domingo, novembro 27, 2022

Gripen para o Brasil

Drone Bayraktar Kızılelma da Turquia taxia na pista pela primeira vez

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O primeiro caça não tripulado da Turquia, Bayraktar Kızılelma, desenvolvido pela Baykar Technologies, passou nos primeiros testes.

O Bayraktar Kızılelma, transferido para o Akıncı Flight Training and Test Center, na província noroeste do distrito de Çorlu de Tekirdağ, concluiu com sucesso os primeiros testes de táxi e condução terrestre com amarras de segurança.

Em seguida, os primeiros testes sem amarras de segurança foram dirigidos por Selçuk Bayraktar, diretor de tecnologia da empresa.

O Kızılelma está planejado para fazer a diferença no campo de batalha, especialmente com sua “capacidade de pouso e decolagem em navios com pistas curtas”.

Desenvolvido considerando navios de pista curta, como o TCG Anadolu, o primeiro navio da classe LHD da Turquia, o caça terá um papel importante em missões no exterior graças a esse recurso. Terá uma assinatura de radar baixa graças ao seu design.

O Kızılelma poderá transportar 1.500 quilos de carga útil (armas e dispositivos, etc.). Seu alcance de voo é de 930 quilômetros, enquanto a altitude operacional foi declarada como 10.668 metros. Ele pode operar no ar por cinco horas e tem uma velocidade máxima de 900 km/h.

Ele será equipado com o radar de varredura eletrônica ativa (AESA) feito localmente.

Ao contrário de outros veículos aéreos não tripulados, o Kızılelma também fornecerá eficácia contra alvos aéreos com munições ar-ar domésticas. Com essas habilidades, mudará o equilíbrio no campo de batalha.

Foi exibido no Teknofest, o maior festival aeroespacial e de tecnologia da Turquia, na província de Samsun, no Norte, atraindo grande atenção apesar dos esforços contínuos de design e desenvolvimento.

O primeiro voo do Kızılelma deve ocorrer em 2023, de acordo com a Bayraktar.

Os drones turcos ganharam fama mundial em meio à Segunda Guerra do Nagorno-Karabakh, que eclodiu em 27 de setembro de 2020, entre a Armênia e o Azerbaijão, quando a Turquia, uma potência crescente de drones na arena internacional, forneceu ao seu aliado Azerbaijão UAVs para uso no conflito e contribuiu significativamente para a vitória do país.

FONTE: Hürriyet Daily News

- Advertisement -

57 Comments

Subscribe
Notify of
guest

57 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues

Turquia vem andando a passos largos na tecnologia de drones. Seria extremamente interessante uma parceria Brasil/Turquia nessa área…

Sulamericano

Seria extremamente interessante o Brasil andar com as próprias pernas ao invés de buscar parcerias caracu: Ele entram com a cara e nós entramos com o resto.

Um país da dimensão do Brasil tem que ter um planejamento estratégico de desenvolvimento de tecnologias de ponta.

Essa mania de pegar carona com outros países e crer que esse tipo de atalho leva a algum lugar é pura ilusão, pois não leva a lugar nenhum.

Digo

Não só isso, mas quem disse que a Turquia sequer pensa em trabalhar com o Brasil na tecnologia de drones?

Por que eles abririam mão de seu Know-how para um país tem que tem pouco ou quase nada a agregar para eles nessa área?

Marcelo M

É impressionante que as pessoas nem cogitam a mera possibilidade de compramos umas duzias de drones, e pagarmos mais barato, sem transferência de nada. Exatamente como fazem, grande parte das vezes, países muito mais capazes industrial e tecnologicamente que o Brasil.

Meireles

Nós também estamos andando a passos largos com o Tupan…

sergio

Verdade cara, temos um material que poderia ser inovador como o tupan 1000, mais a galera do Exercito prefere apostar em algo que todo mundo ja faz, espero que o força aérea e principalmente a marinha, veja as potencialidades desse drone, seria uma pena que um material feito o tupam fosse descontinuado por falta de interesse.

leonidas

Não seria uma pena, seria o padrão do Brasil…

Nonato

O primeiro caça de 6a. Geração do mundo.

Jorge Knoll

Temos que dar palmatória a Turquia, mesmo com PIB inferior ao Brasil, e com menos riquezas minerais, e menor produção agrícola, tem uma indústria bélica pujante, e domina tecnologia, informática, mais que nós;.
Temos que fazer uma reengenharia, para sermos um dia considerados potência.
Falta cabeças pensantes, ações e vontade política, pois o resto se vai atrás.

santiago

Eu acho que cabeças pensantes tem e muito, ou melhor tinha já que muitos foram saindo do país . Falta uma política de aproveitar essa galera, de fomentar tecnologia de ponta e levar elas para produção. Tivemos aquele avião de manobras que bateu recordes e hoje não conseguem tirar ele do chão por falta de incentivo. Temos exemplos nacionais que tentamos vender, olha o que a engenharia da embraer consegue fazer.

Sulamericano

Teve gente aqui que bateu palmas quando o governo fechou a CEITEC.
Esse é o tipo de pensamento que impera no Brasil: pra que desenvolver se eu compro mais barato lá fora.

Então é isso, é continuar exportando soja, minério de ferro, óleo cru (e agora cabeças pensantes) e importar todo o resto.

É quase como na época do mercantilismo: entregamos as riquezas naturais em troca de espelhos e pente pra cabelo.

Allan Lemos

Falta também um adversário na fronteira, já disse e vou repetir, o Brasil só vai evoluir no quesito defesa no dia que tiver um inimigo externo declarado.

É impossível um país tornar-se potência militar se não houver um inimigo para incentivá-lo a alcançar esse status. Enquanto isso não acontecer o pensamento predominante sempre será o “ah, mas o Brasil é um país pacífico”.

Sulamericano

O Brasil tem inimigos, mas eles não são externos. Estão dentro de casa.

Alfredo

Riquezas minerais e produção agrícola????

Agressor's

Para seguir adiante e fazer frente as adversidades pense positivo. O braziu é, positivamente, um lixo!

Maurício.

Lembra um pouco o J-20 sem o canopi.

Zeca

Lembra mais o Saab FS2020.

Marcelo Bardo

E lembrar que nosso drone supersônico da FAB vai cancelado…

Underground

Pois é!
Nossos projetos não conseguem avançar. O VANT foi cancelado. STOUT foi cancelado. Parte do pedido do KC390 foi cancelado. Desenvolver uma nova aeronave de patrulha marítima e alerta antecipado baseados no E2 (que deveríamos fazer) nem em sonho.
Daí tem o pessoal que ainda passa pano.
Lembrando que a extinta CBT foi pioneira no desenvolvimento de um VANT nacional, com motor a jato e tudo, lá na década de 80, depois adquirido pela Embraer. Mas ninguém se interessou.

Guacamole

Mas os “comes e bebe” ainda estão vivos e passam bem e para o nosso oficialato, é isso o que importa.

Vinho premiado e lagosta fresca. As armas a gente vê depois.

Marcelo

Fica quieto, se você falar do viagra e do leite condensado a kombi preta vai te visitar !!!

Cleber

Isso é o q mais importa para eles .Se esqueceu o soldo em dia e pensões.

RodolfoL

Sempre foi. Mas não esperava que a comportamento bababesco se tornasse tão proeminente nas FAs.

Rinaldo Nery

Qual comportamento nababesco?

Henrique

O VANT foi cancelado

se ta falando daquele drone da Embraer aqui era só um delírio de mou… não iria rolar de qualquer forma

Desenvolver uma nova aeronave de patrulha marítima e alerta antecipado baseados no E2 (que deveríamos fazer) nem em sonho..

E2 não serve pra isso, é muito pequeno pro território que ele teria que cobrir (além disso o e2 é muito novo pra esse projeto)

Rinaldo Nery

Novo pra esse projeto? Tem q ser velho?

Carlos Campos

Dá até tristeza de lembrar do Drone Furtivo que foi cancelado ainda na fase acordo sobre o desenvolvimento

Frederick

Turquia desde a década de 1920 possui sua indústria nacional de defesa. Desde então, por diversas circunstâncias, em variadas intensidades e em momentos particulares, é fomentada pelo governo do pais. O sensível cenário geopolítico em que se situa motiva a buscar a máxima autossuficiência. Sobra justificativa, portanto.

O que estão vendo é um dos resultados de investimento maciço – de décadas e de toda ordem – no setor de defesa. Um dos outros de maior destaque, inclusive, é o resultado comercial. Hoje, essa indústria é imensamente lucrativa à Turquia.

Não começaram agora.

Palpiteiro

Meu palpite é que não parece ser uma boa investir em empresa que fabrica assento ejetável, canopy….. Parece que a demanda tende a cair.

Carvalho2008

Enorme curiosidade de saber e confirmar se realmente haverá a opção embarcada.

Existem aquelas imagens do Anadolu com uma catapulta auxiliar junto a ski jump….se for…será a consagração do modelo de LHD que sempre defendi, embora não tenha os cabos de retenção….será a conjugação final do LHD aos modos stobar e catobar, inclusive já ilustrados na forma do chinês projeto 76

Tutor

Com que a Turquia, com menos recursos que o Brasil, tanta corrupção quanto o Brasil, consegue estar tão a nossa frente?
A única explicação é aquela teoria maluca que fala que países tropicais tendem a ser mais “devagar” no desenvolvimento.

Frederick

Direcionamento de recursos. Para eles, defesa é prioridade.

E têm ensino de qualidade, onde o cidadão médio conhece o seu país e não crê em teorias molóides que relacionam os trópicos com a disposição de trabalhar dos cidadãos.

Augusto

Eles já conheceram o gostinho da grandeza. Lembrando que no começo da idade moderna eram a mais poderosa potencia do mediterrâneo.

Jordan K. Hubbard

O segredo é inflação para o povo e recursos para as empresa ligados ao governo.

Marcelo

Impressionante a evolução aeronáutica turca,é pra tirar o chapéu para eles !!!

fewoz

Se inveja matasse, acho que não iria sobrar nenhum de nós aqui pra comentar… Fantástico trabalho da Turquia.

Heinz

Parabéns aos turcos por investirem em educação e tecnologia. Enquanto aqui no Brasil se discute é os 200 Bi fora de teto, para manter o povo adestrado.
Estamos F….
Na verdade, sempre estivemos…
Falta política de estado para essa nação, e creio que vai demorar para isso acontecer

Adriano Madureira

” Parabéns aos turcos por investirem em educação e tecnologia. Enquanto aqui no Brasil se discute é os 200 Bi fora de teto, para manter o povo adestrado”. Caso não lembre,quem cortou a verba para ciência e tecnologia foi o “Mito” e o Nosferatu de São Paulo… O “Mito” cortou 92% das verbas para Ciência e tecnologia, com o corte de R$ 600 milhões de recursos de pesquisa da área. . O orçamento já era muito apertado e as verbas tinham uma destinação para pesquisa e investimento na área de ciência e tecnologia e, acima de tudo, para o pagamento… Read more »

Emmanuel

PT nunca cortou verba de ciência e tecnologia, não é ?????

Frederick

Os números estão errados e não há simetria na comparação. Escuto esse lenga-lenga há décadas sobre responsabilizar políticos. E continuamos com massa crítica disponível e produção reprimida.

Veja aqui, neste mesmo fórum, que em tese seria local para “entusiastas” do tema, quem apoia a indústria nacional de Defesa. Se for 1/3 é muito.

Então o buraco é mais embaixo, filho. Foco.

Rafael Cordeiro

Os políticos refletem a população, logo, sua reflexão tem lógica e por isso não apoiam a indústria nacional de defesa.

A C

Serah que um dia os pilotos da FAB vao ter que combater contra cacas-drones? Eh para isso que o Brasil estah se preparando hoje? Anotem: nao vai demorar 5 anos para a gente ouvir sobre iniciativas semelhantes estarem operacionais varios outros paises.

E sobre embarcacoes navais remotamente controladas? Armas terrestres? Hah alguma noticia/iniciativa no Brasil?

Sobre as “cabecas pensantes” que o colega mencionou acima, elas estao saindo do pais em quantidades gigantestas, provavelmente sem igual. Enquanto isso, “cabecas nao-pensantes” ficam protestando em frente aos quarteis ao inves de produzir riquezas.

Last edited 6 dias atrás by A C
Zé bombinha

Produzir riqueza pra depois ser distribuída com quem não faz questão de produzir nada!

Alfredo

Hoje foi noticiado ataque turco a uma base de treinamento americana em Rojava.
Aguardemos os desdobramentos

Adriano Madureira

Muito belo esse drone!

EduardoSP

“com sua capacidade de pouso e decolagem em navios com pistas curtas”
Com essas rodinhas aí, sei não.

Chengdu J-10

Lembra o J-20

Antunes 1980

O Brasil precisa comprar uns 50 destes para defender nossas fronteiras.

Nonato

Enquanto França e Alemanha querem gastar 100 bilhões no FCAS, a Turquia vai e faz.
E ainda copiou o J 20.

Rui Mendes

Não é só a França/Alemanha, então e os UK/Itália/Japão, Os Russos, Indianos, Norte-Americanos, Chineses e os próprios Turcos, estão todos na corrida para o caça de 6G, mas claro, falas só nos Franco/Germânicos e ainda por cima, tentando criticar, quem está a trabalhar, depois isso aí, nada tem a ver com um caça de 6G.
Mas é um excelente avião/drone, e os Turcos, não é só na aviação que estão muito fortes, é quase em tudo, mísseis, radares seda e de outros tipos, navios de Guerra, submarinos, e VCI’s, MBT’s, etc.

Ricardo Cuore

Acho que acabou a profissão de piloto de caça. O que vamos fazer com a nossa AFA?

Alexandre Galante

“Maybe so sir, but not today” – Maverick, em Top Gun 2.
comment image

Last edited 5 dias atrás by Alexandre Galante
Frederick

[risadas] Magnífico, Galante!

Nilton L Junior

Os drones se consolidaram no campo de batalha, quem não tiver esta f.

dretor

Achei muito estranho esta superfícies de comando , porem por ser um protótipo …..ok desde ja parabéns a Turquia que esta aplicando os conhecimentos aprendidos no projeto do F35 com bastante primor.

BLACKRIVER

Olha só a Turquia 🇹🇷
Que feito em, merece ser aplaudida de pé.

Livro ‘Guido Pessotti – Mestre do Design Aeronáutico’https://www.aereo.jor.br/2015/12/02/livro-guido-pessotti-mestre-do-design-aeronautico/
Quem leu o livro acima mencionado sabe o que eu estou falando, aos que não leram, recomendo ler…

E por falar em leitura, também recomendo o link abaixo, que vai ajudar a entender por que as empresas brasileiras do setor de defesa não conseguem progredir…
Em pleno ano de 2022 ver uma notícia dessas, só pode ser piada!

Entidades de classe do setor de Defesa e Segurança entram na Justiça contra a Boeing para proteger a soberania nacional

https://www.aeroflap.com.br/entidades-de-classe-do-setor-de-defesa-e-seguranca-entram-na-justica-contra-a-boeing-para-proteger-a-soberania-nacional/

Marcelo M

Quem não tem F35B, caça com Kızılelma!

Últimas Notícias

Russos dispararam mísseis de cruzeiro nucleares sem ogiva contra a Ucrânia

https://twitter.com/DefenceHQ/status/1596389927733927937 Aparentemente a Rússia está removendo as ogivas nucleares de antigos mísseis nucleares de cruzeiro e disparando as munições...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -