Home Aviação Comercial VÍDEO: Boeing Brasil – Commercial

VÍDEO: Boeing Brasil – Commercial

4906
231

Boeing Brasil – Commercial é o nome da empresa que resultou da fusão entre a companhia brasileira e a empresa aérea norte-americana. O nome foi anunciado pela Boeing na tarde desta quinta-feira (23).

A fusão entre as duas empresas foi formalizada em janeiro. A Boeing Brasil – Commercial terá 80% de controle americano e 20%, da Embraer. A compra da linha civil custou US$ 4,2 bilhões (cerca de R$ 17 bilhões) à empresa norte-americana, que também terá 49% de uma joint-venture para comercialização do cargueiro KC-390 da Embraer.

Em São José dos Campos, a marca Embraer continua na unidade de Eugênio de Melo, onde fica o setor de engenharia. A empresa brasileira continua também com as fábricas de Gavião Peixoto, Botucatu, Eugênio de Melo, OGMA (Portugal) e Melbourne (EUA).

A empresa fundada em São José em agosto de 1969 continuará existindo no Brasil e no mundo, atuando nos mercados de defesa e segurança, aviação executiva, aviação agrícola e serviços, além de participações em outras joint venture.

A aquisição do setor de aviação comercial da Embraer pela Boeing foi aprovada pelos acionistas da fabricante brasileira em fevereiro. A fusão ainda depende da aprovação dos órgãos regulatórios de mercado. A expectativa é que isso ocorra até o final deste ano.

FONTE: Meon

231
Deixe um comentário

avatar
40 Comment threads
191 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
79 Comment authors
suskFernando EMBRenato B.CESAR ANTONIO FERREIRAFloresteiro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Edison Castro Durval
Visitante
Edison Castro Durval

R.IP. 1969/2919

Camargoer
Visitante
Camargoer

Essa data tem CPF.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Kkkkkkkk… Acabaram de enterrar a Embraer… Parabéns ao ex-presidente Michel Temer e seu grupo.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Repare que eles embora tenham cedido, a aprovação só foi dada depois, a do governo digo.

teropode
Visitante

Enterraram o Brasil por 16 anos , deixemos a Boeing Brazil seguir o caminho dela .

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Sim. Deixemos a Boeing Brazil seguir dando empregos para os EUA.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Luiz: (..) “Bolsonaro foi eleito em Outubro, menos de três meses depois do anúncio da Joint-Venture e três meses antes da aprovação do negócio pelo governo.”

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Se preocupa não. Aí no Brasil ainda precisarão de faxineiros.
E aqui mesmo vemos a torcida da venda da Petrobrás.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Até lá vai ser difícil.
Saiu o resultado do número de encomendas da Boeing em abril: ZERO.

Camargoer
Visitante
Camargoer

“quem conhece não esquece, meu Brasil é com “S”.”

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Hehe. É verdade!

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá João. Muitas vezes acho que esse “Z” aparece aqui é apenas ato falho. “Agora Inês é morta”.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Aqui mais encima já fui corrigido varias vezes, por escrever Brasil com S. O outro dia por exemplo, um formulário perguntava; Place Of Birth: Brasil.
Meu Company Commander Capt Loomis, perguntou, Moita! What the hell! You don’t know how to spell Brasil?
Eu respondi; With all due respect sir, I was born in BRASIL!!!
Ele riu, e deixou assim… rsrsrs

ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
Visitante
ANDRE LUIS VIEIRA LOPES

Se fosse pelo socialismo, a Embraer sequer teria sido privatizada. Logo, a Embraer seria apenas mais uma empresa como os correios e estaria cheia de assessores políticos produzindo aeronaves Brasília. Os E-jets sequer existiriam. Se fosse pela lógica da esquerda, não existiriam E-jets, somente os aviões a hélice, Brasília.

Douglas
Visitante
Douglas

Parabéns ao Bolsonaro e seu grupo. Foi ele que liberou a venda. Vamos ter clareza. Bolsonaro e Temer. Eles acabaram com a Embraer

ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
Visitante
ANDRE LUIS VIEIRA LOPES

Seis em cada Sete aeronaves vendidas na classe do jato E-jet 190 E2 foram abocanhadas pela Airbus com o A220. Em sete anos de vendas a embraer só vendeu 168 jatos novos E-2. Sim sete anos de vendos. Lembrando que a Embraer consegue produzir 100 jatos E-jets por ano. Ou seja vocês querem manter uma fábrica que não vende jatos comerciais porque a Airbus está comendo tudo. Vocês querem um museu em forma de fábrica?

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Caríssimo, o Presidente da República que poderia ter vetado e não o fez se chama Jair M. Bolsonaro. É o atual dignitário…
Atente-se para a cronologia…

Gustavo
Visitante
Gustavo

os futuros desempregados… que pena, torço para que eles consigam lugar na Boeing lá nos EUA. RIP Embraer.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Que venham para cá, serão muito bem recebidos. A indústria aeronáutica aqui valora muitíssimo profissionais desse campo. Infelizmente no Brasil, é justamente o contrário.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Putz.
E ainda colocam uma foto com o 737-MAX.
Belo cartão de visitas.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Essa do 737 MAX na foto foi uma piada, só pode ter sido…

BMIKE
Visitante
BMIKE

Não previsamos de saudosismo e sim de pragmatismo, A EMBRAER AGORA É BOEING! Deixar o espírito de viralata e criar uma nova empresa nacional com o que sobrou da “antiga” Embraer. O GF tem que ter visão e se mexer o mais rápido….

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Espírito de Viralata são aqueles que esbravejam quando se aproximam da casa do dono, mas na hora de comer, comem o que sobram da mesa dos donos na casa de cachorro no quintal fora da casa dos donos. Esses são que sempre defenderam a venda indiscriminada da Embraer para Boeing.

Jose De Deus
Visitante

E para qual mesmo seria a finalidade de CRIAR uma nova empresa desenvolvedora e montadora de aeronaves? Seria para vendê la à Airbus?

Eduardo de Castro
Visitante
Eduardo de Castro

Boa essa. Ri aqui.

João Bosco
Visitante
João Bosco

Com esse atual governo – se pode ser chamado assim – duvido muito….

Canarinho
Visitante
Canarinho

Triste fim de uma empresa brasileira, que nasceu de tantos sonhos. Do ver ela acabar assim. Como resultado da ganancia e irresponsabilidade de alguns poucos, perdendo nosso cerne na industria aeroespacial. Me pergunto que dia seremos uma grande nacao, e nao apenas um estado vassalo colonia. Quero ver quando o que restou da embraer pedir concordata, o que dirao os traidores dessa nacao.

Pampapoker
Visitante
Pampapoker

Os traidora da nação estão c.g.ndo e andando para a gente, o que interessa é o bolso deles.

Chris
Visitante
Chris

Cuba, Coreia do Norte, Venezuela… Tbem os chamariam de traidores da nação !

Um anda com carros de 1950… Outro passa fome… E o outro nem energia elétrica tem.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Preocupe-se com os brasileiros que não têm carro (nem carros da década de 1950), passam fome, não têm energia elétrica e, pior, agora estão sem médicos, escolas, segurança e voltaram a usar lenha no fogão.
E são muitos milhões. Mais que aa populações somadas de Cuba, Coreia do Norte e Venezuela.

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Ah sim…tudo isso de ruim começou agora, em 01-01-2019…antes disso vivíamos num paraíso com 0% de homicídios, todos tinham água e esgoto encanados, a saúde era considerada exemplo pro mundo e em todos os lares tinha fogões por indicação térmica….todas as hidrelétricas vendidas pros chineses foram nesta ditadura que se iniciou agora em janeiro…assim como as fatias do pré sal também vendidas aos chineses, que se tornaram sócios da Petrobrás nestes blocos tendo acesso a tecnologia de extração em grandes profundidades…. Antes da eleição do presidente atual éramos o paraíso na Terra….

juliano aparecido roll vaz
Visitante
juliano aparecido roll vaz

Você dono da empresa ? não … você tem ativos neste empresa ? não…..você trabalha lá ? não…. então você não é dona de nada e pronto acabou, simples assim, quer ver ela ser brasileira novamente é só comprar os ativos dela, vai lá na corretora e seja feliz.

Eduardo Martins
Visitante
Eduardo Martins

Não é tão simples assim, na verdade essa visão simplista é um dos erros que esse país sempre teima em repetir. Com o controle da Embraer sendo da Boeing o fato de ela estar em território nacional passa ser apenas uma questão de conveniência momentânea e sem duvidas ao longo do tempo será transferida para os USA, assim como toda a cadeia de fornecedores que geram empregos de alta tecnologia no pais absorvendo a mão de obra especializada formada em escolas de ponta como o Ita por exemplo. Agora me digam qual a perspectiva de um jovem que se formar… Read more »

teropode
Visitante

Mas isto é uma preocupação seletiva , a desindustrialização do Brasil já ocorre a 15 anos , milhares de empregos foram extintos nas indústrias do segundo e terceiro setor , áreas que pagam os salários mais elevados , até as fábricas de bijuterias fecharam por causa da invasão de produtos chineses , e não vi vc discorrer sobre isto , por que será? Ser empatados por chineses pode ?

marcus
Visitante
marcus

Depois de 1985 a desindustrialização teve inicio, pelo menos na cidade onde eu morava, Contagem, Minas Gerais.
Empresas que geravam milhares de empregos foram fechadas na minha cidade.
A siderúrgica Mannesmann era uma delas.
Fechou definitavamente em Abril de 2017, nos tempos áureos chegou a ter 11 mil funcionários .

marcus
Visitante
marcus

Ontem li uma noticia boa, a Natura empresa 100% brasileira, pagou 3,7 bilhões de dólares pela empresa americana Avon.
O que vende mais no planeta, cosméticos ou aviões???
https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/05/23/compra-da-natura-pela-avon-criara-grupo-lider-na-venda-direta-e-preve-que-68percent-das-vendas-serao-fora-do-brasil.ghtml

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Depois que a maior vendedora da Avon morreu, a empresa só decaiu…..kkkkkk

Hélio
Visitante
Hélio

Todos os brasileiros são donos da Embraer, afinal, ela engoliu bilhões e bilhões do nosso dinheiro para vender a ideia de empresa brasileira, veja quem está no topo da lista secreta do BNDES com simplesmente 40 bilhões de dólares em dinheiro tomado do povo, isso é um décimo do que a Boieng pagou. Engraçado que não existe liberalismo na hora de sugar o dinheiro público para fins privados.

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Ah tá…. engoliu foi? Nunca deu retorno desse dinheiro? Foi de graça??? Ahhh…. nunca pagou impostos? nunca pagou salários? nunca manteve fornecedores nacionais? nunca fez nada né!! Engraçados que os mesmo que criticam o negócio hoje são os que já criticavam a empresa antes, a chamando de “montaer”, dizendo que não desenvolvia nada, que só apertava parafuso… que tudo vinha de fora. Que não dava retorno ao povo e etc… Então reclamam do quê, já que nunca valeu nada para vcs? Ah… é cômodo criticar de trás de um teclado sem ter de viver a realidade. Preferem ver a empresa… Read more »

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Bem. O Porto de Mariel em Cuba também está sendo pago com juros e correção monetária.
Negócios são negócios.

Luis Fernando Curvo
Visitante
Luis Fernando Curvo

Errado, Cuba está atrasando os pagamentos …. Assim como a Venezuela…. essas sim parcerias Caracu….

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Atrasa, mas paga, né?!?!?!
Esse dinheiro da ‘Boeing Brasil’ já era.
Já foi.

Chris
Visitante
Chris

Ninguém nem sabe o valor real deste porto.

Essas obras são feitas pra desviar dinheiro. Por isso, haja empreiteira envolvida em corrupção.

Que o diga a tal refinaria enferrujada comprada pelo PT nos EUA… Que nem eles entenderam !

O dinheiro é público ? Entao vai custar X milhões… 10% é seu e 10% é meu, se vc aceitar o negócio. Tem concorrente ? Oferece mais 10% pra ele dar um jeito de cair fora do negócio.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Quero ver é quantificar o quanto foi ‘investido’ pelos Governos brasileiros na EMBRAER.
Isso considerando a época da caixa preta dos Governos militares.
Devem ter sido bilhões e bilhões de dólares.

Humberto
Visitante
Humberto

Hélio, vamos lá. Quando a União, decidiu colocar ações no mercado (privatizar), a sua crítica teria todo o sentido MAS agora não, pois o “dono” da EMB são os acionistas. Lembro que na década de 90, a EMB estava mal das pernas e as reclamações era para acabar com o sumidouro de dinheiro que era a empresa. Neste momento, você estaria coberto de razão em reclamar, mas depois de mais de 20 anos, não tem sentido algum. É interessante notar a memória seletiva de muitos, quando os acionistas compraram a EMB, correndo os riscos, não lembro de tanta reclamação (apesar… Read more »

Fred
Visitante
Fred

A União montou uma escola de aeronáutica. A união bancou o primeiro projeto e bancou os projetistas. A união financiaou o crescimento de uma empresa, fazendo dela a 6º maior do mundo com apenas 15 anos de história. O governo de uma época não achou interessante manter a Embraer como estatal, mesmo tendo podencial de ganho caso não tivesse quebrado por uma ação equivocada do próprio governo. A União se esforçou a criar um plano estratégico de domínio da tecnologia aeronáutica, um ciclo que durou setenta anos e que envolvia recurso financeiro, recurso humano governamental, linhas de crédito para venda… Read more »

Jose De Deus
Visitante

Olá Juliano, Por acaso você já parou para analisar, pesquisar, calcular ou mesmo só imaginar quanto dinheiro PÚBLICO foi gasto na formação desta empresa? Talvez não tenha sido dinheiro seu se tratando de sua idade e o talvez tempo de contribuição do qual você tenha contribuido, Mas todo o capital empregado desde a fundação desta empresa foi dinheiro dos contribuintes Brasileiros. desculpe as palavras, vida que segue…

JOAO AUGUSTO
Visitante
JOAO AUGUSTO

Vai estudar a história da Embraer antes de falar borracha.

α Tau
Visitante
α Tau

Das 500 maiores empresas do mundo 98 são Chinesas(dados de 2015 – Fortune Global 500 List)…As top 12 da China são todas estatais…Dessas 98 apenas 22 são privadas…Em 2010 apenas 46 empresas Chinesas apareciam na lista…Em 2000 apenas 10…E a China está em vias de se tornar a maior economia do mundo…criando milionários mais rapidamente do que qualquer outro país…

Brasil ou China quem esta certo?1997 :

https://www.youtube.com/watch?v=T4nq-X7Bue8

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Estatize toda a economia brasileira. Em 6 meses, terá armazem faturando 5 mil por mês e pagando 90 funcionários só para atender o balcão…

Floresteiro
Visitante
Floresteiro

E ainda fazendo greve.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Mude para a Venezuela!!
No mais a China aplica a exploração do capital humano no seu grau máximo.

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

“A China é um capitalismo de elite e um comunismo de povo.”

koppe

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Ô Bolsolavo.
Vc deve ter perdido o vídeo de seu ‘mestre’, em que ele fala que isso não existe.

Tutu
Visitante

A Índia discorda disso

Luis Fernando Curvo
Visitante
Luis Fernando Curvo

A China tem um público cativo de mais de 1 bilhão e 600 milhões de almas, tem o domínio completobdestes, faz o quer com a poupança destas almas, financia de forma escancarada a economia, mas enquanto uma minoria se da bem a grande maioria ainda passa aperto no campo, lá 10% da população é rica , classe média alta , o restante… Devemos seguir este caminho ? Tem certeza ??? Sermos apenas conduzidos , sem vontade própria ??? Sinto muito, ti fora!!!!

marcus
Visitante
marcus

Aqui também fazem o que querem com o dinheiro seu FGTS, com o nosso dinheiro do INSS.
Desviam dinheiro do INSS e FGTS e falam que existe deficit. Roubo agora mudou de nome, se chama Deficit.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Brasil, a minima liberdade que temos no Brasil vale milhões de vezes mais do que se vive na China.

Se voce acha que os Chineses estão certos vá para as ruas e empunhe a bandeira da volta dos militares no Brasil ao poder… eles foram o sinonimo de ESTATIZAÇÃO nesse Pais.

Voce pode começar a pensar que se Eles tivessem feito as barbaries que foram feitas na China o Brasil seria um paraiso hoje.

Fred
Visitante
Fred

Não é postagem referida ao tópico mas um jovem pode ler essas linhas acima escritas e achar que fazem algum sentido. Então, vamos lá: a) Vá para qualquer cidade chinesa e abra um negócio. Veja a lista de documentos necessários e autorizações para que tenha financiamento e alvará. Não fale sobre liberdade num país cujo juro é de agiota e a burocracia não tem fim. Ah, refere-se à liberdade de ir e vir? Bem, eu andava nas ruas de madrugada bem mais seguro que qualquer rua de São José dos Campos, com sol a pino e ao lado de um… Read more »

PSTx
Visitante
PSTx

Parte Boeing, parte embraer…
Nome Boeing Brasil…
Cadê a embrer???
Ah, sumiu!!!

BILL27
Visitante
BILL27

pelos 80 por cento era mais q esperado

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Sim, os nacionalistas cansaram de avisar que era isso que ia acontecer.
Parceria uma ova, mas aquisição.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Farroupilha. Se em algum momento alguém me mandar para Cuba, quero ir de Airbus.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Claro.
Se for de Boeing, está arriscado a sumir no Triângulo das Bermudas.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Camargoer pior que eu nem isso, fiquei órfão de fabricante de aviões, pois tenho um pé atrás com a Airbus por algo particular.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Sério? Que se passou entre si e a Airbus ^^

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

divida pendente

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Farroupilha. Vamos de navio até o porto de Mariel.

marcus
Visitante
marcus

Pode ir de Lloyd Aéreo Boliviano.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Correto PSTx,
A propaganda é desonesta, mostra duas empresas unindo valores, e no fim possui o nome de apenas uma.
Propaganda além de desonesta, pois o final contradiz todo seu texto, também é torna patética e debochativa, com o tapa na cara dos brasileiros.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Empresa BRASILeira de Aeronáutica… Taí… + ou – 20% mesmo.

