Home Auxílio à Navegação China concluirá o Beidou, concorrente do GPS, em 2020

China concluirá o Beidou, concorrente do GPS, em 2020

2540
28

PEQUIM – A China disse nesta sexta-feira que seu sistema de navegação por satélite Beidou, que emula o sistema de posicionamento global dos EUA, ficará completo com o lançamento de seus dois últimos satélites no primeiro semestre do próximo ano.

O diretor do projeto, Ran Chengqi, disse a repórteres que o núcleo do sistema de posicionamento foi concluído este mês com o lançamento de satélites adicionais elevando sua constelação total para 24.

Em 2018 eram 19 satélites, tornando-o um dos projetos mais complexos da força espacial da China.

Ran descreveu o sistema em uma rara coletiva de imprensa como tendo “indicadores de alto desempenho, novos sistemas de tecnologia, alta localização, redes de produção em massa e uma ampla variedade de usuários”.

“Antes de junho de 2020, planejamos lançar mais dois satélites em órbita geoestacionária e o sistema Beidou-3 será totalmente concluído”, disse Ran.

Os lançamentos mais recentes marcam a terceira iteração do Beidou, que significa “Grande Concha”, a primeira foi desativada em 2012. Os planos futuros exigem que um sistema mais inteligente, mais acessível e mais integrado, com o Beidou em sua essência, fique online em 2035, Ran disse.

“Como uma importante infraestrutura espacial para a China prestar serviços públicos ao mundo, o sistema Beidou sempre aderirá ao conceito de desenvolvimento do ‘Beidou da China, Beidou do mundo e Beidou de primeira classe’, servindo o mundo e beneficiando a humanidade,” disse Ran.

O programa espacial da China desenvolveu-se rapidamente em todas as linhas nas últimas duas décadas e o desenvolvimento de recursos independentes de alta tecnologia – até mesmo dominando em áreas como o processamento de dados 5G – é uma das principais prioridades do governo.

Em 2003, a China se tornou o terceiro país a lançar independentemente uma missão espacial tripulada e, desde então, construiu uma estação espacial experimental e enviou um par de veículos espaciais para a superfície da lua. Os planos futuros exigem uma estação espacial permanente em pleno funcionamento, uma missão a Marte e um possível voo tripulado para a Lua.

FONTE: New York Times

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
João Adaime
João Adaime
9 meses atrás

Estão indo a passos largos rumo a ser uma superpotência.

JT8D
JT8D
Reply to  João Adaime
9 meses atrás

Só questão de tempo. Pouco tempo

Caio
Caio
9 meses atrás

Pensei que era um anti virus

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Caio
9 meses atrás

Se aquele spy era um saco nos PC imagina essa coisa no espaço

Gabriel BR
Gabriel BR
9 meses atrás

Futura superpotência mundial

Mgtow
Mgtow
Reply to  Gabriel BR
9 meses atrás

Boa tarde amigo. Ela já é.

Denis
Denis
Reply to  Mgtow
9 meses atrás

Concordo. Hoje, o Tio Sam tem mais medo da China do que da Rússia.

sub urbano
sub urbano
9 meses atrás

A primeira imagem é um foguete Chang Zheng 3B, o nome do foguete é em homenagem a “Longa Marcha” episódio da Revolução Chinesa onde as tropas comunistas percorreram algo em torno de 10.000 kilometros pelo país. Ironicamente houve um episódio muitíssimo parecido no Brasil, a Coluna Prestes, evidente que sem o reconhecimento de sua contraparte chinesa, até porque não faz parte da cultura brasileira valorizar seus heróis. Voltando ao foguete, a família Chang Zheng 3 é o “cavalo de batalha” do programa espacial chinês, sendo ao mesmo tempo confiável e com grande capacidade de carga. O Chang Zheng 5 pretende… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

A coluna prestes serviu de inspiração para os comunistas chineses , eles estudaram Carlos Prestes.

Carlito
Carlito
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

Luís Carlos Prestes herói? Só na cabecinha de alguns…

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Carlito
9 meses atrás

Eu também não consideraria este homem como um herói.

Felipe Alberto
Felipe Alberto
Reply to  Carlito
9 meses atrás

Héroi é uma palavra muito forte, mais sem dúvida foi um episódio importante.

Denis
Denis
Reply to  Felipe Alberto
9 meses atrás

O primeiro comentário neutro (entenda-se ponderado) que vi neste post. Parabéns.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Carlito
8 meses atrás

O que para uns é herói, para outros é um assassino. Para o mundo islâmico o Bin Laden é um herói. Cada ideologia tem os seus “heróis”. Agora que o feito do Prestes foi difícil, isto foi.

Dilbert_SC
Dilbert_SC
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

Esse homem foi várias coisas, menos um herói.

Mosczynski
Mosczynski
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

Realmente o Brasil não valoriza seus heróis, mas Prestes não foi um deles. O correto talvez fosse colocar que o Brasil não valoriza a sua história e vive tropeçando nos erros que podiam ser evitados ao saber de seu passado.

Rafael M. F.
Rafael M. F.
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

A Coluna Prestes percorreu 24.000 km, coloca a Longa Marcha no chinelo.

Mas, com relação aos “heróis”, menos, bem menos… há registros na Coluna Prestes de ações de puro banditismo, com direito a saques e estupros. Conforme dito por Juarez Távora e em alguns momentos pelo próprio Prestes.

E basta tomar conhecimento do episódio da “Garota”, para ver o “herói” que foi Prestes.

Chega de off…

Señor batata
Señor batata
9 meses atrás

Quem sabe o atual governo não trata o programa espacial brasileiro com mais carinho. Uma das maiores aproximações atuais é com Israel, que tem um programa espacial bem interessante. Se der uma reformada na barreira do inferno de modo que ofereça melhor infraestrutura (lá atualmente só tem mato). Talvez possamos atrair parceiras e clientes que tem pequenos programas espaciais onde cada vantagem conta (proximidade com o Equador).
Tchau e saudações.

johnny
johnny
9 meses atrás

ching lings eles chegarao tao alto que estao batendo de queixo com o tio sam putin ta rindo de bobeira e stalin se virou na tomba feliz kkkkk

Felipe Alberto
Felipe Alberto
9 meses atrás

comment image

A cobertura do sistema é focado na China.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Felipe Alberto
9 meses atrás

Felipe,
Claro que é focado na China, pôr razões tecnológicas e políticas.

Felipe Alberto
Felipe Alberto
9 meses atrás

Existem três sistema de posicionamento global: GPS, GLONASS e recentemente o Beidou. Os europeus estão implementando o Galileo. Sei de intenções da Índia, Japão e até do Brasil. Lembrando que esses sistemas, além do posição, também serve para sincronizar os relógios do mundo.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Felipe Alberto
9 meses atrás

Felipe,

O GPS foi um presente do presidente Ronald Reagan para a sociedade civil. O sistema era de uso exclusivo das fôrças armadas americanas.

Depois que Migs russos derrubaram o 747 da Korean Airlines, êle assinou um decreto ordenando a liberação para uso civil.

Luiz
Luiz
Reply to  Felipe Alberto
9 meses atrás

Brasil?! Eta nóis sô! Sabe quando? Nunca. Como quase tudo nesse país vai ficar só na intenção.

Mgtow
Mgtow
Reply to  Felipe Alberto
9 meses atrás

Brasil? Bem que eu queria, como um nacionalista ferrenho que sou. Mas o caminho de subserviência ao EUA como politica de estado implementada pelo lixo que aí está entregando a nossa base, nunca chegaremos lá. Isso tira o meu sono cara, vc não faz ideia.

Luciano
Luciano
9 meses atrás

E fazem isso soltando pecinha, imaginem…

Figueiredo
Figueiredo
9 meses atrás

Hoje, no espaço dos comentários, aprendemos que:

a) China está se “tornando” uma superpotência e;
b) Não aproveitamos o CLBI porque lá só tem mato.

Mgtow
Mgtow
9 meses atrás

A China chegará primeiro a Marte com uma missão humana. Anotem isso aí