domingo, setembro 25, 2022

Gripen para o Brasil

Pentágono reconhece o envio de mísseis antirradar não divulgados para a Ucrânia

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

(CNN) — O Pentágono anunciou segunda-feira que os EUA enviaram mísseis antirradar para aeronaves ucranianas para atingir sistemas de radar russos, marcando a primeira vez que o Departamento de Defesa reconheceu o envio do míssil anteriormente não divulgado para a Ucrânia.

Colin Kahl, subsecretário de Defesa para Políticas, disse em uma coletiva de imprensa que os EUA enviaram “vários” mísseis sem especificar quantos os EUA forneceram ou quando foram enviados.

Kahl não disse explicitamente que tipo de míssil antirradiação foi enviado.
Um oficial de defesa disse à CNN que o tipo de míssil enviado foi o AGM-88 High-Speed ​​Anti-Radiation Missile (HARM).

Produzido pela Raytheon, os HARMs têm um alcance superior a 30 milhas, de acordo com a Força Aérea dos EUA, tornando-os uma das armas de longo alcance que os EUA forneceram à Ucrânia. Os mísseis podem ser usados ​​para atingir sistemas de radar antiaéreos russos, como o S-400, o que tornou muito difícil para a Força Aérea Ucraniana operar em grandes áreas do espaço aéreo ucraniano. Os mísseis também podem atingir radares de contra-bateria russos, que a Rússia usa para atingir a artilharia ucraniana.

Kahl disse que os mísseis foram enviados “em pacotes recentes [da Autoridade de Retirada Presidencial]”, mas os cinco pacotes mais recentes, datados de 1º de julho, não mencionam HARMs.

“No curto prazo, temos feito muitas coisas para que a força aérea existente da Ucrânia permaneça no ar e seja mais capaz”, disse Kahl.

Ele apontou para as peças sobressalentes para os Mig-29 que os EUA ajudaram a enviar para a Ucrânia para manter os caças da era soviética voando. Kahl então mencionou os mísseis, dizendo que eles “podem ter efeitos nos radares russos e outras coisas”.

Os ucranianos não reconheceram publicamente receber ou usar HARMs.

Nos últimos dias, informes de código aberto mostraram os restos do que parece ser a aleta de um míssil HARM que atingiu uma posição russa na Ucrânia.

Kahl anunciou os mísseis em um briefing sobre o mais recente pacote de armas de US$ 1 bilhão do Pentágono para a Ucrânia, o maior pacote de armas dos EUA até hoje.

O pacote estava focado no fornecimento de munição para alguns dos principais sistemas de armas que os EUA enviaram para a Ucrânia. Isso inclui o Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (HIMARS), que os militares ucranianos usaram efetivamente para atingir postos de comando russos, depósitos de munição e muito mais, bem como os obuseiros M777 que têm sido uma parte crítica da luta no Donbas, região do leste da Ucrânia.

A Rússia, disse Kahl, teve aproximadamente 70.000-80.000 baixas de guerra, incluindo mortos e feridos em ação, até agora no conflito.

“Esse número pode ser um pouco menor, um pouco maior, mas acho que está meio que por aí”, disse ele. Ele também acrescentou que a Rússia perdeu entre 3.000 e 4.000 veículos blindados.

Com este último pacote, os EUA se comprometeram a enviar à Ucrânia um total de US$ 9,1 bilhões em assistência de segurança desde o início da invasão da Rússia no final de fevereiro.

FONTE: CNN

- Advertisement -

79 Comments

Subscribe
Notify of
guest

79 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique de Freitas

E o “passeio tudo planejado” que era para ser, virou um enorme trem fantasma.

