terça-feira, outubro 4, 2022

Gripen para o Brasil

Colômbia relança plano de compra de caças

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

SANTIAGO, Chile – O presidente colombiano, Gustavo Petro, reativou o processo de aquisição de novos caças para substituir a antiga frota Kfir do país.

A decisão de Petro pode ser uma surpresa, dada sua postura no início deste ano na campanha, quando disse que a compra de aeronaves de combate ou outros equipamentos militares não seria uma prioridade durante seu mandato, se eleito.

Fontes militares na capital Bogotá, falando sob condição de anonimato para proteger suas carreiras, disseram ao Defense News que o crédito pela reviravolta do Petro pertence ao general Luis Carlos Córdoba, chefe da Força Aérea Colombiana. Eles explicaram que Córdoba convenceu o ministro da Defesa, Iván Velásquez, sobre a necessidade urgente de substituir pelo menos parte da frota Kfir, que começará a se aposentar ainda este ano, e Velásquez, por sua vez, convenceu o presidente.

Desde 1989, a Colômbia adquiriu 24 jatos Kfir, fabricados pela Israel Aerospace Industries. Para contrabalançar a aquisição de caças Sukhoi Su-30 pela Venezuela, a frota Kfir da Colômbia passou por atualizações entre 2009 e 2017 realizadas pela Divisão Lahav da IAI.

A última atualização, para o padrão C-60, envolveu a instalação do radar ativo de varredura eletrônica ELM-2032 da Elta Systems e um link de dados, bem como a integração da arma Derby da Rafael Advanced Defense Systems – um míssil ar-ar além do alcance visual. A IAI diz que o padrão é equivalente ao F-16 Block 52.

Cockpit do Kfir Block 60

Os Kfirs modernizados da Colômbia são possivelmente os caças mais avançados com os sistemas mais capazes em serviço na América do Sul. Mas a idade das células está cobrando seu preço; entre 2012 e 2014, várias aeronaves foram perdidas em acidentes, em um ponto paralisando toda a frota. O amplo suporte de manutenção da IAI trouxe as aeronaves de volta ao serviço.

O governo colombiano agora está considerando como pode comprar novos caças. O presidente já pressiona por investimentos em questões sociais e cerca de 25% do orçamento anual do país é destinado ao pagamento de dívidas.

O analista independente de defesa e segurança de Bogotá, Erich Saumeth, é cético.

“O presidente Preto chegou ao poder fazendo muitas promessas sobre gastos com desenvolvimento social e tem um núcleo de apoiadores que não são amigáveis ​​com a compra de equipamentos militares. Por outro lado, o Exército e a Marinha também precisam de modernização”, disse Saumeth ao Defense News. “Então, ou nada vai acontecer, ou [haverá] uma solução provisória não tão boa e medíocre.”

A Colômbia recebeu anteriormente ofertas de caças Eurofigher Typhoon e Dassault Rafale de segunda mão, mas a Força Aérea, que prefere aeronaves monomotor, parece focada no F-16 da Lockheed Martin e no Gripen da Saab. O governo já recebeu ofertas tanto de novas aeronaves das variantes mais recentes quanto de opções atualizadas de segunda mão.

Uma das fontes militares disse ao Defense News que “provavelmente um primeiro lote de 12 aeronaves será adquirido” e que “ofertas de segunda mão de células modernas com uma grande vida útil restante e potencial de atualização significativo certamente atrairão mais interesse do que antes”.

FONTE: Defense News

- Advertisement -

139 Comments

Subscribe
Notify of
guest

139 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jefferson Henrique

Não contem com Gripen E/F, muito menos C/D. Quase total certeza de F-16.

Matheus

Exato. Puxadinho de Washington.

Boitatá

Não tenho tanta certeza assim. Os Gripen C/D da Rep. Checa estão finalizando contrato de leasing e poderiam ter um bom desconto.

André Bueno

Tecnicamente e financeiramente é uma boa opção. A questão é a variável geopolítica.

J R

o atual governo colombiano é de extrema esquerda, alinhado ao forum de SP, então pode viabilizar opções fora dos EUA agora.

America

Já vao chegar 30 helicópteros para a fronteira

Camargoer.

Caro JR. Não. O atual governo colombiano é sim de esquerda mas nada justifica chama-lo de extrema esquerda ou de ultra-esquerda. Geralmente, um governo de extrema esquerda (ou direita) é caracterizados por um regime não democrático, perseguição politica aos opositores ausência de eleições livres.

André Bueno

Muito bem posto, prezado Camargoer.

Camargoer.

Olá André. Sempre é muito bom conversar com você. Costumava dividir o espectro político em quatro faixas. Direita e esquerda democráticas, extrema direita e extrema esquerda (não democráticas). Não existe centro. Parece-me razoável separar os regimes primeiro em relação á sua ideologia (esquerda x direita) e depois entre democracias x ditaduras.

