quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

IMAGENS: Caça Chengdu J-20 ‘Mighty Dragon’ da China

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Novas imagens do caça stealth Chengdu J-20 “Mighty Dragon” da Força Aérea de Libertação Popular (PLAAF) da China.

A produção do J-20 prossegue com a introdução do motor chinês WS-10C no lugar do AL-31 russo.

Recentemente foi divulgada a informação de que mais de 150 caças J-20 já teriam sido produzidos, mas os números reais devem estar em torno de 50 a 60 unidades.

De qualquer forma, não vai demorar para o J-20 atingir uma centena de aeronaves.

Até de 2025, o J-20 deverá receber um motor ainda mais capaz, o WS-15, de 180 kN.

- Advertisement -

154 Comments

Subscribe
Notify of
guest
154 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings

Evidente que a China está se preparando para qualquer ‘instabilidade’ em regiões que lhe interessam.
E esse avião com suas características, digamos ‘reforçadas’, é muito apropriado para o teatro de operações em que o País poderia ser desafiado.
Interessante é que acabei de ler reportagem sobre o fracasso da Marinha americana em aumentar o baixo alcance operacional dos F-18.
Dessa forma, os dois modelos de aviões empregados pela Marinha, o F-35 e F-18, padecem da mesma patologia, o que deixa os porta-aviões americanos muito expostos às defesas chinesas.

Emmanuel

“(…)baixo alcance operacional dos F-18(…)””.
da Lua, Toinho.

Pedro Bó

Pior que não é mentira, ao que parece. Saiu matéria no Cavok, tendo como fonte a Forbes, falando que o SH Block III não deve adotar os CFTs tão alardeados pelo marketing da Boeing por erros de projeto na vedação dos mesmos.

Pedro Bó

Repostando meu comentário que foi garfado pela moderação (talvez por eu citar o nome de um outro site brasileiro dedicado à Defesa), mas o Tonho não está errado. Noticiaram esses dias, com fontes da Forbes, de que o SH Block III não adotará os CFTs tão alardeados pelo marketing da Boeing, pois os mesmos tem problemas de vedação.

Antoniokings

Exatamente;
Notícia totalmente procedente.

sj1

Pois é, dias atrás eu tbm lí que o grande tamanho do J-20 é justamente para proporcionar um alcance mais longo, parece que é um vetor pensado justamente em explorar esta fraqueza da US Navy.

Antoniokings

Eu já postei aqui uma declaração de um militar do Pentágono dizendo que o F-35 não era apropriado para operações no Pacífico e por isso não era considerado em simulações de conflito.

Bosco

Cada um interpreta como quer o que lê, sem falar que todo mundo tem direito (inclusive um militar do Pentágono) de dizer o que quiser, mas fato é que esse tal “militar do Pentágono” não deve ter se referido especificamente ao F-35C porque ele tem mais alcance que o F-18E, portanto, se ele condena um , condena o outro, e duvido que ele tenha dito que os porta-aviões americanos devem deixar de operar com “aviões”. Eu imagino que o que esse “militar do Pentágono” (soldado? cabo? ) tenha querido dizer é que em estando em operação de fato o míssil… Read more »

Antoniokings

Pois eu prefiro ouvir um militar do Pentágono do que o Bosco.
Acho que vc deveria fazer o mesmo, meu caro.

Bosco

Eu tenho um “probleminha” em acreditar nas conclusões alheias. Prefiro captar a maior quantidade de dados possíveis e a partir deles chegar à minha conclusão.

Antoniokings

Imagine o nosso!
Problemão!

Bosco

A diferença é que coloco os argumentos /dados que levaram à minha conclusão, que são passíveis de serem refutados.

Antoniokings

A diferença é que coloco os argumentos /dados que levaram à minha conclusão, que são passíveis de serem refutados.

‘Çei’.

Bruno

O Antônio Xing Ling, esse caça é inferior aos pares ocidentais e pronto. Deixa de chororô.

sergio

Quer dizer que quando um militar do pentágono diz que as armas Americanas não presta pra nada vc acredita, o militar e extremamente competente mas ai quando um militar do pentágono vem e diz que as armas chinesas não presta pra nada, ai o militar do pentágono e um ignorante, pois eu prefiro acreditar no Bosco do que em muito militar do pentágono e principalmente vc.

Bosco

Sérgio, E essa visão do tal militar do Pentágono é tão sem base na realidade dos fatos que não se nota nenhuma tentativa de adaptar os B-52 para emprego embarcado em porta-aviões. Rsssss O que têm são esses aí (F-18 e F-35). E um porta aviões é só um navio grande e navios sempre adentraram áreas de risco se colocando dentro do alcance das armas inimigas desde o Império Romano. Não tem porque ser diferente agora. Essa alegação que mísseis antinavios com alcance maior que o da aviação embarcada têm potencial de neutralizar o emprego de porta-aviões é completamente equivocada,… Read more »

Antoniokings

Normalmente, as pessoas falam positivamente do que é seu e deprecia o dos outros
Agora, quando vc mesmo fala mal do que é seu é porque alguma coisa anda mal.

Bosco

Toinho,
Lá como cá há os que torcem para dar errado de modo a poderem reinar nas cinzas e no processo vale tudo, inclusive usar a liberdade de expressão permitida nos países democráticos de modo a colocar em evidência as contradições e percalços e abafar ou menosprezar os avanços com intenções de paulatinamente, de modo quase imperceptível, tentar mudar a percepção da população, ou lhes tirar a motivação ou o ardor patriótico, fazendo-as duvidar de tudo. É a velha tática de dividir para conquistar.

sergio

Veja a que ponto Chega a ideologia, tonho defendendo o pentágono rsrsrsrs

Antoniokings

Sergim.

Se o próprio Pentágono desdenha do avião não sou que vou contestá-lo.
E acho que nem vc também deveria.

Cristiano de Aquino Campos

Não amigo, foi um caça pensado por quem opera caças pesados de origem Russa e seus derivados nacionais e adotou a estratégia de fazer guerra bem longe do sei território. Lembrando que eles estão de frente para o Oceano Pacifico.

Jodreski

Tb li algo parecido à isso, o tamanho visava proporcionar um alcance maior ao jato. Não sei se é para explorar a fraqueza da Us Navy, visto que o alcance menor do SH pode ser corrigido com reabastecimento em voo, algo que a US Navy domina há décadas e não falta meios para cumprir essa missão. . Porém importante ressaltar que esse projeto Chinês parece estar bem maduro, muito mais que o projeto Russo, e os aliados ocidentais devem brindar ao fato que Russos e Chineses não terem unido forças e $ em um projeto comum, certamente o filho dessa… Read more »

Matheus S

Essa informação não procede. O SH Block III está saindo da linha de montagem com a capacidade de aceitar os tanques conformais(CFT) e pode ser implementado no futuro. A própria Boeing reiterou que todos os SH Block III ainda sairão da linha de montagem fabricada para suportar o uso de CFTs. Portanto, essa opção ainda está disponível para aqueles usuários que não pretendem que suas aeronaves operem sob os esforços estruturais de pousos e decolagens de porta-aviões. Apenas a US Navy que interrompeu o projeto do CFT. Com certeza, isso é um baque para uma maior capacidade do Block III… Read more »

Antoniokings

Asas do Super Hornet do F-18E cortadas: a Marinha dos EUA acaba de reduzir o alcance de seu caça superior, tornando as missões no leste da Ásia muito mais difíceis

https://militarywatchmagazine.com/article/F18E-wings-clipped-range-cut

Bosco

O que tem a ver o cancelamento dos tanques conformais do F-18 SH com esse comentário do Toinho: “Interessante é que acabei de ler reportagem sobre o fracasso da Marinha americana em aumentar o baixo alcance operacional dos F-18.” Não entendi! O “alcance” independente de ser considerado baixo (comparado a quê?) é majorado de qualquer forma pelos tanques alijáveis e pelo REVO. Os tanques conformais têm vantagens e desvantagens. Como vantagem mais evidente mas “relativa” é que impacta menos o arrasto e o RCS. É relativa porque os pontos molhados poderiam ser usados para levar armas externas ou mesmo ,… Read more »

Bosco

Na verdade 3 tanques de 400 galões incrementa o raio de ataque (raio de ação) de um SH em 170 mn (311 km) e não em 300 mn como havia dito. Foi empolgação de minha parte. – Quanto ao termo “raio de ação” apesar de geralmente ser utilizado como sinônimo para raio de combate e raio de ataque, no meu entendimento são diferentes. Ao meu ver o termo “raio de ação” é impreciso. Raio de ataque em geral é maior que o raio de combate já que o primeiro implica na distância em que uma aeronave partindo de sua base… Read more »

Cristiano de Aquino Campos

A física e a senhora do universo. Por mais eficiente que um motor seja ele não irá ter uma melhora brutal em relação aos motores de geração anterior. Em geral, os ganhos de eficiência são de no máximo 20%.
Porquê estou falando isso, um caça F-35, cujo motor não desenvolve velocidade de supercruise e teve que reduzir espaço interno de combustível para o transporte de armas, não tera um ganho de alcance brutal como alguns propagandeiam. Tudo influencia no alcance/gasto de combustivel, arrastro aerodinâmico, peso carregado e etc.

Bosco

O ganho em alcance do F-35 não é brutal mas é bem consistente e não se deve só ao consumo específico do motor mas também aos outros fatores que me referi.

Bosco

Ops! Meu comentário era dirigido ao Pedro Bó. Perdão!

Chris

“Recentemente foi divulgada a informação de que mais de 150 caças J-20 já teriam sido produzidos, mas os números reais devem estar em torno de 50 a 60 unidades”

O pior é nunca saber se os chineses falam a verdade… Até o Poder Aereo já está acostumado !

PACRF

Qual país do mundo fala a verdade sobre temas relacionados à sua própria defesa? Fazem apenas propaganda de si mesmos.

Bruno Vinícius

Pelo menos os países democráticos falam os números reais de produção

Rodrigo M

Anhãmm.. Os tais países ditos democráticos colocam todas as informações bem como quantidade de seus armamentos em sites como Google, Wikipedia etc.. Pode confiar! kkkkk

Flanker

Sim….idiotas são os EUA, que divulgam todos os problemas do F-35 e outros. Os equipamentos chineses e russos não tem problema algum……pelo menos que sejam publicados, não há! Hehehehe

100nick-Elã

Se os caças russos e chineses têm os mesmos problemas que o F-35, só não é divulgado, então porque vc está tão preocupado? está tudo bem, na hora H o F-35 vai dar conta, pode ter certeza e dormir tranquilo.Ou será que vc está tentando convencer a si mesmo disso?

Flanker

Eu não estou tentando nada! Eu afirmei que os EUA divulgam os problemas de seus equipamentos…….e chineses e russos, não!!! Isso é mentira, vovozinha? O resto do teu comentário é elocubração da tua cabeça! E uso o mesmo para te contrapor: se os equipamentos dos chinas e russos não tem problemas, por que tu me respondeu?

Yuri Dogkove

“Se” meu pai fosse mulher, eu teria duas mães!”

Cristiano de Aquino Campos

No caso do F-35, cuja a produção e operação são compartilhados com vários países sócios, fora os compradores, fica difícil de segurar problemas de projeto.

Flanker

E os problemas citados dos tanques conformais do Super Hornet? E os problemas do KC-46? O primeiro é operado apenas pelos EUA e Australia e o outro, só pelos EUA.

Bruno Vinícius

Não meu caro. O que acontece é que os grandes projetos de aquisição precisam de aprovação do parlamento e a quantidade de equipamentos acaba sendo divulgado. O que permanece em segredo são apenas os números referentes a projetos secretos e munições. Querer negar isso é negar a própria realidade.

Carlos Campos

como ele disse, vc pode saber quanto F35 ou F22 foram feitos, mas projetos secretos aí realmente, vc nem sabe que existe.

Antoniokings

O segredo faz parte do negócio.
Como diz o ditado: ‘Quem fala demais dá bom dia a cavalo’.

Cristiano de Aquino Campos

Erramos quando analisamos os Russos e Chineses usando a visão ocidental. Calculamos a quantidade de caças baseados em quê?
Se for no valor em dólar do programa, o que se faz com 3 dólares nos EUA, se faz com 1 na Russia e China.

Nilton L Junior

Permita uma observação, a China não faz nada de diferente de qualquer outra nação que não é capacho do imperialismo estadunidense, não tem sua soberania tutelada muito menos sua economia subordinada á interesses estrangeiro, portanto exerce sua influência para proteger seus interesses.

Bosco

Em relação ao F-35C ter “baixo alcance” pra mim é novidade. É o caça americano de maior alcance, com quase 9 t de combustível interno, o que lhe garante um raio de ataque de pelo menos 750 NM. Com mais 4000 lb na REVO e chega a 1000 NM.

Bosco

Só de curiosidade, alcance dos F-18E e do F-35C F-18E Combustível interno ( 6,6 t) mais 3 tanques de 400 galões (3,6 t) , total de 10,2 t de combustível, permite um raio de ataque de 550 NM (1020 km) num perfil de voo hi-lo-hi com uma carga útil de 4.000 lb (1,8 t) mais 4 mísseis ar-ar. – F-35C Combustível interno (9,2 t) permite um raio de ataque de 720 NM (1330 km) com 4.000 lb (1,8 t) de armas ar-sup internas além de 2 mísseis Amraam. – Com menos combustível um F-35C vai mais longe que um F-18E… Read more »

RICARDO NUNES BARBOSA

Perfeito Bosco. O “curto alcance” do Super Hornet e F-35C é um relativismo em relação à necessidades operacionais no Pacífico. De todo modo, possuem raio de ação superior a 1000km com 2 bombas de 2000lb e combustível possível. Um raio de ação basicamente equivalente a aeronaves como J-15 e Rafale e superior ao MiG-29K.

Bosco

Ricardo, E mesmo sem tanques adicionais, contando só com combustível interno, um F-18E é capaz de levar 2 Harpoons a 700 km + de distância (390 NM) , o que significa atacar ameaças de superfície a quase 1000 km do CSG. *Nenhum inimigo potencial dos EUA tem mísseis antinavios laçados de navios com alcance tão grande. Com os LRASM essa capacidade se estende a mais de 1300 km. Contra alvos em terra um F-18E sem tanques externos pode atacar alvos a 1700 km de distância utilizando o JASSM-ER. Com 3 tanques com 400 galões e esse alcance chega a 2000… Read more »

Cristiano de Aquino Campos

Você quis dizer lançado de aviões e não navios certo?
Dá uma olhada no arsenal Russo.
No Chinês, os mísseis anti-navios de longo alcance são lançados por bombardeios H-6 ao que se sabe.

Bosco

Cristiano,
Eu quis dizer “navio” mesmo. Me referi à ASuW, no caso uma missão antinavio do SH partindo de um porta aviões.

Uanderson Rodrigues

Concordo. Uma solução, para esse problema na Marinha americana, seria o desenvolvimento de uma versão naval do F-22, teria maior alcance que os F-35 e F-18. Más essa seria uma solução a médio-longo prazo.

Bosco

Uanderson, Não adiantaria. O F-22 tem “alcance” menor que o F-35. Creio que você esteja se referindo à versão FB-22 do F-22. O problema é que não passou da fase de conceito. O que mais perto chegou de resolver o “problema” da USN, com potencial de ser um forte fator complicador da estratégia A2/AD da China para o Mar da China e Pacífico seria o A-12, que teria um raio de ataque de mais de 800 mn, mas não foi adiante devido ao fim da Guerra Fria. Outra solução teria sido adotarem uma versão do X-47B com 2000 mn de… Read more »

Bosco

A médio prazo tem o caça de 6ªG NGAD que deverá ter cerca do dobro do alcance do F-35.
Também a expertise adquirida com a operação do MQ-25 irá abrir as portas para a introdução definitiva de drones de ataque stealths a partir da terceira década. Naturalmente essas aeronaves não tripuladas têm alcance/autonomia pelo menos 3 x maior que a de um caça tripulado semelhante.

Antunes 1980

Realmente um vetor stealth, diferente do SU-57, que nem as baias internas de armamentos são divulgadas.

A cada dia a China se aproxima em tecnologia dos países ocidentais.

Chris

Realmente, ao contrario das fotos do SU-57 que vi até agora… Da pra reparar que tiveram o cuidado de tapar até rebites da carcaça… Assim como nos stealth americanos !

Mas sinceramente ? Com esse tamanho e esse design… Não consigo imaginar esse avião sendo ágil e veloz num combate. Se fosse apostar, acho que eu apostaria nos russos ou até no nosso Gripen.

Last edited 14 dias atrás by Chris
Renato B.

Quem tem que ser super manobrável é o míssil. Pelo tamanho ele certamente vai atuar como um interceptador, atacando a distância. Em vários abates a vitima não sequer que estava sendo atacada. A furtividade vai ajudar nisso.

Cristiano de Aquino Campos

Isso e falácia. O inimigo vai saber que esta sendo atacado sempre. Todos os aviões militares, tem um sensor que avisa quando ele e iluminado por um radar. Ai vai argumentar que o F-35 vai usar sensor IR e lançar misseis IR. Só que os caças inimigos também tem tem sensor IR e o F-35 se expoe muito mais a detecção. E um projeto que foi feito para outro tempo. Tanto é que os EUA agora investem na 6 geração e veja que a 6 geração e mais não tripulado que tripulado.

Antoniokings

Os próprios americanos já reconheceram o fracasso.
Agora, fique admirando as fotos do Su-57 para ver se descobre alguma falha e avise para os russos.

https://www.forbes.com/sites/davidaxe/2021/02/23/the-us-air-force-just-admitted-the-f-35-stealth-fighter-has-failed/?sh=7d26ec671b16

Bosco

Sem dúvida esse artigo desse  “jornalista, escritor e cineasta” vai jogar por terra todo o programa F-35.

Nei

Gripen, num dog fight leva fácil um J20. Manobrabilidade superior.

Cristiano de Aquino Campos

O F-35 não foi projetado para ter agilidade em combate aéreo. O F-22 e que foi projetado para isso.
O F-35foi projetado, literalmente para voar em linha reta, a grande altitude e lançar bombas guiadas sem ser detectado a curtas distancias e caso um caça aparecesse lançar 2 mísseis guiados por radar.
Tudo confiando que não seria detectado, se fosse o míssil lançado seria facilmente desviado e ao lançar seus mísseis aceitaria.
Todo o resto agregado depois foram modificações e ai que começou a dar ruim.

Pedro Bó

Dizem que os russos priorizaram a redução do RCS do Su-57 apenas na parte frontal.

100nick-Elã

Perai, você está me dizendo que você consegue enxergar defeitos no SU-57 somente por fatos e – de chofre, só de olhá-las consegue enxergar os defeitos e os russos não? está dizendo que o país que constrói estação espacial, o país que executou um verdadeiro milagre de resistência e determinação na Segunda Guerra Mundial, o pais que enfrenta a OTAN na Ucrânia e na Síria, não consegue ver e corrigir os defeitos que você consegue enxergar? Não lhe ocorre, por exemplo, que talvez eles divulguem fotos somente do avião com os conceitos básicos – design, empuxo, motorização, etc – e… Read more »

Leandro Costa

Você só deixou de fora a possibilidade de que os Russos enxergam sim os defeitos (que são óbvios), sabem exatamente quais os defeitos (ou diria… características não-Stealth) dos aviões e simplesmente não tem como fazer sanar ou resolver essas características porque não tem tecnologia para isso…. no momento, pelo menos. Os Russos não são burros. Eles já conseguiram fazer um feito tremendo ao produzirem uma aeronave do porte de um Su-27, mas com assinatura de radar extremamente reduzida. Eles sabem que o Su-57 não é perfeito, mas também podem simplesmente desenvolver táticas/doutrinas que maximizem sua capacidade Stealth, mesmo ela sendo… Read more »

100nick-Elã

Qual a sua formação, para dizer tal atrocidade? está dizendo que os russos não têm capacidade para fazer baias de armamentos internas ou tapar rebites? é isso? nossa, que tecnologia klingon precisa dominar para isso? quando os estadunidenses tiverem capacidade de criar mísseis hipersônicos, tiverem uma capacidade mínima de criar sistemas anti-aéreos decentes, aí você vem me falar alguma coisa. Quer que eu cite quando armamentos que a Rússia está na vanguarda e que os EUA não tem capacidade similar?

Bosco

“Sistemas antiaéreas decentes ”

Já ouviu falar do sistema Aegis?

Bosco

Mísseis adotados hoje pela USN compatíveis com o sistema Aegis/lançadores Mk-41/57: – Antiaéreos/antimísseis/antinavio: SM-2 MR Block III A: 170 km horizontal, 24 km vertical, Mach 3.5, TSAR (sistema de radar ativo terminal) – SM-2 MR Block III B: 170 km horizontal, 24 km vertical, Mach 3.5, TSAR + IR – SM-2 MR Block III C: 170 km horizontal, 24 km vertical, Mach 3.5, TSAR + radar ativo – ESSM: 50 km horizontal, 15 km vertical, Mach 4, TRSA – ESSM Block II: 50 km horizontal, 15 km vertical, Mach 4 , TRSA + radar ativo – Antiaéreo, antimíssil, antibalístico, antihipersônico:… Read more »

Leandro Costa

Não se trata de rebites ou mesmo da baia interna, mas sim do desenho da fuselagem, componentes de controle de vôo, e arranjo do canopy principalmente, IRST, fora os motores, etc. Esse é o consenso entre as pessoas que realmente analisam tecnicamente as aeronaves. Como você mesmo disse (“Quer que eu cite quando armamentos que a Rússia está na vanguarda e que os EUA não tem capacidade similar?“), existem coisas que países conseguem fazer e coisas que eles não conseguem fazer. Por mais que você possa negar, a Rússia sentiu os embargos e isso está sendo um problema. Eles não… Read more »

Flanker

Heheheheheheheh……que nervosismo!! E o que a resistência contra os alemães na 2a GM (um grande feito e virtude dos soviéticos, realmente), tem a ver com a capacidade de projetar um caça de 5G????

100nick-Elã

Se você não tem inteligência para perceber a relação, não vou ser eu que irei explicar-lhe. Fique achando que não existe relação, ou descubra por você mesmo.

Leandro Costa

A resposta correta é: “Não, não existe nenhuma ligação entre a resistência soviética na Segunda Guerra Mundial com a capacidade de projeto de um caça de quinta geração.”

Pablo

Tu não enxerga os defeitos mas India enxergou e caiu fora do programa.

100nick-Elã

Tanto os indianos enxergam, que em 90% das compras preferem os equipamentos russos aos ocidentais, com raras exceções e só para não ficarem “presos” a um só fornecedor. Você não tem acesso a informações privilegiadas para saber o motivo dos indianos terem declinado, tem?

Pablo

A Índia tem aviões de tudo que é país, inclusive do Brasil, e tambem
não e a primeira vez que a india reclama dos aviões russos, em 2017 a marinha estava descontente com os mig 29. Mas o assunto são os defeitos do Su 57, que a Índia percebeu e caiu fora do programa, portanto, não mude de assunto!!

100nick-Elã

Mudando de assunto, o ministro da defesa da Inglaterra disse, há uns dias atrás, que os Estados Unidos não são mais uma superpotência militar, em face aos acontecimentos no Afeganistão.

Pablo

Su 57 é defeituoso ou não?

Adriano Madureira

Como não?! Procure na web e você verá fotos da baia interna do 57…

Neto

O J20 é muito bonito e o Mighty Dragon é um nome muito forte!
.
Os Chineses fizeram o trabalho de casa direitinho!

Last edited 14 dias atrás by Alexandre Galante
Allan Lemos

Os Chineses fizeram o trabalho de casa direitinho!

Fizeram o trabalho deles depois de terem copiado o do coleguinha rsrsrs.

Pedro Bó

Até para copiar o trabalho do coleguinha se faz necessário expertise e competência técnica.

Allan Lemos

Já vi que o pessoal que tem problemas de interpretação entendeu o meu comentário como uma crítica aos chineses, mas em nenhuma parte dele deixei isso implícito ou explícito. Apenas constatei o óbvio. Os chineses espionaram e tiveram acesso a projetos americanos(como o F-35).

Mas e daí? Americanos e russos copiaram dos alemães. Não é feio espionar ou copiar, feio é ser pego e/ou não fazê-lo. Os chineses têm seus méritos(que não são poucos), mas é inegável que suas ações o ajudaram a dar esse salto de tecnologia e a pular várias etapas do processo de desenvolvimento e produção.

PACRF

O Japão e a Coréia do Sul já foram acusados de “copiar” tudo, agora a China é a “acusada da vez”. O que dizer dos submarinos em construção e do projeto das fragatas, não serão “cópias” do Scorpène francês e da Meko alemã? E os Gripen que serão construídos no Brasil, não serão “cópias” dos Gripen suecos? Nesse mundo nada se cria, tudo se copia, inclusive no Brasil. No entanto, é uma pena que não conseguimos copiar no mesmo ritmo da China, do Japão e da Coréia do Sul, por exemplo.

Allan Lemos

Por quê os nossos Scorpenes e Gripens seriam cópias? Nós os compramos legalmente. Os chineses deram um salto tecnológico porque espionaram muitas tecnologias americanas, incluindo o F-35, não estou fazendo juízo de valor, apenas constatando o fato.

PACRF

Se esqueceu que a China também comprou legalmente muito material bélico da antiga União Soviética, cujos “exemplares” serviram de “inspiração” para sua indústria bélica. Quanto ao tema espionagem, não existem “mocinhos”, apenas “bandidos”, Edward Snowden que o diga.

Allan Lemos

Você continua misturando tudo, uma coisa não tem absolutamente nada a ver com a outra. Para começar, o Brasil não está fazendo engenharia reversa de equipamentos estrangeiros(até onde se sabe). Quanto à espionagem, repito, eu não critiquei quem a pratica, muito pelo contrário.

Cristiano de Aquino Campos

Pelo visto voce não conhece os projeto, ALAC, MAN, PIRANHA A, MAR e a nossa tentativa no ROLAND-1.

Cristiano de Aquino Campos

Eles também compraram projetos. Exemplos: SU-27, Delfin, Tu-16, super frelon. Todos projetos comprado e depois aperfeiçoados.

Flanker

Os Scorpene e Gripen brasileiros foram comprados e não pirateados……comparação totalmente sem nexo.

Antoniokings

Se copiaram ou não, agora tanto faz.
O leite já foi derramado e não dá mais para colocar de volta no copo.
‘Se segura, América!’

J R

Assim como os americanos, ingleses e russos fizeram na segunda guerra, nessa brincadeira não tem “virgem da floresta”.

