Home Aviação de Ataque Todas as aeronaves da PLAAF receberão revestimento de ‘baixa obervação’

Todas as aeronaves da PLAAF receberão revestimento de ‘baixa obervação’

5343
43

A Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF) emitiu novas diretrizes exigindo que aeronaves futuras e em serviço sejam pintadas com esquemas de cores, marcações e revestimentos de ‘baixa observação’ (Low Observable).

As diretrizes também determinam que as marcações nas aeronaves PLAAF – incluindo a bandeira nacional e as insígnias de serviço – sejam gradualmente padronizadas, com a implementação desses regulamentos programada para ocorrer ao longo de 2020, de acordo com um artigo de 13 de março do jornal PLA Daily.

Reportando sobre esta questão, o jornal estatal Global Times afirmou que a medida “visa dar aos aviões de combate chineses uma vantagem de combate, pois será menos provável que sejam detectados tanto a olho nu quanto por radar militar”.

Nas imagens deste post, o caça J-10C da China.

FONTE: Jane’s

Subscribe
Notify of
guest
43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
6 meses atrás

Meio off-topic, mas aproveitando o assunto:

https://www.aereo.jor.br/2016/03/03/aeronautica-desenvolve-processo-de-pintura-stealth-para-avioes/

Alguma novidade sobre isso? Essa “tinta” poderia ser usada no Gripen, pra ajudar a diminuir ainda mais o seu RCS?

RICARDO NUNES BARBOSA
RICARDO NUNES BARBOSA
Reply to  Willber Rodrigues
6 meses atrás

Duvido que seja mais efetiva do que a que o Gripen E já usa.

Sagaz
Sagaz
Reply to  RICARDO NUNES BARBOSA
6 meses atrás

“Duvido que seja mais efetiva do que a que o Gripen E já usa.”. Baseado em que? Viralatice?

Leonardo Costa da Fonte
Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Sagaz
6 meses atrás

Acho que deve ser baseado no fato de que nosso histórico nos condena. Muita iniciativa e nada finalizado. Mais uma babaquice da aeronáutica, desperdiça dinheiro por curiosidade técnica, não se importam em finalizar os produtos.

Munhoz
Munhoz
Reply to  RICARDO NUNES BARBOSA
6 meses atrás

Se marcar é fabricada na China 🇨🇳, tudo é fabricado lá !

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Willber Rodrigues
6 meses atrás

A Aeronáutica vem desenvolvendo essa tinta tem vários anos. O resultado de testes preliminares foi muito bom, diminuindo o RCS frontal em até 90%. O problema é que nunca mais ouvi falar desse desenvolvimento, mas ainda estavam longe de conseguirem um produto que pudesse ser fabricado em escala e é bom ter em mente que para se atingir a possibilidade de produção em escala, a eficiência do produto final pode ser que diminua bastante.

pampapoker
pampapoker
Reply to  Leandro Costa
6 meses atrás

Vai saber se está tinta verde e cinza já não e ela aplicada, está em todas as aeronaves praticamente.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  pampapoker
6 meses atrás

Nas fotos que vi do protótipo, a tinta era preta. Mas não é impossível que seja sim. Só não acho que seja provável, até porque o padrão de pintura atual já era utilizado e acredito que essa informação já teria vazado.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Willber Rodrigues
6 meses atrás

Estava pensando nisso quando vi a matéria! A tinta já esta desenvolvida? O Gripen já tem um RCS pequeno e com uma tinta que diminua o sinal de radar mesmo que seja pouco coisa, pois uma tinta não vai fazer milagres, já é alguma coisa!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

Sim Fábio Araujo,já foi desenvolvida e se não me engano foi falado até aqui na trilogia. O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), por intermédio do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), foi o responsável por conduzir o processo cuja patente foi depositada no ano 2000. O projeto contou com financiamento de instituições como CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e Fapesp (Fundo de Amparo à Pesquisa de São Paulo) e apoio do laboratório de guerra eletrônica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). A nova tecnologia é resultado de anos de trabalho… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

Obviamente essa tinta não vai fazer com que o Gripen tenha o RCS de um F-22, mas qualquer coisa que ajude a diminuir ainda mais o RCS do Gripen ajuda muito.
Talvez nem seja necessário pintar toda a aeronave, apenas nos pontos em que o RCS seja maior, como o nariz ou asas.

Alessandro
Alessandro
Reply to  Willber Rodrigues
6 meses atrás

Willber, isso ae é um MISTÉRIO!!!

quando vc pergunta para qualquer especialista da área, ninguém nunca sabe ou ouviu falar sobre essa pintura stealth tupiniquim, é impressionante!!

Não sei se é má vontade da aeronáutica de divulgação, ou esses especialistas estão escondendo o jogo a pedido da FAB ou pq não sabe mesmo, esses dias atrás o Caiafa num vídeo disse que isso nunca existiu é pura lorota, só sei que essa pintura stealth tá virando lenda da mula sem cabeça, tem gente que jura que existe mas ninguém viu rsrs…

MMerlin
MMerlin
Reply to  Alessandro
6 meses atrás

A pesquisa referente a tinta “stealth” já está na indústria química a décadas e tem vários usos, não só militares. O conceito básico não é secreto como muitos imaginam. Com um pouco de pesquisa, é possível encontrar trabalhos de PhD’s no assunto, inclusive com as fórmulas abertas. Mas claro, não possuem a mesma formulação na utilizada pelo F-35 e F-22. Lembrando que existem diferentes níveis de absorção de ondas, dependendo a RAM utilizado. O exército deve ter feito alguns testes e não deve ter concluído como viável. Mesmo porque, isso só aumentaria o custo hora/voo da aeronave, devido a manutenção… Read more »

Alessandro
Alessandro
Reply to  MMerlin
6 meses atrás

MMerlin, sim eu já tinha conhecimento dessa informação, o que eu acho estranho é esse ar de “mistério” por parte dos oficiais brasileiros e até dos jornalistas especialistas nessa área não darem mais detalhes sobre a NOSSA pintura “stealth”, quando alguém pergunta ninguém nunca sabe ou até nega que exista, eu não sei pq esse comportamento por parte deles, parece até que descobriram algo inovador e não querem que ninguém saiba.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Alessandro
6 meses atrás

Sinceramente, acho que o projeto em si nunca existiu Alessandro.
O que existiram foram alguns testes, até bem sucedidos em laboratório, mas devido ao custo adicional que acarretaria na manutenção, optaram por não prosseguir.
Lá atrás, algum técnico ou oficial que participou da operação pode ter lançado no ar o assunto, e o mesmo foi se propagando e aumentando de proporção. Bom, assim nascem algumas lendas.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  MMerlin
6 meses atrás

Não é lenda coisa nenhuma! Como foi postado acima, a fórmula já foi repassada à indústria de tintas.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Alessandro
6 meses atrás

É porque é CONFIDENCIAL! Quer que desenhe? Acha que os EUA vão dar a fórmula do material RAM deles?

Jorge F
Jorge F
Reply to  Willber Rodrigues
6 meses atrás

Aparentemente até os nossos F5 tem algo semelhante

Carlos Gallani
Carlos Gallani
6 meses atrás

Nas eu fiquei sabendo por alguns comentários daqui que o stealth seria inútil e que a China tinha um radar de bolinhas que detectava tudo?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Gallani
6 meses atrás

A China tem um radar que detecta stealth. Os EUA. não.
Por isso, ainda é vantajoso para a China usar a tecnologia stealth e para os EUA, nem tanto.
Só contra Iraque, Líbia e etc.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Hahahahahhahahahah Boa!

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Kings esqueceu da Síria, S300 etc… os F-18 e F-15 passeiam… imagina o F22 e F35…

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Rafael Coimbra
6 meses atrás

Magina!!! Eles estão deixando os aviões americanos entrarem sem questionar já de caso pensado. Os americanos acham que estão de boa e caem na armadilha deles que estão treinando a detecção. Essa deve ser a explicação do Kings KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Ah, bom! Então tá explicado. Tá “serto”. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Matheus Santiago
Matheus Santiago
6 meses atrás

Mais cedo ou mais tarde a PLAAF teria que abandonar esse revestimento da bandeira nacional vermelha brilhante(e com certeza muito feio), assim como suas insígnias. Certamente isso era uma grande desvantagem em comparação aos caças da USAF, que são padronizados com revestimento de baixa observação. A PLAAF começou a experimentar em seu caça J-16, usando um revestimento cinza-prateado escuro de baixa visibilidade em vez do cinza azulado e substituindo suas insígnias de serviço por um novo design. Há uma matéria aqui sobre esse assunto, porém não vi a imagem do revestimento do J-16 que circulou na internet na matéria. Alguns… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Matheus Santiago
6 meses atrás

Pois é Matheus. A insígnia em padrão de baixa visibilidade é aplicado operacionalmente no ocidente desde os anos 1980. Aqui na FAB é bem mais recente, acho até que começou com o padrão verde/cinza, mas já faz um bom tempo também.

comment image

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Clésio Luiz
6 meses atrás

Clésio, Taiwan por exemplo adotou essa padronização desde os anos 90, assim como a maioria dos países que copiaram do ocidente quando implementou na década anterior. Isso é um dos requisitos básicos de uma força aérea. Enfim, vamos ver como vai ser essa evolução ao longo deste ano.

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
6 meses atrás

Ué, mas essa história de avião furtivo já não é tecnologia ultrapassada pelos fodásticos radares chineses? Como eles investem numa tecnologia que já é ultrapassada?

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
Reply to  Nilo Rodarte
6 meses atrás

Isso porque eles pensam que os radares dos outros países não são tao fodásticos como os radares chineses e com essa tinta milagrosa vai tornar todos os seus fodásticos caças chineses invisíveis a tudo e a todos.

A unica preocupação do imperador Xi é de que seus fodásticos pilotos chineses nao consigam encontrar o caça para voar

Flanker
Flanker
Reply to  Entusiasta Militar
6 meses atrás

kkkkkk….boa!

Rommelqe
Rommelqe
6 meses atrás

O grande problema enfrentado pelos revestimentos anti reflexão de ondas de radar é justamente a questão da aderencia ao material de base e a baixa resistencia ao atrito, umidade e variações de temperatura. Entendo que o revestimento desenvolvido aqui no Brasil terá que contornar vários problemas resultantes de tais aspectos para, então, conseguir ser empregado com sucesso nos Gripens…

Off: alguem sabe informar como esta a programação de entrega para a FAB dos KC390? Como tem sido o desempenho das unidades entregues no dia a dia operacional?

pampapoker
pampapoker
Reply to  Rommelqe
6 meses atrás

O FAB 2854 está chegando em Canoas hoje , saiu de Goiás hoje , conforme o flightradar, pousando as 12:45

Flanker
Flanker
Reply to  pampapoker
6 meses atrás

Acho que passou aqui por SM ontem.

J-20
J-20
6 meses atrás

Certeza que isso vai drenar muito recurso dos cofres públicos da China. São mais de 1000 caças que antes não tinham esse requisito.

Delfim
Delfim
6 meses atrás

Isso não é bom sinal. A China pode estar preparando algo mais sério, ou dando a impressão de estar preparando, para gastar um dinheiro que não está entrando com a recessão causada pela Covid-19.

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Delfim
6 meses atrás

Realmente não é. Essa medida ajudará a PLAAF a melhorar as patrulhas e a prontidão para o combate, pois está realizando mais exercícios perto do estreito de Taiwan e nos mares do leste e do sul da China. A força aérea e a marinha da China enviaram aviões de guerra, incluindo caças Su-35, bombardeiros estratégicos H-6K e aeronaves avançadas de alerta aéreo KJ-2000 para realizar exercícios de cerco em torno de Taiwan desde 2018, quando Pequim aplica pressão em Taiwan. Mas nenhuma das aeronaves vistas nas fotografias dos exercícios tinha revestimentos de baixa visibilidade ou marcações padronizadas, como usadas nos… Read more »

Observador
Observador
6 meses atrás

Uma coisa acredito que o mundo se deu conta com essa crise do COVID-19: a dependência que permitiu-se criar dos chineses na cadeia produtiva mundial foi longe demais. No caso dos remédios por exemplo, como disse o Ministro da Saúde, o mundo agora está percebendo que concentrar a produção de 90% do componentes de remédios do mundo em único país é uma fria, mais que isso, um baita risco.
Logo, acho que vai haver um movimento, principalmente da potências ocidentais em repatriar fábricas. E particularmente acho isso ótimo, vai dar uma segurada nas asinhas da ditadura “oliental”.

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  Observador
6 meses atrás

Observador,
Essa dependência principalmente na área médica, já que a China é o maior fabricante de ventiladores e equipamentos de EPIs deixou todo mundo de calças curtas tanto que os EUA no dia 02/04 enviou 23 aviões para buscar esses equipamentos de proteção médica que o ministério da saúde aqui estava negociando antes, mas demorou para finalizar devido a burocracia. A dependência é tão grande que a Casa Branca esqueceu essa coisa da negligência da China com relação ao Covid-19 e foi lá buscar os equipamentos de proteção. No lugar do Trump eu teria feito o mesmo.

ROBERTO CAMPOS FREIRE
ROBERTO CAMPOS FREIRE
6 meses atrás

A Força Aérea do Exército de Libertação Popular, que porcaria de nome e esse. Deveria ser a Força Aérea do Partido Único composta por uma pequena parcela da população, que decide o que 99 por cento dos demais vão comer, fazer, vestir, assistir e se conectar e comunicar. Ficou melhor.

Hernâni
Hernâni
Reply to  ROBERTO CAMPOS FREIRE
6 meses atrás

Da China tudo é possível. Basta olhar para a pandemia. Deixaram andar o virus à solta durante algumas semanas numa cidade com 11 milhões de habitantes e só morreram pouco mais de 3 mil pessoas; meteram de quarentena uma província com 60 milhões da habitantes porque não lhe apetecia viajar; fecharam as grandes cidades chinesas de Xangai e Pequim por causa da poluição! O mundo ocidental e democrático foi enganado, afinal só tinham morrido pouco mais de 3 mil pessoas na China, não passava de uma simples gripe! Imaginem o que todos podíamos ter feito com antecedência se tivessem revelado… Read more »

Almeida
Almeida
6 meses atrás

Que aeronave linda!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
6 meses atrás

Não sei para vocês, mas esse caça é estranhamente bonito.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
6 meses atrás

Que bela aeronave, este J10!