André Bueno

Simples e objetivo. A realidade costuma seguir o caminho que você desenhou.

curioso

Boa noite Camargoer. De acordo, em especial quanto a não existir centro.
O centro político, como o Equador (geográfico) não passa de uma linha imaginária. Mas ao contrário da linha do Equador, não há critérios consensuais para defini-la.
Cada um traça o centro político onde bem entende. No Brasil, em geral, costuma ser deslocado para a direita.

AMX

“No Brasil, em geral, costuma ser deslocado para a direita”.
Infelizmente, é o contrário, vide a infinidade de políticas “públicas”, amarras e vinculações constitucionais e demais desgraças.

Camargoer.

Olá AMX. Se consideramos que o principal valor da direita é o sucesso por mérito pessoal, este conceito só faz sentido em uma sociedade na qual todos tem acesso ás mesmas oportunidades. Em uma sociedade tão desigual como a brasileira construída sobre um base de racismo estrutural, é necessário e imperativo que o Estado possa implementar políticas de compensação para assegurar os mesmas oportunidades e restringir os privilégios de classe. É interessante pensar que a esquerda busca a igualdade de oportunidades, no que se traduz em maior sensibilidade social e solidariedade, essencialmente as bases filosóficas do cristianismo, o que nos… Read more »

Camargoer.

Olá Curiso. A distinção entre uma ditadura e uma democracia é relativamente simples. Um regime democrático contemporâneo deve 1. obedecer ao estado de direito. 2. respeito á soberania popular expressa em eleições regulares. 3. respeito aos direitos humanos e 4. proteção ao meio ambiente. Um ditadura é o contrário disso. Sobre a distinção esquerda x direita, é mais complexo. Acredito ser necessário compreender primeiro o conceito de luta de classes e também da disputa entre capital x trabalho. Muita gente faz uma distinção simplista entre direita x esquerda em termos de direitos individuais. Esta discussão se confunde com o debate… Read more »

Camargoer.

#tamojunto. Um grande abraço em você.

oswaldo

A pressao americana sobre os colombianos com certeza vai empurrar os f-16 usados, e os colombianos vao aceitar. EUA mandam na Colombia.

Anthony

Não creio….. Os Gripens tem boa chance, pois o Br(AQ do lado), tem a Embraer para manutenção e atualização e a FAB para treinamento….

Matheus

Mesmo com o atual governo, Colombia sempre foi uma colonia americana, talvez eles vão com F-16V.

Carlos

Não considero “colônia americana”, se não fosse os US a Colômbia já teria caído a muito tempo. Os US tem colônias bases na Espanha, Inglaterra, Itália Japão e tudo funciona normalmente.

Matheus

Uma coisa é ajuda na guerra contra as drogas.
Agora apoiar os EUA eu TUDO que eles fazem, incluindo as c*gadas, enviando tropa pra qualquer burano no oriente médio, ter base americana no país. Isso sim é ser MUITO colonia.

Wellington R. Soares

Eu acredito que a Colômbia acabará fechando a compra de alguns F16 Block 70.

Os custos operacionais do Rafale devem inviabilizar qualquer negócio. Mesmo o Gripen sendo um caça capaz e “baixo custo”, vai acabar pesando a influência americana, mesmo considerando o atual governo de esquerda e que muito provavelmente será “anti americano”, visto que estão se aproximando do Maduro.

Heitor

Baixo custo mas entregam nunca né… Tbm deveríamos ter comprado uns F-16 atualizados que já estariam voando por aqui… Até agora só veio 1 gripen.. depois que chegarem todos, será hora de implementar patch 1, 2 e mais dinheiro pro ralo.. hoje eu não sei se foi o melhor acordo

Demolidor

Pelo que dizem a manutenção do F-16 não é barata e ainda você fica preso as vontades de Washington.

Reinaldo Pereira

A mesma conversa fiada de sempre, inventaram até que os F-16s do Chile não tinham radares e nada de tecnológico.

glasquis7

É mas aí, o cara que inventou isso é um cara que tem uma frustração enorme pelo Chile. Tentou morar lá mas não conseguiu visto além de turista.

Tão frustrado que antigamente colocava uma foto dele frente ao monumento de Prat junto ao Nikname

Last edited 11 dias atrás by glasquis7
glasquis7

Pelo que dizem a manutenção do F-16 não é barata”

Conversa, o F 16 é o caça com maior escala de produção da atualidade. Só isso já abaixa o seu custo de manutenção.

ainda você fica preso as vontades de Washington.”

Outra da série “Lendas que teimam em não morrer”.

Camargoer.

Olá Demolidor. Imagino que a manutenção de qualquer caça supersônico seja cara. Alguns são apenas caros, outros são muito caros. Nenhum é barato. Nem o F5M é barato. Supondo um custo de US$ 10 mil por hora (barato) e uma cadência de 200 horas anuais, Isso significa US$ 2 milhões por ano. Considerando que um avião deve voar 1000 horas antes de uma ampla revisão, isso significa US$ 20 milhões a cada 5 anos. Imaginando que um avião voe 30 anos, seriam US$ 120 milhões. Considerando uma modernização de meia-vida (US$ 30 milhões) e as revisões a cada 1000 horas,… Read more »

Sensato

Este é o tipo de conta que a maioria não faz quando dizem que o F35 está vantajoso pelo preço de aquisição estar próximo ao do Gripen.