Agressor's

Pra mim isso ainda é uma distração! Acho que tem coisa maior que essa guerra vindo aí! Se a Rússia quisesse já tinha acabado com toda a Ucrânia. Para mim o território da Ucrânia está sendo usado apenas como treinamento, o verdadeiro inimigo é os EUA, mas os EUA já gastaram uma boa verba com a Ucrânia. A luta principal é contra a OTAN. E não é do interesse da Rússia acabar com esse conflito, o preço das comodities disparou, o Rublo está valorizado e a UE está a beira da falência. Tudo que os Russos querem…

EduardoSP

O preço das commodities está em queda desde o começo de junho. Petróleo, que chegou a US$ 120 o barril agora já está em US$ 95.
A perspectiva de recessão global está jogando os preços para baixo. Em breve talvez chegue ao valor de fevereiro, antes da guerra, US$ 89, ou abaixo.
E quando a maré baixa é que dá para ver quem está nadando pelado.

sub urbano

O “ocidente” vai jogar o mundo em uma recessão para combater a inflação que eles mesmos causaram (é assim que país rico faz). Preparem-se para um 2022 muito dificil.

Walsh

Mas quanta bobagem, a Rússia jogou tudo que tinha na Ucrânia (menos armas nucleares e a pia da cozinha), não tem essa de “se quisesse”. As únicas comodites que a Rússia vende são gás e petróleo, e nos dois casos ela esta tendo que vender abaixo do preço pra China e Índia, o Rublo esta artificialmente valorizado com a Rússia queimando suas reservas para manter seu valor. O que existe de verdade é esse delírio da Rússia “superpotência”, um país com PIB pouca coisa maior que o Brasil, brincando de país rico. Só para ter uma ideia, a Europa tem… Read more »

Mirade1969

Bem o inverno vai chegar e quem tem gás é a Russia quem não tem compra de alguém e se for comprar de longe vai ficar muito mais caro então a Russia tem mais um trunfo na mão. Por mais se torça pela Ucrania ela não passa de um gato mandado da OTAN/UE e fez as suas escolhas. Por mais que a Russia não seja uma superpotência econômica ela não é nada desprezível sendo que toda a Europa queria ter o que ela tem sendo ela além de potencia militar um celeiro de cérebros coisa que paises como o Brasil… Read more »

Luis Carlos

Tudo que tinha = 15% de suas forças.
O resto está aguardando a OTAN.
Se e OTAN tiver coragem., porque depois da chuva de bombas que os ucranianos estão tomando, acho que restinho que ela tinha acabou.

Nei

kkkk. Não viaja.

Andre

Se o inimigo é a Otan, é só atacar a Lituânia. Difícil aceitar que a Rússia não consegue sair do Donbass….

Nei

A OTAN é a inimiga, mas a Rússia não tem coragem de atacar, quaisquer que seja o país da NATO. Assim, como os EUA ou OTAN não irão ir contra Rússia, sem que ela agrida alguém.

Mirade1969

Bem, se o “inimigo” da demcracia é a Russia porque os EUA e a OTAN não o ataca? Porque com a Rússia o buraco é mais em baixo.

Mirade1969

Para mim os russos vão ficar cozinhando o galo até o inverno quando vão partir para uma ofensiva maior, eles tem força e reservas coisa que a Ucrânia não tem.Outra hipótese é fazer o povo ucraniano se livrar do Zelensky que quando mais passa o tempo e sem grandes avanços tende a se desgastar e possivelmente ser derrubado.

paulof

Deixa ver se entendi direito, a Rússia está adiando a vitória…engraçado Sun Tzu diria “Não há exemplos de uma nação beneficiando-se da guerra prolongada.”, Kremlin atual está acima da sabedoria milenar.

Sagaz

É mesmo, estratégia muito boa sangrar toda a própria economia, estatizar ou jogar na mão de ologarcas os grandes players estrangeiros para subir commodities! “Jenial”.

Joao

Toinho toinho…

Luis Carlos

E o ralo sem fundo da ajuda à Ucrânia só aumenta.

Nei

Ae putinete, tá tudo bem? fica calminha tá.
olha a inveja.

Leandro Costa

Interessante seria saber qual plataforma usam para disparar o míssil.

pangloss

Pensei o mesmo. Como é que vão integrar o míssil?

Hcosta

Pelo que li a integração não deverá ser muito complicada. O míssil é autónomo na busca por alvos, não necessitando de outros sistemas para fazer isso.

https://www.thedrive.com/the-war-zone/does-ukraine-now-have-agm-88-high-speed-anti-radiation-missiles

Bosco

Pangloss,
A necessidade é que faz o sapo pular. Em tempos críticos a certificação de um armamento pode queimar etapas e ser feito a toque de caixa em poucos meses.
Um exemplo recente foi a vacina contra o COVID. O desenvolvimento tradicional de uma vacina leva em média 10 anos. A do COVID foi feita em 6 meses.

Slow

De especialista em mísseis pra especialista em vacinas kk só você mesmo .. você pelo jeito torceu pra ela não funcionar né mas pra sua infelicidade ela funciona e os dados provam .

Joao

Que infantil. Não precisa ser especialista para constatar um fato concreto. Você é débil e patético.

Bruno Vinícius

Bosco, essa percepção de velocidade no desenvolvimento das vacinas é apenas isso, percepção. A realidade é que muito tempo e dinheiro já haviam sido investidos no desenvolvimento de vacinas “plug-and-play” como as da Pfizer e Astrazeneca. Outrossim, o mundo já reconhecia que os coronavírus eram a família de vírus com maior potencial pandêmico, ou seja, centros de pesquisa no mundo inteiro já estudavam os vírus dessa família e como acelerar o desenvolvimento de vacinas para eles. Claro, depois disso houve também uma maior velocidade – por parte das agências sanitárias de todo o mundo – em analisar os resultados dos… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bruno Vinícius
pangloss

Quando eu pensei nas dificuldades na integração, imaginei também que a solução passaria por forças aéreas de países que integraram o Pacto de Varsóvia e hoje estão na OTAN, como a Polônia e a Romênia.

Bosco

Blz, Bruno.
Mas não se apegue a esse meu comentário en passant sobre vacinas, como fez o Slow. Foi apenas com o intuito de ilustrar que etapas podem ser queimadas quando a necessidade urgente se impõe acima das regras de segurança pré estabelecidas em tempos de calmaria.

Não vão ,isto é papo , a liberdade de expressão nos EUA geralmente 3 a culpada destes fakes !

Mirade1969

Vão fazer uma gambiarra para que ele funcione. Provável, pois não foi projetado para aviões do leste.

Rui Chapéu

ué?

Qual aeronave ucraniana que pode levar esse missil? Mig-29?

Existe algum outro operador de Mig-29 + Harm conhecido?

Como fizeram funcionar esse missil num avião sovietico?

Esquisito, não?

Ou tem alguma aeronave da Otan entrando no territorio ucraniano?

Hcosta
Fábio CDC

Podem ter enviado outras coisas e anunciado que enviaram HARM´s… Até porque eles não possuem aviões equipados para lançá-los e se possuem, como aproximar-se-iam o suficiente dos radares para lançá-los sem serem abatidos dado o curto alcance dos mísseis?

Hcosta

A notícia saiu porque os Russos divulgaram destroços desses mísseis. De uma forma ou de outra estão a serem usados.

Bosco

Fábio,
O HARM tem 150 km de alcance quando lançado dentro de parâmetros “normais” de altitude e velocidade do vetor (mais ou menos seria 1000 km/h a 3000 metros de altura). Se lançado em velocidade supersônica e a maior altitude o alcance aumenta.
Caças podem se aproximar de um S400 a baixa altura e laçá-lo de lá ou podem se aproximar a baixa altura e subirem e lançarem o HARM no modo “arremesso” (toss bombing).
Fato é que há várias maneiras de se aproximar de um sistema de defesa aérea e chegar ao alcance para lançar um HARM.

h.saito

Disseram que enviaram, mas não disseram se são os ucranianos que estão usando.
Podem ter usado um drone ou um avião stealth para que não tenha vestígios da presença americana no conflito.

Agnelo

Arriscar uma guerra EUA X Rússia?

Difícil….

Rogério Loureiro Dhiério

SE já estão lá fornecendo materiais, estão arriscando desde sempre…..

Red Pill - 红色药丸

A guerra – É !!! – entre EUA e Rússia, ela apenas acontece na Ucrania.

Joao

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk olha no que as putinetes se apegam… se fosse uma guerra direta… com o que estamos vendo… seria um baile sem precedentes

Bosco

Saito,
Em tese o HARM não cabe no compartimento de armas dos caças stealths americanos, salvo na do F-117 e claro, no B-2.
*Ano que vem entra em operação o AARGM-ER que cabe no F-35 e tem 400 km de alcance.

Mars

Eu pensei no L 39 Albatros como plataforma. Os ucranianos operam ou operavam a aeronave, tem grandes quantidades dela na américa e principalmente a fabricante, Aero Vodochody, é de um membro da OTAN.
Eu acredito que seria possível uma modificação para ele disparar pelo menos um HARM.

Ramon

Off Topic: base aérea russa na Criméia foi fortemente bombardeada, as primeiras imagens mostram várias colunas de fumaça e explosões.

sergio

Ao que tudo indica foi acidente, a base esta 200 km atras da linha de frente, os ucranianos não tem nada que alcance tão longe a não ser helicópteros ou caças.
mesmo assim e difícil de imaginar que caças ou Helis ucranianos tenham chegado tão longe principalmente sobre a Crimeia.
enfim se foram os Ucranianos já já aparece vídeo no twiter!!!

Carlos Gallani

As imagens não parecem acidente não, a destruição é ampla como em um bombardeio se bem que até o Moskava (sic) foi um acidente… no mais a base esta perfeitamente ao alcance do HIMARS, ninguém pode ter certeza de qual munição a Ucrânia recebeu e com uma ajudinha de inteligência uma bala de prata pode muito bem ser utilizada.

himars2.jpg
Bosco

Só se os ucranianos receberam o ATACMS, com 300 km de alcance.

Bosco

Vale salientar que o substituto do ATACMS que entra em produção esse ano, o PrSM, tem 650 km de alcance, pesando somente 800 kg.

Bosco

Com a retirada dos EUA do tratado INF que limitava os mísseis lançados de terra a alcances de até 500 km, eles além do PrSM (650 km) irão operar o Tomahawk V (1800 km) e o Dark Eagle (3000 km).
Enquanto russos e americanos estavam de mãos amarradas por conta do INF, os chineses pintavam e bordavam com sua série “DFs” (11, 12, 15 ,16, 17, 21, 26)
A farra acabou para os chineses.

Andre

Mais um russo fumando…

João Leão a ajuda chegou aposLyrio

… bem assim mesmo … mas parece q foram 15 fumantes !

Agnelo

E uma Ação Direta de OpEsp ucraniana? Também dá.

Teropode🇺🇦🇺🇦🇺🇦Slava ucraina

Cigarros , foi algum fumante bêbado que jogou a guimba no cesto de lixo ..

Red Pill - 红色药丸

foi o fantasma de Kiev

Digo

To sentindo que daqui algumas semanas/meses teremos F-16 voando em cores amarela e azul.

Emerson

Acho que já tem um ou outro, no achismo mesmo

Red Pill - 红色药丸

Uma comichão que vai subindo pelas pernas ?

Hélio

Tudo lorota para dizer que estão fazendo alguma coisa e estão tendo sucesso. Lançam esses mísseis como? Por aviãozinho de papel? No mais. 80 mil baixas russas? Cadê os corpos? Uma hora dizem que os ucranianos tem milhares de corpos de russos, outra hora dizem que os russos cremam os corpos, mas nunca nem ao menos justificam os números que divulgam. Quem acredita nisso aí já pode ir escrevendo cartilha pro Papai Noel que dezembro está chegando.

