quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Caças Rafale franceses e indianos farão exercício conjunto

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

NOVA DELHI – Em meio ao conflito de fronteira em curso com a China, os caças Rafale da Índia e da França realizarão jogos de guerra com o codinome Exercício SKYROS, em Jodhpur, na terceira semana de janeiro de 2021.

“Os caças Rafale da Força Aérea Francesa virão para Jodhpur para os jogos de guerra SKYROS, que os verão voando com os Rafales indianos do Esquadrão 17 e os caças Su-30MKI posicionados lá”, disseram fontes do governo.

Este seria o primeiro grande jogo de guerra da Força Aérea Indiana (IAF) envolvendo os caças Rafale que foram colocados em serviço em agosto de 2020 pelo governo liderado pelo primeiro-ministro Narendra Modi.

Os jogos de guerra que estão sendo realizados são diferentes dos exercícios de rotina da série Garuda que os dois lados vêm realizando há mais de uma década e incluiriram algumas manobras complexas sendo realizadas pelos caças de ambos os lados, disseram as fontes.

A Índia havia realizado um grande exercício com a Força Aérea Francesa pela última vez em julho de 2019, onde os Sukhois indianos voaram com os Rafales franceses.

Rafale indiano

A IAF também está planejando usar Rafales e Su-30s no modo integrado, e várias medidas já foram tomadas nessa direção pelo serviço.

Os Rafales e os Su-30s foram posicionados em conjunto pela IAF no leste de Ladakh contra a Força Aérea Chinesa, que voa regularmente de bases próximas à Índia.

A França tem ajudado a Índia a armar sua Força Aérea enquanto a Índia está obtendo 36 caças Rafale, como parte de um acordo de Rs 60.000 crore (US$ 8,4 bilhões).

A última aeronave sob o acordo deve ser recebida até o final de 2022.

Índia e China estão envolvidas em um conflito sobre questões territoriais e agressão do Exército de Libertação Popular da China em Ladakh. Mais de 50.000 soldados foram posicionados lá pela Índia em reação ao posicionamento chinês.

FONTE: The Times of India

- Advertisement -

52 Comments

Subscribe
Notify of
guest
52 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Pablo Maroka

Para uma jaca que não venderia nada até que foi bem.

E segue as previsões kkk

Nilton L Junior

O Rafale é um excelente caça em qualquer Força Aérea, a questão é orçamentária.

Mcruel

Egito e Catar também compraram essa “jaca”. Como disse o Sr. Nilton, o problema é o preço por quilo da “jaca”, não é fruta pra xepa, não, meu amigo.

Vinicius Momesso

Enquanto a Índia não adquirir caças 5G, esses exercícios não assustam em nada a China.

Pablo

As capacidades do Rafale, Su-30 entre outros aviões de 4 ou 4,5 geração da força aérea indiana (e forças de outros países) já são conhecidas, esses vetores já foram amplamente usados mundo a fora. O caça de 5 geração da China, só se sabe o que OS CHINESES DIZEM.
Acredita em quem?

Nostra

As far as I think , war will happen eventually. China is building up to it , the underlying indications are towards it . If say India is defeated , China will become the undisputed power in Asia and by default the world because the American Asian allies will come under immense pressure which even America will not be able to offset. The Asian allies will eventually have to kneel down before China. And after having secured dominance in Asia , China will be free to impose it’s writ on the rest of the world with minimal resistance. America will… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Nostra
Gabriel BR

Exato! Excelente análise.

Adriano RA

Nostra, thanks for the post. Nice analysis.
How do you see chinese J-11B and J-16 fighters comparing to indian Su-30MKI?

Any comparison between Su-30MKI and Rafale have already been “disclosed” by indian fighter pilots?

Thanks.

Nostra

I desist from comparison because , no individual is knowledgeable enough to do it. Even intelligence agencies will not be able to do it with certainty due to lack of verifiable information and secrecy of information. They can only make a best guess unless they manage to steal the classified information. One can compare with certainty say MiG 21 with Rafale because difference in generation and publically information on MiG 21 is large . But how to compare J-11B with Su30MKI accurately ? I or nobody will have the information because such information are state secrets and kept classified. Both… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Nostra
Adriano RA

Thanks for the response, Nostra.

