Home Aviação de Treinamento Jato HAL HJT-36 IJT indiano retorna aos voos de teste depois de...

Jato HAL HJT-36 IJT indiano retorna aos voos de teste depois de modificações

3867
63

A Hindustan Aeronautics recomeçou os testes de voo de seu HJT-36 Intermediate Jet Trainer (IJT) de seu centro de produção de Bengaluru.

“O voo foi impecável e seu sucesso é um passo importante para o programa IJT”, diz a HAL.

“O teste de voo do IJT (HJT-36), projetado e desenvolvido pela HAL para o treinamento do estágio II dos pilotos da IAF, foi suspenso depois que a aeronave encontrou problemas nos voos de teste de rotação no ano de 2016.”

Após estas questões, a HAL diz que realizou modificações na aeronave “com base em estudos abrangentes de túnel de vento”.

O IJT tem uma história longa e conturbada desde o seu início em 1999, com a mais recente versão tendo sua produção limitada. Antes disso, em 2014, a HAL pediu ajuda externa para reduzir o peso da aeronave.

O Ministério da Defesa da Índia tem sido abertamente crítico sobre o programa. Em fevereiro de 2014, foi emitida uma solicitação de informações para um novo instrutor de jato intermediário. Também expressou preocupação com a manutenção do motor do tipo, o NPO Saturn AL-55I, de fabricação russa.

Além disso, os protótipos sofreram acidentes em 2007 e 2008, um dos quais ocorreu na edição de 2007 do show da Aero India em Bengaluru.

FONTE: FlightGlobal

Subscribe
Notify of
guest
63 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Eduardo
Luiz Eduardo
1 ano atrás

Enquete: qual é mais feio, o HJT-36 ou o Pampa?

pangloss
pangloss
Reply to  Luiz Eduardo
1 ano atrás

HJT-36, fácil. Esse aí precisa melhorar muito, para ser apenas feio. Por enquanto, está na categoria dos vergonhosos.

Sandro
Sandro
Reply to  pangloss
1 ano atrás

Essa aeronave me lembrou os carros elétricos da toyota kkk.. Os engenheiros devem ter feito curso de design na Toyota só pode kkkkk… Sem duvida o Pampa e muito mais bonito.. Abraços

Joao Carlos
Joao Carlos
Reply to  Luiz Eduardo
1 ano atrás

Nao fala isso pros argentinos… kkkkkkkkkkk
Realmente, parece que um copiou o outro… só a posicao das asas é diferente…

Alexandre Fontoura
Alexandre Fontoura
Reply to  Joao Carlos
1 ano atrás

O Pampa é, na verdade, uma cópia do Alpha Jet, só que com apenas um motor.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Alexandre Fontoura
1 ano atrás

Essa de que o Pampa é feio só pode ser xenofobia, o avião é idêntico ao Alpha jet, e este último, mais lindo de facto (em cores militares, da fap por exemplo), não passa por avião feio… Pelo contrário, tendo feito parte de mais do que um grupo de acrobacia aérea, os alpha sempre foram etiquetados como aeronaves relativamente lindas de ver voar.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Peter nine nine
1 ano atrás

Para quem interessar: Alpha jets da extinta Asas de Portugal, as imagens já não são novas….

https://youtu.be/PClce-Aw_BE

https://youtu.be/h1ezmNzgGxA

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Peter nine nine
1 ano atrás
peter nine nine
peter nine nine
Reply to  Peter nine nine
1 ano atrás

tinha posto uns links interessantes com imagens dos Alpha, se os editores tivessem a simpatia de os liberar….

Alexandre Fontoura
Alexandre Fontoura
Reply to  Luiz Eduardo
1 ano atrás

Os hindus parecem ter absorvido muito da cultura britânica, inclusive na área aeronáutica. A impressão que dá, vendo o HJT-36, é que esqueceram de colocar as tomadas de ar… Aí, pensaram: “ah, vamos colocar as tomadas coladas nas laterais da fuselagem, mesmo…” 😛

Eduardo
Eduardo
Reply to  Luiz Eduardo
1 ano atrás

O pampa é feio. esse é horrível.

Sidy
Sidy
Reply to  Luiz Eduardo
1 ano atrás

Esse aí para ser feio tem que melhorar muito…

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Luiz Eduardo
1 ano atrás

Bom o Pampa ganha no quesito mais desenvolvido né.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

Quando é pra fazer avião feio a India dobra a meta.

Marcel Dassault se revira no caixão!

pangloss
pangloss
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Perceba que o esforço de aquisição de tecnologia empreendido pela India no programa Tejas não foi em vão: eles estão cada vez melhores em fazer coisas feias com asas.