Hcosta

Foram os Russos que divulgaram essa informação. Alguma efeito devem ter e de alguma forma atingiram o seu alvo…

E deve estar a confundir a nacionalidade. Só vejo notícias de ataques Russos que matam centenas de “nacionalistas” de cada vez e HIMARS, Harpoon’s, etc…

Bruno

Realmente…vão tirar fotos de 80mil mortos pra comprovar…até dos que somem em explosões. Melhor ler carta do Papai Noel mesmo….rs

Allan Lemos

Saudades do MAR-1.

Rogério Loureiro Dhiério

Já era pra estar no MAR-1000 (versão Hipersônica) kkkk

Más……….

Mó….rreu…

Bardini

O HARM poderia ser programado em terra, com as coordenadas de um possível alvo, detectado pela inteligência, por exemplo. . Um MiG-29 (talvez os ex-Polônia) só faria a função de carregar o míssil até o ponto ótimo de lançamento. Lançado o míssil, ele segue para as coordenadas programadas, onde vai então acionar o seeker e buscar a emissão de seu alvo. Se ele detectar uma fonte de emissão neste processo e os russos desligarem o radar, o míssil troca sua forma de orientação e passa a atacar por GPS aquela posição que estava emitindo. . Qual o efeito disso? Os… Read more »

Rui Chapéu

mas ai seria aquele ditado né…. Tem que combinar com os russos pra isso acontecer!

é muita coisa pra acontecer desde a hora da programação até a hora do disparo, não acredito eles estarem usando isso.

Acredito mais em uma hipotética plataforma de lançamento terrestre a este cenário descrito.

Emerson

Acho que temos Trans F-16 na Ucrânia, nasceu MIG-29 mas sacumé kkkkk

Bardini

Mas o problema é que uma plataforma de lançamento terrestre mataria boa parte do envelope deste míssil…
.
Os ucrânianos tem muita informação. Seja do povo, via mensagens, seja da OTAN, via RC-135 e demais meios de inteligência. Eles devem ter noção de onde estão os sistemas de defesa dos russos, para saber onde e quando atirar.

Carlos Gallani

Existem AWACS da OTAN voando no mar negro assim como diversas outras fontes de inteligência, alguns emissores de radar podem dar tempo suficiente para um ataque sim, imagine um deposito de munição estratégico, é bem possível que uma bateria antiaérea esteja lá como defesa de forma estática ou mesmo um navio sendo seguido, como o colega disse acima, o míssil possui seeker, não é tão bom quanto com um sistema integrado mas tbm não nada impossível.

Maurício.

Integrar um armamento ocidental em um caça francês para alguns é loucura, se gasta uma fortuna, blá blá blá, mimimi, não dá, caça francês só usa armamento francês…
Integrar um armamento ocidental em um caça soviético com sistemas ultrapassados, nossa, aí sim, vai dar certo, é tudo plug and play, integração será 100%, confia…rsrsrs.

Satyricon

Não é bem assim.

O caça Su-30MkI é uma variação do original que usa componentes ocidentais e… Israelenses:

https://idrw.org/pakistans-isi-trying-to-get-info-on-israeli-jammers-of-su-30mki-which-dodged-amraams/

Portanto, Israel conhece como ninguém o sistema de combate das aeronaves russas.

Mas aí, resolveram mexer com quem estava quieto, quando o Pinoquiorov inventou a lorota que Hitler era judeu,

Aí já viu né…

Esqueceram que Tio Jacob não deixa barato pra ninguém…

O resultado é esse ai da matéria.

Maurício.

Caças da linha Su-30 são modelos de exportação, servem justamente para isso, o cliente pode escolher o tipo de aviônica que quiser, tem Su-30 com aviônica israelense e francesa, isso não quer dizer que israelenses e franceses conhecem todos os sistemas de combate dos caças russos, sem contar que a integração desses aviônicos é com supervisão russa. Se eu não me engano, Israel chegou a modernizar alguns Mig-29 da Ucrânia, resta saber quantos foram modernizados e quantos ainda estão operacionais, mesmo assim, não seria fácil integrar os mísseis americanos nesses caças, impossível não é, mas também não seria com essa… Read more »