Olivier

Excusez si je répond en français mais d apres vous d ou vienne une grande parties des pièces du gripens notamment le réacteur ?

Francis

Vale a pena sim.. pq msm o gripe sendo mais caro é um caça novo e com a transferência de tecnologia permite aumentar a vida útil entre outras coisas.. Comprar F16 só ia empurrar o problema p frente

André Bueno

Ao todo são três [03] Gripen E entregues até agora.

Wellington R. Soares

O problema não é o Gripen e nem a Saab, todos sabemos, os caças são liberados conforme o cronograma / pagamentos. Se tivesse grana para pagar de uma vez, com certeza a SAAB daria os seus “pulos” para entregar o máximo de quantidades possíveis.

Camargoer.

Olá Wellington. Como a compra dos F39 foi feito por meio de um financiamento externo, acredito que a demora na entrega dos aviões para a FAB seja um problema nas instalações de Anápolis. A FAB sendo FAB.

Sensato

Subindo para cinco nos próximos dias.

Euller

Heitor, não se pode falar umas ”verdades” sobre esses ”Gripen” que alguns ”fanatico-apaixonados” dão uns ”deslikes” Kkkkk…. A maior furada que fizemos…. Mais ou menos igual a compra/parceria dos AMX com os italianos…. Os únicos caças que temos e que prestam são os F5…. Kkkk…..

Last edited 13 dias atrás by Euller
Antropólogo

O Euler foi um baita ponta no São Paulo, o Filho do Vento, agora sobre o Gripix, concordo com você.

Reinaldo Pereira

Exatamente. É o lobby da Embraer e do Tóti infinito.

Jnoll

quanta bobagem o que falasse meu caro..

AMSS

Vc sabe que quem alongou o calendário de entregas do Gripen foi o Brasil, né? Tivemos que alongar o financiamento da compra e portando das entregas.

Além disso o cronograma estabelecido está sendo rigorosamente cumprido.

Nelson Mendes

Uma coisa é certa: Essa guerra da Russia/Ucrânia alavancou a indústria das armas.Todo mundo resolveu se armar. Logo ninguém mais vai plantar alimentos para a humanidade. Só aviões de guerra, mísseis, drones etc,etc…🤑🤑

Wellington R. Soares

Pois é caro Nelson, por trás de tudo isso, sempre existe o interesse das grandes potências. Sinceramente, ninguém está preocupado com os Ucranianos e nem perdendo o sono por causa disso. Guerras como essa alavancam as vendas de armas, diretamente e muito mais indiretamente, muito mais mesmo !!! Só dar uma olhadinha na Polônia, os caras estão gastando muita grana e a Coreia do Sul recebendo. Você acha que se a Rússia estive em paz com todos, a Coreia que é lá do outro lado iria vender bilhões e bilhões para Polônia em equipamentos militares ? logicamente não ! Isso… Read more »

Fabio Araujo

Só um detalhe os Kfir tem apoio dos KC-130 para reabastecimento, como os Gripens C/D usam a mesma forma de reabastecimento vão continuar usando os KC-130, mas se forem de F-16 vão ter que partir para o KC-135 para o reabastecimento o que termina encarecendo!

Fernando Vidal

A Colômbia possui o seu KC-767-200 Júpiter para o reabastecimento de seus caças.

Fabio Araujo

Esse foi convertido de uma aeronave civil, na conversão colocaram o sistema de lança ou só o de cesta já que a Colômbia só possui aeronaves reabastecidas pelo sistema de cesta? O KC-767 do Japão possui os dois sistemas, mas o colombiano possui? E aproveitando os A-330 MTTR da FAB vão ter os dois sistemas ou só o sistema que já usamos? Colocar os dois sistemas encarece a conversão e dependendo do orçamento pode não ser viável!

Camargoer.

Olá Fabio. Até onde sei, o KC767 da Colômbia só tem o sistema de cesta. Os KC30 da FAB terão apenas o sistema de cesta, assim como o KC390 só terá a cestinha. Acho que apenas o Chile usa o sistema de haste na América Latina. A FAB usa apenas cesta.

Fabio Araujo

Eu imaginei que não tinha lógica ter o sistema de lança se não possuem aeronaves que usem esse sistema, seria jogar dinheiro fora. Então se a FAC comprar o F-16 ou vão ter que fazer um upgrade no KC-767 ou vão ter que comprar algum KC-135!

Last edited 12 dias atrás by Fabio Araujo
Camargoer.

Olá Fábio. Pois é. Fico pensando em quanto o sistema de abastecimento em voo do F16 pesou contra ele na FAB.

Camargoer.

Olá Fábio. Comentei isso também.

Wellington R. Soares

Parabéns pela observação Fabio, com certeza isso vai pesar na decisão, ou ao menos deveria.
Logicamente que uma decisão como essa, envolve muitos outros fatores, não apenas o caça em si, mas não podemos nunca duvidar do poderoso Lobby das industrias armamentista americanas e dos seus financiamentos rsrr…

naval762

Segundo o webinfomil o ex-terrorista das FARC e atual presidente planeja cortar uma parte significativa das verbas para a defesa da Colômbia.
https://www.webinfomil.com/2022/09/gobierno-petro-recortaria-en-180.html

Neto

M19, uma guerrilha urbana, NÃO é vinculada as FARC.
.
cuidado para não espalhar fakenews.

Wilson França

Esse tipo de sujeito não sabe nada, relaxa. Só quer incitar guerrinha ideológica.

naval762

“El ministro de Defensa de Colombia, Iván Velásquez, ofreció recortar el presupuesto de las Fuerzas Militares en 800 mil millones de pesos (unos 180 millones de dólares) para apoyar los programas sociales del Gobierno de Gustavo Petro mientras el país vive un evidente deterioro en la situación de seguridad. El agresivo recorte, nunca antes visto en la historia de la Fuerza Pública, estaría dirigido al rubro de inversión y adquisición de nuevos equipos y capacidades.”
Fonte: site webinfomil.

Fabio Araujo

Sim, ele tinha dito que não comprariam caças, mas a situação é séria se não comprarem podem ficar sem caças para defesa aérea, por isso o comandante da força aérea convenceu o ministro da defesa que convenceu o presidente, e parece que vão partir para caças de segunda mão que são mais baratos e resolveriam o problema sem gastar tanto quanto um caça zero, só teria a desvantagem de ter um menor tempo de vida, mas ainda sim seria uma década ou mais!

Vitor

é um desastre atras do outro. Pobre America do Sul.

glasquis7

Colômbia deverá ir de um misto de F 16 Novos e F 16 MLU… Não nessa ordem necessariamente.

Juarez Martinez de Castro

Glasquis, o contrato de apoio logístico dos Kfir encerra neste ano e portanto eles tem pressa. F 16 novos, se colocar o pedido hoje na LM, vai receber em 2027.
Acredito que se optarem por compra de anv novas o KAI FA 50 tem boas chances, agora se optarem por anv usadas, provavelmente F 16 de algum operador europeu que está dando baixa

glasquis7

O F 16 é a aeronave certa pra eles. Serão do deserto dos EUA ou da Europa… Acho que Israel está disponibilizando caças do seu inventário. Também seriam uma boa compra e vem com um pacote bélico muito interessante.

Marcelo M

Tem muita gente no mundo e na Europa encomendando caças americanos, diante da crise da Rússia. F35 para os ricos e F16 para os pobres. Isso pode colocar pressão nas linhas de produção, alterar prazos de entrega e diminuir o esforço diplomático americano para vender mais caças para sua zona de influência. Isso, aliado a um governo de esquerda, que antagonizou ontem interesses americanos na ONU, pode ser uma boa conjuntura de fatores para o Gripen. Que custa muito caro para comprar, mas supostamente é mais barato pra manter. Uma venda difícil, mas não impossível.

Paulo Montezuma

Como está a situação dos Gripen tchecos que a Suécia queria doar, caso os tchecos tivessem optado pela compra dos Gripen E/F? Seria uma boa para os colombianos, devem vender baratinho

Eduardo

Tem montes de F-16 estocados no deserto, alguns servindo de drone para abate até (QF-16). Não será nada impossível os EUA venderem 12 destes a Colômbia.

André K

Bom ponto! As linhas de produção americanas terão dificuldades para atender a demanda aumentada. Pode ser a oportunidade da SAAB e, talvez até de outros alternativos.

glasquis7

Ontem cedo postei dois comentários e até agora não foram liberados…

Eu moro no antispam mas, 20 horas pra liberar um comentário é muito.

glasquis7

Já se vai mais um dia e meus comentários…???

Saldanha da Gama

Vendo esta reportagem, me lembrei de uma conversa outro dia com um amigo militar, ele lembrou da mensagem do boric, “américa latina deve reagir contra tentativa de golpe no BRASIL”, do nada ele veio com uma ” Engraçado que não falaram nada da nicarágua e nem venezuela e, Já imaginou se os países do foro de são paulo se unem contra o BRASIL, promovendo uma guerra por ideiais políticos e interesses, como por exemplo, passagem livre de drogas para eua e europa pelo BRASIL? Aí vejo o discurso do petro, sobre o que é mais pernicioso à humanidade, coke ou… Read more »

Last edited 13 dias atrás by Saldanha da Gama
Rinaldo Nery

Vai de coca…

Saldanha da Gama

Depende do prisma ideológico….
Para uns, é a coke, para os verdes, traficas, consumidores e beneficiados, os combustíveis fósseis…
Abraços

Filipe Prestes

Esquece, o presidente Petro jamais vai comprar armamento russo ou chinês. Se quiser se desvencilhar um pouco dos Estados Unidos vai de Gripen ou FA-50. Rafales e Eurofighters, ainda que usados, tem custos elevados de operação e manutenção. Com pouca grana e uma dose de pouca vontade em gastar, sobram o F-16 block 50/52 como os chilenos – com o ônus de continuar debaixo das asas das águias de Washington – Gripen e FA-50 mesmo. De resto só tirando o escorpião do bolso e isso não acho que estejam muito tentados em fazer. Querem o velho bom, barato, bonito e… Read more »

Saldanha da Gama

Boa Tarde Filipe, Estou torcendo para que vc acerte e a colômbia adquira o Gripen, seria ótimo para nós…
abração

Carlos Campos

se ele quiser continuar presidente vai de caça OTAn com certeza.

Eduardo Angelo Pasin

Se não for de f16 provavelmente vai de fa-50, provavelmente barato de operar e mais barato de comprar do que o gripen

Camargoer.

Caro Filipe. Geralmente, a definição do modelo depende mais do corpo técnico das forças armadas e do setor econômico do governo do que de uma decisão presidencial. Claro que a decisão final pode caber ao presidente, mas as recomendações e pareceres técnicos são emitidos pelos setores técnicos. É muito difícil que um presidente decida sozinho uma coisa destas.

glasquis7

Importante é ter em conta a interpretação que se dá às palavras. O Presidente Chileno, consultado pela Time sobre a tese de que o atual presidente não respeitasse o resultado das eleições próximas no Brasil disse que, “Vejo como esperança a carta pela democracia escrita pela USP e caso o resultado das eleições não for aceito no Brasil, América Latina deveria se unir pra evitar um Golpe”. “Engraçado que não falaram nada da nicarágua e nem venezuela “ Não foi perguntado pela Times sobre esses países. A Times apenas questionou sobre a hipótese de no Brasil não ser aceito o resultado… Read more »

Gavião

Pelo amor. Isso é retórica política. Imaginar que um governo vai liberar passagem de drogas livremente…O que Petro disse foi que o combate as drogas está excessivamente focado na repressão, e esta questão deve ser olhada sob outro prisma não só da repressão que tem que existir, mas não como única forma de combate.

glasquis7

O que Petro disse:

“Nossos três principais produtos de exportação não produzem economia trabalhista. São três venenos. O mais poderoso é o carvão. Depois o óleo, e depois a cocaína. Carvão, petróleo e cocaína — todos os … ”

O que Boric disse:

“‘América Latina deve reagir’ se houver tentativa de golpe no Brasil”
O que o Saldanha leu parece ser outra coisa.

Camargoer.

Olá Glaquis. Estamos passando por um momento muito complicado em toda a América Latina. O debate esta muito truncado. Chato para caramba. Para mim parece óbvio que uma tentativa de golpe no Brasil deva ser combatida por todos os países democráticos, assim como uma tentativa de golpe no Chile, na Argentina ou mesmo nos EUA. Todas as pessoas com alguma consciência democrática devem se posicionar contra qualquer tentativa de golpe ou manifestação golpista. Parece estranho que isso ainda precise ser explicado.

Camargoer.

Ola Gavião. A tal “Guerra ás drogas” fracassou. Depois de décadas de uma política voltada á repressão, o consumo aumentou, os grupos criminosos ficaram mais ricos, as instituições políticas e policiais foram contaminadas pela corrupção, a violência urbana em torno do tráfico de drogas aumentou… existem duas opções. 1. continuar a mesma política de repressão que fracassou, portanto sem qualquer perspectiva de solução. 2. tentar algo diferente para buscar um resultado diferente.

Sensato

Não concordo com a retórica do fracasso. Como estaria o país se esses esforços não tivessem ocorrido? Custo a crer que estivesse melhor.

Camargoer.

Olá Sensato. Esta comparação é impossível. Não existe “SE”. O fato é que a “Guerra contra as drogas” tinha como objetivo reduzir o trafico, reduzir o consumo, reduzir a violência nas cidades e interromper o fluxo de recursos para os criminosos. O que aconteceu foi o oposto. O tráfico foi ampliado, o consumo aumentou, a violência cresceu e os carteis ficaram mais ricos e poderosos, sem falar na contaminação das forças policiais e políticas com o tráfico de drogas. Considerando os objetivos e os resultados, a política de “guerra ás drogas” fracassou. Insistir nela é um erro.

Sensato

É claro que existe se! Quando existe um problema seríssimo, o custo de não fazer nada é muito maior que o de fazer algo abaixo do ideal. O consumo de entorpecentes jamais será algo positivo para a sociedade.

Camargoer.

