quarta-feira, novembro 30, 2022

Gripen para o Brasil

FCAS: França, Alemanha e Espanha concordam em seguir em frente com o desenvolvimento

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

BERLIM/PARIS, 18 de novembro (Reuters) – França, Alemanha e Espanha chegaram a um acordo para iniciar a próxima fase de desenvolvimento de um novo caça apelidado de FCAS, o maior projeto de defesa da Europa com um custo estimado de mais de 100 bilhões de euros (103,4 bilhões de dólares), disse Berlim na sexta-feira.

O Ministério da Defesa da Alemanha disse em comunicado que um acordo industrial foi alcançado após intensas negociações, confirmando uma reportagem anterior da Reuters dizendo que os três países e suas respectivas indústrias fecharam um acordo.

O ministério disse que foi acordado no mais alto nível do governo que uma abordagem cooperativa em pé de igualdade seria adotada no projeto, que está sob responsabilidade geral da França.

“O acordo político sobre o FCAS é um grande passo e – especialmente nestes tempos – um sinal importante da excelente cooperação franco-alemã-espanhola”, disse a ministra da Defesa alemã, Christine Lambrecht.

“Reforça as capacidades militares da Europa e garante um know-how importante não só para a nossa, mas também para a indústria europeia.”

Anteriormente, fontes haviam dito que a próxima fase de desenvolvimento do Future Combat Air System (FCAS) deveria custar cerca de 3,5 bilhões de euros, a serem compartilhados igualmente pelos três países.

A francesa Dassault, Airbus e Indra – as duas últimas representando a Alemanha e a Espanha, respectivamente – estão envolvidas no esquema para começar a substituir os franceses Rafale e os Eurofighters alemães e espanhóis a partir de 2040.

“Agora, uma série de medidas formais nos respectivos países devem ser tomadas para permitir uma assinatura rápida do contrato, à qual teremos que aderir”, disse a Airbus em comentários por e-mail.

O presidente francês Emmanuel Macron e a então chanceler alemã Angela Merkel anunciaram pela primeira vez planos em julho de 2017 para o FCAS, que incluirá um jato de combate e uma variedade de armas associadas, incluindo drones.

Ultimamente, o projeto – originalmente destinado a unificar os europeus após a crise migratória e a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia – tem sido fonte de tensão entre os dois países.

No mês passado, Macron cancelou uma reunião ministerial conjunta franco-alemã devido a divergências com Berlim em uma ampla gama de questões, incluindo projetos de defesa e energia.

Ambos os lados lutavam há mais de um ano para chegar a um acordo sobre a próxima etapa do desenvolvimento do FCAS, embora os governos francês e alemão concordassem amplamente com o projeto.

Algumas fontes consideraram a Dassault como culpada, já que a empresa se recusou a ceder em uma longa disputa sobre direitos de propriedade intelectual.

Outras fontes culparam a Airbus por pressionar por uma maior parcela de trabalho do projeto liderado pela Dassault, insistindo que deveria ser dado “em pé de igualdade” com a empresa francesa.

FONTE: Reuters

- Advertisement -

29 Comments

Subscribe
Notify of
guest

29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jack

Se feiura derrubasse aviões inimigos, esse aí nem precisará voar armado. (Só para não perder a piada).

Last edited 11 dias atrás by Jack
SteelWing

Kkkkkk

J R

gosto é gosto, esse avião é lindo.

Alan Santos

Não importa a cor do gato , importante é que ele caçe o rato …Deng Xiaoping”

Rogério Loureiro Dhiério

Será que o radar quântico de bolinhas estratosféricas vão conseguir pegar esse ai no pulo do gato?

Leonardo Bastos

A pergunta é: será que ele vai chegar mesmo a voar um dia…??

Rui Chapéu

Voar vai, quando os eua estiverem na 9 geração e os china nas 8,5+ geração isso ai pode decolar.

Mas vai ter 2 modelos, pq até lá a frança quebra o pau com os sócios e faz uma versão só pra ela tb.

Inimigo do Estado

Estes países não são o Brasil não filho. Errou o lugar do comentário.

Rui Mendes

Tás confundido, esses países sabem fazer, e têm total apoio da UE.
Ei sei que a Europa é odiada por essas bandas, mas tás a confundir, alhos com bugalhos.

Gilian

Será que a Europa vai ter dinheiro para desenvolver isso.
Sei não.
Com as fortunas que terão de gastar com gás, petróleo e eletricidade, não vai sobrar muito não.

Rui Mendes

Vai pedir emprestado para a Rússia. Olha lá, tem aval da UE, uma das zonas do mundo mais ricas. Vê lá na cop27 no Egipto, quem são os chamados países ricos e os em desenvolvimento e os pobres, vê lá e deixas de escrever esse tipo de coisas. Até os Chineses são considerados países em desenvolvimento. A UE, EUA e UK são quem está a pagar a guerra na Ucrânia, contra os Russos, foi assim no Afeganistão, Iraque, Líbia, Síria, e no Sahel Africano, a Europa suporta a autoridade palestiniana em grande parte e em muitas organizações humanitárias, assim como… Read more »

Last edited 10 dias atrás by Rui Mendes
Hcosta
Last edited 10 dias atrás by Hcosta
RenanZ

“….abordagem cooperativa em pé de igualdade…”

Mais um acontecimento com aquele empurrãozinho do Putin, o cara é fera mesmo!

Hellen

Eu ja vi essa historia,no final a Dassault e o Governo frances pulam fora e acaba desenvolvendo seu produto sozinho igual aconteceu com Rafale !!!! Hoje o Rafale é sucesso de vendas !!!! O Governo francês e a Dassault construíram com muito custo a industria aeronáutica francesa e automaticamente passaram a ter uma fatia (reserva de mercado ) do mercado de caças ( bilionário $$) e tenho certeza que eles nao irão abrir mão de um novo caça furtivo puramente francês para gerar o maximo de empregos em territorio frances e manter a frança e a Dassault na vanguarda tecnologia… Read more »

Last edited 11 dias atrás by Hellen
Oráculo

Pensei algo parecido.

Inclusive acredito que em breve alemães e espanhóis vão pular fora e embarcar no projeto UK/Italia/Japão.

Os franceses vão ficar sozinhos, como gostam.

Nemo do Nautilus

Talvez a parceira funcione desta vez, mas tenho a impressão que já ví esta história!

Last edited 11 dias atrás by Nemo do Nautilus
Wilson

Rafale e Typhoon II. A novela continua!

Peter Nine Nine

Só parcerias que não funcionam mas..
Mas eu olho para a parceria anterior e vejo sucesso… Originou não em uma, mas duas excelentes aeronaves, Rafale e Eurofighter. E até que vendem. E só um tolo dúvida da utilidade de ambos.

Versáteis, ágeis, modernos, bem armados, bom alcance, boa suite… bom leque de armas…

O objetivo era fazer um bom caça, discutiram e fizeram dois ^- ^.

Last edited 11 dias atrás by Peter Nine Nine
Carlos Campos

tu lembra dessa parceria? na minha linha do tempo ela acabou e gerou o Rafale e o Eurofighter, interessante que na tua linha do tempo a parceria gerou dois caças que não tem nada a ver um com o outro a não ser as armas.

Rui Mendes

Não têm nada a ver???
Nada, nadinha mesmo #sqn

Carlos Campos

Que eu saiba não. Os avionicos são diferentes.o motor é diferente. Mas estou interessado qual é a grande semelhança?

Antunes 1980

Começou 20 anos depois do SU-57, e irá entregar mais que o dobro de unidades até 2045. Anotem aí !

Mirão

Quando esse dorito de metal começar a voar, a Rússia já terá em mãos os seus caças de 6ª geração e possivelmente já com um prototipo da proxima.

Luiz Antonio

Cadê o IRST? (Desculpe acho que foi reflexo….kkk brincadeirinha)

Mirão

O cronograma atual está pra 2040 mas já tem oficial senior que está duvidando se isso ai não vai voar só depois de 2050 e os caras acham que esse programa é algo sério kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Underground

Há notícias que um fazendeiro ucraniano abateu um SU35 com espingarda.
Em sendo verdade, a FA da Rússia tá pior que o esperado.

Inimigo do Estado

Sim, igual o fantasma de Kiev, que derrubou 500 aviões russos sozinho.

Teropode

Hummm 🤔, credito não!

Antonio Cançado

Não seria melhor essa parceria incluir a outra, formada por Japão, Reino Unido e Itália, com o mesmo objetivo?
E não seria ainda melhor a Suécia e o Brasil também se juntarem ao projeto?

Últimas Notícias

Embraer recebe pedido de cinco aviões E195-E2

São José dos Campos - SP, 30 de novembro de 2022 – A Embraer recebeu um novo pedido firme...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -