Home Aviação de Ataque Bielorrússia conclui entrega de 12 caças Su-30K modificados para Angola

Bielorrússia conclui entrega de 12 caças Su-30K modificados para Angola

16014
42
Reprodução de imagem de TV dos Su-30K de Angola
Reprodução de imagem de TV dos Su-30K de Angola

MINSK, Bielorrússia – A 558ª Fábrica de Reparação de Aviação da Bielorrússia (ARZ) em Baranavichy, concluiu a transferência de um lote de 12 caças Su-30K modernizados para Angola em abril. Isto foi dito à TASS na exposição de armas e equipamentos militares MILEX 2019, pelo vice-diretor de Desenvolvimento da ARZ Alexander Vorobey 558.

“Em abril deste ano, dois caças Su-30K foram entregues em dois voos de um avião de transporte para Angola. Assim, a 558ª ARZ concluiu o contrato para a revisão de 12 aeronaves Su-30K para a Força Aérea de Angola, que foi realizada em coordenação com a Rosoboronexport JSC”, disse.

Segundo o vice-diretor, o Su-30K angolano é na verdade refinado ao nível dos caças Su-30SM. Eles estão equipados com 12 pontos duros para armas e podem usar mísseis guiados, como o antinavio X-31A, anti-radar X-31P, e ar-ar RVV-AE.

Para se proteger contra armas de alta precisão, cada caça angolano está equipado com uma estação de interferência (jamming), desenvolvida pela 558ª ARZ. Esta estação opera na faixa de freqüência de 8-12 GHz, na qual funcionam os buscadores dos mísseis ar-ar.

Juntamente com os caças da Força Aérea de Angola, receberam um simulador de voo e um curso de treinamento da Bielorrússia. “A operação dos caças Su-30K em Angola é atualmente fornecida pela equipe de garantia da nossa fábrica”, disse um representante da 558ª ARZ.

Reprodução de imagem de TV mostra piloto angolano treinando no simulador do Su-30K

O contrato do Su-30K

Os caças Su-30K foram entregues na Índia sob um contrato de 1996. A Rússia os tomou sob o esquema de troca e os ofereceu a vários países africanos. Em 2013, Angola adquiriu 12 aviões, e a Rosoboronexport ainda está procurando um comprador para outros 6 aviões.

A bielorrussa 558ª ARZ foi escolhida para cumprir o contrato para a modernização de caças de Angola, uma vez que nos anos soviéticos era a contratada principal para a reparação de caças Su-27 (com base no qual o Su-30 foi criado).

FONTE: TASS

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Victor Filipe
Victor Filipe
1 ano atrás

Jesus Cristo… que pintura feia… meu Deus… os Russos poderiam dar uma ajudinha pra eles nisso ai…

Fabio
Fabio
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Pintura feia mesmo!!!!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Realmente, ou é gosto duvidoso ou pode ser o cenário por onde voa.

Alison Lene
Alison Lene
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

é o cenario… rsrsr

Osmar Reis
Osmar Reis
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Parece uma banana de pijama? Putz…

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Bonito mesmo é a pintura dos brinquedos táticos que compramos a preço absurdo, para montar localmente com a desculpa mal lavada de transferência de tecnologia e que quando chegarmos a operar já serão obsoletos kkkk.
Avião de papel super faturado !
Mas em partes concordo com você, a pintura do avião Angolano é feia mesmo, porém pintura não ganha guerras !

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Foxtrot
1 ano atrás

Justamente, pintura não ganha guerras, o que ganha é radar, suíte eletrônica, mísseis homologados, capacidade de integração em pacote de atuação maior, manobrabilidade etc.

E isso, o tal avião de papel tem do bom e do melhor, dentro de seu nicho de mercado.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Felipe Morais
1 ano atrás

Tem quando? Pois até hoje ele nuca voou a contento, nunca operou seus sistemas de armas em combates reais, vive em desenvolvimento. Quando entrar em operação já será desatualizado, pois hoje mesmo já é frente aos caças de 5° geração. Diferente do S-30 que já fez tudo e mais um pouco do que eu escrevi acima. Me chama para conversar o dia que esse “brinquedo tático” realmente estiver operacional e demonstrar todas as “capacidades” prometidas pelo fabricante. Pois falar até papagaio fala rsrs. Eu mesmo posso oferecer um disco voador com armas de energia dirigida e camuflagem quântica, que consegue… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Qual o SU mais moderno, os angolanos ou dos venezuelanos?
Nego reclama da pintura dos caças da FAB, imagina quando bater os olhos nos caças angolanos…

Jack
Jack
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Concordo com você Willber, a pintura dos nossos F-5 também não aganaria nenhum “concurso” agora, essa aí dos Angolanos é de doer.

filipe
filipe
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Parece que os Su-30 da Venezuela estão um pouco avançados, mas o Su Angolanos não ficam atrás, são caças que interceptam qualquer Aeronave no Atlantico Sul, Angola (12 Su-30Ks) + Africa do Sul (26 Gripens C/D) conseguem ter superioridade Aerea , os 36 Gripens E/F da FAB irão equilibrar a balança.

Vitor Silva
Vitor Silva
1 ano atrás

Esta Angola só compra ou moderniza sistemas de armas de forma avulsa, depois queixem-se da sustentação e logistica das suas forças de defesa!
Porque que não compram material de engenharia, ao menos servia para desenvolver infraestruturas nas zonas mais recondidas e isoladas do País.
Ou então para vigilância da sua vasta costa, ao menos protegiam as suas riquezas ligadas á economia do Mar.

filipe
filipe
Reply to  Vitor Silva
1 ano atrás

Da mesma forma que o Brasil investiu nos Gripens e no PROSUB e têm outros problemas sociais como a criminalidade das favelas, saúde e educação, etc, nenhuma nação deve prescindir da sua defesa. Angola investiu pesado nos Sukhois e em lanchas de patrulha costeira, de lembrar que os Angolanos operam o EMB-314 Super Tucano, e já têm cartas de intenção de compra dos KC-390, o Brasil deveria aumentar a parceria com Angola, principalmente no domínio Naval (Macae e quem sabe um Navio OVP Nacional de 1800T).

