Home Aviação de Ataque Caças F-35B britânicos fazem estreia em combate contra o Estado Islâmico

Caças F-35B britânicos fazem estreia em combate contra o Estado Islâmico

6674
162

Aeronaves de combate Lockheed Martin F-35B, operando a partir do Chipre, realizaram as primeiras missões de combate do tipo a serviço do Reino Unido, realizando missões operacionais contra o Estado Islâmico no Oriente Médio.

O marco foi anunciado pela Secretária de Defesa do Reino Unido, Penny Mordaunt, durante um evento de mídia na Royal Air Force (RAF) em Akrotiri em 24 de junho. De acordo com o Ministério da Defesa (MoD), as operações de combate do F-35B começaram em 16 de junho e estão em andamento.

Aeronaves do 617 ‘Dambusters’ Squadron da RAF (embora com pessoal misto da RAF e da Marinha Real) têm voado até agora 13 missões de rastreamento armado sobre o Iraque e a Síria como parte da Operação Shader (a missão do Reino Unido contra o Estado Islâmico no Oriente Médio).

Este desdobramento inaugural de combate ocorreu apenas seis meses após a declaração de Capacidade Operacional Inicial – Terra (IOC-Land) em janeiro, e um mês depois de que seis F-35Bs serem enviados para a base RAF Akrotiri no Chipre no final de maio, em uma missão de treinamento para se preparar para operações futuras longe da base atual do tipo na RAF Marham no Reino Unido.

Naquela época, o Ministério da Defesa (MoD) disse que o Exercício Lightning Dawn, como era conhecida a missão de treinamento, não veria a aeronave usada na Operação Shader, mas observou que isso poderia mudar a curto prazo.

Em setembro de 2018, o MoD anunciou que a natureza da missão contra o Estado Islâmico havia mudado de ataque para rastreamento armado e inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR), e isso se reflete nas primeiras tarefas de combate do F-35B, sem armas empregadas até agora. Os F-35B estão operando ao lado de seis Eurofighter Typhoon FGR4 que estão no teatro desde o início das operações de combate em setembro de 2014.

F-35B do 617 Squadron operando na RAF Marham

FONTE: Jane’s

Subscribe
Notify of
guest
162 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Victor Filipe
Victor Filipe
1 ano atrás

É esse tipo de coisa que não encaixa. Tem noticia falando que tirando o modelo A os F-35 da versões B e C estão praticamente inutilizáveis, pouco tempo depois se mostra noticias dos Marines e os Britânicos empregando com sucesso em condições de combate o modelo B em que seria o mais problemático de todos. é complicado ter uma verdadeira constatação da real situação do F-35 como um todo. Um ano atras saiu um relatório afirmando que as 3 aeronaves tinham mais de 2 mil erros, no começo desse ano um novo relatório afirmou que ele tinha pouco mais de… Read more »

Chris
Chris
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Democracia, meu amigo ! Tem gente achando defeito pelo custo do projeto ! Tem hater… Tem ate militar querendo mais dinheiro…

Nos aqui… Temos o AntonioKings, nao? Kkk

Fato é que os britânicos se derreteram em elogios aos F-35.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Chris
1 ano atrás

Se os britânicos não se derretam em elogios ao F-35, titio Trump vai brigar.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Imagina o Titio Putin ficando bravo com os indianos falando mau do Su-57

MMerlin
MMerlin
Reply to  Chris
1 ano atrás

kkkkkk.
O Antonio já é uma celebridade aqui.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  MMerlin
1 ano atrás

Uma celebridade só que ao contrário!

Junior Souza
Junior Souza
Reply to  MMerlin
1 ano atrás

Cara eu aposto todas as minhas fichas que esse Antonio é um daqueles fakes russos que estão por ai espalhando desinformação ou fazendo propaganda . Tinhamos a presença constante do Rustam fazendo propaganda de estado aqui e agora apareceu esse cidadão.A guerrilha virtual é algo que se torna cada dia mais comum…
Quanto ao F-35 vão ter que engolir ele por que a produção e encomendas seguem firmes, o projeto segue evoluindo, as deficiências serão identificadas e sanadas e a vida seguirá

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Junior Souza
1 ano atrás

O caso Tolley fica a cerca de 12 SU-57. Isso não é propaganda, é apenas esse jornalismo livre. O fato de que esta é uma tradução especialmente distorcida da frase vaga, “livre”. os jornalistas não se importam, é claro.

José
José
Reply to  Junior Souza
1 ano atrás

Ledo engano!
Ele não tem inteligência e nem discernimento suficientes para tanto,sobra-lhes a paixão que cega a razão.
Em sua imaginação afetada e para satisfazer o seu amo,o seu demiurgo,presta-lhes serviços gratuitos de um vassalo apaixonado e carente.

Coutinho
Coutinho
Reply to  Chris
1 ano atrás

Não Esqueça o Sergio Luis!

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Falar mal dele vende jornal!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Foi declaração oficial da USAF ou da RAF?