Achei bem justo.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Leandro, nem todos aqui são injustos, a culpa por esse negócio caracu e seu desfecho de forma alguma é da Boeing, é de quem responsável pela Embraer assinou embaixo. Agora, infelizmente, quem apita e desapita no bloco comercial da Embraer é a Boeing majoritariamente com seus 80%.
A grande dúvida que surge é se o nome Embraer e sua parte executiva e de Defesa vão sobreviver condignamente. Isto é um M-i-s-t-é-r-i-o.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Farroupilha, eu entendo. Mas é aquele negócio, eu realmente não ligo. Acho que isso são coisas que acontecem mesmo. Fico lembrando da Douglas, da McDonnel, da Supermarine, da Convair, da Curtiss, Avro, DeHavilland, Grumman, etc. A EMBRAER era apenas mais uma delas. Algumas das quais continuam vivas de uma forma ou de outra, outras foram engolidas e deixaram de existir ou se fundiram com outras… faz parte. O problema do Brasil é que a EMBRAER era a única empresa nesse segmento no país e que tinha projeção internacional. Se a parte de aviação executiva e Defesa eventualmente vão pro saco… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Leandro. Seu exemplos são de empresas dos EUA adquiridas por outras empresas dos EUA. O caso da Embraer(a) não pode ser comparado. Foi a perda da unica grife de alta tecnologia brasileira reconhecida no exterior Para não deixar dúvida sobre isso, os marqueteiros da Boeing apagaram o nome da antiga empresa. Eu fico confuso com esse tal de “livre mercado” que só tem uma direção.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Ninguém sabe ninguém viu.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

A Embraer comercial desapareceu, está extinta como firma independente, tirando as outras áreas de aviação em que opera.
Mesmo a de Defesa e segurança por exemplo, os seus dois principais projectos, o Kc390 e ST poderão estar em vias de ser abocanhados, 49% do Kc está com a Boeing e o Super Tucano é agora, para além de brasileiro, também americano.

Chris
Visitante
Chris

Eu ja achei um nome interessante…

Carrega a força da Boeing… E leva o do Brasil (Bem mais forte que Embraer).

Fica parecendo até que a Boeing é brasileira.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Parece.

Jota
Visitante
Jota

Pessoal , a Embraer JÁ foi estatal e o GF QUEBROU ela no início da década de 90 !! Não deram conta de tocar nem garantiram os vários projetos que se iniciavam e paravam por falta de verbas. Era pra ter sido encerrada e desmantelada . Mas investidores assumiram, bancaram o risco, fizeram o dever de casa e conseguiram uma nova empresa. Podem fazer o que quiser e o GF permitir com a golden share. Mas alguns ainda vão dizer: e o dinheiro do BNDES? Ora , o dinheiro do BNDES é EMPRÉSTIMO !!! Não é dado. Vai ser pago… Read more »

Fred
Visitante
Fred

Essa é uma falácia que se diz para dourar a pílula. O governo de viés liberal queria se desfazer de suas empresas. Curiosamente, o mesmo governo bancou uma parceria política com a argentina para produzir o fracasso comercial do CBA-123. Aprendemos um bocado com esse projeto, de modo que o já embrionário EMB-145, se formatava. O Governo Brasileiro não deu 300.000.000,00 USD para a Embraer que precisava para quitar suas dívidas e desenvolver o projeto que a tiraria da crise, como de fato tirou, que foi o EMB-145, mais tarde, ERJ-145. Esse dinheiro foi usado, um par de anos mais… Read more »

Andre Vedoze
Visitante
Andre Vedoze

Em 10 anos todos que participaram do vídeo estarão procurando emprego. Não por conta dos ”americanos malvados”, mas graças a nossa inata incompetência.

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Espero que vc também esteja sem emprego.

Junior
Visitante
Junior

Você foi bastante gentil ao dar 10 anos para essa turminha ai, não dou 5

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Daqui a 10 anos volto e esfrego este post na sua cara, que tal?

RENAN
Visitante
RENAN

O que não engoli foi os 49% do kc390
Isso foi um roubo descarado
Adeus a capacidade nacional de projetar uma aeronave

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Renan. O certo é KC797.

Humberto
Visitante
Humberto

Renan, um pouco de preciosismo. A Boeing Brasil, não tem nada a ver com o KC 390. Sobre os 49% é da nova empresa que vai ser construída para VENDER o KC, apesar do discurso de muitos, o FATO é que a Embraer ainda não conseguiu vendas externas para o avião, mesmo para um pais que é parceira (no caso Portugal) no projeto. O mundo ideal seria que a Embraer vendesse dezenas ou centenas de KC sozinha, mas neste momento (temos que lembrar que o programa já uns 10 anos) existe somente a encomenda original da FAB, ou seja, não… Read more »

BMIKE
Visitante
BMIKE

É isso mesmo, não temos mais capacidade aeronáutica. O GF tem que se mexer e criar uma nova empresa para esse fim com o que sobrou fora do negócio com a Boeing.

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Não precisa. Esta empresa existe e se chama Embraer, e continuará capaz de desenvolver aeronaves de ponta. Ponto.

Salim
Visitante
Salim

A China manda bugiganga pra nos com frete de USS 1,00, fui exportar pelo correio que e nosso ,queriam me cobrar RS 120,00, olha que a minha buginganga e mais barata que da China. Fui no posto BR , gasolina cara e ruim, falei que estava sem dinheiro e ia pagar depois, náo deixaram e aumentaram preço porque companheiros meteram a mão no meu dinheiro.
Qual a vantagem!?!?!!?!!?!!??!!

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Apesar de muitas teorias explicativas sobre o desenvolvimento acelerado chinês…
O segredo da China e seu super crescimento econômico foi isso… Facilitar e baratear ao máximo seu processo de exportação.
Ainda, mais um site Alibaba com seus produtos para o mundo todo, tudo fácil e rápido.

Há outros motivos claro (mão de obra barata etc), mas o principal foi e é facilitar suas vendas externas.

Tutu
Visitante

*trabalho análogo à escravidão.
*mão de ferro do governo.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Eu teria votado no “Embroeing” ou “Embroax”. Esse “x” reforça seu caráter internacional, sua ousadia, além de um certo charme na pronúncia em diferentes línguas.

Marcos10
Visitante
Marcos10

O Eike Batista encheu de x e não deu certo.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Marcos. Na virada do milênio, contrataram uma empresa de propaganda por US$ 50 mil para mudar o nome para PetroBrax para tirar a associação excessiva que a marca “Petrobras” tinha com o Brasil (nas palavras de Philippe Reichstul).

marcos rissato
Visitante
marcos rissato

Pois é, também existiu a polêmica do álcool/etanol, a ideia era mudar o nome do produto para melhor aceitação no mercado internacional visto que o nome álcool era de difícil pronúncia enquanto que o etanol não. A grita foi geral com os “nacionalistas” esperneando alegando um entreguismo de símbolo nacional. Moral da história, o assunto saiu de cena naquele momento, hoje quando vamos ao posto de combustíveis todos pedimos naturalmente para abastecer com etanol, muito mais fácil de pronunciar até para nós brasileiros. É vida que segue.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Marcos. “Álcool” é uma denominação geral de um grupo funcional de química orgânica (C-OH, ou uma hidroxila ligada a um carbono). Por outro lado, “etanol” é nome oficial de um molécula específica. “Etanol” e “metanol” são álcoois, mas são moléculas diferentes. Não tem nada a ver com facilitar a pronúncia.

Renato B.
Visitante
Renato B.

A culpa foi da picaretagem e não do X.

BILL27
Visitante
BILL27

A Boeing criou uma nova empresa com 80 por cento d oseu capital ,natural que o nome fosse Boeing .

Camargoer
Visitante
Camargoer

Em várias oportunidades, lamentei que o país perdia a grife “Embraer”, uma das poucas reconhecidas internacionalmente como um produto de alta tecnologia produzido no Brasil. Por isso, o que mais chamou a minha atenção foi a decisão dos marqueteiros da Boeing de apagarem o nome “embraer”. Quando eu era molecão, ficava emocionado quando a Marina (com aquela voz rouquinha) cantava “você me abre seus braços, e a gente faz um país”. Que dia triste.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Eu tinha uma quedinha pela Marina quando era pequeno. Mal sabia eu… mas ainda gosto das músicas.

Agora só vamos ver EMBRAER em aeronaves militares e jatos executivos/aeronave(s) agrícola(s).

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Pois é Leandro.
Aqui deixo uma sugestão para a EMBRAER agrícola: Um drone robótico (IA) para pulverização, semeadura etc. Em vários tamanhos, tornando a aviação agrícola apta para poucos hectares também. Tem mercado vasto no mundo inteiro.
A gente critica pesado mas também tenta colaborar.
EMBRAER vai ter que rebolar!

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Leandro. Eu também tinha (acho que ainda tenho) uma paixão de adolescente pela Marina. Mesmo bem sabendo, continuo apaixonado. “Fulllgás”.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Cumpads,
Me amarrava e me amarro ainda com “Fullgás”. Marina e sua voz rouquinha e demi sec, para mim, era a versão brasuca da Kim Carnes.
https://www.youtube.com/watch?v=EPOIS5taqA8

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Farroupilha. Lembrei do clip de “flashdance” e do filme “9 1/2 semanas de amor” (que tons de cinza nada)

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Parabéns ao grupo liberal do Brasil. Hoje jaz uma empresa que já foi genuinamente brasileira. Daqui à pouco reescrevem a história dizendo que quem inventou o avião foi os irmão Writh aqui no Brasil.

Marcos10
Visitante
Marcos10

O que você teria feito?
Antes de responder leve em consideração que a Embraer tem dívidas de R$19 bi. A dez anos atrás entregava 190 jatos de grande porte por ano, sendo que no ano passado entregou 90, com grande quantidade de Phenom 100 e 300. Esse ano entregou cinco E2. Seu principal concorrente foi para a Airbus por apenas US$1. Se o A220 der lucro, fifty/fifty. Se der prejuízo, a conta fica para a Bombardier, ou seja, o concorrente entrou no jogo do ganha ganha.

Cavalo-do-Cão
Visitante
Cavalo-do-Cão

Esta falsa direita que vendem neste pais fala muito em liberdade, livre comércio, estado mínimo quando é pra defender a submissão aos eua…as privatizações que se fazem neste pais não passam de negociatas orquestradas para transferir o nosso patrimônio público para o capital alienígena…os políticos eleitos são financiados por grandes doações feitas por estrangeiros…quando eleitos esses políticos sabotam e dificultam o livre comércio nacional…impondo burocracia e altas taxas de tributação para provocar o enfraquecimento da indústria nacional e o fortalecimento de capital estrangeiro…todos os altos membros do estado são financiados pelo capital alienígena…para que as instituições sejam aparelhadas… é assim… Read more »

Eduardo
Visitante
Eduardo

Pessoal aqui parece não saber fazer conta. Embraer continua existindo. Agora com 49% de participação em uma empresa que faturará muito mais do que ela faturava sozinha. Isso se sobrevivesse à aquisição da Bombardier pela Airbus. Enquanto isso Embraer continua com as vendas em segurança e defesa e executivas.
Fala-se, inclusive, da Embraer começar a fazer aeronaves maiores.
Quanto a sair do Brasil, acham mesmo que a Boeing vai pagar engenheiro aeronautico americano o dobro em dolar do que paga em real pra brasileiro?

Junior
Visitante
Junior

Acho que quem não sabe fazer contas é você, pois até onde se sabe, a Embraer vai ficar apenas com 20% dessa nova Boeing Brasil e não 49% como você afirma. Ansioso para mostrarem o parecer da área técnica da FAB aqui aonde a mesma afirma que a Embraer defesa e segurança e a Embraer jatos executivos não vão sobreviver desse jeito que foi feito o negócio

Flanker
Visitante
Flanker

Podem procurar por algum comentário meu sobre assunto de venda da Embraer, desde que começou todo esse falatório…..vão achar uns 2 ou 3….. Respeito a opinião de todos, desde os nacionalistas extremos até os liberais mais genuínos. Minha opinião pessoal: No começo dos anos 90 do século passado, a Embraer era uma típica estatal brasileira, com muitos funcionários e pouquíssima eficiência, além de enormes prejuízos. Foi vendida/privatizada, experimentou alguns anos de reestruturação, renasceu e foi em frente, tornando-se uma empresa importante em seu setor, no mundo todo. Nos últimos anos, passou a sofrer os resultados da crise que assolou o… Read more »

GripenBR
Visitante
GripenBR

O que diria Trump ou Netanyahu em situação inversa análoga. Segurança Nacional! Vetado! Obrigado pela oferta! Próximo assunto? Não precisa ser estatal de forma alguma, a vacina para está situação era justamente a Golden Share (o digníssimo presidente deve achar que é a mesma coisa de Golden Shower). Embra”era”. 1969-2019.

Luis Fernando Curvo
Visitante
Luis Fernando Curvo

Respondendo … a Sony comprou a Tri Star Picyures americana, e a transformou em Sony Picture, tendo em seu portfólio alguns personagens icônicos da cultura Norte americana, homem aranha, dentre outros, o governo americano , meteu o bedelho ? Não. Houve brigas e discussões intermináveis? Não. Respondido ? A e antes que diga que cinema/ Cultura não é levado a sério por lá, experimenta falar mal destes personagens por lá e ver o que te acontece…

GripenBR
Visitante
GripenBR

Só que a Embra”era” não produz desenho animado. Por exemplo https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/trump-proibe-compra-da-qualcomm-pela-broadcom.ghtml

Luis Fernando Curvo
Visitante
Luis Fernando Curvo

A Embraer Defesa, que produzirá o Caça Gripen, o Super Tucano, que participará da fabricação das Meko 100, etc… Não foi vendida, foi vendida a fabricante de aeronaves civis, e mesmo desta , a fabricante de aeronaves de menor porte não entrou no rolo, portanto não afetando a ,nem a soberania nacional, tampouco afetando a segurança nacional, me fiz entender ?

Robsonmkt
Visitante

Não é só isso. Há uma segunda joint-venture focada na comercialização dos KC-390 que prevê 49% das ações desta empresa ficarão com a Boeing. Isto significa que de cada KC-390 vendido, 49% do lucro será da Boeing e não da Embraer Segurança e Defesa. E tem mais: Pelo acordo assinado, a Boeing Brasil poderá desenvolver seus próprios projetos de aviões executivos e concorrer com a Embraer sobrevivente se esta não quiser participar do projeto com ela. Ou seja: a Boeing comprou a unidade de aviões comerciais, ficará com metade do faturamento das vendas do maior projeto da Embraer Segurança e… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Você está errado… E segunda JV não é isso. E a Boeing Brasil não vai desenvolver aviões executivos. E a Embraer que fica poderá desenvolver aviões comerciais, abaixo de um certo número de assentos. O KC390 não pertence a Embraer, e sim a FAB. Por isso não tem essa de entrega do KC parte Boeing. A nova JV visa buscar outros mercados que estariam fora das possibilidades. Ou seja, a Embraer terá 51% das vendas dos KC390 que não venderia sem a parceria. Além disso continuará vendendo o KC 390 com 100% posts outros clientes. Mais ou menos como o… Read more »

Junior
Visitante
Junior

Gostaria de saber como uma empresa pode morrer recebendo 20% da receita da maior industria de aviação comercial do mundo?

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Junior, não se trata de morrer, mas de se manter relevante como firma independente.
Se for para ter uma Embraer, atrás das cortinas, sem qualquer capacidade de desenvolvimento e inovação, não seria o mesmo que não ter Embraer?

Luis Fernando Curvo
Visitante
Luis Fernando Curvo

Não, pois até mesmo a Boeing Austrália fax e desenvolve produtos autóctones, por que nos seríamos diferentes ? E fechar a linha de produção aqui para abrir lá o custo seria absurdo, por que não manter aqui ? Não seja tão azedo …

Junior
Visitante
Junior

Concordo, porém vivemos em um mundo capitalista (onde o capital é senhor) e como fazer desenvolvimento e inovação para sair de trás da cortina sem esse, a Embraer nunca será uma Boeing/Airbus pois não temos musculatura (capital) para enfrentar as gigantes, enquanto vendemos centenas de aeronaves comerciais elas vendem milhares, em uma categoria de mercado mais rentável que não conseguimos entrar, ao mesmo tempo elas entram em nosso seguimento se acharem que devem, é o que aconteceu com Airbus/Bombardier e agora com nossa Embraer, não seria o momento para ganharmos musculatura e a partir de então nos tornarmos relevante e… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

A Embraer continua com plena capacidade de desenvolver aeronaves. A diferença é que agora vai focar na aviso de defesa, executiva e outras áreas, e não na aviação comercial acima de cx assentos.
Vai focar também em outras áreas…

Junior
Visitante
Junior

hahahahahahahaha… piada, vai focar na divisão de defesa? Leia-se vai bater na porta do palácio do planalto toda hora, vai querer estar em TODOS os programas de defesa brasileiro, sendo sua proposta competitiva ou não, com a desculpa de que se ela não for escolhida pode desaparecer, que vai demitir pessoal e aquele chorôrôrô que todos conhecemos, basta ver o relatório da FAB que estranhamente não foi usado em conta para aprovação dessa VENDA da área comercial para a Boeing obs: Não sou esse Junior ai de cima, pelo visto ele é a favor dessa venda, diferentemente de mim, pois… Read more »

teropode
Visitante

O choro é livre rapaziada, se hidratem bastante e chorem como e quando quiser.

Junior
Visitante
Junior

Vou dizer o mesmo para você, quando o resto que sobrou da Embraer bater na porta do planalto pedindo dinheiro público com a desculpa de que se o governo não liberar ela vai desaparecer

Valdez de Araujo
Visitante
Valdez de Araujo

No fim desse arco Embraer-Boeing é conclusivo que militares Br curtem dá a bundinha pra gringo…Alguém tem aí o cardápio dos preçcos?

Bruno
Visitante
Bruno

Não foi “fusão”, foi COMPRA e VENDA! Até os mortos sabem disso!
Agora já era, bola pra frente! Vamos fazer outra empresa aeronáutica muito capaz e vender de novo.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Não se preocupem. A Embraer que “sobrar” terá plena capacidade de engenharia para desenvolver novos produtos. Será um empresa menor, mais enxuta, capitalizada. Terá metade da terceira de antes, mas também metade das despesas. Terá uma ampla gama de produtos… Alguns já mais maduros, outros novos (que em breve estarão em operação) e outros no “forno”. Seu portifólio irá além das aeronaves… Radares, sistemas de controle e monitoramento, softwares embarcados, etc). Então, parem de choradeira…. Parem com a teoria do caos, e com este pessimismo. Ainda temos uma indústria aeronáutica nacional de peso e capaz. A nova empresa terá desafios… Read more »

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Perfeito. Bola pra frente. O que a maioria esquece é que a Embraer sozinha teria grande dificuldade de competir com a Airbus no mercado de aviação comercial. O mercado mudou e talvez (o tempo é o senhor da verdade) essa venda para a Boeing tenha sido a saída possível e adequada. O acordo poderia ter sido melhor? Talvez sim… mas se uma porta foi fechada, um monte de janelas se abriram (parcerias ótimas com Boeing na área de defesa, por exemplo).
Cabe agora aos brasileiros envolvidos aproveitarem a nova situação da melhor forma possível.

Diego K
Visitante
Diego K

“Novos produtos”. Vc quis dizer novos aviãozinhos executivos ne?! Porque aviões comerciais que é o futuro da aviação regional ela está proibida.
Boieng fez um ótimo negócio, toma 5bi aí e me passa toda sua aviação comercial que gera 90% do lucro da sua empresa, logo esses 5bi se multiplicam pra Boeing.
Seria bom a trilogia parar de fazer propaganda de graça pra Boieng Brasil, e reproduzir matérias como essa do link que retrata a realidade: https://www.fup.org.br/ultimas-noticias/item/23641-venda-e-pessima-para-a-embraer-e-otima-para-a-boeing-diz-especialista
Ou se fizerem propaganda deixar de modo claro “esta matéria é um oferecimento Boeing Brasil”, acesso todo dia, não quero ser enganado aqui.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Diogo: a Gulfstream só fabrica aviõezinhos executivos, e vai muito bem.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

90% dos problemas também. O que os Diegos e outros não entendem é que a submissão do mercado regional mudou. A demanda pede aviões maiores, batendo na porta de Boeing e Airbus. Estas inundam o mercado de aeronaves (50+ por mês), cada uma – só para comparar a Embraer não entrega nem 100 ao ano (já entregou 120 mais comerciais/ano, depois foi para 100, depois 90, este ano deve ser algo em torno de 80)… O mercado na faixa de mercado onde a Embraer atua está em retração… Pressionado por B & A na faixa superior, e pelos turboprops na… Read more »

Fred
Visitante
Fred

Interessante.

Mas, ao meu ver, boa parte desse argumento é conversa de CEO para a staff não ficar desanimada.

Mas torçamos para o melhor. Que não vejo como melhorar, mas torçamos.

Fred
Visitante
Fred

Escrevi algo deselegante e não gostaria que figurasse aqui. Assim, mudei o texto.

Mas deixarei a Tag: “Razões para Embraer ser vendida”

Assim, daqui a alguns anos, se eu ainda tiver a sorte de figurar nesse plano material, poderei lembrar qual era o espírito e ânimo que permeava a todos na época dessa “joint”.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Falaram, falaram, são contra, mas não disseram o que fariam.

Maurício.
Visitante
Maurício.

Marcos10, eu deixaria a Embraer como estava, essa história de que a Embraer não iria sobreviver vem sendo contada desde 1969, mas desde que anunciaram essa “parceria”, alguns por algum interesse ou outro, vem afirmando isso como se fosse uma verdade absoluta.
Sei que você é completamente a favor, já eu sou completamente contra, daqui a alguns anos o tempo dirá quem estava certo.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Então para você o cenário de mercado de aviação regional atual é e sempre foi igual. Nunca mudou.
Se nada fosse feito em 5 anos ou menos a empresa estaria em grande risco. Isso não é achismo, é fato.
Já disse aqui o porquê, não vou repetir. Acredita quem quer.

Maurício.
Visitante
Maurício.

Fernando EMB, foi como eu disse para o Marcos10, só o tempo dirá quem estava certo, espero que o blog continue daqui alguns anos para retornarmos ao debate, antes você falou em bola de cristal, na minha apareceu que o futuro será um desastre para o que sobrar da Embraer, já na sua, você vê um futuro promissor inclusive com novos produtos, aguardemos o desenrolar dos fatos.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Maurício: Desde 69 a empresa foi fortemente subsidiada. Quando deixou de ser, quase foi a falência e teve de ser privatizada. O problema hoje é: 1) dívidas, 2) baixa nas vendas, 3) concorrência da Airbus. Ao contrário do que muitos dizem, de que entregaram a empresa de graça para a Boeing – se alguém entregou alguma coisa de graça, foram os próprios acionistas americanos -, vejo mais vantagens para a Embraer do que para a Boeing, que se assumiu os ativos, também assumiu os passivos. O objetivo hoje para os E2 é baixar custos de produção, que só podem ser… Read more »

Fred
Visitante
Fred

Não simplifique. Defenda suas paixões sem mentir. A Embraer não foi RESSARCIDA por um erro estratégico do governo brasileiro em relação a um projeto comercialmente falho. A Embraer deveria receber recurso no lugar de banqueiros para desenvolver o já existente projeto EMB-145. 1) Qualquer empresa que investe tem dívida. 2) A baixa na venda exige ação comercial, não liquidação de empresa, seu know how e tecnologia. (essa estória de que ganharemos tecnologia com a Boeing é a maior pataguada que já li na vida. Denuncia generoso senso de inferioridade de quem fala, ingenuidade de quem acredita e desconhecimento completo das… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Marcos. Talvez só tenha sobrado ser motorista de uber mesmo.

Wilton Santos
Visitante
Wilton Santos

Não imaginava que os militares brasileiros fossem tão covardes e traidores! Quem precisa de inimigos com forças armadas assim, o governo americano manda mais nos militares brasileiros do que O povo brasileiro!

Marcos10
Visitante
Marcos10

Responde aí: o que deveriam ter feito? Como?

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Pior, que tinha sim o que se fazer Marcos 10 e exatamente na área comercial da EmbraEra, mas não vou entregar o ouro para bandidos (força de expressão).

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Caramba, o pessimismo baixou no grau máximo aqui hein. Já foi galera, se será bom ou ruim pra nós ninguém sabe, mas descer a lenha e ficar agourando tbm não ajuda . Deus abençoe os funcionários e que isso se revele um belo empreendimento e que a Embraer defesa se sobressaia cada vez mais e aumente sua gama de produtos .

Marcos10
Visitante
Marcos10

Pedidos firmes:
A220: 536
E2: 153

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Pois é… mas a galera prefere a ilusão de que a Embraer sairia vitoriosa de um confronto com a gigante europeia Airbus. Em alguns anos estaria quebrada. Poder político e econômico bruto, que até a Boeing tá penando….Acorda galera o vento mudou, vão-se os anéis, ficam-se os dedos. Mas chorar é de graça….

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Ok Adriano RA Mãe Diná.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Os números de vendas do A220 já dizem tudo. Se a Embraer não fosse vendida, a Boeing faria seu próprio avião para competir nesse mercado. Virou questão de sobrevivência até para a Boeing. Ou vc acha que, de repente, a Boeing achou a Embraer charmosa e resolveu comprar? Leia mais sobre o assunto em vez de gastar tempo com piadinhas.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Quantos destes da AIRBUS/Bombardier não receberam o descontáço e quantos da Embraer receberam descontos?! Outra, quem e de onde são os clientes?! A quanto tempo cada projeto existe?! Qual é o custo de desenvolvimento, bem como o payback de cada projeto?!

Marcos Cooper
Visitante
Marcos Cooper

Uma pergunta que ninguém fez,eu acho: e as instalações,a fábrica,Gavião Peixoto? Ficou como nessa história toda?

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Marcos,

Já está tudo definido. Mas se nada foi divulgado na imprensa, não serei eu a fazê-lo.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Caro Marcos Cooper
Está respondido no terceiro parágrafo desta mesma publicação.
Abraço

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Até o Ozires foi favorável, a Embraer é privada e se aceitaram esse acordo é porque não achavam que a aviação comercial da Embraer conseguiria competir mais, simples assim. Lembrando que a Embraer não competia mais com o nome Bombardier e sim contra a Airbus, provavelmente a Boeing também iria entrar nesse mercado de qualquer jeito.

O maior culpado mesmo foram os governos passados que tornaram desvantajoso produzir no Brasil, se o país fosse mais competitivo poderia ser possível encarar a Airbus e Boeing. Quando as dívidas na empresa começassem a se acumular é que o país teria prejuízo mesmo.

Fulcrum
Visitante
Fulcrum

Então podemos concluir que ser derrotado e ter a razão podem vir juntos. Será que a china vai vender ou reforçar a huawei depois do bloqueio? Será que o trump deixaria a chinar sair comprando tudo no mercado deles? Fomos fracos e submissos. Como sempre.

Marcos10
Visitante
Marcos10

A China pode fazer o que lhe der na telha porque é uma ditadura. Já Trump pode fazer muita coisa, mas não tudo. Só pode fazer ou deixar de fazer em virtude da Lei. O mesmo prevalece aqui. Que Lei você envocaria para impedir tal negócio?
Ou você apelaria para a Golden Share? Ela permite fazer o que fizeram, ou seja, retirar do negócio a Embraer Defesa.
A outra opção seria o governo fazer uma oferta firme e comprar todas as ações no mercado, reestatizando a companhia.

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Este assunto é polêmico, que traz a tona muitas posições radicais. A maioria aqui tem sua opinião ancorada em opiniões movidas a questões políticas e de “nacionalismo utópico”. E são posições tão firmes, que não admitem ouvir opiniões contrárias… Os contrários já são taxados de traidores. Criticam o governo e agem exatamente da mesma maneira que o nosso presidente.

Preferio discutir sobre fatos e dados reais. Infelizmente a maioria aqui não quer saber disso.

Maurício.
Visitante
Maurício.

FernandoEMB, assim como o Marcos10, eu vejo que você é totalmente a favor dessa “parceria”, você deve ter seus motivos, a dúvida que tenho é se você estaria aqui defendendo essa “parceria” se a mesma fosse feita com russos, chineses ou até mesmo os europeus.
Se você pudesse dar uma resposta simples e objetiva eu ficaria grato.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Maurício, entenda uma coisa… Tanto eu como o Marcos (me corrija se eu estiver errado)… Gostaríamos que a Embraer ficasse como está, sozinha e independente na aviação comercial. Só que não se pode fechar os olhos a realidade. Não temos interesse oculto algum. A aviação comercial enfrenta enormes dificuldades, vamos aos fatos: • vendas em queda – mercados de fechando (Rússia, China, Japão) – revisão das Scope Clauses que não vieram – alto endividamento – entrega de apenas 5 E2 em um ano de produção (aceleração da produção muito abaixo do previsto)… O programa drenou o caixa da empresa, e… Read more »

Maurício.
Visitante
Maurício.

Fernando EMB, respeito sua opinião, mas a dúvida que eu tinha, se você estaria aqui defendendo essa “parceria” se a mesma fosse feita com russos, chineses ou europeus, não foi esclarecida, aliás, já foi esclarecida faz um tempo, eu só queria a certeza mesmo.
No mais, passar bem.

Marcos10
Visitante
Marcos10

O que mais tem o Brasil é empresa chinesa comprando tudo.
Ao invés de se preocupar com Embraer, deveriam se preocupar com Brasil, mais especificamente das condições que o país oferece as empresas.

Maurício.
Visitante
Maurício.

Marcos10, a Embraer é uma empresa estratégica, a pergunta que eu fiz foi para o FernandoEMB, eu queria saber se ele concordaria e estaria defendendo essa “parceria” se a mesma foi feita com russos, chineses ou europeus.
A sua resposta eu já sei qual é, não precisa nem responder.

Marcos10
Visitante
Marcos10

O que é uma empresa estratégica?
Portos, estradas, aeroportos, industrias, comércio, tudo é estratégico.
Ou você pode dizer que é estratégico do ponto de vista militar. Mas ai foi separa a divisão militar da Embraer.
Então você vai dizer: “Mas essa parte não vai sobreviver sozinha”.
Ora! Basta haver investimentos continuos e a empresa vai sobreviver. É assim com a Saab.

Maurício.
Visitante
Maurício.

Marcos10, você sabe muito bem o que é uma empresa estratégica, a Embraer não era estratégica só no meio militar, no mais, não somos a Suécia, na verdade não podemos comparar nenhum país sério com o Brasil, essa é a verdade, infelizmente.

Fred
Visitante
Fred

Conforme a legislação brasileira, a Embraer é uma Empresa Estratégica de Defesa (EED). Lei 12.598, de 21 de março de 2012.

Não é “tudo” estratégico. Essas coisas têm norma.

Fred
Visitante
Fred

Setenta anos de gestão estratégica entre a coisa pública brasileira e empresa que podem ser interrompidos é um dado e fato real. Não se coloque numa posição de pureza superior porque trabalha na empresa. Esses hangares foram edificados com meu , seu e suor de um sem número de pessoas. Está torcendo para dar certo de acordo com as informações que tem. Já acho, com a experiência de outras negociações no meio e conhecendo a cadeia de produção de empresa e de outras parceiras, que a médio/longo prazo a Embraer que resta não terá capacidade de projeto. Mas, alguns preferem… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Não iria me importar se fossem chineses, russos ou americanos, libaneses, alemães, ou qualquer nacionalidade.
Algo precisava ser feito antes que disse tarde. Meu ligo para quem fez.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Marcos. Já expliquei antes o carinho que eu tinha pela Embraer. Por isso, sou incapaz de discutir com a venda da empresa com isenção. Também fui o primeiro a chama-la de Embraer(a). Não tenho qualquer intenção de criar algum vínculo emocional com a nova empresa. Outras aquisições mantiveram as marcas antigas (jeep, nissan, swift) outras descartaram as marcas (cofap, banespa, cpfl). A decisão de manter o nome ou mudar é algo muito bem pensado. A curto prazo, imagino que as mudanças mais visíveis serão as logomarcas nos macacões dos funcionários. O custo de mudar uma estrutura industrial operacional é… Read more »

Audaz
Visitante
Audaz

Penso trata-se de uma empresa privada, apesar de ser orgulho nacional.
Não concordo em interferência de governo em setores que podem ser geridos por empresas privadas. O caminho que a empresa escolheu é este, se certo ou errado, o tempo vai dizer.
Capitalismo é assim mesmo. Espero que o governo não interfira no rumos de qualquer empresa privada nacional. Faça sua parte, sendo um estado menos paquiderme. Já ajuda.

α Tau
Visitante
α Tau

O problema das privatizações do braziu é que não existe privatizações(capital privado que investe no setor público)…o grosso é dinheiro do BNDES(capital público) que banca as empresas privadas nas negociações…

Todo liberal vive exaltando os eua como exemplo capitalista, liberalista, pró mercado, e etc…mas ninguém comenta que o super liberal Donald Trump barrou a venda de empresas E-S-T-A-D-U-N-I-D-E-N-S-E-S que nem estatais são…e sim privadas…por qual motivo será???..Empresas estratégicas, petróleo, energia, tecnologia não podem ser deixadas nas mãos do capital alienígena…isso mina a soberania de qualquer país….

Nilton Reis Jr
Visitante
Nilton Reis Jr

E vem muito mais por aí!

Glasquis7
Visitante

Há muito tempo disse a um tal de Alex, que a EMBRAER não era uma empresa do Brasil mas sim, do setor privado brasileiro.
Ele rebatia argumentando que estava louco ao pensar que algum dia a EBRAER migraria.
Então, nada como o tempo.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Podem criticar más capitalismo e democrácia e isso! Vida que segue.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Cristiano. Não há qualquer relação de causa-efeito entre democracia e capitalismo. Existem e existiram diversos regimes totalitários de economia capitalista. Segundo Hayek “Como compreenderão, é possível a um ditador governar de modo liberal. E também é possível a uma democracia governar com total falta de liberalismo. Pessoalmente, eu prefiro um ditador liberal a um governo democrático a que falte liberalismo”.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Você pode ter capitalismo em democracias ou em ditaduras, mas nunca vai ter democracia no comunismo.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Marcos. Um democracia tem quatro características. 1) um Estado de Direito, 2) Soberania popular, 3) Direitos Humanos, 4) Liberdade e tolerância política. A estabilidade democrática interessa principalmente à classe operária. É por meio da democracia que a classe popular garante o respeito e a ampliação de seus direitos. Quando esses direitos ameaçam os privilégios da elite burguesa, ela derruba a democracia.

susk
Visitante
susk

Só pra lembrar que a “antiga” Embraer era/é lider de mercado nesse seguimento de jatos regionais, um mercado que tem muito a crescer nos próximos 10~20 anos. O que deveria ser feito seria uma joint-venture com a criação de uma nova empresa com participação de 50,1% para boeing e 49,9% pra embraer, no máximo 60/40 e venda dos e2 rebatizados e/ou criação de uma nova linha, jamais 80/20 na área de jatos regionais da empresa, a área que dá mais lucro… A boeing dependia muito mais da embraer nesse mercado em especifico do que o contrário. A embraer domina o… Read more »

Marcos10
Visitante
Marcos10

Disse bem, era líder. Mas com 153 pedidos firmes, R$ 19 bilhões em dívidas e prejuízos consecutivos…

Mauro
Visitante
Mauro

Seu argumento não se sustenta, é falso, lucro ou prejuízo só depois de terminar o ciclo de uma aeronave, isso inclui décadas de produção e venda.
Os E2 estão começando agora, e o KC-390 também.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Cadê os pedidos?

susk
Visitante
susk

A concorrente começou as vendas do a220 em 2016…
A220 tem 293 pedidos e 68 entregues, começando fabricação em 2016.
E2 foi certificado só em 2018.
158 pedidos só da segunda geração e 5 entregues.
1500 aeronaves vendidas contando a primeira geração… backlog de 360 aeronaves somando primeira e segunda geração.
Tá bom pra vc ou quer mais?

Marcos10
Visitante
Marcos10

A220 tem 536 pedidos firmes, com 68 entregas.
E2 tem 153 pedidos com 05 entregas.

susk
Visitante
susk

Dados defasados de Wikipedia? Aí complica né amigão.
536 pedidos no Wikipedia que conta pedidos desde 2009, sendo que o avião foi introduzido em 2016.
E o concorrente direto é o a220-100, que tem apenas 88 pedidos.

Depois dessa de querer botar dados defasados Wikipedia encerro por aqui esse debate. O senhor deve ter razão, o médico avisou pra não contrariar.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Bom… se você coloca só A220-100 como o concorrente e que esse não tem vendido, então não se trata apenas de concorrência, mas do próprio tamanho desse mercado.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Cara… Vendas e aeronaves já entregues é uma coisa. É preciso olhar para frente… E a situação não está boa não. É só interpretar os números.

susk
Visitante
susk

Não amiguinho, o seu argumento que não se sustenta e ainda é contraditório. O investimento é feito antes, o lucro vem depois com as vendas. O investimento do E2 e kc390 já está feito. Os e-jets primeira geração tem mais unidades vendidas e entregues do que a concorrência, isso é fato.

Forte abraço, senhor da razão!

Marcos10
Visitante
Marcos10

Não para contar os E-jets, porque esses pertencem ao passado. O ponto da curva em que se cobriu o custo de desenvolvimento e começou-se a ter lucro foi pela aeronave de número 700.
Hoje é necessário cobrir os custos de desenvolvimento dos E2. Para isso precisa-se de (1) vendas, (2) margem de lucro.

susk
Visitante
susk

Qual a sua fonte dessa informação de que foi a partir da aeronave 700 que deu lucro? Compartilha aqui com a gente essa fonte. E outra, os e-jets primeira geração não são passado não amigão a mesma linha de produção dos e-jets primeira geração está sendo usada para produzir tanto os “E1” quanto os E2, reduzindo e muito os custos. É obvio que é preciso cobrir os custos de projeto e desenvolvimento e pra isso precisa-se de vendas, isso não é mistério algum. O que vc tem que levar em consideração é que o E190-E2 foi certificada ano passado. O… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Muitas vendas ocorrem sim antes da certificação e da produção em série. E o E2 vendeu pouco. Isso é fato.
Os E1 do se pegaram depois de vendas de aeronaves entregues. E o E2 em um ano foram entregues só 5… Como pagar as dividas neste ritmo?

susk
Visitante
susk

Firm order não é venda concretizada, apenas uma pequena parte do pagamento entra em caixa. A venda só se concretiza de fato com a entrega do avião e o pagamento total do contrato. É obvio que os E1 só se pagaram depois de vender, isso nem precisa ser debatido, todo produto que requer pesquisa e desenvolvimento é assim. Veja quantos A220 foram entregues no primeiro ano de produção e verá que não é essa diferença toda. Quanto as “dividas”, toda empresa faz empréstimos para desenvolver produtos. Não adianta falar de dividas de uma forma geral e achar que apenas os… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Susk, apesar do seu posto mostrar conhecimento geral e bom senso (algo raro por aqui), ele tem umas coisas que são, na minha visão, incorretas.
Gostaria muito de continuar a argumentação contigo em outro espaço. Se tiver uma sugestão, aceito…

susk
Visitante
susk

@Fernando EMB

Pode expor aqui mesmo o que você acredita que está incorreto.
Estamos aqui para debater e ler opiniões contrárias.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Só uma sugestão… Da uma olhada nos últimos balanços da empresa. Olha também o histórico de vendas e entregas do E1 nos primeiros anos x do E2. Aproveita também para ler artigos sobre o mercado de aviação nesta faixa de assentos, mas artigos sérios. Depois de toda essa informação tire suas conclusões, as minhas foram: 1- situação financeira inspira cuidados (longe de estar crítica), mas a luz amarela de alerta está acesa já a alguns anos, e a situação tem piorado. Endividando alto, caixa muito baixo, fluxo de caixa em queda (com queda na receita, ano a ano). 2- mercado… Read more »

Fred
Visitante
Fred

Fernando, os CEOs estão falando que consideram as dificuldades comerciais que o Canadá tem com os Estados Unidos em relação aos subsídios que o CSeries recebeu? Seu item “3” caiu. Por ventura estão levando em consideração o potencial desse nicho que a Airbus tanto quis com o NEO e não conseguiu e a Boieng tanto quis com o MAX e não está conseguindo? Um mercado bilionário a ser explorado nos próximos vinte anos e trilhonários de narrowbodies? ( US$ 3 trilhões de dólares estimados pela própria Boeing) Seu item “2” e introdução caíram. Itens 4 e 5 tratam de basicamente… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Fred…. Sério isso que você escreveu. Acho que sua análise não tem fundamento algum. Suas refutações são non-sense. Tente novamente.
Veja bem que nenhum dos itens que citei, por si só são o motivo para ser tomar a decisão do acordo… Mas considere o conjunto da obra.
A bombardier passou por situação parecida anos atrás… E quebrou. Está saindo da aviação comercial com uma mão na frente e outra atrás. Antes de chegarmos onde chegaram, algo precisava ser feito, e foi. Se foi o melhor não sei. Mas foi feito

Fred
Visitante
Fred

Respondi ponto a ponto suas razões. O mínimo que deveria fazer é pesquisar o conteúdo, assim como fiz com as suas questões, cuja soma de todas elas e mais qualquer delírio não justifica esse acordo. Se o argumento não tem fundamento, então escreva aqui, por gentileza, quando as questões comerciais entre Canadá e Estados Unidos geradas pela oferta do CSeries à American Airlines e reclamação do país à USITC foi pacificada? Quando que os EEUU retiraram a taxa de importação astronômica ao CSeries? Quer saber onde a Embraer entrava nisso? A Boeing ofereceu Embraer usados para convencer a Delta a… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Não vou questionar porque você não vai mudar de opinião, nem eu. Não me venha com ontem…. Quero saber de hoje. Hoje o CSeries será fabricado pela Airbus, nos EUA, sem as questões de restrição comercial. Seus preços baixos estão sendo bancados pela Airbus… Estão oferecendo vendas casadas CS + A320 com vantagens que não temos como oferecer. E tudo isso num mercado que está estagnado. Além disso, hoje os fornecedores da Embraer e da indústria aeroespacial se uniram e formam grandes conglomerados, maiores que a Embraer, e com maior poder de negociação. Então fica complicado negociar condições favoráveis. O… Read more »

Fred
Visitante
Fred

Mencionei o passado porque pediu. Disse que a Bombardier estava igual à Embraer na ocasião da fusão com a Airbus. Te mostrei que não. E mais, não vai questionar porque não tem argumento que desembarace o terror que estão praticando com vocês aí no chão da fábrica. Até entendo sua intoxicação. Com o investimento na fábrica de Mobile ocorreram duas coisas: a) Não cessou o embate comercial entre o Canadá e EUA e; b) O consórcio ENCARECEU o programa CSeries. E está errado novamente. PARTE da produção do CSeries está em Mobile, a outra planta está em Montreal, de igual… Read more »

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

OK.. Sou cego na minha realidade paralela e você na sua. Não me desmereça. Participo do programa E2 desde 3 anos antes do seu lançamento. Sei oque deveria ter vendido e o que vendeu. Sei como está a situação da empresa além do que pode ser visto nos balanços que não estão ruins não, mas dão claros sinais de que uma grande tempestade por estar a frente. Eles lá do norte não precisam da nossa tecnologia… poderiam fazer eles mesmos. Estão de olho no nosso produto que completa o portfólio deles, e em nossa capacidade de engenharia que lhes falta… Read more »

Fred
Visitante
Fred

Joguinho. Isso é contra-argumento. Tom ofensivo veio do garoto faz algumas postagens. Estendo a mão porque já estive no mesmo lugar que você, crendo cegamente no que me contam em corredores.

Desde a década de 80 perdíamos colegas pra o Canadá, EUA, Europa e até Austrália. Nada novo aqui.

Volte pra a empresa pra projetar aeronave enchendo de orgulho os brasileiros.

Enquanto pode.

Forte abraço e voa, passarinho.

susk
Visitante
susk

@ Fernando EMB Vamos lá, dei uma pesquisada aqui. Resultados consolidados. Vamos aos números: 1) Receita liquida dos últimos anos. Vc fala em queda… Os números aproximados são esses ( valores em bilhoes de R$ ): 2012 = 12,2bi; 2013 = 13,6 bi; 2014 = 14,9bi; 2015 = 20,3bi; 2016 = 21,4bi; 2017 = 18,7bi e 2018 = 18,bi. Se manteve estável e acima da media nos últimos anos. Fluxo de caixa operacional: 2012 = 1,5bi; 2013 = 1,3bi; 2014 = 1,2bi; 2015 3,6bi; 2016 = -306 milhoes ; 2017 = 2,4bi; 2018 = 4,0bi. FCI E FCF acompanharam no… Read more »

susk
Visitante
susk

@ Fernando EMB Vamos lá, dei uma pesquisada aqui. Resultados consolidados. Vamos aos números: 1) Receita liquida dos últimos anos. Vc fala em queda… Os números aproximados são esses ( valores em bilhoes de R$ ): 2012 = 12,2bi; 2013 = 13,6 bi; 2014 = 14,9bi; 2015 = 20,3bi; 2016 = 21,4bi; 2017 = 18,7bi e 2018 = 18,bi. Se manteve estável e acima da media nos últimos anos. Fluxo de caixa operacional: 2012 = 1,5bi; 2013 = 1,3bi; 2014 = 1,2bi; 2015 3,6bi; 2016 = -306 milhoes ; 2017 = 2,4bi; 2018 = 4,0bi. FCI E FCF acompanharam no… Read more »

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Cara… cada um interpreta os balanços de uma forma. Veja, vc fez sua análise… eu faço a minha, (segue abaixo). Mas antes, não sei de onde tirou que o mercado futuro é tão promissor assim. Bem, é um mercado razoável, sem dúvida, mas que sofre pressões que estão corroendo sua atratividade: na parte de baixo pelos turboprops com o aumento do preço do petróleo, na parte de cima pelo flooding gerado por Boeing e Airbus (veja que Embraer nos melhores anos produziu pouco mais de 100 Ejets ao ano, as duas grandes juntas produzem mais que isso num mês de… Read more »

susk
Visitante
susk

@ Fernando EMB Vamos ter que concordar em discordar. A320 e 737 não entram nessa balança. 737 é outra categoria com mais passageiros não é concorrente, preços elevadíssimos em comparação com E2. Capacidade de produção e venda da airbus e boeing nao podem ser comparadas com a embraer, é outro mercado. Embraer tem que ser comparada a bombardier, são as 2 que operam nesse nicho que é muito menor do que o mercado da boeing e airbus. O mercado é tão promissor que a airbus e boeing estão de olho nele. Ninguém em sã consciência investiria em um mercado com… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Sim… E mercado é promissor… Mas duas observações: Não se pode tirar Boeing e Airbus das considerações. Ele competem sim com o E195E2. Perdemos um enorme contrato do E2 para o 737. Segundo, não iremos capturar o que queremos deste mercado promissor ficando sozinhos. Nosso concorrente hoje não é a bombardier… É a Airbus, e os novos entrantes. Hoje a bombardier concorre marginalmente no mercado do E175. Ou seja, não dá para ver um quadro parcial e se olhando para trás… Tem de olhar o quadro todo e olhando para frente. Não tenham dúvidas que se nada mudar o A220… Read more »

susk
Visitante
susk

@Fernando EMB Os novos entrantes não tem capacidade de grande absorção do mercado nesta geração, aeronaves ruins, pouca escala, alguns até com problemas técnicos de projeto. Quanto a não tirar airbus e boeing do quadro, neste aspecto eu concordo parcialmente. Mas não se pode fazer uma analise totalmente depreciativa da situação da embraer a fim de justificar essa venda. O que faltou foi pulso firme na negociação, a embraer entregou ativos, toda a área de aviação comercial e ficou com 20%. O que deveria ser feito no meu ponto de vista seria um acordo de verdade. Parceria apenas nos E-jets… Read more »