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  filipe
1 ano atrás

Admiro seu otimismo colega Filipe, admiro mesmo!

Vitor Silva
Vitor Silva
Reply to  filipe
1 ano atrás

Não posso acreditar Angola comprar o KC-390, nem daqui a 20 anos….
Chegaram a comprar sim alguns C-130 aos EUA, que nunca chegaram a voar… cá pra mim ainda vão comprar mais alguns que andem por ai desimanados, quanto as lanchas costeiras, sim houve contratos assinados, mas não posso precisar quantas foram produzidas e já lá vão uns anos.
Em suma, são mais olhos que barriga….

junior
junior
Reply to  Vitor Silva
1 ano atrás

Os brasileiros nada tem a ensinar aos angolanos em termos militares e emprego das forças armadas, muito menos sobre a pintura de caças de combate. Sintam primeiro na pele o que é uma guerra moderna no vosso país e depois mandem as bocas que quiserem. Ensinem a jogar futebol e a dançar samba no carnaval

Michel Moreira
Michel Moreira
1 ano atrás

A Aeronáutica já convidou algum país africano para participar da CRUZEX???

Gustavo
Gustavo
Reply to  Michel Moreira
1 ano atrás

deveria convidar a Africa do Sul e algum outro país do norte Africano…

100nick-Elã
100nick-Elã
1 ano atrás

Quem diria, Angola com uma defesa aérea melhor que a nossa

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Meu deus, mas que insistência é essa de EM SITES DE DEFESA as pessoas falarem como se fosse o G1? Ta achando que força aérea é super trunfo?
Procure quantos AWACs possui a força aérea angolana.

jagderband#44
jagderband#44
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Não cansa de passar vergonha.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Até eles!

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Se não matar de bala mata de susto, que horror de pintura!

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Parte do território angolano é desértico, daí a pintura.

Kemen
Kemen
1 ano atrás

Nem se preocuraram em pintura ideal para dogfight. Apesar do verde e amarelo que amo tanto, haja mau gosto, tem outros tipos de desenho caramba. Mas duvido muito que tenham que combater algum dia, entretanto para espetaculos aéreos é bem identificavel.

Fred
Fred
1 ano atrás

A pintura é feia, mas derrubam os forever 5 sem eles nem saberem o que foi…
Vale mais do ponto de vista militar que qualquer avião da FAB.

Matheus
Matheus
Reply to  Fred
1 ano atrás

Legal cara, eu tambem coleciono Super Trunfo.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Será que no supertrunfo especial do Fred existem AWACs e doutrina BVR?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Fernando Turatti
1 ano atrás

Pô Fernando, eu não sei. Mas se eu jogar contra ele e eu estiver com… digamos… um avião novo, moderno e altamente poderoso como um Fiat G91, eu invoco a comparação entre pinturas e ganho a partida! 😛

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Leandro Costa
1 ano atrás

Não tem como vencer essa! haha

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Pensei em algo que combine com estes caças angolanos.. by North Korea..

comment image

Flanker
Flanker
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Parece um filme do Rambo…..e eles usam aquela cobertura em combate?

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Este é um quadro do vídeo de propaganda da televisão da RPDC. Uma das opções camuflagem uniformes para forças de operações especiais do exército da RPDC. A foto em si é bastante antiga, tem cerca de 20 anos, se não mais.

Fila
Fila
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Boa ideia! Os pilotos podem usar esse camuflado para sumir no canopi, daí a propaganda vai ser que os caças são autônomos.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Tem bastante coisa sim, caças menores, treinadores…
Quanto aos caças chineses, eles precisam provar muita coisa ainda!

Tiger 777
Tiger 777
1 ano atrás

Parabéns aos irmãos Angolanos, para as ameaças dali estão bem equipados. Discutir pintura, e não as qualidades do caça, é mimimi…

Coutinho
Coutinho
Reply to  Tiger 777
1 ano atrás

Verdade, mas convenhamos; pintura (camuflagem) parece ser o unico assunto em que não há briguinha ideológica e que quase todos concordam.

Glaison
Glaison
1 ano atrás

Acho interessante pinturas com personalidade. Não ficar naquele cinza monótono dos caças ocidentais.

Heitor
Heitor
1 ano atrás

Eita povo invejoso rsrs

Felipe Morais
Felipe Morais
1 ano atrás

Roberto, com a devida vênia, isso é natural, já que americanos, russos e europeus produzem aviões bem avaliados há mais de 50 anos. Os chineses além de serem conhecidos há décadas por suas gambiarras, não deixam eventuais clientes saberem, de fato, como são seus caças, já que as informações na China são altamente restritas. Além disso, fica difícil para chineses já que parte do mundo está sob influência americana, parte européia e parte russa. O que sobra não confia na China, vide seus vizinhos asiáticos. Mesmo não sendo um entusiasta da China e tudo que representa, creio que o JF… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
1 ano atrás

No mais, parabéns aos angolanos.

Não é o que há de melhor, nem chega perto disso, mas está muito bom para uma força aérea de baixo orçamento.

Luiz Floriano Alves
Reply to  Felipe Morais
1 ano atrás

Os Gripenns da Africa do Sul não chegam mais perto da fronteira de Angola. Com esses SU-30 tomam bomba BVR.