Flanker

Concordo plenamente com o ponto de que todo mundo espiona todo mundo. Mas, no caso dos equipamentos alemães ao final da 2a GM, russos, ingleses e norte-americanos ficaram com o butim de guerra, que é se apoderar dos equipamentos do inimigo derrotado. É difetente de espionagem. Eles não precisaram espionar nada, apenas se apoderar de equiapamentos e projetos.

Last edited 13 dias atrás by Flanker
Jones

Pois é Neto, a China é milenar. Além dos aviões super poderosos, tem a questão da tecnologiia espacial, nuclear, computação entre tantas outras. São de fato uma superpotência.

LEONARDO BASTOS

Eita bicho FEIO… Lembra um Transformer! Kkkk

Saldanha da Gama

Com todo respeito, não acho feio não, muito pelo contrário…Abraços

Flanker

Gosto é gosto e beleza é algo muito pessoal. Quem ama o feio, bonito lhe parece…..abraço.

Flanker

Concordo. Feio pra caramba!!

pangloss

O nome não seria Mighty Dragon, com y no final de Might?

Bruno Vinícius

Os chineses capricharam no J20. A impressão que fica é a de uma aeronave mais bem pensada e desenhada no padrão de um caça de 5ª geração do que o SU-57 (incluindo aí o cockpit, que no caça chinês realmente parece uma aeronave moderna e no estado-da-arte).

Maurício.

No visual, não tem como negar, ele parece ser mais stealth que o Su-57, mas, eu ainda ficaria com o Su-57 e a experiência dos russos, nada contra os chineses, mas, eu não teria tanta confiança em um J-20 como eu teria em um Su-57.
Talvez seja só um preconceito bobo de minha parte, assim como eu prefiro um smartphone de marca tradicional como LG, Samsung, Motorola ao invés de um Xiaomi.

Steel Wing

penso o mesmo, caças russos como o flanker e os heli MI, 24, 35, 28 tem experiência comprovada e outros modelos tbm como su24, su 25 em batalhas no Afeganistão e síria e com vários operadores. Caças chineses acho que só o Paquistão compra. Pode também ser só preconceito meu, mas ainda não me convenceram ser melhores que os russos, até porque nem eles parecem ter tanta confiança assim nos próprios motores, comprando sempre motores russos, pois a necessidade de manutenção e vida útil dos russos é bem melhor.

Last edited 14 dias atrás by Steel Wing
Andre

Podemos ver o desempenho comprovado dos aviões russos em guerras como Irã x Iraque…. comprovadamente ruins.

SteelWing

tu fala de mig 21 que já era totalmente obsoleto, o mig 21 lutava contra o f4 no Vietnam… os iranianos tinham f-14, o melhor da aviação da época, com o melhor míssil e radar, tanto que este funcionava com um avião radar para o resto da frota… E de qualquer maneira a comparação é entre caças russos e chineses, não entre russos e americanos… você, se pudesse, escolheria caças russos ou preferiria caças chineses para o Brasil?

Maurício.

SteelWing, no Vietnã, a sucata Mig-17, basicamente um “motor com asas” de tão velho e espartano, abatia, A-4, F-105, F-8, e o principal, abatia até o ultra moderno F-4, na época, o que tinha de melhor, claro, o número de perdas era bem maior, mesmo assim, ficava feio, uma sucata abatendo um F-4. Mas, alguém pode dizer que isso aconteceu por causa das tais “regras de combate”, que foram abates “injustos.” Aí o outro lado vai argumentar que o Mig-29 sempre foi abatido por causa que não tinha apoio de aew, a viônica, sistemas e armamento eram defasados em comparação… Read more »

Bruno Vinícius

Maurício, todo caça está seu jeito a ser abatido. Os únicos modelos que não sofreram perdas são aquelas que nunca entraram em contato com o inimigo. Dito isto, quantos MiG-17s eram abatidos para cada F-4 que conseguiam atingir? Quanto esse número mudou depois do Top Gun da USN e de programas semelhantes da USAF?

Maurício.

Bruno, foi como eu disse no meu comentário, o número de perdas de mig foi muito maior, mesmo assim, era vergonhoso uma sucata abatendo um ultra moderno F-4, e isso é um fato, era como se um F-5 abatesse hoje em dia um F-22/F-35, não tem nem lógica. Depois do Vietnã, qual guerra os EUA se meteram que tinha tantos combates ar-ar como no Vietnã para se dar o crédito a programas como o top gun? A guerra do golfo, talvez, aí entra em ação o outro lado da história, mig-29 sem piloto treinado, defasado e sem apoio de aew.… Read more »

Bruno Vinícius

Maurício, é preciso lembrar que nenhum caça é invencível. Um F-5 pode sim abater um F-35 nas condições certas, afinal, o combate aéreo não se resume ao caça. O piloto, as táticas utilizadas pelos dois lados, uma possível emboscada, o apoio de solo, as regras de engajamento, etc. têm uma enorme influência no resultado dos embates. Sim, um MiG-17 abater um F-4 é de fato um choque, porém, reitero, está longe de ser impossível. E o fato dos vietnamitas terem retirado os MiG-17 da linha de frente após uma mudança das táticas americanas que os tornou obsoletos é prova de… Read more »

Last edited 13 dias atrás by Bruno Vinícius
Maurício.

“Por isso é muito difícil determinar a qualidade de uma aeronave apenas por casos isolados.” Mas é justamente isso que eu estou dizendo nos meus comentários, o André falou que os caças russos são comprovante ruins, aí eu disse que o F-4 era abatido por uma sucata chamada mig-17, ai você me perguntou quantos F-4 eram abatidos para cada mig-17, meio que tentando minimizar os abates de F-4. F-4 abatido por uma sucata, que na época já era obsoleta, e Mig-29 sempre se dando mal contra F-15 e F-16 são casos isolados, mas são os casos que temos, por isso… Read more »

Bruno Vinícius

Eu de fato estava minimizando os abates de F-4 (até porquê o resultado final claramente demonstrou que ele foi muito superior ao que o Vietnã tinha), mas ao mesmo tempo, discordo de quem tenta dizer que o Mig-29 é ruim por causa da experiência na Guerra do Golfo (até porquê a diferença de forças era muito absurda para permitir uma comparação justa). As guerras em que Israel se envolveu são melhores para serem utilizadas no comparativo, pois as forças eram mais simétricas (e mesmo assim, a comparação não permitiria chegar à uma conclusão exclusivamente sobre a qualidade do equipamento, sendo… Read more »

Last edited 13 dias atrás by Bruno Vinícius
Andre

Os f4 abateram muito mais mig21 do que foram abatidos. A imensa maioria dos aviões americanos abatidos no vietnam foi para sam.

Os f14 abateram muito mais mig23 e mig25 do que foram abatidos. O mig29 foi abatido por f15, f16, f18, mirage e até su27.

Agora… excessões sempre vão existir. É possível um ou outro mig17 abater f4, da mesma maneira que mig23 abateu f14, mig21 abateu f16…mas são casos isolados.

Andre

Tanto o f15 quanto o su27 já tiveram combates contra outros caças e os dois não sofreram perdas.

Maurício.

Andre, o caça mais capaz que tanto F-15 quanto o Su-27 enfrentaram e abateram foi o Mig-29, o Mig-29 se deu mal contra ambos.
Quanto ao número de migs abatidos, é claro que que os americanos que eram e são a maior força aérea do mundo teriam a vantagem, não dá nem para comparar com a guerrilha vietnamita.
E qual F-16 foi abatido por Mig-21? Aquele suposto abate entre índia e Paquistão? Eu acho que não teve F-16 abatido.

Andre

O Irã tinha o mig23 em grande quantidade, e o mig25, lançado 4 anos antes do f14. O Irã já estava embargado há 3 anos, sem nenhum apoio do fabricante, enquanto o Iraque contava com total apoio soviético.

Pelo menos dessa vez não da para culpar o operador….

Andre

Sobre escolha para o Brasil, eu escolheria um sueco. Não sou prepotente a ponto de achar que entendo mais de aviação militar que os líderes da fab.

SteelWing

E quem está dizendo que você sabe mais? Só perguntei qual era sua preferência, um caça chinês ou um russo? Você não respondeu… a reportagem é sobre caças orientais, não sobre o gripen ou caças norte americanos.

Saldanha da Gama

2!!!!!!!

Andre

Eu tenho um Xiaomi e ele tem me atendido muito bem, não deve em nada ao meu antigo Samsung.

O grande problema é que o su57 não fica pronto nunca. Se sua escolha fosse hoje, teria que ser entre o su35 e o j20, e nesse caso o j20 deixa o su35, e qualquer outro 4g, no chinelo.

Maurício.

Andre, sei não, acho que eu iria de Su-35, você iria de J-20 ou F-15X?

Vendéen

Bonjour le Brésil, Este caçador chinês está no papel e no vídeo muito sedutor. Ele é magnífico. Não devemos esquecer o importante, seja qual for a escolha do caçador e qualquer que seja o país, leva os pilotos certos para usar as capacidades intrínsecas da aeronave. Não é fácil avaliar o desempenho real de um avião quando há um halo confidencial sobre alguns lol. Também ideal para saber qual é a escolha certa que você tem que se opor-lhes entre eles. Ok, eu sonho um pouco. Por diversão, uma oposição de especialistas lol. “De acordo com os especialistas, os aviões… Read more »

Andre

Qualquer 5g é muito melhor que qualquer 4g. Isso vale para todas as gerações. Veja o que o f14, o primeiro 4g fez com o mig25, o mais moderno 3g lançado.

Há pouco saiu uma simulação aqui no aéreo. Da uma olhada lá nos resultados e veja como se sairam os sukois e migs, e veja como foi o j20 e j10.

Antonio Cançado

Impressionante, tenho que admitir…

Saldanha da Gama

2!!!!!!

Teropode

Bobagem , este pé de barro ainda não foi testado em combate ..

Flávio

Acho que é totalmente possível que 150 unidades já terem sido construídas, alguns sites americanos noticiaram que os chineses não estão mais usando motores russos.
Parece que agora estão usando WS-10b de fabricação local, isso possibilitaria um maior ritmo de construção já que agora não há dependência de um fornecedor externo.

images (3).jpeg
Matheus S

Dificilmente acreditaria em um número de 150 unidades, o J-20 ainda está sob LRIP(produção inicial) com os motores WS-10 sendo aplicados como provisórios até o desenvolvimento final do WS-15.

Luís Henrique

Logo logo a China supera a Rússia como 2a força militar do mundo. E mais uns 10 anos e os EUA podem ficar para trás.

Maurício.