Olá Saldanha. Você tem razão. Todo golpe de estado deve ser combatido. A democracia precisa ser protegida e preservada incondicionalmente. Todos os ditadores e todos aqueles que almejam se tornar ditadores devem ser denunciados e combatidos. Há anos tenho escrito isso aqui. Não existem golpe dado em nome da defesa da democracia. Todo golpe ou tentativa de golpe de estado é uma violação da soberania popular;

Wilson França

Kkkkk que teoria mais ridícula! Os países da América latina vão entrar em guerra contra o Brasil para que o trânsito de cocaína e maconha para os EUA seja livre por aqui!!! Hahuhahuha

Maurício.

A Colômbia sempre foi muito ligada com os americanos, é muito difícil o Gripen levar essa, o lobby americano na Colômbia vai fazer a diferença, e é óbvio que vai dar F-16.

Gustavo

Só forçaram a barra falando que os Kfir é o caça mais moderno do continente, mesmo com a última atualização.
Tb acho que vão acabar comprando os F-16 e mandar um upgrade pra versão V (70).

Ivo

Essa pintura dos Kfir é muito bonita. Só não é mais bonita que a dos F16 Chilenos.

Digo que vão de F16 MLU

Funcionário da Petrobras

A pintura do Kfir colombiano é muito parecida com a dos Mirage III que aposentamos.

Ivo

Não entendi os deslikes do povo. Parece mesmo, nunca tinha notado. A diferença é a ondulação entre os tons no bico. Nossos M3 tinham esse encontro com linhas retas.

Funcionário da Petrobras

Nem ligo mais para os deslikes.
Gente que não têm o fazer.

Glasquis7

O deslike foi meu… Não tinha nada pra eu fazer então…

KKK

Camargoer.

Olá. Positivei você para compensar a negativação do Glasquis.

Bueno

Porque a materia indica Santiado do Chile?

roberto marquesi

Acho que irão de Gripen C

Funcionário da Petrobras

Não duvido não,
Porém com a versão atualizada MS20.

Marcelo

Com certeza a escolha será F-16 usados,porque para F-16 novos a carteira de pedidos está cheio e quem comprar agora vai receber seus aviões so la para 2026 a 2027!!!!
Lembrando que a linha de produção do F-16 vai voltar a produção so em 2023 !!!

sub urbano

Se sair vai ser ser o Kfir-NG com as células retrofitadas, novos motores e radar AESA. A força aérea vai pegar já que é isso ou é nada. O governo de direita não comprou aviões novos, o Petro é que não vai comprar.

Bardini

A Colômbia vai de FMS…

A6Mzero

Sim provavelmente F16 vindos dos EUA, correndo por fora algum F16 de alguma força europeia recém aposentados (se houver disponíveis no mercado quando a compra for efetivamente retomada).

Usados europeus como Gripen e o Rafale tem menos chances.

O único que vejo como uma possível zebra seria os Kfir NG que já foram oferecidos (em razão dos menores custos de implementação e de adaptação das equipes de solo).

Rommelqe

Minha dúvida: “EX” farc…acho que não vai rolar é nada….

Bruno

Acredito que entre aí F-16 , Gripen e , ser mole, até F/A-50 da KAI, com tudo pendendo pro Viper.
Vamos aguardar a decisão do governo colombiano.

Last edited 13 dias atrás by Bruno
marcus mendes

Eurofighter Typhoon tranche 1 britânicos, espanhóis ou austríacos.

Bruno

Não. Esquece aeronaves bimotoras como Rafale e Typhoon.

Eduardo Angelo Pasin

O fa-50 seria o mais óbvio para eles.

Bruno

Também acho uma opção bem plausível.

DanielJr

Como diria a bruxa do desenho do pica-pau: “e lá vamos nós”.

Estão empatados com os Argentinos no “vai e pára” dessas compras. A nossa compra acabou desenrolando por muito tempo, mas pelo menos é uma investida só (talvez 2).

Meu palpite: F-16 do deserto ou de alguém que esteja desfazendo deles, tipo ex-OTAN com a chegada de F-35 por lá. Um FMS faz todo mundo sorrir, não tem nada igual.

Luiz Trindade

Dados as circunstâncias geopolíticas atuais concordo com Jefferson Henrique e André Bueno que é mais provável que seja F-16 de terceira ou na melhor das hipóteses de segunda mão. No máximo F-16C e olhe lá…

Zé bombinha

Provavelmente a “Venezuela 3.0” vai de F16.. não digo novos mas bem atualizados! Bom, dias mais seguros aos pilotos colombianos estão a caminho,nem que seja de tartaruga mas estão. Perdidos no continente americano está a Europeia Argentina e os demais países com recursos mínimos para a defesa.

Fabio Araujo

As melhores opções sem dúvida são o F-16 e o Gripens C/D, com o F-16 sendo um pouco mais barato, só que as versões mais baratas são menos atualizadas, já as versões do Gripen C/D já possuem um bom nível de atualizações. Vi uma entrevista do comandante da força área argentina onde ele fala de um ponto negativo do F-16 que a forma de reabastecimento dele é incompatível com os meios que a FAA possui no momento, e creio que esse ponto de vista possa valer também para a a força aérea colombiana, pois o Kfir e o Gripen são… Read more »

Last edited 13 dias atrás by Fabio Araujo
Astolfo Roberval

Os Kfirs modernizados da Colômbia são possivelmente os caças mais avançados com os sistemas mais capazes em serviço na América do Sul.” Isso deixou de ser verdade quando o primeiro Gripen da FAB pousou no Brasil.

