Home Aviação de Transporte Embraer KC-390 Millennium completa testes de lançamento de cargas em voo com...

Embraer KC-390 Millennium completa testes de lançamento de cargas em voo com sucesso

7216
171

São José dos Campos, 26 de dezembro de 2019 – A aeronave de transporte multimissão de nova geração KC-390 Millennium concluiu com sucesso a campanha de testes de lançamento de cargas por gravidade e de cargas pesadas por extração com emprego dos métodos CDS (do inglês Container Delivery System) e LVAD (Low Velocity Air Drop), respectivamente.

O KC-390 Millennium possui um sistema de manuseio e lançamento de carga em voo no compartimento de carga totalmente automatizado, em que um único mestre de carga (loadmaster) pode executar todas as atividades, reduzindo a carga de trabalho e incrementando a consciência situacional. Para os pilotos, um sistema chamado CCDP (Continuously Computed Drop Point) calcula automaticamente o ponto ideal de lançamento de carga para melhor precisão no cumprimento da missão. Ambos os sistemas foram desenvolvidos pela Embraer.

Os testes, conduzidos pela Embraer em cooperação com a Força Aérea Brasileira e o Exército Brasileiro, foram realizados nas instalações do Exército dos Estados Unidos, em Yuma Proving Ground, no Arizona (EUA). As principais realizações da campanha de testes foram o lançamento em voo de uma plataforma com peso máximo de 19 toneladas (42.000 libras), bem como o lançamento sequencial em voo de duas plataformas com peso total de 24 toneladas. Com base nesses resultados, o KC-390 Millennium torna-se o único avião de transporte de médio porte capaz de realizar tal operação.

Durante a campanha de lançamento de cargas em voo em 2019, o KC-390 Millennium lançou diversos contêineres por gravidade, com até 24 contêineres em uma única passagem, assim como diversas plataformas Tipo V utilizando paraquedas de extração, totalizando 330 toneladas de cargas lançadas.

Destaques adicionais da campanha de testes:

  • Lançamento aéreo sequencial por extração com até quatro plataformas em uma única passagem;
  • Lançamento por extração utilizando dois paraquedas de extração de 28 pés (8,5 metros) de diâmetro com o piloto automático acoplado;
  • Sistema CCDP (Continuously Computed Drop Point) testado com sucesso para lançamentos por gravidade e extração em voo, demonstrando excelente precisão.

O manuseio da aeronave foi excelente em todas as condições de lançamento em voo, com os comandos de voo fly-by-wire extremamente eficazes no controle das mudanças de atitude de inclinação da aeronave durante e após cada liberação de carga. As situações mais exigentes de lançamento foram realizadas sem intervenção do piloto (sidesticks fly-by-wire na posição neutra). Os comentários extremamente positivos dos pilotos da Embraer e da Força Aérea Brasileira confirmam o desempenho superior desta aeronave durante as operações de lançamento de cargas em voo.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

171
Deixe um comentário

avatar
32 Comment threads
139 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
41 Comment authors
Claudio Severino da Silvamarcos paulocarvalho2008CaerthalPaulo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
GFC_RJ
Visitante
GFC_RJ

Rumo ao FOC.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Mas uma etapa bem sucedida!

João Adaime
Visitante
João Adaime

Nenhuma surpresa. Mais uma vez superando os limites anunciados. Se for montado também nos EUA, será na Sierra Nevada?

Marcos10
Visitante
Marcos10

O contrato com a Sierra Nevada se restringe ao ST.

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Porque ser montado nós EUA? Para os americanos chamarem o avião de Sierra Nevada KC-390 Millenium, e alardear ao mundo que é um projeto totalmente mande um USA?

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Não será montado pela Sierra Nevada. E só será montado lá (por um JV Embraer + Boeing) se for adquirido pelas forças armadas de lá.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Prezado Fábio.
O FernandoEMB já respondeu.
Vou apenas explicar mais detalhadamente. Por lei as forças armadas dos EUA só podem adquirir equipamentos montados/fabricados lá. Portanto, se elas decidirem pela compra do C-390, este terá, obrigatoriamente, de ser montado por lá.
As empresas particulares são livres para comparem onde quiserem.
Estrangeiros para negociar com as forças armadas de lá sempre ouvem esta frase, muito comum no litoral catarinense:
– Si querixxxxx, querixxxxx. Si não querixxxxx, dixxxxx.
Vale aqui uma frase do ex-dirigente chinês Deng Xiao Ping:
– Não importa a cor do gato, desde que ele coma o rato.
Abraço

DOUGLAS
Visitante
DOUGLAS

Ficaremos recebendo duas unidades por ano?

Marcos10
Visitante
Marcos10

A previsão inicial era de que a produção se iniciaria em uma escala reduzida, aumentando progressivamente até atingir doze unidades por ano.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Se não houver cortes orçamentários afetando o cronograma, nos próximos três anos serão 3 jatos KC-390 por ano, variando de 3 a 5 nos quatro anos seguintes até totalizar 28 exemplares de série em 2026.
comment image

DOUGLAS
Visitante
DOUGLAS

Essa quantidade é o suficiente para o Brasil? Levando em consideração apenas ele e não os outros modelos menores.

JT8D
Visitante
JT8D

Deve ser mais do que suficiente, já que hoje nos viramos muito bem com uns poucos C-130

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Essa quantidade foi estabelecida conforme novo planejamento de mobilidade da Força Aérea para apoiar o desdobramento de esquadrões da FAB, de forças de ação rápida do EB, entre outras necessidades, então é uma quantidade maior do que a de C-130 em operação hoje (mesmo porque nesse caso o Hercules é uma aeronave em desativação na FAB, já esteve presente em quantidades bem maiores que as atuais, o que tem feito os esquadrões que operam C-105 trabalharem mais para compensar). A visão da FAB é de ser mais móvel, a partir de Alas com esquadrões concentrados, do que espalhados por todo… Read more »

Bille
Visitante
Bille

Buenas.
Dá e sobra nesta categoria, com risco de ter avião parado ao longo do tempo.

Plinio Jr
Visitante
Plinio Jr

Creio que a quantidade de C-130 em sua totalidade entre versões Kc-130, C-130E/H, SC-130 durante todos estes anos de operação chega a mesma quantidade de KC-390 encomendados….tenho sérias dúvidas se levarão este cronograma de entregas e de quantidade…só o tempo se confirmará isto….

Gutierrez
Visitante
Gutierrez

Os 2 protótipos seriam incorporados além desses 28 correto? Isso se dará após a certificação da capacidade operacional plena ou somente após a entrega da 28a aeronave?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Não sei quando isso acontecerá exatamente, Gutierrez, a princípio a FOC estava prevista para se dar próxima à última entrega de série e a partir daí os protótipos seriam incorporados à frota. O que sei é que, quando da apresentação do primeiro protótipo do KC-390, em 2014, a incorporação dos dois à frota foi um assunto tratado (e confirmado) na coletiva de imprensa, à qual eu estava presente. Mas isso foi em 2014, já faz tempo. De lá pra cá, houve contingenciamentos que esticaram o cronograma de entregas, um protótipo se acidentou, muita coisa precisou ser negociada e, provavelmente, revista.… Read more »

Gutierrez
Visitante
Gutierrez

Obrigado pela resposta…. Já foi decidido o que irão fazer com o protótipo acidentado? Existe possibilidade de recuperação?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Hoje eu não faço ideia, Gutierrez, estou afastado das pautas de defesa por um tempo, ainda que fique sabendo de uma fofoca interessante aqui, outra ali. Quem sabe no ano que vem voltarei a apurar notícias novamente.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Pra que ficar com os protótipos se eles estarão no osso depois de tantos testes ?

Gutierrez
Visitante
Gutierrez

Não acredito que um projeto dessa magnitude deixaria as células dos protótipos no osso com os testes…. por mais que levem as mesmas no limite, isso deve ter sido levado em consideração pela EDS e tb pela FAB, pois a mesma aceitou receber essas 2 aeronaves adicionais!

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

O primeiro protótipo normalmente somente será usado como protótipo mesmo. Depois do período de testes de certificação, a aeronave fica no fabricante para as certificações follow-on e para outros ensaios.
Depois disso normalmente vai para um museu.
Vamos lembrar de duas coisas…
1- Hoje só tem um protótipo, sendo o outro um de série.
2- Os protótipos são diferentes dos aviões de série, pois os de série já incorporam melhorias. Além disso protótipos podem possuir vida residual reduzida e maior peso estrutural.

JT8D
Visitante
JT8D

Gutierrez, justamente por ser um projeto dessa magnitude é que os protótipos não devem ser utilizados para outra coisa além de testes. O alumínio, diferentemente do aço, tem uma vida à fadiga finita. Isso significa que a vida restante da célula após os testes é bem reduzida. E a FAB nunca teve a expectativa de receber os protótipos para utilização normal. Ela pagou por eles por serem necessários ao desenvolvimento e para a homologação. Qualquer engenheiro recém formado sabe disso

Rafael Cordeiro
Visitante
Rafael Cordeiro

Esse cronograma já está desatualizado, pois a segunda aeronave já foi entregue à FAB no dia 13/12/2019, sendo assim, até o momento o cronograma (atual) está sendo cumprido.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Sim, Rafael. Passe o dedo ou o cursor sobre a imagem do cronograma e você verá que ele é de setembro.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Uma extração com uma plataforma de 19 ton e outra com duas plataformas totalizando 24 ton. Excelente!

Salim
Visitante
Salim

Na categoria, so ele tem esta capacidade homologada, ponto extremamente positivo.

nonato
Visitante
nonato

E o Hércules não consegue?
Poderiam explicar?
Qual a inovação do Milenão?
Lançamento automatizado ou se refere ao peso das cargas lançadas?