Luís, eu discordo um pouco sobre isso de tal país ficar para trás, vamos supor que a China passe os EUA daqui a uns 10 anos como você prevê, o poderil nuclear americano continuará sendo enorme, e isso é o que realmente importa. A Rússia, entre esses três ficará para trás com certeza, mas também dispõe de um arsenal nuclear enorme. Acho que você está comparando esses países só no campo militar “tradicional”, sem as armas nucleares, nesse ponto a China pode ser a maior potencia daqui uns anos, mas no final, a destruição mútua entre eles será garantida, todos… Read more »

Nilton L Junior

50 a 60 não tira o mérito nem sucesso dos Chineses.

Matheus S

Com certeza. Já nos proporciona muitas emoções.

https://www.youtube.com/watch?v=a3MtSfpY6FM

51350444878_0bb4c5b5f1_k.jpg
Nilton L Junior

E assim o império vai se consolidando.

Andre

Mesmo que “apenas” 50 ou 60 unidades operacionais, e com motor chinês, mostra o quanto a China já passou a Rússia, que tem 1 ou 2 su57, com motor de marea.

Léo Neves

O motor atual do su-57 é bem melhor que o atual do J-20 e o futuro motor do su-57 é melhor que o futuro motor do J-20 .
O su-57 esta mais pronto que o J-20 a única diferença é que a china produziu bem mais J-20.

Andre

Ainda bem que vc usou o singular. Até agora as notícias foram de uma unidade entregue do su57. Quando conseguirem formar um esquadrão, talvez saberemos se estão prontos ou não.

Talvez o su57 esteja mais pronto que o j31, talvez….

Augusto Jesus

Fiquei sabendo que a Embraer vai produzir 125 14Bis, com poder de carregar 60k de granadas, entramos na treta com tudo, kkkk

Augusto Jesus

Com a iônica americana, é lógico

Augusto Jesus

Avionica

Carlos Campos

Podia se chamar também Mobdick kkkkkkk faz um baralho de baleio quando está vindo, já vi um vídeo que parecia um Stuka, tái J20 Stuka, sinceramente ele é mais bonito que o F22, sendo minha lista pessoal, J20>F22>Borame>SU57>J31>F35, bora ver como serão o Jp, Turq, UK e resto da Europa.

Adriano Madureira

Off-Topic:

vendo essa imagem do cockpit da aeronave chinesa,me veio uma dúvida:

Na hora de uma ejeção,as pernas do piloto não poderiam ser lesionadas não?

comment image

Em caças como o Eurofighter ou F-35,as pernas do piloto parecem estar em um posicionamento mais protegido…

comment image
comment image

Flanker

Os pilotos utilizam cintas restritoras de pernas, que puxam as mesmas para trás, abaixo dos joelhos, no momento da ejeção. E na maioria dos caças, a ejeção não ocorre na bertical absolita…..tem uma certa inclinação para trás.

Adriano Madureira

obrigado pela explicação caro flanker…

Nick

Infelizmente não temos as especificações desse caça para podermos comparar com os caças ocidentais. De qualquer forma lembra mais um caça-bombardeiro do que air dominance fighter. Mas seria interessante saber detalhes como alcance do seu radar AESA, tipos de sensores, etc…

Phenix

Esse caça parece ter a manobrabilidade de um 737! Alvo fácil pro F35 😎

Matheus S

Concordo. Pura maquete.

Maurício.

Matheus, maquete por maquete, eu fico com a chinesa, que pelo menos está voando, do que a maquete americana que só fica em solo.

images (7).jpeg
Adriano Madureira

Engraçado :Primeira vez que vejo várias maquetes voarem…

Last edited 13 dias atrás by Adriano Madureira
Carlos Campos

kkkkkk

Equilíbrio

Chegou a ver o vídeo no fim da matéria?

Teropode

Uma coisa puxa a outra pessoal , já tem matérias com fotos do Futuro helicóptero Stealth chinês ( semelhante ao Comanche ) , certamente o aéreo vai publicar algo a respeito ,os caras estão trabalhando em 4 níveis , curto prazo , médio prazo , longo prazo e futurologia ……

Ander

Enquanto isso em uma certa república o Presidente é mais doido que o Batman.

Jacob

Imagine que poucos anos atrás , os chineses só produziam porcarias, com avidez por lucro fácil grandes empresas transferiram para lá , toda suas linhas de produções. . a China de o milho e os otários foram na conversa . Estão provando do seu próprio veneno .

Nero

J-20 está incrível, me lembra um pouco o F-22.

HPF

Ação e não palavras é o que muda a realidade.
Esse caça de longo alcance Chinês, foi pensado para atacar a Us. Navy no Pacífico, principalmente os porta-aviões. Se é bom ou ruim só o tempo dirá.
E o nosso Brasil que, infelizmente patina no tempo, não sabe pra onde vai, e continua sem condições de defender seu litoral e ilhas oceânicas.

nelson

A maior e mais equipada força aerea do MUNDO ATUAL.

Fabio Mayer

O avião perfeito que, por ser chinês, não tem defeito nenhum, ninguém reclama dele, foi entregue no prazo de desenvolvimento e abaixo do orçamento e nunca será derrotado em nenhuma operação… alguns comentaristas aqui do blog elevaram seu antiamericanismo a um grau de doença mental grave!

Últimas Notícias

Eve, da Embraer, e Bristow firmam parceria para desenvolver operações de UAM com pedido de até 100 eVTOLs

Melbourne, Flórida, 23 de setembro de 2021 – A Eve Urban Air Mobility, uma empresa da Embraer, e a...
- Advertisement -
- Advertisement -