terça-feira, janeiro 18, 2022

Gripen para o Brasil

Vale a pena abduzir de novo: haverá luz no fim do buraco?

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Será que o mundo acaba em barranco ou buraco? Enquanto a resposta não vem, astrônomos testam como detectar formação de buracos negros em colisão a partir da luz criada pelo fenômeno, como se fosse um “flare”

A NASA (agência espacial dos Estados Unidos) divulgou nesta sexta-feira uma impressionante concepção artística de colisão de buracos negros gerando luz – pela primeira vez, astrônomos alegam ter visto luz ser gerada pelo fenômeno.

A potencial descoberta gera oportunidades para aprender mais sobre esses misteriosamente escuros objetos, que produzem verdadeiros apocalipses siderais onde surgem. Dizem que nem a luz escapa de sua força gravitacional, mas a própria geração de um sinal luminoso deve ajudar a detectá-los.

Na concepção artística divulgada (imagem acima e detalhe abaixo), um buraco negro supermassivo é cercado por um disco de gás, no qual também se vê dois buracos negros menores que estariam se fundindo para gerar um novo.

Detectores de trombadas – Quando dois buracos negros se movimentam em espiral, um em volta do outro, e acabam por colidir, eles lançam ondas gravitacionais que resultam em fissuras no espaço e no tempo. Estas podem ser detectadas a partir da Terra por instrumentos extremamente sensíveis.

Como os buracos negros e suas colisões são fenômenos totalmente escuros, não podem ser vistos por telescópios ou outros instrumentos detectores de luz usados por astrônomos. Porém, cientistas teorizaram formas pelas quais uma colisão de buraco negro poderia produzir um sinal de luz, ao fazer um material próximo irradiar. E agora, utilizando instalações localizadas no Observatório de Monte Palomar (próximo a San Diego, nos EUA), os cientistas podem ter detectado justamente um cenário do tipo.

O “flare” avisa: aqui tem buraco – Caso confirmado, seria o primeiro “sinal de luz” (light flare) gerado por um par de buracos negros em colisão. A “trombada” em questão ocorreu em 21 de maio de 2019, sendo identificada por dois detectores de ondas gravitacionais. A partir desta detecção específica, os cientistas em Monte Palomar procuraram sinais de luz no local onde os sinais de ondas se originaram.

Será que assim poderemos detectar cada vez mais trombadas nessas esburacadas estradas galácticas? Aguardemos novas descobertas!

Falando em buracos, os Abduzidos do iê iê iê acabam de lançar o clipe de sua nova música: Buraco de Verme

Esta série é um oferecimento da banda Abduzidos do iê iê iê, que alega ter sido abduzida por extraterrestres na década de 60 e voltado agora à Terra, depois de passar mais de 50 anos vivendo loucas experiências com os ETs. Também dizem que envelheceram apenas uma parcela desse tempo, ao desviar de buracos negros e aproveitar os atalhos dos buracos de verme para vencer os limites da velocidade da luz! Coisa de outro mundo, igual ao som deste power trio que pode até ser alienígena, mas não é alienado.

Buraco de Verme fala muito sobre a atualidade deste nosso planeta e, em especial, do Brasil. No espaço, um buraco de verme é basicamente um atalho entre dois pontos onde o espaço se curva. Mas por aqui é, simplesmente, um buraco feito por um verme. Na terra. Num país. Ou mais de 600 mil buracos.

Segundo a banda, a canção “é dedicada a todo instrumento sem músico, a cada palco de luto, aos ouvidos sem canções, por culpa de genocidas e ladrões”. O grupo complementa: “Quem gostar da música e da ideia de que os ETs levem daqui um certo verme, e joguem o sujeito num buraco sideral bem longe, compartilhe o vídeo! Quem sabe os ETs escutam, né? Mas quem não gostar pode compartilhar com quem também não goste, pois toda banda que se preza precisa de haters…”

Clique na imagem acima para acessar o clipe no Youtube ou clique aqui para acessar logo de uma vez todo o canal da banda, com mais de uma dúzia de músicas e vídeos já lançados, incluindo seu primeiro disco completo, “Em Órbita” (capa abaixo):

Siga os Abduzidos do iê iê iê também nas redes sociais:

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bosco

Eu acho que a Trilogia tinha que dar mais um passo, dessa vez em direção ao espaço e se tornar a Tetralogia.
Uma revolução espacial jamais vista está se descortinando diante de nossos olhos e a Trilogia tá deixando passar.