Carlos Crispim

China está se preparando é para se defender, não atacar, ela não pode contra a Índia, CS, Austrália e Japão, é demais pra ela, sem falar que os EUA são aliados dos 4, o único país que realmente a China tem medo é da Rússia.

João

“China is building up to it , the underlying indications are towards it.” They can build whatever they want. But when the time cames, all the predictions being made by China won´t no use, no matter how hard they try. If China “breaks the law” (real war), it will only speed up their downfall – which has being hapening, but it seem they don´t know it yet. How many solders died in the last stand against India? And they have already experienced one of the biggest bitterness because of their last mistakes (MOAB). This time there is a thirth part,… Read more »

Teropode

Mas vc vive dizendo que Stealths não fazem diferença alguma , por que agora vc diz que são fundamentais ?

Carlos Campos

O que assusta a China são as armas nucleares.

Carlos Crispim

A China só teme a Rússia.

Nostra

IMO it is the opposite Do you know CIA had ( possibly still has , cannot confirm ) SIGINT stations running inside China with Chinese cooperation targetting Russian missile test ranges. Majority of the elites in USA consider Russia as their primary enemy still. So Russia has to contend with US threat as well as ‘ possible ‘ threat from china. For Russians analysts the possibility of US and China working together overtly or covertly will always factor. In matters of national security every remote possibility counts and is taken seriously. Also threat flows from economic might , china is… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Nostra
Fabio Araujo

A Índia precisava destes caças para fazer frente a China, o que ela tinha dava para fazer frente ao Paquistão, mas contra a China a coisa complicava, e principalmente depois de saírem do projeto do SU-57 tinham que buscar uma outra solução!

Evgeniy (RF).

A Índia nunca participou do projeto PAK-FA a partir do qual o Su-57 cresceu.
A Índia era membro do programa FGFA.

Nostra

FGFA is simply the Indian designation ( name ) of the intended India specific version of PAKFA.

Last edited 4 meses atrás by Nostra
Evgeniy (RF).

In Russia they went in parallel.

Jrrb.

Exato. O programa PAK-FA foi desenvolvido seguindo os critérios estabelecidos para a força aérea Russa.
O programa FGFA iria utilizar a mesma plataforma, porém desenvolvido em conjunto com a HAL, que por sua vez teria seus próprios parâmetros para o caça….o custo de desenvolvimento seria dividido entre a Sukhoi e HAL.

Teropode

A Índia saiu do FGFA justamente por estarem com pressa em adquirir um vetor com mais capacidade doque eles possuíam no momento , o Rafale trouxe esta capacidade , recuperaram uns 10 anos de atraso , acredito que no futuro retornarão ao projeto sócio com os Russos do FGFA , depois do segundo lote de Rafales.

Gabriel BR

Uma derrota indiana em uma possível guerra contra a China aceleraria a Ascenção da China como a maior economia do mundo e poderia até mesmo colocar o Ocidente de joelhos.

EParro

Mas, ocorrendo esta sua hipótese, qual seria o mercado consumidor dos “produtos chineses”? E quem produziria “comida” para o china?

Nostra

Any nation which gets defeated is forced to concede to terms favourable to the winning nation.

That’s the entire point of fighting a war in the first place.

Do you have any doubts that china ( or any nation ) as the victorious side will not lay down terms to enable favorable ‘ market ‘ for its own goods and favourable supply chain for its own needs ?

Last edited 4 meses atrás by Nostra
EParro

“Favorable market?”
Como obrigar alguém a consumir? Como obrigar alguém a produzir? Por quanto tempo conseguirão?

“We must dissent”

Last edited 4 meses atrás by EParro
Nostra

I guess there maybe a problem due to translation .

If the english translation is correct , you are now actually questioning your own question to Gabriel BR.

Correct me if I am wrong

Last edited 4 meses atrás by Nostra
EParro

Não!
A pergunta foi para Nostra!

“How to compel someone to consume? How to compel someone to produce? How long will they succeed?”

Nostra

Sir I think you missed my point.
Anyways I will try to answer

Maybe like Germany , Japan , Italy etc after WW2 or like the losing countries in WW1 etc etc . Who knows .