Salim
Visitante
Salim

Caro Nonato, não tenho esta informação técnica, porem arrisco afirmar 3 limitadores abaixo como principais:
A- ângulo e abertura da rampa traseira
B- capacidade carga rampa traseira
C- capacidade operacional de estabilização vôo após lançamento carga, este mais critico

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Dá um Guarani..

Fernando Garcia
Visitante
Fernando Garcia

Que horas pousa na Antártica?

Victor F.
Visitante
Victor F.

Acho que até as 22h00. Horário do Acre.

JT8D
Visitante
JT8D

Depende da hora que ele decolar de Punta Arenas

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Creio que vai esperar clarear o dia, a pista não é iluminada.

Matheus
Visitante
Matheus

Esse avião vai Jantar o Hércules facilmente. Parabéns aos envolvidos no desenvolvimento dessa incrível aeronave.

Pablo
Visitante
Pablo

Tchê, até concordo contigo, embora eu goste dos dois. O C-130 tem décadas de experiência e confiabilidade no mundo todo, pro KC chegar a esse patamar vai demorar ainda, mas espero que supere o lendário Hércules!

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

É bom destacar que todo o sistema de manuseio de cargas (CHS ou Cargo Handling System), que é complexo e automatizado, foi desenvolvido inteiramente pela Embraer (e mesmo sem esta ter experiência neste tipo de sistema).
Mas uma mostra da nossa capacidade.

Carvalho2008
Visitante
Carvalho2008

Isto é excelente!!!

Carvalho2008
Visitante
Carvalho2008

Excelente!!!

A EDS deveria focar agora em kits de diversas aplicações que possam ser acoplados
ao Kc-390

Estão surgindo diversos kits e pallets planadores que descem pre programados na posição exata do ponto de contato da tropa

Isto tem um potencial de incremento não só de sobrevivência no Suprimento de tropas como pode agregar capacidade secundaria de bombardeiro

O avião lança a carga ainda afastado da área de risco e o material desce em voo planado apos vários quilômetros

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Nobre colega,
Asas em delta para voo planado e baixa velocidade não são as melhores.
Não aprovada essa configuração do carregador de bombas da gravura acima.
Seu planeio poderia ser muito mais longo e estável.

carvalho2008
Membro
Famed Member

Bem, é mais uma concepção artística de conceito. Mas veja que ele ao contrario, é extraído do KC-390 a alta velocidade e grande altura. Ele precisa disto para que o avião fique longe da área de risco. O container pode ter um ou dois booster foguetes para aumentar o alcance. Desenhei apenas um grande container, mas poderiam ser uns 4 menores para que possa simular uma saturação na área adversária. Primeiro o adversário plota e enxerga um sinal do KC ainda distante chegando, depois o sinal se multiplica por quatro ao tempo que o avião verdadeiro retorna, quando os containers… Read more »

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Carvalho,

com certeza este é um conceito factível de ser desenvolvido e implementado pela EDS utilizando a plataforma do Millenium 390.

Inclusive eu iria um pouco mais longe e diria que além do lançamento de bombas burras planadoras, guiadas ou mísseis. O Millenium 390 poderia ser utilizado como uma espécie de nave-mãe para lançamento de enxames de drones kamikaze no Teatro de Operações em busca de alvos de oportunidade e etc..

Vale a pena estudar essas capacidades..

Grato.

carvalho2008
Membro
Famed Member

A DARPA está desenvolvendo o projeto Gremlins….

Seriam drones operados pela rampa traseira de um C-130
comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

Existem tambem algumas propostas de transporte de material bem interessantes….

https://www.youtube.com/watch?v=jRLFTyHv-_k

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Existe o conceito de mísseis lançados pela rampa traseira com extração por paraquedas, ja foi estudado esse conceito lá fora.

carvalho2008
Membro
Famed Member

Sim, os britanicos possuem estudos do conceito FOAScomment image

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Engraçado, eu achava que eram lançados pra trás…

carvalho2008
Membro
Famed Member

na realidade…expelido….

Claudio Severino da Silva
Visitante
Claudio Severino da Silva

Prezado Carvalho2008
A FAB já estudou o lançamento de cargas, orientadas por GPS:
https://forum.contatoradar.com.br/index.php?/topic/122702-o-sherpa-do-ex%C3%A9rcito-brasileiro/&hl=sherpa

smichtt
Visitante
smichtt

O que é uma plataforma tipo V? Obrigado por eventual esclarecimento

Marcos10
Visitante
Marcos10

A indicação “V” do tipo de plataforma é de numeral romano: tipo I, tipo II, tipo III, tipo IV e tipo V. O tipo V substitui as anteriores tipo II e IV do inventário das forças americanas. É um pallet para carga pesada, até 19 toneladas, mais leve, mais resistente, de maior durabilidade e é intercambiável com diversas aeronaves.

smichtt
Visitante
smichtt

Marcos10: obrigado!

nonato
Visitante
nonato

Uma aula

JuggerbBR
Visitante
JuggerbBR

Imagino que o maior risco aqui é o deslocamento do centro de gravidade de avião durante a operação, além de um acidental enrosco da carga ou do paraquedas em alguma parte do avião.

nonato
Visitante
nonato

Para evitaria isso, o fabricante deve bolar alguma coisa pra evitar esse problema. O que seria não sei. Sem dúvida reduzir o peso em 19 toneladas abruptamente interfere na aerodinâmica. Talvez algum mecanismo fly by wire possa se preparar pra o lançamento e tente corrigir a mudança aerodinâmica. Ou soltar de forma suave. Ou deslocar a carga aínda não liberada mais para atrás após o lançamento da primeira. Muitos cientistas e inventores tiveram que lidar com esse tipo de dilema há 100 anos. Estava vendo como foi na época da invenção do cinema. Não foi fácil. Inicialmente, Édison, aproveitando a… Read more »

Alexandre
Visitante
Alexandre

Excelente avião, mostrando claramente nossa capacidade para projetar e fabricar aviões de qualquer porte! Brasil é Brasil, os outros da região são apenas republiquetas!

JT8D
Visitante
JT8D

Quanta deselegância

nonato
Visitante
nonato

Deixe o rapaz demonstrar o patriotismo.
Claro que os outros (alguns pelo menos) não são republiquetas.
Mas a essência do comentário é comemorar.

Alexandre
Visitante
Alexandre

Chore no travesseiro! A minha deselegância é proporcional aos comentários feitos por estrangeiros aqui mesmo no site.

JT8D
Visitante
JT8D

Não me lembro de comentários de estrangeiros tão infelizes quanto o seu. Mas não se preocupe, percebe-se que a sua educação não é representativa da maioria do povo brasileiro

Coutinho
Visitante
Coutinho

Tem um francês que de vez em quando aparece aqui só para provocar e ofender.

JT8D
Visitante
JT8D

Existem pessoas mal educadas em todos os paises. Não acho que imitá-las seja a solução

Marcos10
Visitante
Marcos10

Isso aí é a prova que poderíamos fazer qualquer coisa: caças, navios, foguetes.

Hermes
Visitante
Hermes

Por que os testes nos EUA? Algum tipo de telemetria que exista no polígono de testes e que não temos aqui?

Marcos10
Visitante
Marcos10

Isso!

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Talvez a resposta esteja aqui, Hermes: “As principais realizações da campanha de testes foram o lançamento em voo de uma plataforma com peso máximo de 19 toneladas (42.000 libras), bem como o lançamento sequencial em voo de duas plataformas com peso total de 24 toneladas. Com base nesses resultados, o KC-390 Millennium torna-se o único avião de transporte de médio porte capaz de realizar tal operação.” Como aeronaves de transporte médio (leia-se Hercules, que é o que temos aqui) não fazem esse tipo de operação com cargas desse peso, é preciso ir a um lugar onde aeronaves mais pesadas já… Read more »

Hermes
Visitante
Hermes

Obrigado Nunão.

nonato
Visitante
nonato

Adicione-se a isso o eventual efeito propaganda.
Os militares americanos vendo a capacidade do Milenão.
Pode ajudar nas vendas.
E claro como você falou nada como fazer testes e experiências em um centro técnico especializado onde o tipo de operação é rotina, diferente do exército brasileiro que provavelmente não costuma realizar tais operações, imagino.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Como o ilustre Matheus postou “Esse avião vai Jantar o Hércules facilmente”, Só espero que não cedam os direitos dele, recebendo por isso troco de pinga da pior qualidade… Assim como o Tucano, a Aeronáutica/embraer encontraram outro de nicho de mercado e o Millenium vai vender mais que o Tucano. Parabéns a todos nós….

JT8D
Visitante
JT8D

E por que cederiam os direitos dele a troco de pinga, sendo que esses direitos na verdade pertencem à FAB, e o avião é o principal produto da EDS?

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Meu caro JT8D, assim como o fizeram com a parte da embraer doada a troco de pinga para a boeing (claro, no meu modo de ver), esta era a 3a maior empresa aérea do mundo, vendas em carteira, um futuro mais que promissor…Este é o meu receio… Abraços

JT8D
Visitante
JT8D

Caro Saldanha, as situações são muito diferentes. A EDS é justamente a parte militar, preservada pelo governo. A parte civil foi vendida pelo preço que seus donos (os acionistas) acharam interessante. Se é pouco ou muito é problema deles, na minha opinião

nonato
Visitante
nonato

Com todo respeito, concordo com o outro colega. Se foram capazes de doar a 3@ maior fabricante de aviões do mundo com uma carteira de pedidos na faixa de 18 bilhões… Quem vende uma empresa desse porte, ppr que não venderia, a preço bem menor, o projeto de um único avião? Esse é o problema de privatizar uma empresa estratégica. Os acionistas, muitas vezes, fundos de investimentos estrangeiros mais preocupados em embolsar alguma grana, não têm nenhum amor ou apego pela empresa. Os militares, Temer e Bolsonaro erraram feio ao não vetar. Nossa maior e única empresa de alta tecnologia…… Read more »