Funcionário da Petrobras

Antes do Gripen pousarem aqui, os mais avançados eram o Sukhoi 30 e os F-16 Block 52 chilenos, talvez nesta ordem.
Eles falam isso por causa do radar AESA, mas discordo.

Last edited 12 dias atrás by Funcionário da Petrobras
Willber Rodrigues

F-16 via FMS

Pronto.
É “barato”, a entrega é relativamente rápida, dá pra parcelar a perder de vista no carnê das Casas Bahia, e o Tio Sam ainda pode fazer um bom pacote de armamentos + manutenção.

Camargoer.

Olá Wilber. O FMS é um programa do governo dos EUA para venda de material militar novo e de segunda mão. É do tipo governo-governo. O governo comprador paga diretamente em dólares para o governo dos EUA. Os excedentes das forças armadas dos EUA sempre são vendidos via FMS. Se por um lado os preços são menores que a compra de material novo, as condições são restritas. O número de prestações muda de caso a caso. O problema das venda de material novo é a ausência de qualquer compensação comercial. O FMS não é necessariamente um bom negócio nem um… Read more »

Willber Rodrigues

Segundo essa reportagem, os KFIR’s estão no bico do corvo e precisam ser substituídos pra ontem.
Acho que, ao contrário do Brasil, a Colômbia não pode se dar ao “luxo” de ToT e compensações. Eles precisam desse caça pra ontem.
Acredito que 6 dúzia de F-16 via FMS a pronta entrega pra “manter doutrina” e aposentar os Kfir’s mais antigos, e o resto dos F-16 vindo paulativamente.

Camargoer.

Olá Wilber. Existem várias possibilidades. A mais simples seriam os F16 excedentes, mas mesmo isso levaria em torno de 2 anos para se tornarem operacionais. A França tem os M2000 (similar aos cedidos para a FAB). A Suécia tem os F39C/D. Aviões novos levariam mais tempo. Eventualmente, a FAB até poderia ceder slots de F39E/F para a Colômbia (como já fez com A29 e com o KC390). Compensações comerciais são contratos adicionais ao contrato principal geralmente envolvendo pontos comerciais (como por exemplo aumento de cotas de importação de produtos agrícolas ou minerais ou algum outro tipo de abertura comercial vantajosa… Read more »

Eduardo Angelo Pasin

Vou discordar da maioria, para a realidade deles o fa50 seria a melhor opção, baixo custo para adiquir assim pode ser comprado e maior número, baixo custo de operaçao e seriam 0km.

Eduardo Angelo Pasin

Eles não vão lutar uma guerra com a venezuela sem o tio Sam ajudando.

Talisson

São esses que querem uma força para cuidar da Amazônia, não? Que não consigam comprar nada. Tanto falamos da Venezuela e quem sugere trazer tropas estrangeiras são os colombianos, quem diria, embora fosse um tanto óbvio.

glasquis7

Não imagino de onde vc tirou essa notícia mas o que a Colômbia propôs foi criar um fundo internacional para preservação da Amazônia. Isto quer dizer, dinheiro e não tropas como vc colocou.

Camargoer.

Olá a todos. Talvez a Colômbia compre um ou outro modelo, talvez apenas um pequeno número de aeronaves usadas para serem usadas como “tampax”. A FAB fez isso com o F2000 e a Argentina fez isso recentemente. É preciso lembrar que os colombianos possuem um KC767 que emprega cestas para reabastecimento dos Kfir. Será que os colombinos estariam dispostos a abrir mão de sua capacidade REVO? Os chilenos, por seu lado, possuem trẽs KC135 para abastecimento com haste usadas nos F16.

Filipe Prestes

Seria um tiro no pé, do ponto de vista de custos, sair do probe and drogue pra um flying boom caríssimo. No entanto, se o F-16 demanda isso, eles não teriam outra escolha. Teriam que admitir também o gasto de KC-135 usados ou na pior (?) das hipóteses ao menos um KC-46. Não sei dizer é se o 767 colombiano pode ser convertido num KC-46.

André Bueno

Então temos ao menos três variáveis ligadas à compra: custo de aquisição, custo de manutenção e modalidade de reabastecimento.
Aviões novos são mais caros do que os usados e possivelmente demandam mais tempo de entrega.
A manutenção é característica de cada modelo com bimotores sendo obviamente mais caros de manter.
A variável reabastecimento ganha peso importante pelo que você mencionou.
pessoalmente eu colocaria F-16 [pela abundante disponibilidade] e F-39 C/D [perto de serem liberados pelos tchecos] como os mais prováveis.
Porém a geopolítica tem seus caminhos e esses nem sempre são visíveis. De qualquer forma reafirmo minha aposta.