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Kkkkkkkk

Flanker
Flanker
1 ano atrás

Sem entrar no mérito de se presta, ou não e, antes que digam que os indianos fazem, investem, fabricam, blá, blá…somente falando de aparência e beleza: que troço mais feio e desconjuntado! Pelamordedeus…..o que são aquelas entradas de ar? E a cauda?
E também me chamou atenção o pequeno tamanho do bocal de exaustão do motor.

pangloss
pangloss
Reply to  Flanker
1 ano atrás

A pintura também não ajudou. Parece curry.

Nostra
Nostra
Reply to  pangloss
1 ano atrás

For the uninformed , yellow is the anti corrosion primer , used in almost all aircrafts around the world.

The final colour paint is done over the primer , before delivery as the case may be.

Nostra
Nostra
Reply to  Flanker
1 ano atrás

People will always be divided over whether weapon systems should be designed to be functional for winning wars or to be pretty for winning fashion shows. Opinion will vary over functionality versus aesthetics. In real life don’t matter for the end users. I have yet to come across any military who has selected a weapon system based on its looks. As for the air intakes , air intake design is dependent on 1. Intended flight envelope of the aircraft in question 2. Minimal distortion of airflow 3. Induced Drag 4. Aerodynamic profile of aircraft in question 5. Mass flow rate… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Nostra
1 ano atrás

Eu , no meu comentário, falei que era, exclusivamente, no quesito beleza! Sei muito bem que beleza e funcionalidade não precisam andar juntas….quando criticam a camuflagem da FAB, dizendo que é feia, digo sempre que deve ser funcional e não bonita….pode ser que essa aeronave seja excelente e venha a cumprir suas missões com perfeição, porém, isso não muda o fato de que é uma aeronave feia, horrível e desconjuntada…

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Nem por U$ milhão de dólares eu voava em uma aeronave Indiana!
Estes dias vi um vídeo de um brasileiro andando pelas ruas e em um hospital lá na Índia. A quantidade de lixo dentro e fora das casas/instituições é algo inexplicável.
Sujeira próximo a comida, lixo hospitalar jogado na portal do hospital.
Nunca havia visto algo tão podre!

Brunow Basíllio
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

VC não viu nada…. Na Índia nas regiões mais pobres as pessoas morrem e apodrecem nas margens de rios, estradas etc..”As vezes os au au fica de barriguinha cheia com os lanches rsrs”…

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Então tu também não voaria nada chinês porque comem insetos? Ou nada coreano porque eventualmente uma turma curte comer cachorros?
O que teria a ver a nojeira das cidades com a capacidade de onde eles alocam a verba?

teropode
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Algo interessante é quando vemos as bases militares e navios chineses , impecáveis, o mesmo não se pode dizer dos indianos.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Se é verdade que aviões bonitos voam bem, então, ainda mais com os acidentes, podemos concluir que aviões feios voam mal.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

O bixo consegue ser AINDA mais feio quando você bota uma foto do L-39 ao lado dele…

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

O L-39 tem um dos mais bonitos perfis de aeronaves de instrução já feitos.
Curiosamente o seu antecessor, o L-29, era feinho de dar dó.

GFC_RJ
GFC_RJ
1 ano atrás

“Que me perdoem as feias, mas beleza é fundamental!” (MORAIS, V.)

Henrique
Henrique
1 ano atrás

Roberto . pode nos mostrar?

Marcos
Marcos
Reply to  Henrique
1 ano atrás

Tira uma foto e coloca no imgur.com

Ronaldo
Ronaldo
1 ano atrás

Kkkkkk,brincadeiras a parte já que os nossos AMX- A1 vão se aposentar nos meados de 2030 bem que poderiam colocá-lo como jatos de treinamentos ou enviá-los para a MB,eu gosto muito dos nossos AMX-A1,são aeronaves muito belas e capazes,mas segundo eu li a FAB pretende gastar pelo menos 1 bi depois de comprar os caças gripens e está na mira da FAB o M-346 Itália

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Ronaldo
1 ano atrás

Por que um avião que não serve mais pra FAB serviria pra MB ou treinamento? Ele não vai ser tirado por estar defasado, vai ser retirado quando estiver velho mesmo, sem mais horas a serem voadas.

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Fernando Turatti
1 ano atrás

Bom Dia Fernando Turatti,olha você está falando bobagem o AMX-A1M ainda tem muita lenha pra queimar é uma aeronave de combate muito versátil,e ele tem condições de muitas horas de vôo ainda

Flanker
Flanker
Reply to  Ronaldo
1 ano atrás

Serão modernizadas 14 células no total. E, sim, tem muitas horas de voo ainda (isso se conseguirem manutenir os RR Spey MK907 de modo satisfatório). ..e serão gastas nas missões para as quais ele foi desenvolvido, ataque, apoio aproximado e reconhecimento….nada de treinamento. .. e na FAB….nada de MB….essa, tem seus AF-1M. Ponto!

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Ronaldo
1 ano atrás

Sign in
Poder Aéreo – Forças Aéreas, Indústria Aeronáutica e de Defesa

Home Noticiário Nacional Após caças, Brasil deve investir U$ 1 bi em jatos de treinamento
NOTICIÁRIO NACIONALTECNOLOGIATREINAMENTO
Após caças, Brasil deve investir U$ 1 bi em jatos de treinamento

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Ronaldo
1 ano atrás

Bom Dia Roberto F. Santana,tá aí a matéria onde fala que o Brasil vai investir 1 Bi depois da compra do caça Gripen E NG

Flanker
Flanker
Reply to  Ronaldo
1 ano atrás

Essa notícia é beem antiga! Atualmente, não há essa intenção e muito menos, grana…..e não vai ter, durante um bom tempo!

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
1 ano atrás

2 rodas na dianteira para uma aeronave tão leve??? Esqueceram que tem custo para manter essas aeronaves??? E… feia mesmo!

carvalho2008
carvalho2008
1 ano atrás

Sempre sou reticente em buscar manter um perfil de design de caça avançado num treinador…. O importante não é parecer bonito…..mas cumprir bem a função…. Então, se o pessoal dá tanta importancia ao batton e ao rouge, ficariam ainda mais escandalizados nas alterações funcionais que eu faria em treinadores desta categoria. Digo funcional porque sempre acho desperdício de recursos não implementar outras funções ou maiores capacidades nesta categoria de treinadores….na guerra, sempre temos de utilizar todos os recursos possiveis. Eu tiraria o motor interno e colocaria externo, preferivelmente dois dorsais ao estilo A-10, Isto faz com que todas as cavernas… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  carvalho2008
1 ano atrás

Eu sei muito bem que beleza e desempenho não precisam andar juntos….e falei em meu comentário que eu me referia exclusivamente à beleza…..e esse avião é feio de doer!!!

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
1 ano atrás

Eles estavam empolgados com o voo do protótipo em 2003e compraram na Rússia todos os motores necessários aos Sitara que pretendiam construir, mais de 25.
Por isso agora a insistência em consertar o aavião ou perder os motores Saturn/UMPO AL-55I de 4,900 lbf.
.
Por outro lado a entrada de ar esquisita é herança do seu antecessor, o HAL HJT-16 Kiran, um avião com motor RR Viper de só 2500 lbf.
.comment image

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  Walfrido Strobel
1 ano atrás

Alguem pode estranhar o visual deste avião de instrução avançada com piloto e aluno lado a lado, mas este era o padrão na época, o T-37 e o BAC Jet Provost eram o padrão na época.
O BAC Jet Provost que também usava o RR Viper de 2500 lbf teve mais de 700 unidades construidas de 1958–1967 e foi substituido pelo Short Tucano e agora o Beech T-6II.
Jet Provost:comment image

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Walfrido Strobel
1 ano atrás

Meu favorito….os resultados das conversões sobre o T33 foram surpreendentes….mas infelizmente ficou na lista dos excelentes projetos que não vingaram

http://www.skywaycafe.com/corsair/corsair%20html/186230%20Boeing%20Skyfox%20T-33%20conversion.jpg

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  carvalho2008
1 ano atrás

o mesmo avião…em kits diferentes…ficou totalmente diferente do T33
comment image

Flanker
Flanker
Reply to  carvalho2008
1 ano atrás

Carvalho, podem partilhar varios sistemas, um é uma releitura de outro, etc….mas, não são o mesmo avião, de modo algum…asa, fuselagem dianteira, fuselagem central, fuselagem traseira, empenagens vertical e horizontal, um é bi e o outro é monomotor, etc,….

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Flanker
1 ano atrás

acredite…a fuselagem é a mesma….na maior parte inclusive asas….mais de 70%….grande parte ali é carenagem….o projeto era de kits de conversão do T-33 que existiam aos milhares ainda nos idos da decada de 80, mas o projeto previa tambem a fabricação do zero. o que foi radical mesmo eram a tirada do motor antigo da caverna central e a instalação das duas naceles dorsais….esta é que foi a maior sacada…desempenho final espetacular…mas nao tinha cara de caça de forma alguma….e os paises procuravam coisas mais charmosas como o Hawk por exemplo

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  carvalho2008
1 ano atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  carvalho2008
1 ano atrás

