Home Alerta Aéreo Antecipado Taiwan opera caças em rodovia pela primeira vez em 5 anos

Taiwan opera caças em rodovia pela primeira vez em 5 anos

8051
62

Por Matt Yu e Joseph Yeh

TAIPEI, Taiwan – Os três principais caças da frota da Força Aérea de Taiwan concluíram com sucesso decolagens e aterrissagens de emergência em uma seção da Estrada Nacional nº1 de Taiwan na terça-feira de manhã para testar a capacidade de resposta das forças armadas no caso de um ataque chinês.

Um caça F-16V, seguido por um Mirage 2000-5, um Indigenous Defensive Fighter (IDF), e um avião de alerta aéreo antecipado E-2K, pousaram na seção Huatan da auto-estrada no condado de Changhua, no oeste de Taiwan, por volta de 6 horas da manhã.

Após o pouso, os aviões decolaram mais tarde na mesma ordem da mesma pista.

O treinamento, parte de uma série de exercícios anuais de Han Kuang, encenados durante cinco dias, começando na segunda-feira, foi presidido pela presidente Tsai Ing-wen e foi testemunhado por centenas de entusiastas militares, que estavam ansiosos para tirar fotos do raro evento.

A última vez que um exercício semelhante ocorreu foi em setembro de 2014 na seção Minxiong da rodovia nacional número 1 no condado de Chiayi. Exercícios semelhantes também foram realizados em 2004, 2007 e 2011.

Em seu discurso, Tsai agradeceu às Forças Armadas no cumprimento da tarefa, que ela descreveu como “extremamente complicada e desafiadora”.

“Apesar da missão desafiadora, todos nós trabalhamos juntos para atingir a meta. Isso demonstra a capacidade de defesa e a confiabilidade das forças armadas de Taiwan”, disse ela.

Foi também a primeira vez que o F-16V, ou F-16 Viper, participou nos exercícios de Han Kuang, os mais importantes jogos de guerra de Taiwan, que são realizados todos os anos para testar as capacidades de combate de todos os ramos das forças armadas, para enfrentar uma ameaça militar continuada da China.

Militares de Taiwan estão atualizando seus jatos 144 F-16 A/B para F-16Vs como parte de um projeto de US$ 3,68 bilhões lançado pelo governo em 2016.

Os caças F-16V modernizados de Taiwan farão a sua estreia pública nos jogos de guerra de Han Kuang que começam hoje e compreenderão operações de rodovias. Observar que o avião da foto leva dois mísseis antinavio Harpoon. (Foto da ROCAF)

O programa de retrofit inclui a instalação de equipamentos avançados nos caças, incluindo o sistema de radar de varredura eletrônica ativa usado nos caças F-22 e F-35 dos Estados Unidos.

A atualização completa da frota inteira dos F-16 deve ser concluída até o final de 2023, segundo a Força Aérea.

O exercício de terça-feira não foi muito diferente das aterrissagens e decolagens anteriores realizadas pelos militares durante os exercícios de Han Kuang, mas ainda foi um desafio, disse uma fonte militar à CNA.

Entre os desafios, o treinamento não pode ser ensaiado com antecedência e exigia comunicações claras entre o exército, a polícia e o National Freeway Bureau, disse a fonte, que falou sob condição de anonimato porque não estava autorizado a falar publicamente sobre o assunto.

Para se preparar para o exercício de pouso na rodovia, as equipes de terra precisavam garantir que não houvesse objetos estranhos na seção da rodovia que era usada como pista de emergência.

Eles tiveram que varrer todos os objetos estranhos ou correr o risco de tê-los sugados pelos motores de uma aeronave, possivelmente resultando em danos ou mesmo em um acidente, disse a fonte.

Além disso, depois que os aviões aterrissaram, as equipes de terra só tiveram tempo limitado para reabastecer os aviões e carregá-los, tornando o trabalho ainda mais difícil, disse a fonte.

FONTE: Agência de Notícias da China (CNA)

Subscribe
Notify of
guest
62 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Salim
Salim
1 ano atrás

Parece simples, porem náo e nem um pouco. Em época de paz já e bem complicado imaginem em época conflito. O certo seria estruturar diversas opções de possíveis pistas e ter grupos treinados e estruturados para um controle aéreo paralelo e descentralizado.

Ricros
Ricros
Reply to  Salim
1 ano atrás

Imagina o custo disso!

teropode
Reply to  Salim
1 ano atrás

Mas estão fazendo justamente isto , criando opções, para agradar os estrategistas de plantão eles farão pistas subterrâneas e submarinas.

Kemen
Kemen
Reply to  Salim
1 ano atrás

Salim, seguindo o modêlo da força aérea sueca.

Salim
Salim
Reply to  Kemen
1 ano atrás

Sim, eles treinam constantemente esta opção, tem alguns videos que mostram caminhões e carrinhos específicos para este fim: manutenção, abastecimento , rearmamento, etc…Seria interessante a FAB trocar experiencias com eles, aproveitando a aquisição do Gripen. A FAB já fez isto, porem, que eu me lembre, só pousou pista e depois decolou.

Chris
Chris
Reply to  Salim
1 ano atrás

Falando em SAAB….

Qual radar é melhor… O do F-16V ou o do Gripen?

Rodrigo LD
Rodrigo LD
1 ano atrás

Tática ótima para ser adotada no Brasil, levando em conta nossa malha rodoviária. Vendo a foto da rodovia de Taiwan até me fez lembrar das nossas. Tente pousar alguma coisa (além de uma Caterpilar ou Valmet) nas nossas estradas…e até esses já andam com problemas em sua utilização.

Leonardo
Leonardo
1 ano atrás

Taiwan vai passar mal . ELP partir pra guerra Taiwan bater continência, República popular da China !

Maurício.
Maurício.
Reply to  Leonardo
1 ano atrás

Leonardo, você está sendo irônico né?

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Acho que não. Essa eatrategia e valida se o oponente não puder estabelecer a superioridade aerea, coisa que devido a distância da ilha em relação a China e o tamanho da mesma, e ate facil dos Chineses conseguirem.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Cristiano, eu concordo com você, se um dia acontecer uma guerra e os EUA não ficarem ao lado de Taiwan, acho que seria fácil para os chineses.
A minha colocação ao Leonardo é que deu a entender que ele torceria para os chineses, por isso perguntei se ele estava sendo irônico.

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Até que acho válido esses treinamentos em rodovias, mas seria a última coisa a ser feita, é por isso que forças aéreas possuem bases espalhadas pelos seus países, quando chegar nesse nível de se operar em rodovias é porque a coisa já tá mais que feia, mas não deixa de ser um treinamento válido.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Não adianta muita coisa espalhar bases pelo seu pais quando o seu pais é menor que o Estado do Rio de Janeiro.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Victor, as bases de Taiwan são bem defendidas e reforçadas, se essas bases não aguentarem o tranco, não será algumas rodovias que salvarão a pátria, como eu disse, é um treinamento válido, mas para se por em prática em tempo de guerra é porque a coisa já tá mais que feia.

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Fico imaginando como é feita a dispersão, é antes do conflito, ou é quando começa, sendo os aviões ja em ar sendo designados a pistas alternativas ?
E como fica se transporta todo equipamento de manutenção, combustível e munição para essas pistas alternativas ?
Como que se mantem o numero de surtidas tendo quase toda a forca aérea dispersada ? Da pra manter esse alto nivel ou tem q ser fazer um trade off?

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
1 ano atrás

Inviável aqui no brasil por questões obvias somente explicadas peno DENATRAN.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

A FAB já fez “n” operações rodopista ao longo da história. Já foi matéria aqui “n” vezes. Eu mesmo coordenei uma rodopista em 1998, na BR-364.

Maurício Vaz
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

Tupix xd

NEI
NEI
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

Nossa, parabéns Rinaldo. Acredito ser incrível.

Kemen
Kemen
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

Estranho que o Denatran não tenha exigido licenciar e emplacar os aviões, com tanta parnafernália que sempre exigem e mudam periodicamente.

Kemen
Kemen
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

Vinicius, ainda vão multar a FAB por excesso de velocidade nos milhares de radares que tem por ai, vão inventar uma cobrança de pedágio para meios aéreos em rodovias. Para instalar milhares de radares tem… mas para tampar buracos e manter a maioria das rodovias em condições não tem.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

Se a FAB fizesse isso, receberia uma enxurrada de multas de trânsito. Se alegasse que não seriam cabíveis, criaria uma pendenga jurídica que se arrastaria por 40 anos, até que o STF desse uma decisão estúpida.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Treinamento muito bom, e essa treinamento é pra esfregar na cara de quem diz que a China só quer cooperar kkkkkkk

Thiago
Thiago
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

A China foi sempre clara nessa questão, nunca fez mistério que Taiwan é um território rebelde que deverá voltar baixo sua soberania. Foi sempre uma pretensão clara e aberta nas negociações diplomáticas da China com o mundo inteiro. Inclusive já estabeleceu a data para conseguir essa meta: 2050. Veja, a diferença entre a maioria dos sistemas de governance do mundo ocidental e a China é justamente essa capacidade de planejamento a longo prazo: estabelecer metas e cumprir com o que foi programado. A maioria das Nações ocidentais são incapazes de ter uma política de estado de longo prazo , no… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Thiago
1 ano atrás

bla bla bla Taiwan é região rebelde, blá blá blá quero ver um monte de gente morrendo pq defendo um governo sem vergonha, blá blá blá ocidentais…… se Taiwan é uma província rebelde, pode se dizer o mesmo da China Continental, e agora teu mundo caiu né? o que vale a é a força e nada mais, a china diz pro mundo que que vai anexar Taiwan, e quem liga? os EUA continuam vendendo armas para eles. bora ver a China tentar, eu acho que consegue, vai ser a maior imoralidade do século XXI, agora Taiwan não indefesa, a China… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Então caia no mundo real, se o que vale é força análise os fatos . Quantos países do mundo reconhecem Taiwan? Desde 1971 Taiwan perdeu sua vaga na ONU e quantos países mantêm formalmente relações diplomáticas com a ilha de Formosa? A RPC é uma superpotência em ascensão, não é simplesmente factível ignorar o querer dele ainda quando ela usa todo seu peso para obter esses resultados. A força não se resume apenas na quantidade de caças que uma nação possui. O planejamento e o caminho trilhado para pôr a ilha baixo a soberania de Pequim não se dará apenas… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Eu acredito que não será necessário atirar uma bala, será uma questão de conveniência e constatação de um destino inexorável. Provavelmente chegarão a um acordo onde Taiwan poderá manter uma grande autonomia sobre assuntos internos mas as questões macros como Defesa e relações internacionais serão competência exclusiva de Pequim. Quando Pequim possuir o fôlego suficiente nem os EUA irão poder manter o status quo, pois a China poderá revidar colocando alguma surpresa bem amarga no quintal do Tio Sam. E por uma simples avaliação de custo x benefícios verão que é inviável manter essa situação.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Thiago
1 ano atrás

Thiago tudo que vc fala é realidade, minha questão é que não apoio essa invasão, é totalmente imoral, se a China fizer que seja conquistando o apoio da população, e não à força, pelo que vejo os Taiwaneses não querem, para eles a liberdade ainda não tem preço. nisso não é só a outros que perdem no campo diplomático e geopolítico a China não vai sair incólume, pra mim isso é perversão PC-C pra quer anexar taiwan se eles podem cooperar juntos? trazer eles para perto sem obliterar todos os direitos daquela população. de resto é tudo canalhice.

Thiago
Thiago
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Entendo seu ponto Carlos e agradeço pela troca de papo , compressão e cordialidade. Abraço

Bosco
Bosco
1 ano atrás

Rodovias no Brasil fazem parte dos esquemões de corrupção, desmandos , má gestão do dinheiro público, ineficiência do Estado… Dura só até a próxima chuva e não tem engenheiro nenhum que se responsabiliza e nem gestor público que vai em cana.
Ou seja, no Brasil não dá pra fazer isso aí não que a porcaria do asfalto cede e engole o caça.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Podemos incluir as características desejadas na rodovia em um projeto de concessão a iniciativa privada e em tempos de guerra é só encampar.

Andrigo
Andrigo
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Cite 1 caso em que onde há o poder público e não há esquemões por baixo dos panos!

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Andrigo
1 ano atrás

Acho que não consigo citar meio caso, quanto mais um inteiro!

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
1 ano atrás

De todas as porcarias escancaradas e vomitadas do Estado paternalista e socialista ao povo, depois da saúde e da educação, as obras rodoviárias no Brasil são as mais emporcalhadas . Elas não foram feitas pra durar nem até a próxima eleição. A cara de pau de nossos gestores públicos é tão grande que elas desabam nas primeiras chuvas. É o cúmulo da desfaçatez, porque, diferente da educação e da saúde, que geralmente só atinge os menos privilegiados, as estradas e ruas esburacadas do país prejudicam os carrões dos cidadãos mais abastados. Ou seja, o Estado diz claramente que não está… Read more »

Dr. Telêmaco
Dr. Telêmaco
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Vamos com calma. Sem generalizar.
Até porque as obras nas rodovias brasileiras são todas feitas pela infalível e impoluta “iniciativa privada”, que é contratada (e paga) pelo poder público para fazê-las…e agora?
E não venham me dizer que a culpa é da “falta de fiscalização” porque honestidade não depende de vigilância.

Bosco
Bosco
Reply to  Dr. Telêmaco
1 ano atrás

Dr. Telêmaco,
Não sei em que paraíso você mora, mas aqui no Brasil a sujeira toda começa logo na licitação. Aquela lei 8666 aqui no mundo real só serve pra cursinho de concurso ganhar uma graninha extra.
Independente de quem faça as rodovias a responsabilidade é do Estado.
Você conhece algum processo do MP que levou um dono de empreiteira contratada pra fazer rodovias à cadeia? Você conhece um engenheiro responsável que tenha ido em cana?

Dr. Telêmaco
Dr. Telêmaco
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco: eu entendo a sua indignação e compartilho dela. Eu também sofro nas nossas péssimas estradas. Mas quis chamar a atenção para essa questão que tem surgido muito ultimamente , na qual tudo é culpa do “Estado” e tudo é “maravilhoso e perfeito” na iniciativa privada. Ambos tem por trás de si um elemento fulcral e comum: o cidadão brasileiro. Há corrupção e indolência no serviço público e nas licitações, concordo. Mas não em todas. E por que naquelas que são bem feitas, sérias, honestas, o empresário agraciado não presta o serviço, para o qual foi pago com o nosso… Read more »

Chris
Chris
Reply to  Bosco
1 ano atrás

No contrato… Colocam uma espessura de asfalto de 10 cm… Na prática… Fazem um de 3 cm…

E haja buraco…

teropode
1 ano atrás

Até hoje não concordo com a decisão de não modernizar os Mirages 2000 , sobra motivos e abundam desculpas mas na verdade outros conseguem , Índia, Taiwan , França, só o rico latino se deu a este luxo , aliás nunca acabam oque começam, foi assim com Amx, F5, A-1 .aiai

Coutinho
Coutinho
Reply to  teropode
1 ano atrás

Depende muito da versão. Os M2000 que estavam em operação aqui no Brasil eram dos mais antigos e iria ficar muito caro. A India pagou cerca de USD 30 milhões por unidade, mas o goverrno da India não se preocupou com isso na época. Aliás a compra dos Mirage pelo Brasil não parece ter sido adequada.

https://www.aereo.jor.br/2011/07/15/ha-seis-anos-brasil-comprava-os-mirage-2000/

JOSEMAR SILVA DOS SANTOS
JOSEMAR SILVA DOS SANTOS
1 ano atrás

O que aconteceria se da noite para o dia TAIWAN se tornasse uma potência nuclear!! assim de surpresa!!

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  JOSEMAR SILVA DOS SANTOS
1 ano atrás

Muitos chiliques no Twitter, diplomatas trocando farpas e segue a vida, se a Coreia do Norte pode, pq eles não?

Delfim
Delfim
1 ano atrás

“Eles tiveram que varrer todos os objetos estranhos ou correr o risco de tê-los sugados pelos motores de uma aeronave, possivelmente resultando em danos ou mesmo em um acidente”
Precisa descrever melhor pq o F-16 nunca fez ou fará parte do inventário da FAB ? Já havia tal preocupação na época do F-X1.
Aceitem que dói menos.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Se tratando de uma rodovia de uso publico, eu acho que teriam que fazer o mesmo não importa qual caça fosse decolar. entretanto dezenas de forças aéreas operam a aeronave, não acho que isso seja fator impeditivo para a FAB. a não ser que a FAB não saiba limpar uma pista direito…

Augusto L
Augusto L
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Qualquer caça tem esse mesmo problema

Marcelo
Marcelo
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Mas o F-16 eh pior quanto a isso. Basta lembrar o que aconteceu na ultima Cruzex.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Marcelo
1 ano atrás

A culpa em si continua não sendo da aeronave. Foram vendidos mais de 4 mil F-16 pelo mundo e ele é usado em dezenas de países em diferentes condições climáticas. Inclusive Israel usa ele a décadas e eles estão no meio do deserto em condições de poeira intensa que com certeza gera muitos detritos. Não existem relatos de danos no motor do F-16 tão severos e frequentes quanto as pessoas afirmam. O caso no Brasil foi um caso a parte devido FAB não limpar a pista. Quero ver como vai ser com o Gripen outra aeronaves baixa e com motor… Read more »

Juarez
Juarez
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Delfim, a FAV rodopista com Xavante na RS 287 na década de 80, varremos a pista por quase 1,500 mts. qualquer avião, qualquer motor vai sugar FOD.

teropode
1 ano atrás

Gente a única coisa que impedirá o enxame chinês de dom8nar Taiwan será bombas atômicas, Taiwan não tem , EUA não vão atirar primeiro , portanto e talvez, só sanções econômicas mundiais , mas como tudo tá entrelaçado, vai ser como abraço de afogados , vai ficar bom pra ambas as partes se a China aceitar Taiwan como província semi-autonoma , ligados economicamente mais com libe4dade política, a única coisa que impedi isto é o medo Chinês de outras 3 de suas províncias, eles podem querer o mesmo e aí a coisa é mais perigosa pois são de Etnias diferentes… Read more »

Jagderband#44
Jagderband#44
1 ano atrás

Interessante a configuração com mísseis anti-navio.

Ramon Grigio
Ramon Grigio
Reply to  Jagderband#44
1 ano atrás

Também acho. É uma pena nossos AMX não terem recebido algo semelhante (radar multimodo + MAN). Agora teremos alguns A-1M, mas nada de MAN…

Ivanmc
Ivanmc
1 ano atrás

Bacana a imagem do Viper.

Victor Filipe
Victor Filipe
1 ano atrás

Para qualquer pais relativamente grande (e não estou falando de Nivel Russia, ou Brasil e sim um pais do tamanho de uma França ou Alemanha) esse treinamento já não se faz muito necessário pois você realmente pode espalhar bases aéreas pelo pais, agora quando você é um Taiwan da vida um pais menor do que o Estado de São Paulo, você não tem muita escolha

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

Esse tipo de operação é previsto pela Real força Aérea Sueca em sua doutrina de defesa, existem várias estradas posicionadas estrategicamente para esse fim na Suécia. O Gripen se adapta muito bem a operação em rodovias (bem manutenidas é claro!)

Ivanmc
Ivanmc
1 ano atrás
RENAN
RENAN
1 ano atrás

Hipótese
Olha se alguém no senado ou congresso ver esta reportagem estaremos perdidos.
Então o político irá dizer assim:
-“Para que base aérea se pode fazer em rodovia? Vamos cortar as verbas e fechar 70% das bases aéreas”.
Não duvido de nada.

Mas falando sério, gostaria muito que 2 vezes por ano o Brasil treine este tipo de operação, pois é muito valido.

Abraço

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Só falta ter avião pra justificar o não fechamento de tantas bases aéreas!

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás
Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

Pessoal de defesa de base aprendendo a reabastecer F-15E, mecânicos aprendendo a defender as aeronaves em locais remotos:

https://www.afspc.af.mil/News/Article-Display/Article/1847334/air-force-completes-test-of-combat-support-innovation/

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
1 ano atrás

Que avião é este: Indigenous Defensive Fighter (IDF) ??

Maurício.
Maurício.
Reply to  Rodrigo Maçolla
1 ano atrás

Rodrigo, é um caça que só Taiwan possui, foi feito com ajuda dos americanos, Taiwan utiliza ele basicamente para ataque, para defesa aérea ele é meio fraco.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Em época de paz se mostra ao potencial inimigo que se vier pagará um preço amargo pela ousadia. Recado claro para China. Parabéns Taiwan.