quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

Táxis aéreos elétricos da Hyundai podem chegar já em 2025

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Hyundai acredita que seus primeiros táxis aéreos elétricos podem decolar em 2025 – anos antes do esperado – mesmo com o atraso na regulamentação para o formato de aviação completamente novo.

“Táxi aéreo” se tornou um termo genérico para pequenas aeronaves de decolagem e pouso vertical (VTOL) projetadas para uso em cidades como uma alternativa aerotransportada aos serviços convencionais de transporte por aplicativos. Várias empresas – incluindo várias montadoras – expressaram interesse em táxis aéreos e serviços de mobilidade urbana, mas os desafios técnicos são significativos.

Apesar desses desafios potenciais, que incluem a falta de clareza regulatória e a necessidade de certificar um tipo totalmente novo de aeronave para operação segura, o CEO global da Hyundai, José Muñoz, disse à Reuters em 14 de junho que a empresa está à frente de seu cronograma previamente estabelecido para lançamento de eletricidade táxis aéreos.

Muñoz, que também é CEO da Hyundai North America, disse anteriormente que os táxis aéreos começariam a operar em 2028, mas agora acredita que 2025 é possível, de acordo com a Reuters.

Os táxis aéreos serão movidos a bateria e serão projetados para transportar cinco ou seis pessoas do centro das cidades aos aeroportos, de acordo com a reportagem. Muñoz disse à também que o transporte de carga também é uma possibilidade. Não está claro se haverá alguma sobreposição tecnológica entre os táxis aéreos e os próximos carros elétricos da Hyundai baseados na nova arquitetura E-GMP.

A Hyundai lançou uma divisão dedicada à mobilidade aérea em 2019, liderada pelo ex-engenheiro da NASA Jaiwon Shin. Na época, a Hyundai disse que iria investir US$ 1,5 bilhão em táxis aéreos até 2025. No ano passado, a empresa anunciou uma parceria com o Uber para implantar os veículos e revelou um modelo em escala real no Consumer Electronics Show (CES).

Várias outras empresas estão desenvolvendo seus próprios táxis aéreos elétricos, como a Embraer, General Motors, Porsche/Boeing e startups.

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jadson Cabral

Me parece um design bem mais complicado que o da Embraer. Vamos ver quem se sair melhor, quem apresenta os melhores sistemas e quem vende mais

Samuca cobre

Porsche e Boeing também vão lançar, o segmento vai estar bem competitivo!!!

Zorann

Isso aí é o seguinte: todos vão desenvolver e criar um mercado.

Quando isto acontecer, vem a China e domina tudo. Igualzinho está acontecendo com os carros elétricos, onde mais da metade da produção/venda mundial já é chinesa.

Marcos 10

Aí vem uma VW da vida e compra a empresa chinesa, tal qual foi a VW com comprando a JAC.

Zorann

Comprou 50%… como é costume por lá. Naquelas de aprender com o socio

Last edited 3 meses atrás by Zorann
cpedc

Com 1.4 bilhão de habitante não tem como não ser o primeiro em tudo

MMerlin

Somado a um nível de educação de altíssimo nível e um fomento massivo do Estado em P&D, no mínimo não tem como não se destacar.

Sagaz

Tem o que é bom e barato para chinês e para o resto do mundo.

Leonardo Bastos

A China nem carros nem helicópteros de qualidade sabe fazer…

Zorann

Esta precisando se atualizar…

Mauro Cambuquira

Muito… E aposto que ele deseja comprar um drone DJI… Que são imbatíveis.

Luiz Palmero

No papel e no computador vale tudo.Vamos ver no mundo real.

Hellen

O futuro chegou e quem negar vai estar fadado ao fracasso !!!!

Nilo

Um conceito futurista da australiana Airspeeder
https://airspeeder.com/media/exa-series-launch

Ander

Creio que a Embraer está anos a frente e precisa manter essa distância, mesma coisa se a Embraer resolvesse fazer carros, levaria um bom tempo para se nivelar no mercado. A Embraer precisa se preocupar a curto prazo com Boeing e Airbus.

Fabio

E o petróleo é nosso!

SmokingSnake 🐍

Petróleo está com dias contados e a agropecuária usando grandes extensões de terras também. Uma empresa de Israel já produz carne cultivando apenas as células e hoje é possível plantar alimentos em lugares fechados usando leds onde eles crescem por 24h por dia muito mais rápidos. Futuro do Brasil é cada vez mais sombrio, isso que deu ficar dependente apenas de matéria prima, pelo menos não estamos sozinhos, a Venefavela vai se arrepender amargamente de ter nacionalizado toda a produção de petróleo para extrair a ritmo de lesma. O petróleo deles já é ruim e vão ficar com as “maiores… Read more »

Últimas Notícias

FAB realiza enlaces de dados entre aeronaves usando o LINK-BR2 pela primeira vez

Os voos foram realizados durante a execução da Operação Íris, como foi denominada a segunda fase de ensaios de...
- Advertisement -
- Advertisement -