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Desenvolvimento de novos projetos ficou com a a área comercial??? Isso só mostra que não sabe nada de como será a divisão. Não sou favorável ao negócio “as is”, mas será preciso dar tempo ao tempo para ver os resultados. O pessoal aqui tem bola de cristal e já sabe tudo. Outros ponto é que a situação futura da Embraer seria muito difícil… E os primeiros sinais disso já apareceram. Também não tenho bola de cristal para saber o que iria acontecer, só posso me basear no que já está na acontecendo. Alguma coisa precisava ser feita. Preferia parceria em… Read more »

susk
Visitante
susk

@Fernando EMB “O relatório aponta que a área de desenvolvimento de produtos é atualmente compartilhada entre as unidades e deve ser transferida para a divisão comercial.” ht tps://exame.abril.com. br/blog/primeiro-lugar/o-que-sobra-da-embraer-depois-da-venda-para-a-boeing/ Ao que tudo indica é isso que vai acontecer sim. Me mostre o contrário com fontes confiáveis. Você está se baseando em dados obtidos já em época de negociação de venda. Antes disso a embraer não tinha esses “problemas” todos que apareceram de uma hora pra outra pra justificar a venda. As projeções futuras do mercado regional são promissoras sim e isso é um fato inegável, não adianta você vir aqui… Read more »

Marcos10
Visitante
Marcos10

Fonte: Embraer

susk
Visitante
susk

Coloca o link aqui.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Tá! Vai esperando que vou perder meu tempo buscando para você Relatório da Administração.

susk
Visitante
susk

Amigão, vc assim como eu já está perdendo seu tempo aqui.
Quanto ao relatório com esses dados não estou esperando absolutamente nada simplesmente porque ele não existe.
Você tentou pagar de gostosao chutando um número e simplesmente não tem como comprovar.
Pra que mentir em um debate anônimo de Internet? Você não vai ganhar nada com isso e ainda fica feio.

Pensava que os debates aqui eram de mais alto nível, mas pelo visto 80% é “achismo” puro. Uma pena.

susk
Visitante
susk

Não, ela continua líder. Estou falando do numero total de aeronaves em operação no mundo nesse seguimento e não em projeções e encomendas para o futuro.
Agora quanto a dividas, todas as empresas buscam financiamentos em agencias de fomento, bancos etc é assim que os projetos são viabilizados. Todas as empresas possuem dividias de curto, médio e longo prazo.
Em relação a prejuízo, 2018 foi o primeiro ano em que ela teve prejuízo em 21 anos. Completamente normal já que foram feitos investimentos pra projetar e desenvolver os e2 e kc390 ( maior aeronave ja feita no hemisfério sul ).

André Marques de Almeida Viana
Visitante
André Marques de Almeida Viana

Estou de luto

Cavalo-do-Cão
Visitante
Cavalo-do-Cão

Não sobrará pedra sobre pedra…O próximo alvo é os correios agora…depois a Embrapa, Eletrobras, Empresa Brasileira de Comunicação(EBC), Valec, Serpro, Dataprev, Telebras, Empresa de Planejamento e Logística(EPL)…e finalmente a Petrobras….o alvo principal deles…ai pronto…o nosso país estará todo desmantelado e sob o controlo deles… É sempre assim…quando estamos ganhando alguma coisa temos que vender para crescer e usar tudo que temos de melhor para dar aos estrangeiros!!…sempre cedemos as pressões e perdemos o que construímos…Lembrem-se da maior indústria automotiva da América Latina…a Vemag…Um mês após ser vendida teve o nome apagado e toda linha de produção cancelada… Grandes multinacionais estrangeiras… Read more »

Mauro
Visitante
Mauro

Mão de obra toda de brasileiros… a engenharia é toda de brasileiros, salários, impostos, rede de fornecedores atuais de São José dos Campos… o que mudou?? só o CEO??? Fico com as palavras de um gênio visionário chamado Ozires Silva, do porte de D. Pedro II e Barão de Mauá, quando perguntado se a Boeing engoliria a Embraer ele respondeu: “É mais fácil a Embraer engolir a Boeing”… Ozires sabe o que fala, leiam e procurem as reflexões de Ozires Silva na internet, como ele fala aos mais jovens dos desafios cada vez maiores em um mercado cada vez mais… Read more »

João Bosco
Visitante
João Bosco

Adeus Embraer ( RIP : 1969-2019). Parabéns ao governo que deixou tal situação acontecer.

João Bosco
Visitante
João Bosco

Uma vez, um professor de história do ensino médio com o qual estudei disse uma frase revoltante: ” O Brasil é a puta do mundo – desculpa e palavra chula, por favor – pois se vende fácil a qualquer um que lhe dê dinheiro, que a sustente, que lhe a banque(….) “. As vezes acho que ele tinha razão.
Por causa de dinheiro, vendemos empresas que poderiam ser lucrativas para outras empresas estrangeiras, com a desculpa que temos que estabilizar os gastos do Governo, e assim não investimos no desenvolvimento da Nação.
Pobre da Nação que não investe em si mesmo.

Fernando Lacerda
Visitante
Fernando Lacerda

Me entristece ver esse video..
e o pior é ver o Osires Silva defendendo esse crime lesa pátria..

De idolo a um traidor

Luiz Floriano Alves
Visitante

Com os déficits dos últimos anos a Embraer chegou a conclusão de que não tem cacife para reprojetar seus aviões em sintonia com os últimos avanços em motores e economia de combustível. As empresas de aviação estão desativando os jatos da linha E, na maioria das linhas competitivas.Ali custo da milha é tudo. O mercado priférico não sustenta uma estrutura fabril como a Embraer. Patriotismo não se aplica na economia de mercado. Até o Japão está entrando com jato regional econômico. A China e Russia também no páreo, com equipes de peso e muito dinheiro para investir.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Como assim??? E os E2? São o que???

Marcos10
Visitante
Marcos10

Os E2, Praetor e KC390 são aeronaves no estado da arte.

R_cordeiro
Visitante
R_cordeiro

Esse negócio de ficarem lastimando venda de empresa privada não tá com nada. Os acionistas resolveram vender e pronto. Que o país crie um ambiente favorável para q outro empresário se aventure nestas e outras áreas. Vejo comentários sobre o governo criar outra empresa do ramo… Pelamor né Pessoal! Governo tem milhares de problemas pra resolver e este deve ser resolvido pela iniciativa privada. Por este e outros motivos, viva boing Brasil até o dia que for vendida pra outra empresa, afinal, o mundo dos negócios é assim! Ou vcs queriam q se nacionalizasse a Embraer nos moldes argentinos e… Read more »

Fernando Lacerda
Visitante
Fernando Lacerda

Você não percebe que venderam a unica empresa que exportava produtos de valor agregado ?
A unica empresa que nos dava orgulho de ser Brasileiro ?

Pra mim o que fizeram foi um crime e triste ver o fundador da empresa apoiando essa venda… Osires Silva virou um traidor, jogou toda a sua tragetoria no lixo

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Ainda bem que você é um dos poucos que tem essa opinião sobre o nobre Ozires. Cara genial. Quem dera o Brasil tivesse mais caras como ele.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Há outras empresas que agregam valor, só para citar: Marcopolo e WEG.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Marcos. Acho bem difícil que um consumidor estrangeiros reconheça as marcas “Marcopolo” e “WEG”, mesmo sabendo da importância das duas empresas. Por exemplo, a Jacto produz muitos implementos agrícolas e exporta alguns, mas não é tão conhecida como a Massei Fergunson ou a John Deere. Alpargatas também exporta bastante, mas não dá para comparar com Adidas, Nike. Não existia nenhuma outra marca brasileira tão forte quanto Embraer. Agora Inês é morta.

α Tau
Visitante
α Tau

Kkkkk…Haaaaa….Elas estão descontroladaaassss….Haaaaa….Elas estão descontroladaaassss….não para não…para não…para não…não para não… 😀 Os robôs da gringaiada deram tilt….e só ficam repetindo a mesma ladainha agora…achando que com isso conseguirão fazer prevalecer a sua voz por aqui ou mesmo mudar o pensamento dos outros…rsrsrs… Não adianta vcs tentarem debater com essa gente…eles mentirão na sua cara, distorcerão, deturparão ou apelarão para ataques ad hominem….não importa o quanto vcs argumentem ou o quanto vcs provem os fatos…eles ignorarão vcs e o que apenas farão, será repetir com a mesma ladainha indefinidamente…pois foram pagos e recrutados para isso…estão aqui só pra fazer guerra… Read more »

Chevalier
Visitante
Chevalier

Na análise da Aeronáutica, a proposta de separar as duas áreas “irá eliminar o processo de investimento público brasileiro na inovação da Embraer Defesa, pois não será coerente investir recursos para novas tecnologias que serão transferidas para a Embraer Comercial”, que passará ao controle da Boeing. – do site Defesanet.
Vergonha eterna.

Heitor
Visitante
Heitor

E 2019 nos leva mais um… Descanse em paz, Embraer… deixará saudades

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Deviam mudar a última placa para ¨para nossos acionistas¨…