Home Aviação Comercial Air Kiribati recebe seu primeiro jato E190-E2

Air Kiribati recebe seu primeiro jato E190-E2

1791
19
Primeiro E190-E2 da Air Kiribati. Clique nas imagens para ampliar

São José dos Campos – SP, 30 de dezembro de 2019 – A Air Kiribati, companhia aérea nacional da República do Kiribati, recebeu hoje seu primeiro jato E190-E2. A Embraer anunciou o contrato com o Governo do Kiribati, em parceria com a companhia aérea, Air Kiribati, em dezembro de 2018. A empresa aérea encomendou dois jatos E190-E2 e tendo ainda direitos de compra para duas aeronaves do mesmo modelo.

“A aviação é crítica para qualquer nação insular e o Kiribati não é exceção. Nosso governo decidiu, de forma consciente, tomar a oportunidade nas próprias mãos para desbloquear a prosperidade econômica para nosso povo e nossa nação por meio da compra dessas duas aeronaves”, disse Willie Tokataake, Ministro da Informação, Comunicação, Transportes e Desenvolvimento do Turismo do Governo de Kiribati. “A chegada do nosso primeiro jato hoje é o ápice de três anos de visão, pensamento estratégico, foco do governo, pesquisa, avaliação, trabalho duro, compromisso, parceria e uma boa medida de solução de problemas.”

A Air Kiribati e a operadora de lançamento do E190-E2 na Ásia-Pacífico. A aeronave será configurada em um leiaute de duas classes, com capacidade para 92 passageiros no total, sendo 12 assentos na executiva e 80 na econômica. Localizada na região central do Pacífico, a Air Kiribati pode agora voar rotas domésticas e internacionais mais longas do que as realizadas atualmente com a frota de turboélices.

“Este é o primeiro E190-E2 entregue na região do Pacífico”, disse César Pereira, Diretor para Ásia-Pacífico da Embraer Aviação Comercial. “Estamos honrados com o fato de a Air Kiribat ter escolhido o E190-E2 como o avião mais adequado para o ambiente de voo desafiador da companhia aérea. O E190-E2 possui tecnologia de ponta e é o jato de corredor único mais eficiente do mundo, em termos de consumo de combustível, e mais ambientalmente amigável. Essas qualidades são extremamente importantes para o Kiribati.”

Com um alcance máximo de até 2.850 milhas náuticas, o E190-E2 pode operar sobre a vasta extensão territorial de Kiribati, incluindo uma das rotas mais desafiadoras do Pacífico, de Tarawa direto para a Ilha de Kiritimati (Christmas), rota que atualmente inclui uma parada internacional em Fiji.

Abrangendo quatro fusos horários diferentes e composto por mais de 30 ilhas, o Kiribati é o único país no mundo a ter presença nos quatro hemisférios. A Embraer está presente na região da Ásia-Pacífico desde que o primeiro Bandeirante foi entregue na Austrália, em 1978. Desde então, a Embraer fornece suporte para operadores no país e na região do Pacífico.

O E190-E2 é o primeiro de três aviões de nova geração que compõem a família de E-Jets E2, desenvolvida para substituir a primeira geração de E-Jets. Comparado ao E190 de primeira geração, o E190-E2 consome 17,3% menos combustível e quase 10% menos que seu competidor direto. Isso a torna a aeronave de corredor único mais eficiente do mercado.

O E190-E2 também apresenta significativa redução de custos de manutenção. A aeronave tem os intervalos de manutenção mais longos, com 10 mil horas de voo para atividades básicas de manutenção e sem limite de calendário para utilizações típicas de E-Jets. Isso significa 15 dias a mais de utilização da aeronave em um período de dez anos.

O cockpit do E2 é equipado com a avançada aviônica integrada Honeywell Primus Epic 2. Combinado com controles totalmente fly-by-wire, o sistema funciona em conjunto para melhorar o desempenho da aeronave, diminuindo a carga de trabalho do piloto e melhorando a segurança de voo. Da perspectiva do passageiro, a cabine do E2 possui uma configuração de dois assentos de cada lado do corredor. A ausência do assento no meio possibilita que o passageiro tenha um voo mais agradável, com mais espaço para as pernas e um compartimento com espaço extra para as bagagens.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e conta com mais de 100 clientes em todo o mundo. Somente para o programa de E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 pedidos e 1.500 aeronaves foram entregues. Atualmente, os E-Jets estão voando na frota de 80 clientes em 50 países. A versátil família de 70 a 150 assentos voa com companhias aéreas de baixo custo, bem como com operadoras regionais e tradicionais.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
OVNI
OVNI
5 meses atrás

Vivendo e aprendendo… não sabia que existia este Estado.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  OVNI
5 meses atrás

2

Eduardo de Castro
Eduardo de Castro
Reply to  OVNI
5 meses atrás

3

André Luís
André Luís
Reply to  Eduardo de Castro
5 meses atrás

4

nonato
nonato
Reply to  André Luís
5 meses atrás

5

nonato
nonato
Reply to  OVNI
5 meses atrás

Não é estado. É país continente estendendo-se pelo oriente e ocidente, hemisférios Sul e Norte, com 30 Ilhas ocupando vastas áreas do Pacífico.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  nonato
5 meses atrás

Pelo que entendi, ele falou “Estado” como nação, país.
Logo, é Estado.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  OVNI
5 meses atrás

OVNI.
Feliz ano novo.
E eu não sabia que existiam quatro hemisférios.

Matheus
Matheus
5 meses atrás

Fernando EMB: seria possível aumentar o Range do E195 E2 pra uns 7.000km em uma eventual versão de AEW ou MP? Ele é bem comprido. Daria pra instalar no seu interior várias Workstation. Um feliz ano de 2020 pra todo mundo.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Matheus
5 meses atrás

No caso do Lineage 1000 o range foi aumentado de 2450nm para 4.200nm.
Então eu acho que daria para aumentar o range em mais umas 1500 a 2000nm com tanques de fuselagem. O problema é que versões AEW / MP possuem um arrasto muito maior, o que reduz consideravelmente o range.
Então acho difícil chegar neste valor que vc citou.

Roger
Roger
5 meses atrás

Acho que nunca vou me acostumar em ver aviões com essas turbinas gigantes (em comparação com o diâmetro da própria aeronave). Esteticamente falando…

luiz antonio
luiz antonio
Reply to  Roger
5 meses atrás

Caro Roger. Apenas para fazer uma correção: Não são turbinas e sim Motores. Generalizando, as turbinas são componentes de um mesmo motor e a quantidade delas, varia conforme o tipo e potência do Motor. Os motores que utilizam turbinas, são os motores do tipo turbojato, turbofan (os Grandes Motores, os quais voce se referiu) cujos diâmetros são maiores por conta justamente do diâmetro do FAN, responsável pela maior parte da potência gerada e finalmente os turbo-hélices. Quanto ao fator Estético, é uma questão de opinião pessoal de cada um de nós. Abraços e um Feliz 2020.

Foxtrot
Foxtrot
5 meses atrás

É para uma empresa que disseram que precisaria de uma “joint ventura” para sobreviver no mercado, a divisão de jatos comerciais da ex Embraer está indo muito bem.
Cada coisa que fazem nesse país!
Que absurdo, se fosse em qualquer outro país de políticos e sociedade mais séria, isso seria um crime, mas no país das bananas !!!

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Foxtrot
5 meses atrás

Indo bem…. Isso é relativo. E o futuro? Entregas caindo ano a ano. Nenhum grande contrato em um bom tempo. Airbus oferecendo descontos, vendas casadas e outros benefícios… E roubando clientes (ex. JetBlue)…

Marcos10
Marcos10
Reply to  Foxtrot
5 meses atrás

Duas aeronaves, Fox, duas. Muito pouco.
Os pedidos de E2 estão empacados em 120 aeronaves.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Marcos10
5 meses atrás

É questão de tempo e verá caro Marcos10.
Espere e verá!
O tempo é o senhor da razão.

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Foxtrot
5 meses atrás

Isto vale para vc também Foxtrot.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Foxtrot
5 meses atrás

Isso que você coloca não são dados, são desejos. Eu também desejo que as vendas aconteçam. Lembro que no caso dos EJets, quando a aeronave ainda era projeto, já haviam grandes pedidos. No caso dos E2, as aeronaves já estão prontas e… nada.
A versão do A220 que está vendendo é a 300. A versão 100 também tem vendido pouco.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
5 meses atrás

Também não conhecia, mas fui pesquisar no Google e a capital é bem conhecida por conta de uma batalha da Segunda Guerra: Tarawa!