Fabio
Fabio
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

É a margem de erro do IBOPE!

marcus
marcus
Reply to  Fabio
1 ano atrás

Ficam algumas duvidas.
Os Alemães não vão comprar F35?
Os Italianos vão reduzir em muito as compras?
Os Italianos vão se associar, com os alemães e Franceses na aeronave, que esse consorcio afirma que é de 6º geração?
Ou vão se juntar aos ingleses?
Realmente, o F35 tem problemas que Alemanha não que encarar?
A Italia também não quer investir por falta de dinheiro ou percebeu que terá que pagar caro pelos upgrades?

Pedro
Pedro
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Depende de quem fala mal e quem fala bem neh? Geralmente quem mais fala bem do F-35 é o fabricante e seus compradores, o que é até logico pois se nem eles falassem bem, quem falaria? Agora os críticos do programa são aqueles que não tem ligação de responsabilidade pelo mesmo, como midia, congresso e etc. Logico que esses também adoram fazer um “fogo” para vender seu peixe, mas não se pode seguir cegamente um lado em detrimento do outro. Veja nessa noticia, o jato que esta a anos descrito como “operacional” fez apenas uma missão de observação, ou seja,… Read more »

Pathfinders16
Pathfinders16
Reply to  Pedro
1 ano atrás

A IAF(F-35A) e USMC(F-35B) já lançaram armas em missões de combate, já que você não considera missões de ISR como de combate.

Pedro
Pedro
Reply to  Pathfinders16
1 ano atrás

No texto deixei claro que era com relação a RN mas vale o mesmo para a RAF. Sobre a IAF, o que se tem confirmado foi um voo do mesmo sobre o Libano, e em momento algum foi confirmado o uso dele em alguma operação de combate.

Flávio Henrique
Flávio Henrique
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

O mais problemático é a versão C, o problema dos F-35B dos marines é que muitas peças já comprada não serve nas versões atuais e a LM tem dificuldade de repor essa peças. Fora o ALIS e o alguma e limitação de velocidades (supersônicas)..

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
1 ano atrás

Boa publicidade para gerar futuras vendas.

JPC3
JPC3
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Mais para dar satisfação aos contribuintes.

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Pior que tem notícia dizendo que mudando o software ele se torna um caça de sexta geração, deveriam avisar os ingleses antes deles lançarem seu novo caça de 6 geração.

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

O tiulo diz que estreitou em combate e no final disse que não carregou armas, só isto já explica muito.

nonato
nonato
Reply to  Washington Menezes
1 ano atrás

Estranhei também.
Então combate não é lutar?
É apenas ir para o teatro de operações?

JPC3
JPC3
Reply to  Washington Menezes
1 ano atrás

A matéria diz quais missões ele estava fazendo, só ler antes de comentar.

É que para o pessoal muito leigo essas coisas de inteligência e reconhecimento não são muito importantes.

Mercenário
Mercenário
Reply to  Washington Menezes
1 ano atrás

Washington,

Em que trecho a matéria menciona que os F-35 não carregaram armas?!

Estão armados, só não estão executando missões de ataque.

Negrão
Negrão
1 ano atrás

Têm que enganar outros trouxas para diminuir o prejuízo. Maior fiasco da indústria Bélica.

Minuteman
Minuteman
Reply to  Negrão
1 ano atrás

Poxa, não fale mal assim do Su-57, nem o Tio Putin quer. Em contrapartida o F-35 já está em operação em 11 países, e contando…

André Macedo
André Macedo
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Minuteman, você fala como se os países que compraram esse trambolho o fizeram por critérios exclusivamente técnicos. Não sei se você sabe algo do assunto, mas o F-104 “Fazedor de Viúvas” teve 15 operadores e cerca de 2500 unidades produzidas. Não esperava menos de alguém que coloca mimimi ideológico a frente do critério técnico e usa dados inconclusivos assim, há vários “Minutemen” comentando no site.

Minuteman
Minuteman
Reply to  Negrão
1 ano atrás

Em breve eles voarão pela FAB, o que vai ter gente cortando os pulsos será de arrepiar…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Isso é praga?
Você agora está rogando praga nos outros?
Sai pra lá!

Minuteman
Minuteman
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

De forma alguma. Apenas relatando a futura realidade, nua e crua.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Vai jogar praga para lá, depois do Gripen é sexta geração, de preferência europeu por favor. Eu não estou nem um pouco afim de ver esse trambolho repleto de problemas na FAB.

Minuteman
Minuteman
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Você realmente acha que a FAB vai operar um de 6ª geração sem antes operar o F-35? Acho que só você.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Não só acho, como deve. O Gripen vai durar uns 40 anos, não há por quê pegar 5 G após o Gripen se os 6 G já vão estar voando. Além do mais, não era o capinador de mato de quartel que iria transformar o Brasil em país de primeiro mundo? Pois vamos na onda!