JT8D
Visitante
JT8D

Nonato, a EDS tem a divisão de jatos executivos e 20% da Boeing-Embraer Commercial. Eu acredito que o C 390 será um sucesso e a empresa vai ser lucrativa e sustentável. Na verdade ao vender a parte comercial a empresa se livrou de um risco muito grande, que era competir diretamente com a Airbus no segmento dos E-Jets. Enfim, eu acredito que a decisão do governo e da FAB foi postiva. Estatizar a empresa seria um desastre, aí sim condenando-a à extinção

Marcos10
Visitante
Marcos10

J, boa noite! Estava dando uma olhada na carteira de pedidos do A-220 e dos E2. Quem tem vendido relativamente bem é o A-220-300, naquela faixa de assentos acima dos E-195-E2. A carteira de pedidos dos E2 está estagnada em 120 aeronaves e dos A-220-100 em torno de 90 aeronaves. Das duas, uma: ou os eventuais clientes estão aguardando uma melhoria de preços dos E-jets por parte da Boeing, ou o tamanho do mercado dessa faixa de aeronaves é bem reduzido. Em alguns negócios realizados tem sido entregues E-jets como parte do pagamento, ficando o vendedor com o problema de… Read more »

Marcos10
Visitante
Marcos10

Nonato,
Eu também estou muito preocupado com o dinheiro dos acionistas, que receberam tão pouco da Boeing.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Saldanha,
Nem o A-29 Super Tucano vendeu mais que o T-27 Tucano. Então não dá pra esperar que o KC-390 Millennium venda mais que o T-27 Tucano.
A não ser que você esteja falando em valores totais de contratos possíveis do KC-390 frente aos valores totais de contratos do T-27 do passado (atualizados para poder comparar), e não de quantidade de aeronaves, dado que o valor unitário de um KC-390 é muitas vezes maior que o de um T-27.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Nunão, Obrigado pela correção… Me expressei errado… O KC-390 nos trará mais divisas, mas não ultrapassará em quantidade, isto que quis postar. Eles foram cirúrgicos ao escolher este nicho, assim como fizeram com os Tucanos. Abração e obrigado

ISIDORIO
Visitante
ISIDORIO

Parabéns a nossa EMBRAER a cada ano ela tem avançados mais na Aviação Comercial e na Aviação Militar também.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Muito bom!

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Ahh, continuo ainda a sonhar em ver o KC 390 com armamentos tipo o c130 Gunship

carvalho2008
Membro
Famed Member

Seria bonito…mas hoje em dia, canhão é algo muito proximo e arriscado…as armas inteligentes são mais seguras e podem ser disparadas a 10km ou 40 km de distancia ( bombas planadoras) e ai voce fica imune aos manpads e diversas outras defesas…olhar olho no olho para disparar canhão ao estilo A10 ou Ac-130…tem de ter muito sangue frio e contar com a sorte…

Mauro
Visitante
Mauro

O AC-130 opera mais a noite, ou apenas a noite, usa câmeras e instrumentos de visão noturna e IR, pode ver, mas sem ser visto, sem radar não tem como detectá-lo, então se torna imune a esses bandos terroristas que costuma atacar. Talvez não possam nem mesmo ouvir o ruído dos motores.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Pra ser abatido por um Igla ?

Marcos10
Visitante
Marcos10

smichtt
A plataforma tipo V substitui as plataformas do tipo II e IV do inventário americano. É mais leve, mais resistente, de maior durabilidade e é intercambiável com outras aeronaves. É uma plataforma para cargas pesadas para até 19 toneladas.
Também não entendi porque negativaram o cara. Não sabiam do que se tratava e não responderam a pergunta.

carvalho2008
Membro
Famed Member

Existe desta empresa o conceito de um gyroglider rebocado.

Voce reboca o autogiro planador até próximo a area , desengata e daí em diante, ele plana ate o pouso como um drone,

Possuem modelos de 500kg de carga a até 6 toneladas
https://www.heliplanellc.com/airtrailer
comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

o que anos atras achava que seria inovação, agora ganhou corpo e mais de uma empresa com propostas parecidas…

vejam este:comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

nonato
Visitante
nonato

Parece um caixão de madeira, no estilo daquele avião de madeira da segunda guerra.

carvalho2008
Membro
Famed Member

sim, é um caixote de madeira com asas…

é uma caixa para transporte de munição e mantimentos, o unico segredo está nas asas e o controle GPS…que hoje já não é mais segredo para qualquer industria civil….é o que vivo dizendo…tecnologia progride muito rapido….

Marcos10
Visitante
Marcos10

Me lembrou o Arado E381.

carvalho2008
Membro
Famed Member
carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Parabens a todos os envolvidos, e o nome soa melhor a cada dia

Grozelha Viaminada Milani
Visitante
Grozelha Viaminada Milani

Espero algum dia ver uma foto com os 28 KC/C-390 Millennium da FAB em uma mesma pista – Elephant Walk.

Vai ser épico e fantástico.