1.How to compel to consume ?
2.How to compel to produce ?
3.How long they will succeed ?

All the 3 above how will I or anybody or you will know ?

Unless one has a time machine to go into future.

We all will know when they will happen.

Last edited 4 meses atrás by Nostra
Gabriel BR

Como obrigar alguém a consumir? Como obrigar alguém a produzir? Por quanto tempo conseguirão?”

Aonde você esteve ao longo das suas aulas de história?
Exemplos disso ao longo da história do mundo não faltam…

Theo Gatos

Jaja eles terão boa parte da África subsaariana produzindo comida pra eles… Ficou longe do foco ocidental muito tempo e eles estão nadando de braçada por lá… Mercado consumidor? Os ocidentais vão continuar consumindo porque a lógica de menor custo possível não vai desaparecer e eles dominando Ba parte da Ásia restarão aos poucos, poucas opções para migração de linhas de produção! A própria queda populacional do ocidente vai encarecer ainda mais a mão de obra local… Até a chegada de mais uma revolução industrial a eliminar ainda mais o uso de mão de obra nos processos produtivos, permitindo o… Read more »

Defensor da liberdade

Economia não é uma relação ganha x perde, ou todos ganham ou todos perdem, se o Brasil, por exemplo, não vender comida para a China, vamos vender para quem? África? O pessoal lá nem tem money para isso.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin

Estão comprando tudo pelo mundo, principalmente empresas relacionadas a alimentação e terras produtivas.

Mgtow

A India tá clamando pra ser varrida do mapa.Deixa eles ficarem provocando os chineses. Uma hora a paciência acaba.

Nostra

Only one hour ? 😁 Sir , even the most confident Chinese general will cry tears of despair at your confidence. I cannot say if India will win or lose , but this much I can say India with 1.4 million active soldiers, 1.1 million reservists , 1 million paramilitary , 2.5 million armed police 1.4 billion pissed off civilians One hour will definitely not be sufficient. As for wiping India of the map well one can try. What can go wrong . Just possibility of lots of radiation or viruses leading to possible extinction of humans. Who knows. Imagine… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Nostra
Leandro Costa

Nostra, just for the record, he didn’t mean that China would sweep India off the map in one hour. The correct translation for that expression would be something like ‘one of these days, China’s patience will come to an end’ or something along those lines.

As for the rest, I agree with you. If one day a war breaks out between India and China, it’s not going to be easy for either side.

Nostra

Thanks for the correction

Carlos Campos

O s Indianos ia levar Xangai, Shenzhen, Cantão, Chonqing, Qindao, e outras cidades importantes da China, e centenas de milhões de pessoas mortas or radiação, melhor a paciência dos chineses serem melhor que a sua, se não eles vão morrer mais rápido.

Paulo Costa

Desde que inventaram a guerra atomica nenhuma ate hoje foi iniciada.motivo?
destruição mutua assegurada,terra destruida e ventos contaminarão a vizinhança.
A China vai continuar crescendo sua influencia politica e militar,e
ira comprar materias primas e oleo,etc, no mercado internacional. Tambem ela vai se ater a area maritima,nas ilhas artificiais ,que é uma area grande de minerios ,oleo, gas,etc.Apos isto quando dobrar de pib,pode ser que algo aconteça,com paises pequenos,ate pode conseguir cooptar paises atraves de
influencias externas.

Caerthal

Alguma coisa me diz que em 2021 Brasil, Índia e Rússia vão conversar bastante para tentar solucionar o quebra-cabeças e melhorar o poderio relativo de cada um deles. Vai ser dificil viver em um planeta onde os três atores principais pretenderão dominar o mundo.
UE: Dominio através da burocracia globalista, com a desculpa ambiental e progressista;
CHINA: Domínio pelo poderio econômico e liderança coesa (totalitária), com zero de escrúpulos;
EUA: Lideranca pela forca militar e tecnológica em momento de fragmentação política e ativismo suicida.