Nostra

One possibility is

There is matter and antimatter , both simultaneously come into existence and than recombine by annihilating each other

If they appear too close to a black hole and one of the partners gets absorbed by black hole, the other particle is seen as radiation being emitted by the black hole

Maximus

Após o forte, poder naval e poder aéreo, por que não criar o poder cibernético e o poder espacial?

Alex

Falou tudo! E do jeito que o “nosso” verme se comporta diante do surgimento da variante “O” não tenha dúvida que teremos mais que os atuais 600 mil buracos. Por isso, abro uma exceção pra torcer para que “…os ETs levem daqui um certo verme, e joguem o sujeito num buraco sideral bem longe…”

Abduzidos do iê iê iê

Estamos na torcida pela chegada dos ETs certos, Alex! Pena que os ETs que nos abduziram são do bem, senão já tinham levado.

Bosco

Eu fico totalmente perdido com essa história de Abduzidos do iê iê iê. Até hoje não entendi a relação disso com a Trilogia… acho que o abduzido fui eu!

Junior

Vou dar uma pista, observe atentamente a indentidade dos membros da banda, veja se não reconhece ninguém.

Last edited 1 mês atrás by Junior
Bosco

É o Nunão!
Rsss
Nunca tinha prestado atenção.

Abduzidos do iê iê iê

“ acho que o abduzido fui eu!”

Sim, consta nos arquivos do disco voador que você foi abduzido anos atrás e recebeu um chip implantado. O seu avatar de astronauta é uma clara manifestação do seu inconsciente controlado pelo chip.

Last edited 1 mês atrás by Fernando "Nunão" De Martini
Bosco

rsss
Não duvido!

ROBERT SMITH

Ha ta… agora explicou tudo… 😐 pq continuo não entendendo?

sergio

Essa foto ta errada, se os 2 buracos menores estão no disco de acreção de um 3º maior os dois menores deveriam esta se alimentando desse disco tb.
pode isso Arnaldo !!!!!

ROBERT SMITH

😐 er… hum… sei… Isso tá me lembrando das aulas de Física na década de 70! :o)

ROBERT SMITH

hum… artigo muito interessante! igual a minha eterna duvida “haverá saldo na minha conta no final do mês?”

carcara_br

Parabéns, não são todos os artistas que fariam/cantariam uma letra tão incisiva: Extraterrestres do mal Levem embora esse boçal Na rodopista espacial Despachem o fascista Enfiem num buraco de verme Vermifugado, enfezado, humilhado Que seu sofrimento se eternize Num imenso vazio celeste Levando junto com ele a peste Lhe consumindo até que nada, nada Nada mais reste Extraterrestres do mal Levem embora esse boçal Na rodopista espacial Despachem o vigarista Com cloro, quinino e uma pá de cal Niobizado, grafenado, encapsulado Numa bolha sideral Num imenso vazio celeste Levando junto com ele a peste Lhe consumindo até que nada, nada… Read more »

Carlos

Não quero o álbum nem de graça!

Francisco Vieira

A gravidade vencerá e o Universo acabará em um enorme e maciço buraco negro. Depois, tudo será revertido e o buraco negro explodirá como um Big Bang… e lá vai o universo expandir novamente e originar gases, estrelas e planetas com seres pensantes.

Últimas Notícias

Chile quer comprar aeronaves britânicas E-3D Sentry ‘AWACS’ aposentadas

Uma fonte disse ao UK Defense Journal que o Chile está procurando comprar “mais de uma” aeronave E-3D aposentada...
- Advertisement -
- Advertisement -