Home Aviação Agrícola Embraer oferece soluções integradas para impulsionar o agronegócio na Agrishow 2019

Embraer oferece soluções integradas para impulsionar o agronegócio na Agrishow 2019

1457
13
Ipanema 203

Ribeirão Preto, 29 de abril de 2019 – A Embraer participa da Agrishow 2019 com uma série de soluções para o agronegócio brasileiro, reafirmando seu compromisso de contribuir para o desenvolvimento de uma produção agrícola mais eficiente no país. O avião Ipanema, líder no segmento no Brasil, serviços de integração tecnológica para otimização do campo e o jato Executivo Legacy 500, importante ferramenta de negócios para o setor, são destaques da participação da Companhia neste ano.

O Ipanema, movido a energia renovável (etanol), garante mais agilidade, eficiência e produtividade, além de menores custos em relação ao combustível de aviação. Com 60% de participação no mercado, a aeronave atingiu recentemente o marco de 1.400 unidades comercializadas.

“O protagonismo do agronegócio na economia nacional impacta positivamente outros setores, como a indústria aeronáutica. Ao longo da sua história, a Embraer esteve presente nesse setor com produtos de alta tecnologia, fortalecendo a agricultura de precisão. A Embraer é líder no mercado de aviação agrícola ao longo de décadas e reforçou recentemente seu compromisso com o setor por meio do lançamento do Ipanema 203”, diz Alexandre Solis, diretor da Unidade Produtiva da Embraer de Botucatu, onde a aeronave é fabricada.

Utilizado principalmente na pulverização de fertilizantes e defensivos agrícolas, o Ipanema evita perdas por amassamento na cultura e flexibiliza as operações em regiões com terrenos irregulares. A aeronave também tem aplicação em atividades de semeadura, controle de vetores e larvas, combater incêndios e povoação de rios.

O modelo atual do Ipanema, lançado em 2015, tem 13,30 metros de envergadura de asa e hooper (compartimento onde são armazenados os componentes agrícolas) com capacidade para 1.050 litros em volume. As novas tecnologias permitem a pulverização com precisão submétrica graças à implantação de altímetro a laser, ao controle de vazão e à abertura e fechamento automático dos bicos de pulverização por meio do sistema de DGPS – GPS diferencial. Os winglets (pontas das asas) foram reprojetados, aumentando o controle e melhorando a eficiência da pulverização, atingindo uma faixa de até 24 metros com excelente qualidade de deposição.

A aeronave conta com novo sistema de ar-condicionado, cinto de segurança com airbag e cabine mais alta, com novo conceito ergonômico. As alavancas de comando e os pedais também foram modificados, com ângulos mais suaves, que permitem controles ainda mais precisos.

A Atech, subsidiária do Grupo Embraer, também está presente na Agrishow com soluções para o campo, ampliando a sinergia de produtos e serviços oferecidos pela fabricante aeronáutica para a excelência operacional no agronegócio. Neste ano, a Embraer e a Atech estão juntas no estande E22d1.

O portfólio da Atech, centrado na plataforma OKTO, é composto por soluções que promovem a eficiência operacional com foco nos processos logísticos e de gestão de ativos. A oferta de valor desta plataforma conta ainda com produtos e serviços adicionais que promovem a conectividade no campo, dando a cobertura, a segurança das informações e a confiabilidade necessárias para a operação do negócio.

“Nossa proposta é atender aos principais desafios do setor agrícola, independentemente do estágio em que estejam nossos clientes em sua jornada de transformação digital, rumo à indústria 4.0.”, afirma Jefferson Castro, gerente de produto da Atech.

A Embraer, que tem uma posição de liderança no mercado brasileiro de jatos executivos, também promove na Agrishow a sua linha de produtos e serviços deste segmento. O agronegócio detém uma fatia relevante da base de clientes, com operadores praticamente em todas as categorias de aeronaves, dos Phenom 100EV e Phenom 300E até o Legacy 650E.

Na Agrishow deste ano, a Embraer leva ao Aeroporto Estadual de Ribeirão Preto o Legacy 500, jato executivo de tecnologia avançada que contribui para o aumento da produtividade, conectividade e conforto nas viagens de negócios que impulsionam o agronegócio brasileiro. A capacidade de pouso e decolagem em pistas curtas e o longo alcance de voo para rotas internacionais fazem do Legacy 500 a aeronave ideal para o ambiente do agronegócio nacional e exportador.

O Legacy 500 tem cockpit de última geração, equipado com as mais recentes tecnologias em aviônicos e sistemas de controle de voo digital (fly-by-wire), que proporcionam comodidade à tripulação, conforto e segurança aos passageiros. Com capacidade para até 12 passageiros, o jato oferece um voo suave em uma ampla cabine de 1,83m de altura. Conta com piso plano, galley totalmente equipada, entretenimento de última geração e assentos que reclinam totalmente e se transformam em camas. Permite operações em pistas curtas e tem capacidade de realizar voos internacionais.

“O empresário do agronegócio é dinâmico e precisa de ferramentas modernas, confiáveis e versáteis para ganhos contínuos de produtividade e é isso que a nossa linha de produtos entrega. Alinhados com a pauta atual da agricultura 4.0 e digitalização no campo, esse ano trazemos para a Agrishow o Legacy 500, que é o jato médio mais avançado e versátil da categoria, sendo o único com tecnologia fly-by-wire entre seus pares”, diz Gustavo Teixeira, diretor de vendas da Embraer Aviação Executiva para América Latina.

Legacy 500

Serviço:

  • 26ª Agrishow – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação
  • Data – 29 de abril a 3 de maio (segunda a sexta-feira).
  • Horário – Das 8h às 18h.
  • Local – Rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira, Km 321 – Ribeirão Preto – SP.

Siga-nos no Twitter: @Embraer

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Sobre a Atech

Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech oferece ao mercado expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de apoio à tomada de decisão, garantindo o desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, gestão de ativos, segurança digital, conexões Inteligentes, logística, sistemas de comando e controle, de instrumentação e controle, embarcados e simuladores. Mais informações em www.atech.com.br

DIVULGAÇÃO: Embraer

13
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Carlos Alberto SoaresJuniorFernando EMBLuiz TrindadeJoli Le Chat Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Marcos

Se colocar uns pilones nas asas vai ser multifunção, similar ao Air Tractor. Em tempos de paz vai pulverizar as colheitas, em tempos de guerra vai pulverizar os inimigos.

Matheus
Visitante
Matheus

Na área de agricultura, o grupo Embraer tem uma divisão só para agricultura ou ela é ligada a uma subsidiária?

FernandoEMB
Visitante
FernandoEMB

Não existem uma “Divisão” para isso. O que existe é um pequeno grupo de pessoas que funcionam como uma pequena empresa, dentro de outra muito maior. Esse grupo fico todo localizado em Botucatu (que já foi a Neiva).

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Esqueceu de dizer que a Embraer foi comprada pela Boeing e que logo logo o Ipanema vai deixar de ser produzido para reduzir custo.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Não viaja na maionese cara!!! É o que dá falar do que não entende.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Fernando EMB estão lhe perdendo como humorista na rede de televisão.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Não se preocupe… É que não pagam bem. Já você poderia ter um lugar no circo.

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

O Ipanema é sensacional e agora com a opção etanol o custo da pulverização ficará mais em conta para nossos produtores

Joli Le Chat
Visitante
Joli Le Chat

Tomara que um dia lancem um Ipanema remotamente pilotado…

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Veremos…

Junior
Visitante
Junior

Cade o Luiz Trindade sabe tudo?

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

E depois vem desinformado aqui dizer que está tudo bem… Que a empresa vai de vento em popa, e etc. Entregas em queda, backlog da aviação comercial encolhendo, vendas dos E2 ainda muito abaixo do previsto… Mercado de aviação no sentei onde atua retraído… Mas para alguns está tudo bem, e o negócio com a Boeing foi feito no melhor momento da empresa, que não era necessário fazer isso… Ou mesmo fazer nada… Que deveria partir para desenvolver um avião para competir com o 737… empresa localizada num país falido financeiramente e moralmente. Vamos perdoar né. Não conhecem o mercado… Read more »