Home Aviação de Caça FAB intercepta duas aeronaves suspeitas em operações simultâneas

FAB intercepta duas aeronaves suspeitas em operações simultâneas

3213
49

A Ação, que faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, apreendeu mais de uma tonelada de cocaína

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou, em operações simultâneas, neste domingo (02), duas aeronaves classificadas como suspeitas, segundo informações de inteligência da Polícia Federal (PF), reforçando a capacidade de monitoramento e atuação na fronteira. As ações, realizadas em conjunto com a PF, envolveram quatro caças A-29 Super Tucano da FAB e um E-99, além de todo o Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (SISDABRA).

Na primeira ação, uma aeronave monomotor, modelo EMB-720 Minuano, foi interceptada a nordeste de Campo Grande (MS). O monomotor foi abordado por um A-29 e passou pelos procedimentos de averiguação e persuasão. A aeronave foi escoltada até o pouso obrigatório em Rondonópolis (MT), onde a Polícia Federal assumiu as ações. Os pilotos da aeronave foram presos em flagrante e 487 kg de cocaína foram apreendidos.

Na segunda ação, um bimotor B-58 Baron foi interceptado a sudoeste de Campo Grande (MS), sendo orientado a pousar em Três Lagoas (MS). O bimotor não cumpriu as determinações dos órgãos de Defesa Aérea e evadiu-se, realizando pouso forçado em campo não preparado, localizado em Invinhena (MS), com cerca de 518 kg de cocaína a bordo.

O Comandante de Operações Aeroespaciais, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, classificou a operação como de extremo sucesso. “Atuamos em duas regiões do país, fazendo interceptações simultâneas. Comprovamos nossa capacidade de controlar múltiplas interceptações e o resultado não poderia ser melhor. Nós comprovamos que o nosso Sistema de Defesa Aeroespacial (SISDABRA) é capaz de desencadear operações simultâneas de defesa aérea onde quer que seja necessário”, ressaltou.

As ações fazem parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a FAB e Órgãos de Segurança Pública, e em cumprimento ao Decreto nº 5.144 de 16 de julho de 2004.

FONTE: Força Aérea Brasileira

Subscribe
Notify of
guest
49 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando Turatti
Fernando Turatti
1 mês atrás

A primeira ação é um indiscutível sucesso: o cara pousou onde mandaram… A segunda, entretanto, não deveria ser considerada assim, uma vez que ao descumprir as ordens deveria ser abatido. Como um avião civil simplesmente “evade-se” de um Super Tucano impunemente?
Curiosidade: a carga apreendida valia o bastante pra comprar pelo menos 4 super tucanos(quantidade envolvida na operação).

Rival Sensor
Rival Sensor
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Vc está certo, mas pensando por outro ângulo, a segunda abordagem tb teve sucesso, pois a droga não chegou aos destinatários, foi apreendida, e o traficantes ainda perderam um avião, deu PT pros bandidos.

M65
M65
Reply to  Rival Sensor
1 mês atrás

Parafraseando o dito popular “CPF Cancelado ! “, temos uma matrícula cancelada ! Ou não ? Brincadeira à parte parabéns à FAB e Policiais !

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Rival Sensor
1 mês atrás

Por falar em Perda Total, será fake uma foto que está rodando a Internet de um ex presidente com um dos pilotos desses aviões?

Meira Ricci
Meira Ricci
Reply to  Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 mês atrás

Segundo um Sargento do Aeroclube preso na Espanha, é verdadeira a foto! Falsa é a prisão dele na comitiva do Capitão Cloroquina!

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Meira Ricci
1 mês atrás

Excelente lembrança Ricci, até para entenderem a diferença entre presidentes. Um o STF soltou já uma vez a pedido de um dos presidentes e o outro continua preso. Advinha que presidente articulou a soltura do piloto? Façam suas apostas….

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 mês atrás

Alguém faz o favor de explicar do que se fala? Qual presidente? ª_ª

Eu não sou brasileiro mas o tema parece de relevância.

Andre B
Andre B
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

o EMB-720 Minuano foi interceptado, acatou as ordens, pousou e foram presos e apreendida a carga.
O B-58 Baron viu que não tinha saída e “pousou” pra se evadir da prisão. Droga apreendida e aeronave fora de operação.
Operação linda e com êxito!

No mais, caso a dúvida seja real, vale a pena se familiarizar com a Lei do Abate e a dinâmica de uma interceptação.

Alguem sabe se o trem de pouso do Baron quebrou? Ainda que emergencial, a área parece bem “pousável”.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Andre B
1 mês atrás

André, não me entenda errado, a operação não foi um fracasso, afinal, como você mesmo disse: a droga não chegou ao destino e perderam um avião. Caso a lei seja o que impeça abater uma aeronave “evadindo-se” da Força Aérea Brasileira, bem, o não sucesso pode ser colocado na lei ao invés das aeronaves e pilotos, mas não muda o fato: um criminoso que deveria ter sido tirado de circulação não foi… E enquanto estava no ar, não havia certeza alguma sobre a carga e o objetivo, sendo ele então um perigo para o próprio país.

Salim
Salim
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Veja, missão cumprida, o cara se auto abateu jogando avião roça. Economizamos balas e inquérito/mimimijustica/imprensa. Muito bom.

Art
Art
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Porque nenhum piloto quer sofrer ação na justiça por isso não abatem a aeronave. MPM e justiça do BR. Quem aprovou o procedimento foi a Dilma logo tem muitas restrições.

Last edited 1 mês atrás by Art
Camaergoer
Camaergoer
Reply to  Art
1 mês atrás

Caro Art. O procedimento para abater aeronaves hostis foi introduzido no artigo 303 da lei 7.565 de 1986 pela lei 9.614 de 1998, determinando que o abate deveria acontecer por ordem presidencial. O decreto de 2014 delegava essa autoridade ao comandante da FAB para efeito durante os eventos esportivos (copa e jogos olímpico), mas este decreto foi revogado em 2019, retornando ao texto de 1998 que institui a autorização ao presidente de república ou á autoridade por ele delegada. Um bom hábito é checar as informações antes de colocar. Dá trabalho, mas evita confusão.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Ele tentou fugir como viu que não ia conseguir fugir o piloto pousou num campo em vez de ir para o aeroporto indicado para abandonar a aeronave e fugir. Não ficou claro se o piloto que pousou no campo fugiu ou não, mas a operação foi um sucesso pois a droga e o avião foram apreendidos. Quanto ao que pousou no aeroporto segundo as orientações foi um sucesso completo inclusive o avião deve ir para leilão em boas condições, já o outro quem comprar no leilão vai ter um gasto para deixar o avião em condição de uso.

Nunão
Nunão
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Conforme esta outra reportagem, o bimotor da segunda interceptação foi acompanhado, após arremeter do pouso ao qual estava obrigado em Três Lagoas, até o pouso forçado em Ivinhema. E o piloto, que já foi vice-prefeito de Ponta Porã, foi preso.

https://www.google.com.br/amp/s/amp.campograndenews.com.br/cidades/interior/preso-em-aviao-carregado-com-cocaina-ja-foi-vice-prefeito-e-presidente-de-camara

Last edited 1 mês atrás by Nunão
Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  Nunão
1 mês atrás

Nunão e também segundo esta matéria, este bimotor foi alvejado por tiros de Advertência:
comment image

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Rodrigo Maçolla
1 mês atrás

Depois de uma advertência dessa ou pousa ou cai!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Rodrigo Maçolla
1 mês atrás

Isso dai não foi dano causado por tiro de advertència nem aqui e nem na China. Dúvido de uma rajada de .50 só faria uk buraco desse tamanho numa fuselagem leve dessas.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

O maior dano da bala é no buraco de saída e não no de entrada.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

A razão de disparo fariam mais buracos….não tem a menor cara de ser .50

Kemen
Kemen
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Temos a lei do Abate, mas se puderem manter o avião do traficante inteiro, ele depois sera leiloado ou até integrado a um orgão do Estado.
Parabéns pela operação à FAB, radares ligados a toda potência, é importante que esses traficantes vejam que aqui não passarão facilmente, tal como passaram ou alçaram vôo facilmente nos paises de onde se originam.

Last edited 1 mês atrás by Kemen
Talisson
Talisson
Reply to  Kemen
1 mês atrás

Os tripulantes também são fontes de informação.

J L
J L
Reply to  Kemen
1 mês atrás

Justamente o que pensei, essas aeronaves poderiam ser disponibilizadas para algum orgão ou do governo estadual ou até mesmo ser utilizada em algum orgão de fiscalização ambiental, assim cala a boca de um monte de bio ativista que diz que o governo não toma providências para fiscalizar a degradação ambiental.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Tinha que atirar neste criminoso com a .50 até este vagabundo e seu avião virarem peneiras. Não sei porque as autoridades brasileiras são tão lenientes com criminosos. No caso do outro. Certamente será solto pelo “supremo”.

Welington S.
Welington S.
1 mês atrás

Parabéns a PF e FAB.

FernandoEMB
FernandoEMB
1 mês atrás

Parabéns a FAB e a polícia pelo sucesso da operação. Porém fica o indício de que estes voos são frequentes e que a vigilância precisa ser contínua.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Um detalhe importante foram duas ações praticamente simultâneas e com os A-29 trabalhando em conjunto com o E-99!

Last edited 1 mês atrás by Fabio Araujo
Funcionário dos Correios
Funcionário dos Correios
1 mês atrás

Quero parabenizar a FAB pelo excelente trabalho empregado para coibir esse tipo de situação em solo nacional.

sagaz
sagaz
Reply to  Funcionário dos Correios
1 mês atrás

“Funcionário dos correios”, logo logo funcionário da Amazon, Fedex, etc para alegria da nação!

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
Reply to  sagaz
1 mês atrás

A Comlurb não corre esse risco! Rsrsrs

Salim
Salim
Reply to  Funcionario da Comlurb
1 mês atrás

Aqui são Paulo e tudo privado, tem ate concorrência, ate que trabalho e bem razoavel., pelo menos meu bairro.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
1 mês atrás

Sucesso total nas duas missões cumpridas! Parabéns a FAB e a PF!

J L
J L
Reply to  Karl Bonfim
1 mês atrás

Por sinal, esse ano está batendo recorde de apreensões de drogas, tanto pela PF como pela PRF.

JuggerBR
JuggerBR
1 mês atrás

Quem duvida que os dois aviões voando quase juntos não eram coordenados? Talvez prevendo que a FAB só conseguisse interceptar um avião, deixando o outro escapar? Ter 4 A-29 no ar juntos fez toda a diferença, sem contar o E-99

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Pensei a mesma coisa, até porque a quantidade de drogas foi relativamente parecida. Restaria saber qual o horário em que foi dado o alarme, desde onde começaram à ser rastreadas e cruzar as informações.

De qualquer maneira, excelente trabalho por parte da FAB e A-29 + E-99 é só sucesso hehehehe

Salim
Salim
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Quando li titulo pensei que traficante estava voando com escolta rssss

Billy
Billy
1 mês atrás

Como assim evadiu-se? Derrubem !

Talisson
Talisson
Reply to  Billy
1 mês atrás

Um abate não faria sentido. O avião ia pousar de qualquer jeito, a carga ia ser apreendida de qualquer jeito. Porém o único jeito de chegar em algum “cabeça” é interrogando os tripulantes. Na guerra às drogas, bem como na contra insurgência, informação vale mais do que corpos, abates, confrontos. Não que uma coisa elimine ou invalide a outra. Mas conseguir um “nome” ou “endereço”, por mais dificil que seja conseguir, vale mais do que o prazer em derrubar essa aeronave.

