sexta-feira, junho 18, 2021

Gripen para o Brasil

Oferta de Gripen da Saab à Finlândia inclui o GlobalEye

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Saab Gripen E e GlobalEye
Saab Gripen E e GlobalEye

A Saab anuncia que sua oferta de caças Gripen para a Finlândia, apresentada em janeiro deste ano, também inclui duas aeronaves GlobalEye Airborne Early Warning and Control (AEW&C).

O GlobalEye é um ativo estratégico, que pode estar em operação 24 horas por dia, sete dias por semana, para vigilância do espaço aéreo e do solo. Essa capacidade de AEW&C aumentá a consciência situacional da Finlândia e aumentará o tempo de pré-alerta, apoiando a proteção da integridade territorial da nação. Os sistemas AEW&C demonstraram fornecer um efeito de dissuasão eficiente enquanto aumentam e maximizam a eficácia de combate de uma frota de caça.

“Nossa oferta para a Finlândia é uma solução abrangente para o poder aéreo e a defesa aérea, respondendo aos requisitos do programa HX. O GlobalEye é a solução AEW&C mais avançada do mundo e combinada com a aeronave de combate Gripen E/F, proporcionará uma contribuição substancial para a capacidade operacional conjunta das Forças de Defesa Finlandesas”, afirma Anders Carp, vice-presidente sênior e chefe da área de negócios da Saab.

A Saab, apoiada pela Suécia, apresentou sua proposta para a licitação de caça finlandesa em janeiro deste ano. A proposta da Saab inclui 64 aeronaves Gripen, das quais 52 são do tipo monoposto e 12 do Gripen F biposto, assim como duas aeronaves GlobalEye AEW&C. A Finlândia declarou que está planejando uma decisão de aquisição em 2021.

Como parte da proposta, a Saab oferece o equipamento necessário e serviços associados para operar a aeronave, bem como um pacote substancial de armas e sensores. A proposta da Saab também inclui um programa de cooperação industrial com o objetivo de construir amplas capacidades nacionais na Finlândia para a segurança dos suprimentos. Ele apresenta transferência de recursos de manutenção, reparo e revisão para a indústria local, bem como a produção de aeronaves e o estabelecimento de um centro de sustentação e desenvolvimento na Finlândia.

O GlobalEye é a mais recente e avançada solução AEW&C do mercado, estabelecendo um novo padrão industrial com vigilância aérea, marítima e terrestre em uma solução única e multifuncional. O GlobalEye oferece uma ampla faixa de detecção, autonomia e capacidade de desempenhar várias funções, incluindo tarefas como busca e salvamento, vigilância de fronteiras e operações militares conjuntas. O GlobalEye está atualmente em contrato e em produção.

A Saab atende o mercado global com produtos, serviços e soluções líderes mundiais em defesa militar e segurança civil. A Saab possui operações e funcionários em todos os continentes do mundo. Através de um pensamento inovador, colaborativo e pragmático, a Saab desenvolve, adota e aprimora novas tecnologias para atender às necessidades de mudança dos clientes.

GlobalEye AEW&C
GlobalEye AEW&C

FONTE: Saab

- Advertisement -

62 Comments

Subscribe
Notify of
guest
62 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antunes 1980

Finalmente os suecos estão aprendendo a negociar.
Contra o lobby norte-americano, não basta apenas ser melhor. Tem que oferecer quase o dobro do previsto.
Já não era sem tempo !

Roberto Medeiros

É uma oferta e tanto…

nonato

Oferta como assim? Vem de graça?
Ou é para reforçar os gripen, pagando o valor por fora?

Peter nine nine

Nada é oferecido

Willber Rodrigues

A Finlândia já opera AEW&C ?
Se não, a SAAB fez uma bela jogada.

teropode

O F35 é uma plataforma que dispensa AEW mediano .

Carlos Gallani

Contanto que já esteja no ar…

Mateus Lobo

Explica mais um pouco sobre isso, por favor.

Blind Mans Bluff

ahahaha

Vandislei

Parece ser uma oportunidade para o Brasil exportar os modelos F do gripen que serão produzidos em conjunto com a Embraer.

Adriano Madureira

Improvável! De acordo com os termos, Brasil ficaria com o mercado africano, sul e norte-americano para vender os Gripen-E e a SAAB, Europa, Ásia e parece que OM…

JSilva

Mas a questão aí é o Gripen F, que a Suécia nem comprou e que está sendo desenvolvido pela Saab em conjunto com Embraer e indústria brasileira.

Beserra(FN)

Se tratando do Gripen E, sim. Agora quanto à todos os “F” de prateleira, eles sairão de Gavião Peixoto para qualquer parte do mundo.

Mauricio R.

Não vão não, a oferta sueca inclui fabricar os aviões na Finlândia.

GFC_RJ

Um par de Global Eyes, não sei se são suficientes, mas são um belíssimo complemento.

ALEXANDRE

Para um país do tamanho da finlandia eu acho q sao

Carlos Gallani

Dois para testar e mais dois ou três para manter o sistema 24/7.

Jadson Cabral

Queria saber o quando o GlobalEye é melhor que o E-99.
O que eu quero saber é: nós não estamos muito atrás com nossa combinação Gripen + E-99 né?

Luís Henrique

Nossos E-99 estão sendo modernizados. O alcance do radar vai DOBRAR após a modernização. Os 5 (cinco) E-99 modernizados da FAB devem ser entregues entre esse ano e 2021.

Quando os Gripen E/F começarem a chegar, teremos E-99 M e outros brinquedinhos como Meteor, Iris-t, A-darter, etc.

Willber Rodrigues

Amém.

Atirador 33

Luís você saberia dizer qual o alcance do radar dos E-99 hoje, e qual seria após a modernização?

Abs

Ricardo

Eu li que na versão atual o radar Ericsson PS-890 Erieye da ao E-99 a 10.000 mil metros um alcance de 450 Km.

Sarg Uilha

sim, é basicamente o alcance de um f35, não acho q dê pra dobrar assim…

GFC_RJ

Caro Jadson e demais,

Os especialistas podem me corrigir se eu estiver errado, mas creio que o GlobalEye faz AWACS + reconh. aéreo + patrulha.
Seria como pôr o E-99, o R-99 e o Bandeirulha no mesmo vetor, correto ou viajei?

Abs.

Romão

Está correto.

teropode

O F35 dispensa isto.

Igor Pereira

A configuração E-99 e R-99 com os Gripen equipados com mísseis Meteor e a-darter, torna a nossa Força Aérea a mais avançada e com melhor capacidade de dissuasão na América do Sul.

Pablo

olha, em todo continente americano, creio que só perca para o EUA mesmo!

PRAEFECTUS

Belíssimas fotos, e, creio que o Embraer 145 seria uma plataforma melhor…

Bardini

“creio que o Embraer 145 seria uma plataforma melhor…”
.
É inferior…

Matheus

Mas a Embraer Defesa vai poder pegar os E2?
Sendo que agora fazem parte da JV?

Celso

afora a modernidade de seus sistemas obviamente por ser projeto mais novo, so e melhor pelo alcance e tempo de vigilancia que isso lhe confere. Mas nao e tanto assim.

Gustavo

infelizmente não, o alcance da versão que equipa essa solução é muito maior que o do EMB-145.

JSilva

Meus parabéns à Bombardier, conseguiram um feito e tanto com a autonomia desse Global 6000, numa plataforma AEW acho que a autonomia é fator bastante relevante, uma aeronave relativamente pequena com essa autonomia torna esse avião perfeito para o sistema da Saab.

Carlos Campos

não seriam, mas se fosse o novo E2 aí estaria no mesmo nível se não melhor;

PRAEFECTUS

De fato com o novo E2 estaria em outro nível.

Julio

O E2 tem um alcance muito inferior.

Alexandre Fontoura

Talvez não numa versão específica para AEW. Certamente teria alcance ampliado. Talvez capacidade para REVO. Seria desejável e bem possível. Não sei se chegaria aos 11.300km de autonomia do Global 6000, mas ficaria bem maior do que o 5.550 do E2.

Rommelqe

Exato!

Mateus Lobo

O alcace do Lineage 1000 é de 8519km, mudando para a plataforma E2 esse alcance deve ser ampliado em uns 10% pelo menos.

Julio

O lineage 1000 não serve muito como base pois só consegue esse alcance com uma carga muito leve e combustível extra, transporta só 4 passageiros nesse alcance, tornando esse alcance com o peso extra dos equipamento impossível.

2Hard4U

Não seria melhor pois o alcance da aeronave oferecida é bem maior.

Cristiano de Aquino Campos

Um sistema completo de vigilância aérea, naval e terrestre em uma única aeronave. Brilhante e digo mais podemos ter.
Hoje só temos 8 aviões sendo 3 de vigilancia terrestre e 5 aérea.

JSilva

Concordo, com a autonomia do GlobalEye e sua capacidade 3 em 1 acho que ele não concorre com os E-99, poderia ser um vetor mais estratégico, dois ou três desses estariam de bom tamanho.

Vale lembrar que a Saab, ao desenvolver o GlobalEye, já afirmou que seu radar não estará mais disponível para nenhuma outra aeronave, quem quiser a partir de agora vai ter que ser nessa aeronave da Bombardier, pelo menos foi o que saiu numa das matérias desse avião.

Marcelo

tiro no pé, fica bem mais caro que em outras plataformas. Aliás creio que a Saab continua a comercializar o radar na plataforma Saab 2000.

nonato

Se não aceitarem, vamos de P 8.

Carlos Alberto Soares

Vai dar SH 18

Marcelo Bardo

Mãe Diná?

Almeida

Combinação matadora!

Gabriel BR

Me parece uma excelente oportunidade.

Paulo Costa

O caça Gripen é com certeza o caça quase 5² geração dos países que não precisam de um caça furtivo ou que não tem recursos para comprar e manter um caça furtivo.
Esse caça guardadas as devidas proporções é melhor como um todo que outros caça como o Rafale, Thypon, Mig-35, Su-35 e F-18 …
É bom sempre ressaltar que o Brasil esta adquirinfo um caça pequeno, muito rápido, muito manobravel, com baixa assinatura de radar, com uma avioNica avançada, custo da hora de voo baixo mas capaz de usar os mais modernos armamentos.

Carlos Gallani

O melhor caça do mundo pra quem tem um orçamento limitado, simples assim, pés no chão pra quem precisa de pés no chão!

MGNVS

Paulo Costa
Neste comentario especifico o meu ponto de vista é igual ao seu. O Brasil acertou em cheio ao escolher o Gripen e a producao do caça ainda vai agregar inovacao e conhecimento tecnologico ao nosso corpo tecnico.

Carlos Gallani

Só precisa vender pra ser bom…

Humberto

Vamos lá, não existe isto de quase quinta geração, pode ser 4,5+++++ max plus, mas é quarta geração, não tem problema algum, pois foi pensando, desenvolvido e construído com isto em mente. Dá para combater e sair vivo com um caça de quinta geração, PODE, mas só um combate real vai dizer isto. Perfeito, é uma ótima opção para quem não tem recurso (tanto financeiro ou político) para um caça de quinta geração. Não tem com afirmar que é melhor que outros caças. Possivelmente seja mais difícil de detectar (por ter um tamanho menor), tenha um consumo melhor (monomotor) e… Read more »

Mateus Lobo

Um par de GlobalEye e Swordfish não seriam nada mal aqui no Brasil hein, ótimas plataformas. Mas creio que o E-99 e P-3 Orion tem sua aposentadoria um pouco distante ainda.

Cleyton

Sim claro até porque o E99 está passando por modernização

Vitor Hugo

O F35 é uma bellisima…dor de cabeça. Torço pro Gripen.

Pablo

pessoal do aéreo poderia fazer um comparativo entre o GlobalEye AEW&C e o nosso E-99 modernizado?

Nilton L Junior

Tirando os superlativos de mais fodão, última bolacha do pacote, com certeza vai dar a Filândia uma boa capacidade AEW&C.

Halley

Sinto dizer, mas o vencedor será o F-35.

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues

O mais importante da notícia ninguém comentou. A Finlândia com “toda aquela extensão territorial” pretende comprar 64 caças! Nós vamos ficar com os 36 mesmo…

Reportagens especiais

Cavanaugh Flight Museum – parte 3

O CFM mantém vários “warbirds” em condições de voo que fazem apresentações em ocasiões especiais e eventos comemorativos. Nesta terceira parte de nossa visita...
- Advertisement -
- Advertisement -