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

O F-35 é de que quinta geração? acho que é só de quinta, kkkkk

Douglas Rodrigues
Douglas Rodrigues
Reply to  Negrão
1 ano atrás

Fiasco, com uma quantidade enorme de pedidos e outros países ainda querendo comprar?
Não vejo assim, mesmo que tenham “n” problemas e o seu preço seja ainda exorbitante, continuam sendo vendidos… Inclusive a discutir os problemas do caça é outros 500.
Acredito que tenha que rever os conceitos de fiasco.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Negrão
1 ano atrás

Então Negrão. se formos considerar que fracasso seria falta de vendas então você esta redondamente enganado pois ele já vendeu mais de 400 unidades e contando. então ta tendo retorno.

Se você afirmar que ele como programa militar gerou gastos extremamente altos, fora do orçamento e que o governo americano esta pagando rios de dinheiro por isso, você esta certo

Se você afirmar que ele é fracasso porque não entrega oque promete… bem isso é algo que tem que ser discutido… é seguro afirmar que o F-35 ainda esta em desenvolvimento e ele já ta realizando missões por ai.

Flamenguista
Flamenguista
Reply to  Negrão
1 ano atrás

Sem armas e escoltados pelos EF2000???!! Que mais posso dizer??

JPC3
JPC3
Reply to  Flamenguista
1 ano atrás

Se não endente nada não diz nada.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Flamenguista
1 ano atrás

Que mais pode dizer?
Contra o Estado Islâmico????????
Fala sério!

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Que comédia você é kings….

Os Sukhois estão lutando contra quem mesmo???

Bosco
Bosco
Reply to  JPC3
1 ano atrás

JPC,
Se os F-35 não pousarem na Praça Vermelha pra turma não tá bom.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Mas até um “teco-teco” conseguiu

https://d30p9ca83oqyng.cloudfront.net/defesanet/site/upload/news_image/2014/05/20361_resize_620_380_true_false_null.jpg

Um glorioso Cessninha na praça vermelha em plena guerra fria 1987… é mole?

(vamos ver se esse comentário não fica barrado)

Munhoz
Munhoz
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Não devemos menosprezar os Russos pois eles é que limparam a Síria dos ISIS.

JPC3
JPC3
Reply to  Munhoz
1 ano atrás

O trabalho dos russos foi importante sim e demonstraram grande eficiência em diversas ocasiões.

Você tem razão, Munhoz.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Sei lá. Não tenho conhecimento suficiente, mas “eficiência” e “uso de bombas não-guiadas” não são palavras que combinam.

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

“””Contra o Estado Islâmico????????
Fala sério!”””
É o que tem pra hoje!!!

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Ué, Bosquinho, e o Irã, não tem para hoje? porque o F-35 não dá uma demonstração de poder, entra no espaço aéreo iraniano e manda um monte de folhetos de propaganda, para dar uma força para a quinta-coluna vendida dos iranianos?

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Isso é bem possível, assim como Venezuela. Mas não serão folhetos.

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Serio é que os S-400 na Siria andam realmente passando batido com os F-35 ! Heheh

Munhoz
Munhoz
Reply to  Chris
1 ano atrás

Não, quanto mais os F 35 voarem sobre os S 400 melhor para os russos pois os mesmos vão aos poucos calibrando os radares e testando novos meios para o rastreamento .

João Girardi
João Girardi
Reply to  Munhoz
1 ano atrás

Se continuar assim não vai sobrar S-400 pra ser calibrado kkkk

TioBiu
TioBiu
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Se você quer testar seu 4×4 novo no rali dos sertões pra mim tudo bem.

Junior Souza
Junior Souza
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Israel tem usado na Síria contra o s-300 . Abraço

Bosco
Bosco
Reply to  Junior Souza
1 ano atrás

A Rússia opera o S400 na Síria.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Que no momento está testando suas capacidades contra esse F 35, acho que só vai faltar a versão C para a biblioteca de assinaturas do S 400 !

Fala sério de um lado eles estão preocupados com os turcos e por outro desfilam sobre os S 400 !

JPC3
JPC3
Reply to  Munhoz
1 ano atrás

O F-35 está voando com refletores, não só para disfarçar a RCS como também para evitar incidentes.

Mas alguma coisa os russos devem estar aprendendo com certeza.

Bosco
Bosco
Reply to  Munhoz
1 ano atrás

Munhoz,
Mas o contrário é tão válido quanto. O F-35 está recolhendo informações a respeito dos radares russos e isso é muito mais efetivo que o contrário já que o RCS do F-35 tem como “disfarçar” usando amplificadores de eco, já o radar não tem.
Sem falar que o F-35 tem um alto grau de consciência situacional e é dotado de sensores que informam se está adentrando uma área varrida por radar e ele pode contorná-la ou se manter abaixo do horizonte radar caso queira.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Mas esse contrário já está sendo feito com outros meios.

Aurinho
Aurinho
Reply to  Flamenguista
1 ano atrás

Kkkkkkkk

Coutinho
Coutinho
Reply to  Flamenguista
1 ano atrás

O texto não diz que o F-35 está sendo escoltado. E sim que o Eurofighter já estava em operação naquela região desde 2014.

LBacelar
LBacelar
Reply to  Negrão
1 ano atrás

Tão fiasco que os turcos estão desesperados para não perder a cadeirinha no programa

JPC3
JPC3
Reply to  LBacelar
1 ano atrás

Ninguém pode dizer que os turcos estão sendo obrigados a comprar.

Vitor Silva
Vitor Silva
1 ano atrás

Que tenham boa sorte, com estás novas máquinas e consigam a simbiose perfeita entre homem e máquina.
E já agora que consigam potencia-las até ao limite quer em exercicios militares quer no teatro de guerra, caso venha a ser necessário.

carcara_br
carcara_br
1 ano atrás

F-35 a rodo voando na síria, os russos com as baterias S-400 vigiando tudo. Realmente, dá pra entender que a entrega dos S-400 aos turcos é uma mera desculpa p/ não entregar a aeronave…

JPC3
JPC3
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Estão voando com refletores de radar.

Ricardo
Ricardo
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Justamente isso que os turcos alegam! os russos estão com todo tipo de equipamento eletrônica para rastrear e capturar informações sobre as aeronavas sobre o céu da Síria e hora nenhuma se tenta poupar os F-35. Edorgan já avisou que não se curvará a Trump, veremos como isso termina.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Ricardo
1 ano atrás

Termina com a Turquia sem o F-35, manda quem pode!

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Olha o F35 B e C, estão tendo sérios problemas, nada incorrigível, mas o interessante que o B tá vendendo bastante, pq não ir no A que não tem todos os problemas que vivem aparecendo na mídia, decolar verticalmente é tão bom assim?

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
1 ano atrás

Qual o mérito de chutar cachorro morto ?

JPC3
JPC3
Reply to  Ricardo da Silva
1 ano atrás

Texto diz que são missões de reconhecimento e inteligência. E além de ganhar experiência também serve para mostrar aos pagadores de impostos que a aeronave pode ser utilizada em combate.

Não sei até que ponto o cachorro é morto porque tem outros países que estão fazendo a mesma coisa há mais de 4 anos inclusive.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Contra o Estado Islâmico pode usar um Cessna Skyhawk usado que está de bom tamanho.

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Acho que você se enganou porque o Cessna não faz reconhecimento e inteligência eletrônica, também não consegue gravar as frequências que os radares russos utilizam.

Jacinto
Jacinto
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Não despreze o Cessna Skyhawk: com um deles o Mathias Rust saiu da Finlândia e pousou em uma ponte que acaba na Praça Vermelha ao lado do Kremlin.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Sim, porque era um inocente Cessna.
Se fosse um F-35, atualmente, seria derrubado na fronteira.

pampapoker
pampapoker
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Mas que o Cessna furou o radar de defesa aérea ,furou, ou seja ,arma um Cessna com granadas de mão que ataca o que quiser kkkk. Caros colegas, eu me divirto aqui kkkk

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  pampapoker
1 ano atrás

Sim. Lá pelos idos de 1980.
Hoje, não passa nem F-22.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Inteligência eletrônica para quê?
Os russos devolveram o pessoal do ISIS ao tempo de Maomé.
Com a ajuda de seus Sukhois, é claro.

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

E os russos não fazem missões de inteligência eletrônica?

Aquele avião, Il-20 se não me engano, que os sírios abateram com um SA-2 dos anos 60 não era de inteligência eletrônica ou de reconhecimento talvez?

JPC3
JPC3
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Me enganei.

Aquele, segundo o rbth, era o de guerra eletrônica que consegue bloquear as comunicações da OTAN e cegar os AWACs e caças americanos. Inteligência eletrônica é só uma parte da missões dele.

Devia estar desligado quando foi atingido por um míssil dos anos 60.

Jacinto
Jacinto
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Ou estava recarregando

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Huehuehueheueheu nem precisa de arma stand off, uma baladeira já serve.

Bosco
Bosco
Reply to  Ricardo da Silva
1 ano atrás

Cachorro morto com um dono com S400?

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco,
“Caças F-35B britânicos fazem estreia em combate contra o Estado Islâmico”
O Estado Islâmico esta com o S400 ? Por favor, me passe o link. Eu não sabia.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Ricardo da Silva
1 ano atrás

Realmente a pergunta faz todo sentido. O Putin deu o dia que dará a resposta?

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
Reply to  Ricardo da Silva
1 ano atrás

Realmente, estão “futebolizando” tudo ! Alguns estão parecendo até o Galvão Bueno ” Assim como ele torna qualquer oponente da seleção em “potência do futebol”, qualquer oponente do F-35 é visto como uma “Super potência Tecnológica e Militar”. Só rindo mesmo ! 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂

PauloSollo
1 ano atrás

Enquanto a aeronave é amplamente elogiada pelos usuários, os que a conhecem de fato, ficam um monte de Zé ruelas vermelhopatas destilando birra e inveja inutilmente. Com 11 países usuários até agora e outros tantos interessados, vai atingir as 4.000 unidades e dominar os céus do planeta. Aos de segunda categoria resta o silent flanker SUcata-57 e aos de terceira a obesa e asmática “istélfi maquillage” madame Jequiti-20.

Pedro
Pedro
Reply to  PauloSollo
1 ano atrás

Lembre-se que o F-104 também era o “supra-sumo” segundo os EUA em 1960, vendeu horrores, foi o caça padrão da Europa nos anos 60 e depois se confirmou aquilo que alguns críticos do mesmo falavam desde o inicio: que o jato era uma jaca, uma bela de uma M….! E aí, por mais de uma decada, ficou grande parte da Europa Ocidental equipada com um jato que era mais fácil matar seu piloto do que abater qualquer coisa vinda da URSS.

Diogo de Araujo
1 ano atrás

floyd mayweather faz estréia em combate contra minha vó

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

E tem gente falando mal dessa maravilha tecnológica, só um caça com essas características podem executar ” missão contra o Estado Islâmico havia mudado de ataque para rastreamento armado e inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR).

Bosco
Bosco
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Nilton,
Os russos usaram mísseis Kalibr de submarinos e KH-101 lançados de bombardeiros Tu-22 contra o EI e não vi você achar inusitado.
Estranho né??

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Pelo que li, à época, foi mais para testes para aferir a precisão das armas.
Não se tratava do super-hiper-mega-blaster F-35, que funciona perfeitamente e não encontra nenhum paralelo no Mundo.

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Toma um dislike Toinho.

Jack
Jack
Reply to  Bosco
1 ano atrás

kkkkkkkkkk

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Então o Toninho vai tomar dois!

Maurício Vaz
Maurício Vaz
Reply to  Bosco
1 ano atrás

xD

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Acho que ele coleciona deslikes.

pampapoker
pampapoker
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Serve para o F35 aferir a sua eletrônica de bordo então kkkk

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Poxa, acho que Você deu uma “grande” ideia para os Ingleses. Eles poderiam usar esse cenário conflagrado, recheado de radares e sistemas de vigilância russos para exercitar os meios eletrônicos do F-35 no sentido de capturar frequências ou mesmo confundir o seu funcionamento.

Kings, você é um gênio. Espero que os idiotas dos Ingleses se espelhem nos Russos e nos seus comentários para testar e aferir a precisão de sua mais nova arma do arsenal… segue um like para o seu comentário.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Depois que se aliaram a Trump, Brexit e etc., começo a achar que são meio idiotas mesmo.

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

100 dislikes rapidin

Greyjoy
Greyjoy
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Parabéns. Você se auto refutou.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco

Preciso ler as postagem anteriores para verificar se esqueci de enaltecer as Forças Armadas da Federação Russa pela brilhante campanha contra o Daesh, usando os armamentos que seu inventário possui.
Espero que tenhamos pelo menos o senso comum que o combate ao Daesh deve ser feito não só por T-22 usando KH-101 como também pelo F-35 fazendo rastreamento armado e inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR).

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Submarino já é uma arma furtiva por natureza. O F-35 é que tem que mostrar a quê veio. Deveria ser batizado de fogo no Irã…

Nakagawa
Nakagawa
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Devo concordar, para este tipo de missão até o remendo chamado SU57 serve.

Leandro
Leandro
1 ano atrás

Estão usando calibre 12 pra matar baratas , tem avião muito mais barato pra combater o issis .

Bosco
Bosco
Reply to  Leandro
1 ano atrás

Qual você recomenda que os britânicos operam?

Delfim
Delfim
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Eles operam os Tucanos e os Hawk. Desconheço se tais aeronaves tem condição para ataque leve ou são configurados apenas para treinadores. Os Hawk eu soube que podem disparar Sidewinders como parte de uma reserva da RAF.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Mas eles não estão usando o F-35 para ataque; eles estão usando para ISR – Inteligência, Vigilância e Reconhecimento – que é uma missão voltada para sensores e não armas.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Relaxa Jacinto, muito complicado entender isso.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Leandro
1 ano atrás

Espero que o Putin tenha lido o seu comentário.

Flávio Henrique
Flávio Henrique
Reply to  Leandro
1 ano atrás

Os alvos deles são outros: baterias antiaérea dos atuais players na região.(não lembro do IS com isso)

Sérgio Luís
Sérgio Luís
1 ano atrás

Atacou onde na Síria?
Nas beiradas?!
Na faixa litorânea ou Damasco!
Aí sim ! Valerá o seu peso em ouro quando fizer isso!

Bardini
Bardini
1 ano atrás

“Em setembro de 2018, o MoD anunciou que a natureza da missão contra o Estado Islâmico havia mudado de ataque para rastreamento armado e inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR), e isso se reflete nas primeiras tarefas de combate do F-35B, sem armas empregadas até agora. Os F-35B estão operando ao lado de seis Eurofighter Typhoon FGR4 que estão no teatro desde o início das operações de combate em setembro de 2014.” . É o que eu venho sempre falando, não é só um “caça”… O F-35B estava fazendo ISR. E isso é uma missão das mais fundamentais e importantes. O… Read more »

Leandro Assis
Leandro Assis
1 ano atrás

Será que estão usando defletores de radar? Alguém pode confirmar isso? Imagino que seria interessante voar cm o F-35B em cenários como estes pra demonstrar aos contribuintes que o avião é operacional mas não estão dando a chance para os operadores dos sistemas SAMs russos calibrarem seus radares para rastreá-lo. Embora se pensar assim, nunca sairão dos hangares. 🤔

JPC3
JPC3
Reply to  Leandro Assis
1 ano atrás

Não tenho certeza sobre os britânicos, mas os americanos que operaram lá estavam e devem continuar usando refletores. Mais para evitar confusões e surpresas, e, se não me engano, também para esconder a RCS do caça.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Typhoon e F-35B contra barbudos de chinelo do EIIL ?
Em tempo : o Irã xiita não apoia o EIIL sunita.

JPC3
JPC3
Reply to  Delfim
1 ano atrás

E F-15, Super Hornet, F-16, Su-35, Su-34,Su-30, Su-57, Tu-160, Tu-22.

Delfim
Delfim
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Mas nenhum desses que vc listou foi anunciado como “o futuro da supremacia aérea, o rei da cocada preta”.
Não é crítica, é zoeira mesmo. Pra pegar chineludo de AK-47 o A-29 dá e sobra.

JPC3
JPC3
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Entendo que não foi crítica, mas o avião foi feito para ser usado. No caso dos EUA era para ser o burro de carga do futuro.

Não sei se outros caças conseguem fazer as mesmas missões de inteligência e reconhecimento. Embora o EL seja indefeso contra ataques aéreos, encontrar as posições deles pode ser bem difícil como é no caso da maioria das forças de guerrilha.

LBacelar
LBacelar
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Mas o futuro da supremacia aérea e o rei da cocada preta não é o F-22?

Jacinto
Jacinto
Reply to  LBacelar
1 ano atrás

LBacelar.
Você está correto. O F-35 não tem como função primária a superioridade aérea que é papel do F-22. O F-35 é preponderantemente um avião de ataque…

teropode
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Os outros não foram porque realmente não são, fora o F22 atrevidinho .

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Percebi que a RAF só tem aeronave cara para COIN. Hora de voo mais de 10x a hora de voo do A-29.
A RAF opera T-27 e Hawk que poderiam fazer COIN a uma fração do custo dos F-35 e EF-2000. O Hawk inclusive tem provisão para Sidewinders, para ser usado como reforço da defesa aérea.
Fazer o serviço de COIN os tops fazem, mas a um custo exorbitante.

nonato
nonato
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Talvez seja mais para testar mesmo.
Ir usando no mundo real.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Delfim
1 ano atrás

E foram essas coisas que abriram o mercado para a Embraer. Se bem que muita gente considera que os tempos das guerras de COIN estão acabando. Agora todo mundo parece estar se preparando para um confronto com adversários mais equilibrados.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Mas mas mas eu li que esse caça só tinha defeitos, que era uma bomba ou pior…. (ironia)

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Posso estar redondamente enganado, mas sempre que leio notícias da OTAN atacando o estado islâmico, não consigo acreditar que realmente estão tendo êxito lá. Parece que o trabalho ocidental não conseguiu surtir o efeito esperado. Desde 2014 o ISIS só aumentava seus territórios, mesmo com as ações aéreas da OTAN. A Rússia é mais bem sucedida com seus Kalibr lançados de navios, submarinos,SU-34 e TU-22. Depois da chegada da Rússia, o estado islâmico só levou pau e perdeu mais de 90% dos seus territórios na Síria. Por que a Rússia consegue ser bem sucedida no Oriente médio e a OTAN… Read more »

Greyjoy
Greyjoy
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Eu diria que não era desejo da OTAN atacar pra valer o ISIS. Veja, estamos falando de algumas das maiores forças armadas do mundo, e isso sem nem contar os EUA. Você não acha que se realmente quisessem atacar não teriam meios de dar um golpe tão duro quanto os russos deram?

O desejo da OTAN era a saída do Assad. O desejo da Rússia era a permanência deste. Daí você tira o grau de comprometimento com os ataques.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Greyjoy
1 ano atrás

Acrescento que a Rússia tem uma base naval na Síria, construída há muito tempo. O combate ao ISIS serve como justificação para atacar a oposição ao ditador sírio, o que torna qualquer alvo legítimo e facilita as missões de ataque ao não ter em consideração o alvo em si e os danos colaterais. A NATO, pressionada pelas sociedades que a compõem, não deve actuar desta forma. Uma coisa é derrotar o inimigo, outra é manter a paz. A Rússia e o Irão foram eficazes contra o ISIS? A que custo, presente e futuro, para a Síria? Não basta a força… Read more »

Greyjoy
Greyjoy
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

Tem relação com aquilo que falei. A OTAN sempre empregou a força e somente ela. Veja a Líbia por exemplo. Derrotaram o regime e deixaram o país em tal situação que ele ficou pior do que era.

Bosco
Bosco
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Antunes, Mas a Rússia limpou o ISIS da Síria, mas quem você acha que a tirou do Iraque? E não seria obrigação do Ocidente limpar o ISIS de um local onde ele não era bem vindo, você não acha? Na Síria os russos não faziam distinção entre o ISIS e os rebeldes sírios e nem da população civil. Assim, fica mais fácil empreender operações de limpeza via ataque aéreo já que o risco de dano colateral é zero. Tudo que tá embaixo é alvo. E vamos e venhamos, não foi com meia dúzia de Kalibrs que os russos colocaram o… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  Bosco
1 ano atrás

E os EUA e o ocidente não usam números falsos também? Já acharam as ADM do Iraque? Não neh? Então estamos de acordo que são os dois lados! Por ultimo, sobre o ISIS no Iraque é fato que quem o botou para correr foi o Exercito Iraquiano, onde houve muita pressão e reclamação das lideranças desse país contra a eficacia dos ataques da OTAN, onde se fazia muito estrago nas estruturas civis e pouco contra os combatentes. Notadamente em Mossul o que mais auxiliou os terroristas do ISIS foi a tamanha destruição que fizeram com a cidade, onde assim como… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco, os russos não limparam a Síria do ISIS. Contribuíram, mas é isso. O ISIS – que tem origem no Iraque – operava na região oriental da Síria, a leste do Rio Eufrates, na fronteira do Iraque. Era lá que estava, inclusive a “capital” do ISIS (Raqqa). Quem carregou o piano na luta contra o ISIS, tanto no Iraque quanto na Síria, foram os curdos (que são os habitantes da região). Tanto que hoje quem controla todo o território sírio a leste do Rio Eufrates – que era a maior parte do território do ISIS da Síria – não é… Read more »

100nick-Elâ
100nick-Elâ
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Nem o Bosco acredita nessa mentira que você está dizendo.

Jacinto
Jacinto
Reply to  100nick-Elâ
1 ano atrás

Mostre que é mentira.
Por acaso é mentira que o ISIS estava instalado a leste do Rio Eufrates? Não, qualquer mapa do território do ISIS mostra isso.
Por acaso é mentira que atualmente o território a leste do Rio Eufrates é ocupado pelo SDF/Rojava? Não, qualquer mapa da Siria atual mostra isso.
Por acaso é mentira que o SDF/Rojava são opositores do Assad? Não, porque se fossem aliados do Assad, eles seriam caracterizados como tal.

Pedro
Pedro
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

No Iraque sua afirmação não esta correta, mas os curdos suportaram uma parte considerável do combate ao ISIS até o exercito Iraquiano ser reformulado com milicias xiitas e algumas sunitas leais a Baghdah. Na Siria é diferente. O território Curdo na Síria em grande parte era o extremo norte do país (onde hj esta por sinal, as tropas e milicias turcas)e não o atual território sobre domínio da SDF. Esse hoje foi resultado da luta deles contra uma frente do ISIS que estava indo em direção ao Norte e visava garantir o escoamento do petróleo do ISIS via Turquia e… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Simples, gestão de risco. Os aviões e helicópteros Russos se arriscavam muito mais que os da OTAN. Para vc fazer suporte a tropas de terra, vc tem que voar baixo, devagar e com armas que possam cobrir uma grande área, como canhões e foguetes. Vc pode usar com sucesso armas inteligentes como bombas guiadas para destruir instalações, mas usar 2 ou 3 dessas para dar suporte contra tropas dispersas no terreno, alem de ser muito caro tem sua eficacia reduzida. Outro ponto, a Russia usou largamente bombas de combustível-ar e de fragmentação, e a OTAN nem tanto. Pq? Pq a… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Talvez o factor mais relevante seja a experiência operacional. Os EUA, no início da guerra do Iraque, não tinham muitos veículos MRAP o que levou a muitas baixas. Com essa experiência alterou as suas tácticas e equipamento, adaptando-se e ganhando a iniciativa sobre o inimigo. A gestão de risco da Rússia vai-se adaptando ao conflito, de forma a diminuir as perdas. Nem mesma a Rússia gosta de perder equipamentos militares. A utilização das bombas de fragmentação, e de outras, talvez seja o resultado da experiência operacional que levou a uma melhor gestão de risco, trocando esses ataques iniciais arriscados por… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Eu olho para o mapa da Guerra Civil na Siria e não consigo entender de onde vem esta concepção de que foi a Rússia que derrotou o ISIS. Eu digo isso porque a maior parte do território do ISIS na Síria estava a leste do Rio Eufrates – próximo, portanto, do Iraque, que é o berço do ISIS. Mas quem atua naquela região (leste da Síria) não são as forças do Assad ou da Rússia. Quem opera naquela região é a Rojava e seu braço militar – Syrian Democratic Forces (SDF) com o apoio dos EUA e da sua coalização.… Read more »

100nick-Elâ
100nick-Elâ
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Tentar espalhar essa mentira não vai adiantar, nem os tolos ou ideologicamente cegos acreditarão.

Jacinto
Jacinto
Reply to  100nick-Elâ
1 ano atrás

Não é mentira. Na verdade, só uma análise do conflito da Síria. As pessoas que dizem que a Russia derrotou o ISIS nunca olharam um mapa do conflito. Quem hoje ocupa o território que era do ISIS (leste do Rio Eufrates) é o SDF/Rojava, que são opositores do Assad – e consequentemente, adversário dos russos. Os russos derrotaram o ISIS e entregaram o território para o adversário de seu aliado? Há algum sentido nesta narrativa?

Sergio
Sergio
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Pena que o site fechou os mapas da Síria antes de 09/2018 – dava para ver quem dominava cada região.
https://syria.liveuamap.com/en/time/01.09.2018

Jacinto
Jacinto
Reply to  Sergio
1 ano atrás

Tem outro site, que alias e muito parecido:
syriancivilwarmap.com

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

A Rússia não entrou para bater no ISIS, entrou pra salvar o tirano do Assad e resguardar sua influência na região!

Alessandro
Alessandro
1 ano atrás

Se o título da matéria fosse, “Rússia faz estreia de Su-57 para matar barata”
seria “revolucionário e inovador” segundo os amantes da mãe rússia, tudo se justifica no caso deles rsrs…

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
1 ano atrás

Chris

Democracia, meu amigo ! Tem gente achando defeito pelo custo do projeto ! Tem hater… Tem ate militar querendo mais dinheiro

…….

“A propaganda representa para a democracia aquilo que o cassetete significa para o estado totalitário.”

Noam Chomsky

α Tau
α Tau
1 ano atrás

“A propaganda não pode servir à verdade especialmente quando possa salientar algo favorável ao oponente.”

Adolf Hitler

Ura
Ura
1 ano atrás

Derrubar barraca de árabe no deserto com F-35?
Eitaaaa !!!
País rico é outra coisa…

100nick-Elã
100nick-Elã
1 ano atrás

Dizem que os guerrilheiros islâmicos se defenderam do F-35 atacando suas sandálias havaianas no caça.

Bosco
Bosco
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Olha… agora entendi como eles botaram os soviéticos pra correr do Afeganistão.

rodrigo
rodrigo
Reply to  Bosco
1 ano atrás

os misseis stinger que os EUA deram pros terroristas, foram o que botaram os russos pra correr.

rodrigo
rodrigo
Reply to  rodrigo
1 ano atrás

os misseis stinger que os EUA deram pros terroristas, foram o que botaram os russos pra correr

André
André
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Então foram os mísseis stinger + as havaianas, já que os stinger servem apenas para combater alvos aéreos, cabendo o combate aos alvos terrestre às havaianas.

Esses soviéticos eram muito incompetentes mesmo, não conseguiram treinar os árabes para, mesmo em número muito maior e com os equipamentos super avançados fornecidos em grandes quantidades, enfrentar os judeus, nem enfrentar o poderoso dueto de stingers + havaianas no Afeganistão.

Ainda bem que o russos são supimpas, mesmo ainda dependendo majoritariamente de atualização dos projetos soviéticos.

100nick-Elâ
100nick-Elâ
Reply to  André
1 ano atrás

Pois é, a Arábia Saudita é o terceiro ou quarto país que mais gasta com armamentos no mundo. Mesmo assim, não consegue vencer o paupérrimo Iêmen, um dos países mais pobres do mundo. Será que a qualidade do equipamento americano, do mais moderno que os EUA exportam, tem a ver com isso?

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Bem… Eu torço que desta vez eles se tornem totalmente e realmente operacionais para justificar o gasto exorbitante nesse caça.

Topol
Topol
1 ano atrás

Queiram desculpar mas esse tipo de missão um drone poderia fazer… agora desdobrar um esquadrão Vstol para operar a partir de solo com um caça incrivelmente caro pagando 50 vezes mais e ainda comemorar o “marco”… a deixa pra lá… ah, e a palavra “combate” na prática não se encaixa aqui.

Heitor
Heitor
1 ano atrás

Olha ele voa rsrsrs batendo em cachorro morto…

Edimur
Edimur
1 ano atrás

Fez oque um Super Tucano faria por muito menos, só isso de resto só o mais do mesmo propaganda .

João Adaime
João Adaime
1 ano atrás

Esta discussão me fez lembrar do Fórum Social Mundial, que teve sua primeira edição em 2001 em Porto Alegre. Hoje o evento acontece anualmente também em outras cidades brasileiras e de outros países. Resumindo o Fórum: Esquerdistas de todo o mundo, uni-vos (ops, me enganei). Esquerdistas de todo o mundo reúnem-se para discutir como os países ricos devem investir o dinheiro dos seus contribuintes. Simples assim. Aqui vemos o mesmo. Criticam o uso que a RAF está dando aos seus F-35. O avião é deles, está pago, o combustível e os pilotos também são deles. E o dinheiro é dos… Read more »

André
André
1 ano atrás

Segue o baile. Enquanto os especialistas criticam o f35, os usuários querem cada vez mais.

Enquanto isso, seu concorrente vive da espectativas dos contratos que ainda vão ser assinados no futuro para conseguir vender mais de uma dúzia de unidades.

JPC3
JPC3
1 ano atrás

No fim a explicação para estarem fazendo missões de reconhecimento é que neste período os britânicos não fizeram nenhum ataque. Nem os Eurofighters, nem os Tornados, nem o F-35 jogaram bombas no Estado Islâmico.

Pode ser mentira, até pode, mas é uma explicação simples.