Home Asas Rotativas Sérgio Santana e pesquisador peruano contam a história dos Mil Mi-25/35 Hind...

Sérgio Santana e pesquisador peruano contam a história dos Mil Mi-25/35 Hind no Brasil e Peru

4651
23

O colaborador do Poder Aéreo, Sérgio Santana, junta-se ao renomado pesquisador aeronáutico peruano Amaru Tincopa – autor de livros e artigos sobre a Aviação Militar peruana – para contar a história dos helicópteros russos Mil Mi-25/35 Hind em serviço nas Forças Armadas do Brasil e Peru.

O livro será mais um volume da série Latin Wings, do editor argentino Jorge Padin.

A obra terá ilustrações inéditas e será lançado em novembro.

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Gallani
Carlos Gallani
11 meses atrás

Uma das pouquíssimas(issimas) máquinas russas que calçam melhor no Brasil do que similares da OTAN!

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Carlos Gallani
11 meses atrás

Exceto o IGLA-S que outro equipamento Russo é utilizado pelas nossas marxistofóbicas FAA,s ?
Se tem não conheço !

João Moro
João Moro
Reply to  Foxtrot
11 meses atrás

Uma coisa é a filosofia e a cultura marxista. Outra coisa são equipamentos militares. Além disso, temos que lembrar que a Rússia não é nada boa com o pós-venda. Principalmente com a manutenção.

rodrigo v
rodrigo v
Reply to  Foxtrot
11 meses atrás

Existe material de DQBRN ( Defesa Química, Biológica e Nuclear) de origem russa no EB

Eduardo Lima
Eduardo Lima
11 meses atrás

Grande lançamento, o problema para nós aqui! é onde compra-lo!

Foxtrot
Foxtrot
11 meses atrás

Sou fã de muitos equipamentos Russos.
Em se falando de helicópteros de ataque, acho o MI 28 Night Hunter a melhor opção para o EB.
Mas que equipamento feio esse MI-35 viu.
Mixto de helicóptero de transporte com ataque.
Coisa estranha.
Mas como todo equipamento Russo, ele é feio porém mortal.

MGNVS
MGNVS
Reply to  Foxtrot
11 meses atrás

Foxtrot Saudacoes Tbm gosto de estudar o material militar russo. Busque no YouTube o seguinte video: Soviet War Machine. É um video da antiga URSS que mostra um exercicio militar em grande escala misturado com cenas de filme. Pra mim esse coptur parece um tanque de guerra voador. No filme o 9° Pelotao tem cenas belissimas do Mi-24. Uma pena que o pessoal aqui no blog confunde as coisas, admirar um material militar nao é o mesmo que adotar a ideologia do país de origem. Eu acho o design russo diferenciado, tbm gosto da arquitetura de muitos predios la, das… Read more »

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  MGNVS
11 meses atrás

Caro MGNVS saudações. Realmente aqui as coisas partem para um partidarismo burro, ideológico e cego sem sentido algum em um país como o Brasil (país onde infelizmente os políticos são mais corruptos e despatriados do que tudo). Quanto ao material Russo, o que mais me impressiona é que os russos seguem e adotam a técnica de ataque massivo. Por não conseguirem fazer frente a capacidade tecnológica americana (há alguns tempos atrás, hoje nem tanto), os mesmos projetaram equipamentos robustos, mortais e de barata construção. Assim para cada Abrams americano eles fabricavam de 4 a 5 T-72 por exemplo. Coisa que… Read more »

MGNVS
MGNVS
Reply to  Foxtrot
11 meses atrás

Ola Foxtrot
Entao… tanto a antiga URSS quanto a Russia e tbm a China adotam essa pratica de ataque massivo.
A URSS podia nao ter equipamentos tao tecnologicos qnto os EUA mas igual vc bem disse a robustez do material deles superava as deficiencias que pudessem ter. Se um missil nuclear americano pudesse acertar um alvo com uma diferença de 1 mt de distancia e os misseis sovieticos com uma diferenca de 100 mts entao eles equiparavam isso com um aumento na quantidade de kilotons.
Quanto ao Brasil, vc ja disse tudo, nada a acrescentar.

Glaison
Glaison
Reply to  Foxtrot
11 meses atrás

Eu já o aprecio exatamente por essas características. Mistura de transporte com ataque. Um aparelho que serve pra tudo.
Acho o helicóptero militar mais bonito.

nonato
nonato
Reply to  Glaison
11 meses atrás

Maus bonito aí já é demais… 🤭

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Foxtrot
11 meses atrás

Concordo em partes com você, acho também que o Mi28 night hunter seria ideal para o EB, mas discordo parte do Mi-35 , o que torna ele bonitão é ser diferente dos demais, sem contar que é um monstro em armamento e blindagem

nonato
nonato
Reply to  Foxtrot
11 meses atrás

Me parece que a vantagem do Apache seria ser mais tecnológico e mais ágil.
Esse MI 35 me parece que por ser grande carrega muitos armamentos, e teria alcance maior, suas vantagens.

Teórico
Teórico
11 meses atrás

Os AH-2 Sabre teriam um papel importante num hipotético cenário na fronteira norte, dada a dificuldade de deslocamento dos M-60. É interessante uma doutrina de emprego conjunto com as forças blindadas e mecanizadas do EB. Os Fennec da Brigada Aeromóvel com aqueles Sbat-70 Avibrás….Afinal, uns 12 Sabres cuspindo fogo e enxofre é um poder a ser considerado.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Teórico
11 meses atrás

Soma-se a isso umas 6 aeronaves AC-390 canhoneira (gunship).
Imagine deslocar rapidamente artilharia pesada a qualquer parte do território nacional .
Vou bater nessa tecla até algum filho de deus no MD ou FAA,s ler e apresentar minha sugestão kkkkkk.

paulop
paulop
11 meses atrás

Duvido que a Lucas Arts não se baseou no Hind pra bolar esse veículo:

https://m.youtube.com/watch?v=f-nhmMZ_Q3Y

Abraço

Matheus
Matheus
11 meses atrás

O Mi-24 pode até ser feio, mas ele é um tanque voador, há vários relatos de exemplares levando tiros de 20mm e foguetes e eles conseguiram sobreviver.
Realmente seria ótimo se o governo oferecesse mais carne pros Russos em troca de mais 12 unidades.

Vitor
Vitor
11 meses atrás

O grande problema não é comprar, mas a reposição de peças. O corpo de Fuzileiros Navais tem um mega caminhão UNIMOG alemão e não tem dinheiro pra peças de reposição. Várias Unidades parada tomando poeira e se acabando por não ter condições de manutenção.

Matheus
Matheus
Reply to  Vitor
11 meses atrás

CFN não usa caminhoes VW como o EB?

Samuca cobre
Samuca cobre
Reply to  Matheus
11 meses atrás

A maioria é Unimog um tempo atrás usavam Réo, um baita caminhão!!!

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Vitor
11 meses atrás

Pois é ! Mais um exemplo do porquê se deve adquirir o que é fabricado localmente ao invés de importar. Essa situação ocorreu com a PM do Rio de Janeiro (ou São Paulo, não me lembro bem) quando resolveram comprar carros anti tumulto importados sendo que haviam varias opções locais na época do obá obá da copa do mundo. Até a PM de Minas adquiriu um (só não sei para que, pois em Minas os policiais não vivem nem a metade do risco dos de Rio e Sampa). O pior é que os administradores de nossas FAA,s nunca aprendem. Vai… Read more »

Claudio Moreno
Claudio Moreno
Reply to  Vitor
11 meses atrás

Boa noite Vitor e demais amigos e co-listeiros!

Vitor, longe de se tratar de uma crítica ou questionamento não salutar, eu quero saber qual a fonte de investigação ou informação que o colega utilizou para afirmar o acima.

CM

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
11 meses atrás

E esse helicoptero, se encaixou como uma luva na FAB principalmente para missões de C/SAR na nossa querida FAB com certeza.

Acho incrível esse helicópteros malucos da Russia kkk cada um melhor que o outro, principalmente o tal de Ka-52 “Alligator” é espetacular.

Mas, para o EB, o melhor seria receber uns 20 Super-Cobras baratinhos pra criar doutrina e no futuro podemos construir em parceria um helicóptero de ataque puro seguindo as nossas reais necessidades.