Junior

A Rússia esta cada vez mais próxima da China, esta cada vez mais dependente economicamente da mesma, graças as sanções impostas por americanos e europeus, até manobras conjuntas de bombardeiros estão fazendo, portanto, creio que sua previsão não ira se concretizar. A tendência é que cada vez mais a posição russa se alinhe com a posição chinesa, já é assim há bastante tempo no conselho de segurança da ONU e fóruns internacionais

Junior

Quanto a Índia, a mãe da Kamala Harris, vice do Biden e que vai ficar a cargo da agenda internacional americana é indiana, há ainda parentes da kamala morando na Índia, e levando em conta o entusiasmo das autoridades indianas em parabenizar o Biden creio em uma maior aproximação da Índia com os EUA

nonato

Nostra makes good analysis (are you a defense expert?). In my opinion, a true war between China and India will be decided by missiles (Cruise and balístic) and antimissile defenses. That is highly dependant on numbers. That is you must have lots of them. By the thousands. In Armênia they used vants. The armenians downed lots of them but the azherbajans had lots to replace. You need to improve your nuclear deterrence capabilities to avoid having them destroyed quickly. For a long time I have appointed having some American military bases in indian soil as the most effective way to… Read more »

Nostra

China will use cruise and ballistic missiles in a war with India but its military effectiveness will not be much. As per a internal study to put a frontline IAF airbase out of action temporarily Chinese will require 220 ballistic / cruise missiles to hit it .But the airbase will be put back into operation within 48hrs. Also provided first they manage to get through the Indian active and passive defensive systems. Main reason why china will use them on India is for ” information warfare ” use by terrorizing the Indian population through the use of missiles and use… Read more »

images.jpeg
Last edited 4 meses atrás by Nostra
Nostra

Also what happened between Armenia and Azerbaijan is a isolated incident. We all are falling prey to propaganda and ignoring realities. No fighter aircrafts was deployed by Armenia against the drones for reasons best known to them. Any country with a capable airforce will destroy drones easily. Drones are not effective in airspace where one has air superiority. Armenian intelligence failed to analyse the Azerbaijan preperation. Hence countermeasures were lacking . Most SAMs need to be tweaked to able to detect and attack slow moving , low flying drones. Armenian had none. Azerbaijan won the war not because of drones… Read more »

Nostra

Deployment of foreign troops in India is not feasible nor acceptable. It will never happen IMO. What will happen and is happening is intelligence sharing with Americans especially in the naval domain and geospatial domain . In October 2020 India signed deal with US National Geospatial Intelligence Agency for exchange of data under BECA agreement . Also COMCASA and LEMOA agreements already signed. As for nuclear deterrence , I can’t comment because information is classified and not known to me ( including so called ” buyable ” foreign analysts and their Indian lackeys who mostly peddle nonsense ). All I… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Nostra
nonato

Japan, South Korea, Germany, Bahrein house American bases.
It would be cheaper and safer for India.
China is dangerous.
Better be safe than “proud”.

Nostra

In a democracy , those working against the interests of the country are more powerful. They get funding from abroad and subscribe to foreign ideologies.

So any democratic is inherently weaker and difficult to implement policies for the good of the country.

nonato

No matter if you have 36, 100, 200 Rafales.
You won’t be safe because China works in large numbers of everything.
Trump should act now to stop China Imperial ambitions.

Nostra

One cannot take a simplistic approach to every complex situation.

Quantitative advantage is a big advantage but it is very difficult to converge the qualitative advantage into operational advantage in a desired place at a desired time , due to logistics , infrastructure , maintenance bottlenecks.

It is possible to deny quantitative advantage by hitting the forward bases , logistics bases , supply nodes , communication nodes , infrastructure lines etc.

Saldanha da Gama

Acho o Grippen um golaço feito pelo BRASIL, mas se o ex-presidente tivesse adquirido os rafales, talvez mesmo errando ao faze-lo sem seguir as normas, teria acertado…

Welington S.

Alguém aqui sabe me informar se existe outro exercício aéreo da FAB que é em conjunto com outras forças aéreas de países que já ocorreu aqui em nosso território além da CRUZEX?

Reportagens especiais

Força Aérea Brasileira em 1979, poster da revista Flap Internacional

Reprodução do poster "Força Aérea Brasileira em 1979", da revista Flap Internacional, enviado gentilmente pelo leitor e colaborador Roberto...
- Advertisement -
- Advertisement -