Renato
Visitante
Renato

Parabéns aos americanos.
Compraram a única empresa decente de aeronáutica latino americana e ganharam de brinde um avião cargueiro de última geração.
Que orgulho dos norte americanos!

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Baita ignorância… Sr Renato.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Essa conversa me lembra o Evo Morales, que o Brasil comprou o Acre dando em pagamento cinco mulas velhas.

João Bosco Furtado
Visitante
João Bosco Furtado

Será que com essa capacidade de extração única na categoria ,19 toneladas , será possível lancar um blindado Guarani que pesa 14.3 toneladas na configuração básica.?

Salim
Visitante
Salim

João, não li em lugar nenhum lugar que o Guarani pode ser lançado paraquedas, são pouquíssimos blindados que tem esta capacidade no projeto.

João Bosco Furtado
Visitante
João Bosco Furtado

Obrigado pela resposta não sábia disso achava que qualquer blindado poderia ser lançado.

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Seria muito interessante o lançamento de uma lancha rápida para 6 fuzileiros navais com uma .50 no mínimo.

Há alguma previsão pra esse teste? A MB possui alguma lancha de assalto que possa fazer essa função?

Os P-3 e Bandeirulhas ou futuramente por satélite o patrulhamento da Amazônia Azul, caso necessário envia um KC/C-390 e lança um grupo avançado até a chegada de um Navio de apoio operacional ou helicóptero.

Ação coordenada do SAR, FAB e MB.

carvalho2008
Membro
Famed Member

Acho que isto serviria mais para operações de especiais e infiltração…a´te um barco ser preparado, embarcar, voar ao local…demora…

Tem de ser uma operação já programada de ação…comment image

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Proposta mais rápida, eficaz e barata de uma ação contra pesca irregular, tráfico, pirataria e salvamento. Mas além da FAB, a MB precisa querer e ter uma lancha apropriada para lançamento. Um bote não estabiliza uma rajada de .50, mesmo que seja de advertência. Não temos outros meios que não sejam por via aeroespacial por satélite ou aéreo com os P-3 e Bandeirulhas hoje de fazer a cobertura da Amazônia Azul. Hoje não temos um satélite dedicado ou.parcial monitorando e patrulhando a área. E nunca teremos uma frota adequada e suficiente para a MB fazer essas funções. Se vai funcionar,… Read more »

Salim
Visitante
Salim

Caro Groozelha, operacionalmente acho bem complicada e restrita está operação : No mar, seria viável, porem seria mais prático desovar tropa paraquedistas diretamente em um ponto viável da Costa. No caso comando especial esta operação e feita com submarino pois geralmente aeronave alerta defesa inimiga. Em Rio, seria bem complicada tecnicamente e de pouca valia pois se inimigo está na Mata o comando fica muito exposto. Teria que liberar barco e paraquedistas que com equipamentos não chegariam a água tão próximos. Acredito que helicopteros de ataque e o s60 , junto com tucanos fariam um estrago bem maior e conteriam… Read more »

carvalho2008
Membro
Famed Member

Eu acho que o assalto paraquedista está ficando raro e cada vez mais dificil. Ele envolve muitos homens num unico avião que por sua vez tem de passar por cima da zona de conflito….é facil de abater….podem ainda existir “n” situações possiveis, mas que fica cada vez mais raro ele fica… Nesta operação, você tem ainda a carencia de material pesado ou blindado para a tropa que saltou….dificil de resolver tambem…eles tambem podem ser lançados, mas a qtde é limitada pelo peso embarcado por vêz… Se voce salta para uma zona mais segura, ela inerentemente é mais afastada e demanda… Read more »

carvalho2008
Membro
Famed Member

E como a força paraquedista tem de atuar por conta, olha só o peso e quantidade de material que ele tem de carregar….
comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

Repare na bicicleta Montague dobrada junto ao soldado.comment image

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Estou me referindo a pesca ilegal e socorro dentro da Amazônia Azul.

Como abordar um pesqueiro em alto mar? Ou mesmo uma embarcação do tráfico?

carvalho2008
Membro
Famed Member

Ai capitão….a coisa muda de figura….e totalmente…estamos falando de policiamento….e para tal, os requisitos são outros…. Embarcação de trafico e pesca ilegal enseja alguem que no máximo, possa fugir a uns 20 knots…30 num extremo irrealista… Para tanto, voce precisa dos seguintes requisitos: a) Capacidade de visão de altíssimo alcance, em suma, um radar de busca com 300 km de alcance, pode ser um Seasprey 500 igual dos bandeirulhas; b) Velocidade superior a embarcações e navios, algo entre 18 knots a 80 knots; c) Persistência e grande autonomia, que possa operar por missão ao menos 24 horas ininterruptas por 7… Read more »

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Não Carvalho, não.

Ação pontual.

Resposta rápida. P-3 ou Bandeirulha identificou, chama no rádio, tenta comunicação.

Ignorou, fugiu evadiu … prepara o KC/C-390.

Lança o barco e a tropa de paraquedas e faz averiguação.

Pegou coisa errada, chama apoio por helicóptero ou navio de apoio.

Salim
Visitante
Salim

Neste caso seria aplicável super tucano com tiros de advertência e obrigar mesmo ir para Costa. Comando policial em helicóptero e viável, porem o risco e alto, vc não sabe o que tem armamento barco. Como escrevi acima, lançar barco e comando paraquedas e extremamente complexo e pode resultar em perda de vidas e equipamento se condições estiverem adversas, o barco e os soldados são lançados separadamente e teriam regular em uma área aberta de mar.

carvalho2008
Membro
Famed Member

e o barco suspeito, demoraria horas e horas ate chegar a costa….considerem que a ZEE tem 360 km de distancia em seus limites…quem faria a escolta durante todo este tempo??? e depois, o barco chega e não tem nada de irregular??? não é assim….

tem de ser algo que veja longe, tenha persistencia de varios dias, velocidade, e possa fazer o cotidiano de abordar e inspecionar…isto é cotidiano mesmo…corriqueiro…igual trabalho de policial rodoviario…toda hora tem de parar alguem…não algo pontual…

carvalho2008
Membro
Famed Member

Mestre, Abordagens de inspeção é corriqueiro do dia a dia….não é pontual….é igual trabalho de PM e PRF parando carros para averiguação…tal como batida policial é todo dia…quando elaborei esta proposta eu verifiquei isto….então, não haverá avião disponível para tudo isto….e veja que mesmo avião, ate preparar decolar, chegar, demora…..olha a distancia da terra… Entende que isto pode ocorrer a até 360 km da costa….?pois este é o limite da ZEE… Um Grupo de 8 homens numa RIB lançados e deixados sozinhos por um avião não é boa ideia do ponto de vista de segurança. É raro, mas ocorre o… Read more »

carvalho2008
Membro
Famed Member

Esta é a imagem em escala, de um dirigivel bloqueando e dando cobertura ao seu barco lançado para abordar o navio suspeito.

Ele está a 1km de altitude e 2 km de distancia….veja como sua presença é intimidadora…e deá…mesmo a 3km ou 5km…pode abrir fogo se o navio se revelar hostil…

Isto ai mais um heli pequeno Md-500 ou drone…e o hovercraft lançado…não dá chance….sem falar que se voce rechear a eletronica e adicionar cargas de profundidade ou torpedos leves, vira anti submarino…

o ponto é que um destes cobre uma area 21 vezes maior que um Macaé ou Amazonas

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

e aqui, a 1km de altitude e 4,5 km de distancia…comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

O Hoverwind estacionado na doca de popa do dirigivelcomment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

E ainda 4 homens podem assaltar o navio suspeito por meio do MD-500 ou AH-6 que são bem leves e pequenos….

Detalhe do hangar superior de popa
comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Como eu queria ver esse BICHÃO nas Forças Armadas.

Não aquele lobby mineiro-frances do Esquilo.

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Aí sim … Mas não dá pra lançar.

carvalho2008
Membro
Famed Member

Não entendi…não dá para lançar ?? Como assim…?

O MD-500 ou AH-6, e o Hover wing são lançaveis pelo dirigivel…tanto lança quanto recupera….

um dirigivel antigo chegava a 128 km/hora…um moderno poderia chegar facil a 200km/hora…

O heli e o Hoverwing podem pousar calmamente em todo este espectro de velocidades….

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Lançar de um avião cargueiro em voo.

carvalho2008
Membro
Famed Member

Este vídeo da US Navy é muito interessante

https://www.youtube.com/watch?v=gILyZ-fcs6E

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Veja o caso do barco no Nordeste que tomou um chega pra lá de um pesqueiro chinês.

Por muito pouco não afundou.

Até chegar um navio da MB os caras já estarão em águas internacionais.

Salim
Visitante
Salim

Caso complexo, um sobrevoo super tucano teria resolvido, porem:
O barco aceita ir Costa. Ok
Barcos patrulha estão longe, você teria que metralha motor, alguém morre ou barco afunda matando todos. Teoricamente somente pescadores em águas brasileiras, pena de morte neste caso seria ato bárbaro e sem noção.

carvalho2008
Membro
Famed Member

pois é…mesmo considerando ato de pesca ilegal como pirataria, seria meio bárbaro se o barco estiver desarmado…

tem de ser capaz de ver de longe, veloz, abordar varias vezes ao dia com ou sem atrito e inclusive socorrer…

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Mais vale a RESENHA do que os likes e deslizes.

Ideias são bem vindas ao debate.

# Em tempo, segundo informado na midea, além de tentarem afundar o pesqueiro brasileiro, ainda foram alvo de tiros.

Paulo
Visitante
Paulo

Esse chega para lá ocorreu em aguas internacionais, a, aproximadamente, 600km da costa.

carvalho2008
Membro
Famed Member
carvalho2008
Membro
Famed Member
Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Se esta ideia de dirigível mega super patrulheiro rodoviário dos mares é tão boa assim… Me pergunto o porque ninguém ainda o adotou.
Estudos e conceitos tem aos montes. Mas é preciso entender o porquê, pois este é um passo importante para se adaptar conceitos e propostas.

Carvalho2008
Visitante
Carvalho2008

O amigo sabe ó porquê??

carvalho2008
Membro
Famed Member

Esta é a rede de bases de dirigíveis que os EUA estabeleceram na WWII

Vejam que o nordeste brasileiro estava incluso.

https://naai.roundtablelive.org/Resources/Documents/Airship%20Coastal%20Defense%20Plan%20Map.jpg

carvalho2008
Membro
Famed Member

foram mais de 125 dirigiveis empregados

carvalho2008
Membro
Famed Member

134 N Class construídos e usados entre 1938 a 1959
4 M Class entre 1944 e 1956
5 N Class entre 1956 a 1962
M3ZA Class Empregado atualmente pela US Navy como plataforma de tecnologias e experimentos

carvalho2008
Membro
Famed Member

Numa demonstração, um ZPG-2w N class partiu do NAS South Weymouth , Massachusetts, na segunda-feira, 4 de março de 1957, atingindo a ponta sudoeste de Portugal na noite de 7 de março, apesar dos ventos adversos ocorridos em parte, passando por Casablanca, Marrocos, na manhã de 8 de março , depois voltou para o oeste, sobre as ilhas de Cabo Verde , em direção ao mar do Caribe, chegando a NAS Key West , na Flórida, na noite de 15 de março. O vôo percorreu uma distância de 9.455 milhas (15.205 km) em 264,2 horas

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Pois é… dirigíveis normais… e empregados em quantidade a um bom tempo atrás. Nenhum deles parecido com o que propôs.

Não estou dizendo que ideia seja bom ou má, absurda ou crível… apenas estou questionando que não vi ninguém ainda usando da maneira como foi proposta aqui.

E não vejo algo do tipo sendo adotado aqui num futuro de médio prazo.

carvalho2008
Membro
Famed Member

Mestre FernandoEMB, O que é um dirigivel normal?? Um dirigivel de 20 passageiros? um de 200 passageiros? feito… Um dirigivel com radar AEW, cargas de profundidade, torpedos anti submarino? 10 dias de mar ininterrupto e 9500 milhas de alcance… feito… Um Airship hibrido capaz de levantar mais de 50 toneladas? feito… Um Airship capaz de hangarar 5 caças? leia sobre o Macon…. Um barco voador? veja materiais sobre industria recreativa Hoverwing, ou ainda asas dobraveis, veja algo sobre Ryan “Rogallo wing”… Veja algo sobre o Jlens Blimp em curso pelos americanos, seus testes para abater misseis de cruzeiro usando a… Read more »

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

carvalho2008
Membro
Famed Member

comment image

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

A experiência de lançamento e recuperação de aeronaves por dirigíveis, no período entre guerras, não ser mostrou algo viável operacionalmente, e logo foi abandonada.
A minha questão é… Já escuto falar em volta dos dirigíveis para “n” finalidades, com “n” vantagens, como as que citou de tempo de voo, estabilidade, capacidade de carga, etc, etc…. a uns 40 anos.
E até agora só conheço projetos e algumas tentativas e uns poucos exemplos… Nada de um emprego mais consistente.
Deve ter um porque. Qual seria? Tenho meus palpites.

Carvalho2008
Visitante
Carvalho2008

De o seus palpites amigos…

Quais seriam?

Caerthal
Visitante
Caerthal

Acredito em dirigiveis sem tripulantes, cheios de H2, de propulsão eletrica, com painéis solares e baterias avançadas. Seriam usados para observação e transporte de cargas, com uso de lastro de água.

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

Não confunda testes de B-29 ou B-52 com um dirigivel. Inclusive, engate nunca foi problema mesmo a alta velocidade. Não somente surgiram projetos serios de microfighters como ainda fomentam outros tal como o projeto gremlins da Darpa, este bem atual. Não é o pouso ou decolagem o limitante destes projetos. mesmo que houvesse, outra coisa é um dirigivel que pode ou estar estatico ou a 130 km /hora… Ou seja, ele se adapta perfeitamente a melhor velocidade de pouso e com a menor turbulência pelo sua dimensão. leia sobre a ficha de missões do Makon e verá que operou efetivamente… Read more »

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

Alguns colegas ainda tem uma imagem de um dirigivel como algo delicado, inclusive extremamente facil de abater, mesmo em uma situação quente. Ainda pensam numa bexiga inflada de hidrogenio. Mesmo na WWII, com dirigiveis não rigidos a coisa já não era assim e veja que foram mais de 150 atuando dia e noite sem acidentes superiores a aviões. O unico dirigivel que caiu em combate, foi numa luta contra um SSK alemão a queima roupa, e somente após 4 impactos de canhões de 4 polegadas e mais de 200 tiros de 20 mm…. Um Dirigivel não explode, a mistura de… Read more »

marcos paulo
Visitante
marcos paulo

Ótima notícia, rumo ao FOC