Satyricon

Maurício, o ponto chave é o código-fonte.
Se o fabricante não disponibilizá-lo, torna-se impossível integrar qualquer coisa.
É o caso típico dos Mirage F-2000 da FAB, pois não possuiamos seu código e, consequentemente, estavamos presos aos armamentos franceses, já integrados. Outro armamento não conversaria com o sistema de combate, e vice-versa.
No caso ucraniano, como vc bem exemplificou, Israel possui o conhecimento dos sistemas de combate russos legados e seus códigos-fonte.
Se cederam ou não esse conhecimento aos americanos, nunca saberemos ao certo.

paulof

Parece-me que cada vez mais com os russos apostando mais alto, os EUA/Europa mantem-se firmes, a explosão da base aérea Ucraniana Saki ocupada pelos russos na Criméia, pode ter sido pelo que começa a ser ventilada por comandos ou como russos por um cigaro descuidado que parece ser uma arma mortal nessa guerra.

Last edited 1 mês atrás by paulof
bjj

É difícil pensar na integração tão rápida de um míssil ocidental aos caças soviéticos, e mesmo que fosse feito seria difícil para qualquer caça ucraniano se aproximar da defesa antiaérea russa, mesmo voando baixo, por conta da presença dos caças russos e possivelmente aviões de alerta aéreo antecipado. Uma possibilidade que me parece mais realista é o lançamento adaptado para veículos terrestres, de forma semelhante ao que Israel já fez lá atrás com o AGM-45 Shrike, da foto abaixo. Aviões ou estações terrestres equipadas com sistemas ESM, ou até mesmo observadores podem indicar ao menos a direção e a distância… Read more »

Kachlilit-hatzerim-3.jpg
Foxtrot

Pois é, e por aqui nossa “poderosa” FAB fala que mísseis ant radar caíram e desuso, e aproveita para cancelar seu produto local.
Complicado !

Carlos Gallani

Nós estamos em um mercado que já existe, desenvolver e produzir algo sem perspectiva de considerável compra nem de nossas FA é complicado, como o dinheiro é curto (fato) INFELIZMENTE é melhor comprar de prateleira mesmo, em resumo não existe uma politica de indústria de defesa, Osório, Tamoyo, uma serie histórica de projetos navais dentre outras coisas corroboram com minha tese.

Foxtrot

Amigo usam essa mesma disculpa há anos, mas as provas mostram o contrário.
O ALX foi desenvolvido sem expectativas de vendas e olhe no que deu, o próprio MAR-01 foi vendido ao Paquistão antes mesmo de seu término etc etc.
Quanto a nossas FAAs comprarem pouco ou quase nada da indústria local isso é fato (e não é por falta de dinheiro), mas mercado sempre haverá para produtos bons, baratos e sem restrições impostas pelas grandes nações.
O nome do que foi feito pela FAB é cegueira estratégica, basta saber os reais motivos por detrás disto.

Mensageiro

Putin ferrou sua nação. Podia ter ficado ao lado do ocidente se fortalecendo, desenvolvendo tecnologias para irmos ao espaço, e prosperar. Buscou uma guerra medíocre e sem sentido pois a Rússia já é maior país em extensão não precisa de mais terras e sim de evolução.

Red Pill - 红色药丸

Já se alistou na legião de voluntários ? Corre que ainda dá tempo, o ônibus pra Polonia parte ainda hoje… O que diabos a bandeira nacional faz no seu avatar ?

Joao

te acalma toinho, te acalma kkkkkkk

Red Pill - 红色药丸

KKKk eu disse o mesmo pro Paulo Brics dias atrás..

Last edited 1 mês atrás by Red Pill - 红色药丸
Waldir

Pessoal, vendo o alcance do míssil na matéria, achei semelhante ao nosso extinto MAR-1. Estou enganado ?

Últimas Notícias

Os EUA perderam a supremacia convencional, precisam de investimento para manter a dissuasão

A China avançou tanto e tão rápido em seu poder aéreo e espacial que a capacidade da Força Aérea...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -