sábado, novembro 26, 2022

Gripen para o Brasil

Embraer e NAC assinam contrato firme para até 10 novas conversões para aeronaves cargueiras

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

San Diego, Estados Unidos, 20 de outubro de 2022 – A Embraer e a Nordic Aviation Capital (NAC), líder global de leasing de aeronaves regionais, assinaram um contrato firme para até 10 posições de conversão de E-Jets para cargueiros dos modelos E190F/E195F, com entregas previstas para 2024. Em maio deste ano, ambas as companhias haviam assinado um acordo agora confirmado. As aeronaves para conversão virão da frota já existente de E190 e E195 da NAC.

Em julho deste ano, a NAC assinou um memorando de entendimento com a Astral Aviation, com sede em Nairobi, Quênia, para a conversão das duas primeiras aeronaves cargueiras (P2F, passenger to freight, em inglês) do modelo E190F.

As conversões de E-Jets da Embraer para cargueiros oferecem a melhor economia e desempenho operacional no segmento. Os E-Jets cargueiros terão 50% a mais de capacidade em termos de volume, tendo três vezes mais alcance que grandes turboélices de carga e custos operacionais até 30% menores do que narrowbodies.

Com mais de 1.700 E-Jets entregues pela Embraer em todo o mundo, os clientes dos cargueiros se beneficiarão de uma rede global de serviços bem estabelecida e madura, além de contar com um amplo portfólio de produtos já disponíveis para apoiar suas operações desde o primeiro dia.

As conversões para cargueiro serão realizadas nas instalações da Embraer no Brasil e incluem: porta de carga dianteira principal; sistema de movimentação de carga; reforço de piso; barreira de carga rígida (RCB, na sigla em inglês) – barreira 9G com porta de acesso; sistema de detecção de fumaça de carga (compartimento de carga do convés principal classe E), alterações no sistema de gerenciamento de ar (resfriamento, circulação de ar, etc.); remoção de interior e provisões para transporte de materiais perigosos.

Combinando os compartimentos de carga inferior e superior, a carga útil estrutural máxima é de 13.150 kg para o E190F e de 14.300 kg para o E195F. Considerando a densidade de carga típica do comércio eletrônico, os pesos e volumes líquidos também são impressionantes: o E190F pode lidar com uma carga útil de 10.700 quilos (23.600 libras), enquanto o E195F tem capacidade para carga útil de 12.300 quilos (27.100 libras).

Mais informações sobre o P2F, clique aqui.

Siga a Embraer no Twitter: @Embraer

Sobre a NAC

A NAC é líder global em leasing de aeronaves regionais e está expandindo suas operações para aeronaves narrowbody maiores, aproveitando sua plataforma de gerenciamento de ativos de nível mundial.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer tem negócios nas áreas de Aviação Comercial e Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, fornecendo Serviços e Suporte aos clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada em 1969, a Embraer já entregou mais de 8.000 aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola em algum lugar do mundo, transportando mais de 145 milhões de passageiros por ano.

A Embraer é a principal fabricante de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviços e distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest

9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Underground

Só lembrando que a FAB fez novo corte para o KC390.

Underground

Correios encomendando 20 aeronaves convertidas ficaria de bom tamanho a frota.

João Adaime

Caro Underground Mais do que isso. Os Correios já cogitaram adquirir 25 C390, sendo cinco num primeiro pedido com opção de mais 20. Na época os Correios gastavam 500 milhões de reais por ano contratando empresas de táxi aéreo e espaço em aeronaves comerciais. Infelizmente as últimas administrações cometeram “equívocos” e conseguiram falir uma empresa que atuava sem concorrência desde 25 de janeiro de 1663. Atualmente o governo federal só pensa em privatizar a Instituição. Somente a título de curiosidade, quando o presidente FHC passou o governo a seu sucessor, os Correios tinham em caixa mais de 2 bilhões de… Read more »

C390 correios.jpg
Luiz

Só dois reparos:
1- “Conseguiram falir” é uma expressão um pouco forte em se tratando de uma empresa pública (cujo objetivo primordial é servir à população, sendo lucros um efeito secundário) que só não deu lucro em 5 dos últimos 30 anos, e os lucros dos últimos 3 já cobriram os prejuízos anteriores.
2- “…atuava sem concorrência desde 25 de janeiro de 1663” é, além de exagero retórico, uma falácia. O envio e entrega de encomendas nunca foi objeto de monopólio, que abrange apenas cartas simples e comerciais e telegramas, que estão em franco desuso.

João Adaime

Caro Luiz Claro que não faliu. Foi apenas força de expressão. Tanto que continua funcionando. Os Correios foram fundados no Brasil no dia 25 de janeiro de 1663 no Rio de Janeiro, com o nome de Correio-Mor. Depois mudou várias vezes de nome, mas os serviços continuaram sempre os mesmos. Mas já que você quer a verdade, os Correios foram simplesmente saqueados. A denúncia partiu do então presidente do PTB e deputado Roberto Jeferson, o que resultou na CPI dos Correios que evoluiu depois para investigar também o Mensalão, que abrangia não apenas os Correios mas outras empresas e órgãos… Read more »

Carlos Campos

a expressão tá adequada, pq no mínimo a empresa ia pedir recuperação judicial, ou até falir devido ao rombo bilionário

Henrique

sobre o item 1 empresa não pagava imposto, tem sim o monopólio por ela tem maior fatiada do mercado e o Estado atua ativamente pra manter o monopólio (e não to falando de m*rda de cartinha e sim do Estado trabalha na criação de leis e burocracias para travar e impedir a existência de outras empresas similares ou impedir que estas tenha competividade maior ou lucros que atraiam outras empresas ao setor) e com tudo isso ainda assim tinha um serviço P0RC0 que não conseguia chegar nem pra zerar o custo de operação . . basto ameaçar privatizar que os… Read more »

Frederick

Percepção errada vira “hipérbole”. A velha desculpa esfarrapada de sempre de gente que só se importa em desinformar.

Ajudar, que é bom, nada.

Eis uma espécie curiosa de parasitismo que merece um bom estudo.

Frederick

Os Correios, de década em década e por motivos diversos – um brigadeiro da reserva vai pra empresa, um platimodelista senta num assento importante, etc…- elaboram um delirante estudo sobre eventual aquisição de aeronaves. Desejo esse sempre frustrado pelos fatos óbvios. Nem mesmo o estudo mais descolado da realidade cogitou esse número de unidades e nem desse tipo de aeronaves. Isso é mentira de quem informou na época. Hoje a Sideral presta um competente serviço de transporte aéreo de carga aos Correios. E, para quem torce pela aquisição só para pintar um aviãozinho e expor na prateleira, há aeronaves dessa… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Frederick

Últimas Notícias

André Gasparotti, da Embraer, é eleito Presidente do Conselho SAE BRASIL para o biênio 2023-2024

Profissional, que atua há mais de 20 anos na empresa aeroespacial, é Mentor de Tecnologia e Inovação e membro...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -