto? Por que não colocam o radar do MiG-35 no Su-35S?

Alberto

Tenho a impressão que está guerra da Ucrânia e as sanções ocidentais estão fazendo a Rússia dar um grande impulso na sua base industrial de defesa, não menosprezem o urso, quem fez isso no passado pagou um preço altíssimo, que o digam Napoleão e Hitler…

Heitor

Como Rússia e EUA ainda insistem em armamento convencional , como caças caríssimos e pilotos de primeira para os mesmos ? Não vêem que o que mandam hoje em dia são mísseis, drones, anti-misseis e submarinos ?

Nilton L Junior

Se adotassem o conceito de um motor teria mais escala.

Leonardo

O que eles precisam mesmo é de finalizar o Su 57 e fabricar em quantidades razoáveis…

Angelo

Mas o bicho é imponente, bonito e amedrontador só de ver…rsrrsrs