Last edited 1 mês atrás by Talisson
Camaergoer
Camaergoer
Reply to  Billy
1 mês atrás

Caro Billy. Abater o avião significaria aplicar uma pena desproporcional ao delito. No Brasil, o homicídio simples tem uma pena de reclusão de 6 a 20 anos. O crime de tráfico de drogas não pode ter uma pena mais severa do que o crime de homicídio. Ao abater uma aeronave sem ordem, o piloto estaria cometendo um homicídio doloso contra um civil (que seria um crime julgado pela justiça militar). Por outro lado, a “lei do abate” tem uma série de procedimentos que devem ser obedecidos (comunicação por radio, depois comunicação visual, disparos de advertência e por fim, disparos para… Read more »

Christyano
Christyano
1 mês atrás

Só eu que notei que o EMB tem o cocar da USAF?

Ten Murphy
Ten Murphy
1 mês atrás

Isso deveria ser 24h 7 dias na semana 100% do espaço aéreo fronteiriço patrulhado e helicópteros com infantaria dando apoio para o piloto não fugir a pés.

nonato
nonato
Reply to  Ten Murphy
1 mês atrás

Concordo plenamente.
É o que eu defendo.
Se passar 2 meses de patrulha 24 h, do Paraná até o Amazonas, 7/24, quebra os traficantes.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  Ten Murphy
1 mês atrás

sim também notei, acho que os caras queriam se passar por amigos 🙂 Aliados

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Ten Murphy
1 mês atrás

Num país onde os recursos fossem empregados de maneira correta, sem desvios ou desperdícios, seria sim um gasto prioritário pois proporcionaria economia brutal com força policial e custo hospitalar de internação de drogados, fora a violência. Mas estamos no Brasil, logo isso não ocorrerá…

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Ten Murphy
1 mês atrás

É um esforço inútil. Aprendemos a trabalhar com o uso da inteligência. A PF já sabe de onde, data e hora que o traficante vai decolar. E lá estaremos nós aguardando ansiosamente.

Camaergoer
Camaergoer
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Olá Cel.Nery. De fato, o combate ao tráfico internacional (de drogas, armas, pessoas…) se faz por meio de ação policial investigativa contra a lavagem de dinheiro. Isso é trabalho de polícia, promotores e juízes. Aliás, acho que já chegou o momento de avaliar com sensatez a política de repressão ás drogas. A tal “guerra ás drogas” é um fracasso pois nunca foi capaz de interromper o tráfico ilegal, jamais foi capaz de combater o enriquecimento ilícito além de ampliar a violência social. Segundo dados da polícia civil de SP, praticamente 1/3 dos homicídios estão diretamente relacionados ao tráfico de drogas… Read more »

Salomon
Salomon
1 mês atrás

No segundo caso, a PM prendeu os dois tripulantes, que se esconderam numa mata próxima. Estão na tranca, mas se o STF já soltou uma vez..

Delfim
Delfim
1 mês atrás

Como Policial, não me surpreende. Dividiram a carga por 2 aviões, logo tentarão por 3, 4… tática padrão de facções criminosas, múltiplas ações simultâneas e dispersas visando a saturação dos sistemas de segurança.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Isto sempre explica o pq a maior parte das zelite intelequitual do Brasil odeia a polícia e as FFAA..

Estão sempre cortando o suprimento e fazendo subir o preço do bagulho.

Camaergoer
Camaergoer
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Caro Rodrigo. Bom ter noticias suas nestes tempos difíceis. Creio que a crítica à política de segurança pública baseada na “guerra ás drogas” seja pelo seu fracasso em reduzir a criminalidade e violência urbana, e não ao seu sucesso sem interceptar o tráfico de drogas. O fracasso da Lei Seca nos EUA havia mostrado que a criminalização do consumo de álcool amplia a corrupção policial e política e eleva o ganhos dos traficantes, além de aumentar a violência urbana devido a disputa entre os traficantes dos espaços e do mercado consumidor. Segundo os dados da polícia civil sobre os homicídios… Read more »