Neste Boeing Skyfox que apresentei, como kit de modernização do T33, os resultados foram incriveis. A troca do motor antigo por dois garrets, apesar de dois, ainda assim ficaram 40% mais leves que o motor original, mas geraram combinados 60% a mais de potencia. Como ficaram em naceles do lado de fora, toda a caverna do motor e tomadas de ar foram aproveitadas para combustivel inteno. A autonomia podia chegar a 4200 km….e entre 6 a 7 horas de voo…. a carga externa de combate em pilones era de 2,4 ton, mas veja…com o alcance conquistado todo a carga era… Read more »

PauloSollo
1 ano atrás

Esta HAL é surreal. Tudo no que faz é problemático, cheio de falhas, atrasa por décadas, fica bem aquém do prometido, e para coroar seus designs são ridículos.Tem gente que valoriza o fato de investirem em seus projetos, mas creio que quando falta a competência e o bom senso, é melhor gastar o dinheiro comprando algo realmente bom de outros ao invés de atirá-lo no ralo com estes armêngues voadores.

Nostra
Nostra
Reply to  PauloSollo
1 ano atrás

Same logic was proposed by Westerns when ISRO space launchers were failing. Now where is ISRO ? It is doing good enough within its means. Developing aircrafts has more to do with concurrently setting up the competence of local industries , identifying them , certifying them , facilitating manpower training and industrial capabilities , ensuring QC across thousands of local vendors. This takes decades for a country like India with idiotic politicians and low budget, moreover India did not have access to foreign OEMs and manpower and hence had to develop same from scratch and nurture them for a long… Read more »

PauloSollo
Reply to  Nostra
1 ano atrás

I belive you because in Brazil the same situation happens in several areas. I think the indians has much better minds for technological development than chinese people.
It seems that the difference is really of organization and seriousness.

smichtt
smichtt
1 ano atrás

Também lembrei deste exemplo. Livro muito bom. Foi lá que descobri que a raia olímpica da USP antes era um campo de pouso.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Esse voa.

Qaher perde.

Nostra
Nostra
Reply to  Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Already flying , no problem with flying capabilities.

Only problem is recovering from pilot induced spin for pilot training , hence the modification to allow training pilots to go into spin deliberately and then recovery the aircraft easily.

A conventional fighter aircraft if it goes into spin , it generally ends in crash, also ejection very difficult in a aircraft during spin.

Mattos
Mattos
1 ano atrás

Que coisa mais horrenda. Feiura total

Paulo Costa
Paulo Costa
1 ano atrás

E o caras comentando que é feio, é isso, é aquilo como se isso fosse importante … o que vale sera o desempenho do avião .
Alem disso é importante ressaltar que a Índia tenta aproveitar suas experiencias para desenvolver aviões de combate enquanto a poderosa FAB nao conseguiu desenvolver um jato substituto para o AMX e alias nem modernizar o que temos conseguiu.
Mas comprar um caça de outro país e ainda com suspeita de pagamento de propina eles conseguem

Flanker
Flanker
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Pelo que você falou, foi que eu escrevi o que escrevi no meu comentário lá de cima….eu, particularmente, falei de beleza!! Quesito completamente ausente nessa aeronave indiana. Ele pode ser melhor que o F-22, J-20 e Su-57 juntos….mas, vai continuar sendo feio como o diabo!

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Bom Dia, Paulo Costa concordo contigo em partes o que realmente interessa não é somente a beleza do material mas o seu desempenho e a propósito não foi a FAB que não conseguiu desenvolver um protótipo de avião quem não conseguiu desenvolver até hoje é a Embraer que teve um projeto se não em engano que foi o MFT LF,que não saiu do papel,só para esclarecer que a FAB não teve culpa alguma nisso porque quem deveria desenvolver um projeto e construir é a Embraer!

luis marcello
luis marcello
1 ano atrás

Sinceramente , 20 anos pra “desenvolver um jatinho e ainda nem está em produção nao dá pra dizer que é um programa vitorioso ! Muitos erros e perda da credibilidade !

Marcos10
Marcos10
1 ano atrás

Off Topic
Novo vídeo do kc390
https://youtu.be/URi0yVfgAA0

Nostra
Nostra
1 ano atrás

HJT 36 as a intermediate jet trainer had very stringent requirements with regards to spin and stall , namely 1.The aircraft must be stall-able, 2.The onset of stall must be unmistakable, 3.Behaviour at stall must be deterministic, and 4.Recovery from the stall and the ensuing spin must be guaranteed and deterministic. During tests aircraft was stall-able, however the onset and behavior was below the desired level. To overcome these problems a variety of fixes without a major redesign was done. 1. Nose strakes 2. Addition of ventral fins 3. Addition of wing fence 4. Addition of vortex generators 5. Addition… Read more »

Franco Ferreira
Franco Ferreira
1 ano atrás

Faz isso não… Lembra do Pinto TT!