Last edited 11 dias atrás by André Bueno
Rodrigo LD

…“provavelmente um primeiro lote de 12 aeronaves será adquirido” e que “ofertas de segunda mão de células modernas com uma grande vida útil restante e potencial de atualização significativo certamente atrairão mais interesse do que antes”… Precisa desenhar que serão os F-16 de segunda mão via FMS ou até mesmo de graça? Abraço aos camaradas.

Emanuel

Sou novo aqui, na verdade é meu primeiro comentário, e sou apenas um entusiasta. Mas, particularmente acho que existem boas probabilidades de um F-16 MLU, ou gripen C/D por leasing.

uma dúvida: algum dos colegas sabem se os F-39 encomendados tem como reabastecerem em vôo?

Marcos Silva

Bem-vindo. Sim, o F-39 pode ser reabastecido em voo. Quando,e se,um dia voar…. Porquê nunca mais se falou nesses 3 que já chegaram.

Fabio Araujo

Mesmo um avião militar deve ter que cumprir algumas determinações para ter a licença de voo, um licença militar diferente da civil, e para isso são necessários testes e avaliações que devem estar sendo executados, terminada essa fase creio que eles vão estar liberados para voar em todo o território nacional, mas quando chegaram só possuiam licenças de aeronaves experimentais!

Marcos Silva

Sei disso. Mas não pode demorar tanto assim. Depois,como está a situação daqueles dois que ficaram na Suécia? As coisa aqui parecem que não andam como deveriam. Sempre foi assim e pelo jeito não ai mudar. Olha o AMX,nunca foi completado como o planejado(será que houve planeamento???). A modernização do F-5 foi outra novela. Idealizado o programa lá nos anos 90. Só foi completado recentemente. Esse F/X e F/X-2 foi outra novela,é outra novela sem fim. 12 anos pra escolher um caça, Sete anos pra chegar um exemplar de testes,8 anos pra receber 4 unidades na Suécia,dos quais DOIS AINDA… Read more »

Camargoer.

Olá Emanuel. O F39E tem uma sonda de reabastecimento retrátil que pode ser conectada a uma cesta. Nesta imagem é possível ver a sonda ao lado esquerdo do piloto.

revo.jpeg
Emanuel

muito obrigado, era uma dúvida que tinha há tempos^^

Camargoer.

#tamojunto

Diego Tarses Cardoso

Será que a guinada à esquerda lá trará aviões russos ou chineses ? Só o futuro dirá.

glasquis7

Não, a doutrina dominante na FAC é seguir o padrão OTAN. Sai muito caro e demanda muito tempo treinar uma nova doutrina.

André Bueno

Improvável que somente um viés político produza isso. Por aqui tivemos 14 anos de um partido à esquerda e não houve tanta influência. Lembre-se que doutrina de uso e linha de suprimentos são importantes fatores e a “quebra” dessas variáveis pode trazer problemas.

Camargoer.

Olá Andre. Excelente ponto.

Fabio Araujo

Os EUA colocam o preço dos F-16 de segunda mão lá para baixo, mas em compensação colocam tantas limitações no uso que as vezes fica até complicado, dependendo da situação tem que pedir autorização dos americanos. Já o Gripen as exigências são menores. Por exemplo naquele combate de 2019 onde um Mig-21 da Índia foi abatido pelo Paquistão este jurou que não usou o F-16, pois existia limitações de uso no acordo de venda! De que adianta ter um caça e não poder usar em sua totalidade?
https://www.aereo.jor.br/2019/03/03/eua-querem-saber-se-paquistao-usou-jato-f-16-para-derrubar-mig-21-indiano-sobre-a-caxemira/

glasquis7

colocam tantas limitações no uso que as vezes fica até complicado…”

Isso é lenda. O problema dos F 16 do Paquistão não foi o seu uso mas sim a base desde a qual operaram pois existe uma restrição contratual sobre a base donde estes F 16 devem ser alocados para evitar a espionagem. Nada mais do que isso. Lembre que o Paquistão está inserido numa região sensível.

O Brasil usa há décadas o F 5 e nunca teve problemas de limitação no seu emprego.

Antunes 1980

É a maior chance de todos os tempos para o Gripen NG!

Glasquis7

Putz! Então, tá mal de chance a SAAB.

KKk

Fernando Bersotti

O que seriam essas aeronaves de “segunda mão”?

Luis Costa

A melhor soluçao para os países da América do Sul é a aquisiçao de caças F-16 usados e modernizados. Um bom exemplo foi o Chile! Nenhuma naçao sulamericana tem recursos financeiros de monta para fazer um investimento de primeiro nível em suas forças armadas.

Últimas Notícias

Radares Hensoldt para os novos Eurofighters da Força Aérea Espanhola

A Força Aérea Espanhola passou mais de uma década tentando substituir os veteranos caças F/A-18A da 46ª Ala que...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -