Home Aviação de Caça MUSAL realiza giro do motor do P-47

MUSAL realiza giro do motor do P-47

4039
60
P-47 do MUSAL gira o motor
P-47 do MUSAL gira o motor

Com presença do Comandante da Aeronáutica, MUSAL promoveu evento que reviveu som do Republic P-47 Thunderbolt

O Museu Aeroespacial (MUSAL), ligado ao Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), realizou nesta segunda-feira (22/04) a cerimônia do giro do motor do Republic P-47 Thunderbolt, aeronave de caça utilizada pela Força Aérea Brasileira (FAB) na Segunda Guerra Mundial. Realizada no MUSAL, no Campo dos Afonsos (RJ), a solenidade ocorreu em alusão ao Dia da Aviação de Caça, celebrado em 22 de abril, com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

Para o Comandante da Força, o vetor é um marco dos primórdios da Aviação de Caça no Brasil. “Pilotos de caça de ontem, de hoje, e futuros pilotos prestigiaram o evento para ouvir o roncar do avião que, para nós, é o ‘Trator Voador’. Ele traz o simbolismo, a lembrança e, logicamente, uma significativa e merecida homenagem àqueles que nos antecederam, os veteranos do 1º GAVCA, que voaram nos céus da Itália e, depois, o trouxeram para o Brasil”, destacou o Comandante.

A restauração da aeronave foi promovida pelo Projeto Quatro Setinho, criado com o objetivo de recuperar e manter o propulsor de uma das aeronave pertencentes ao acervo do MUSAL. Foi realizada uma completa revisão dos seus sistemas operacionais com a participação da FAB, da Associação de Amigos do MUSAL, da Helisul Táxi Aéreo e de outros colaboradores. A última vez que o motor do P-47 havia sido acionado foi em 2016.

De acordo com o Diretor do MUSAL, Brigadeiro da Reserva Luiz Carlos Lebeis Pires Filho , quando foi idealizada a reforma do motor, era inevitável que o giro ocorresse no Dia da Aviação de Caça. “Um dia, apareceu um piloto comercial, Fernando Crescenti, e Gilson Campos, da Associação dos Amigos do Museu Aeroespacial, com a ideia de fazer voltar a girar o motor do P-47, que não acontecia desde 2016 por questões de segurança. Quando me perguntaram se havia um dia especial para que isso acontecesse, eles acharam estranho eu responder na mesma hora: 22 de abril. Não existe outra data para girar Clique aqui para baixar a imagem originalesse avião que não o Dia da Aviação de Caça. Foi muito prazeroso concluir esse projeto”, disse.

O Republic P-47 Thunderbolt, foi o maior e mais pesado caça na história da aviação a ser motorizado por um único motor de combustão interna. Durante a Segunda Guerra, foi um dos principais aviões de caça utilizados pela Força Aérea dos Estados Unidos e por outras Forças Aliadas, incluindo a FAB no 1º Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA). Equipado com quatro metralhadoras calibre .50 em cada asa, foi empregado pelo Brasil como caça-bombardeiro. Seu peso podia chegar a oito toneladas e tinha uma velocidade máxima de 704 km/h.

O exemplar de matrícula FAB 4184 foi entregue ao MUSAL em 1987. Em 1990, a pedido do Comandante do 1º GAVCA durante o conflito, Brigadeiro do Ar Nero Moura, foi pintado para representar o B4 do Tenente Luiz Lopes Dornelles, piloto abatido e morto na Itália quando executava sua 89ª missão, em 26 de abril de 1945.

Clique aqui para baixar a imagem originalO Dia da Aviação de Caça é celebrado em 22 de abril em alusão à mesma data em 1945, quando uma grande ofensiva do 1º GAVCA contabilizou 44 decolagens em 11 missões em um único dia. Ao fim do dia, o Grupo destruiu mais de 100 alvos. Foi o maior número de missões de combate despachadas em um mesmo dia durante a participação da FAB na Segunda Guerra Mundial.

FONTE: Força Aérea Brasileira

60
Deixe um comentário

avatar
32 Comment threads
28 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
41 Comment authors
gema76Samarone GonçalvesJadson CabralMarcelo MartinsThiago Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Finalmente! Uma pena eu não saber disso, caso contrário teria ido até lá.

Espero que isso seja feito de forma regular.

nonato
Visitante
nonato

No vídeo fala em repetir.
É procurar se informar quando isso vai acontecer.
Por falar nisso, quando voltará a voar?

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Exelente homenagem.

MFB
Visitante
MFB

Já tem até P-47 retornando do mundo dos mortos e nada de Gripadinho ainda.

Silas
Visitante
Silas

Desnecessário, amigo!

Beserra(FN)
Visitante
Beserra(FN)

Viuva do Rafale, S/Hornet ou do Flanker?

nonato
Visitante
nonato

Bem que poderiam fazê-lo voar de novo.
Acredito que alguns caças antigos aínda voem, mesmo que de forma limitada.
Logicamente deve dar muito trabalho e ser perigoso.

AndréRN
Visitante
AndréRN

Que infantil

Michel C
Visitante
Michel C

Seria otimo se o MUSAL se aplicasse a fazer voar um Thunderbolt ou um Gloster Meteor ou um T33, cada um símbolo de um momento histórico da FAB.

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

Parabéns, muito bom saber que existem iniciativas como essa para preservar a memória.

Aldo Ghisolfi
Visitante

T-6 também! Xavante! Mas nada disso vai acontecer, os antiaéreos não vão deixar. Já li que eles têm medo de que ‘poderia’ haver um acidente e não haver peças de reposição. Mas, de qq maneira, muito boa a iniciativa, realmente deve ter sido uma experiência magnífica ouvir o motorzão ressuscitado.

PauloSollo
Visitante

O giro dura pífios 4 segundos finais no video. Não da nem para se deleitar com ronco do P&W R-2800.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Tem no youtube o giro completo

JCuritiba
Visitante
JCuritiba

Pois é, tanto blá blá blá no vídeo e o ronco que é bom, 4 segundos kkkkkkkkkkkk

Foragido da KGB
Visitante
Foragido da KGB

Eu doido pra ouvir o som desses pistões trabalhando e não deu nem pra satisfazer a cera dos zovido … fala sério, muita conversa fiada pra pouco show do P47.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade
Beserra(FN)
Visitante
Beserra(FN)

Tem o giro completo no YouTube, para os demais críticos, vão lá ouvir.

Rui Chapéu
Visitante
Rui Chapéu

Fazem um video de 2:30 e mostram 0:09 de motor funcionando.

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Cinco bombeiros, dois extintores de incêndio. A peça é rara, todo o cuidado é pouco.
O dia que esse pessoal restaurar um Messerschmitt Me 163 vai ter que chamar o esquadrão antibomba.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Amigo meu quando corta giro no Marea faz parecido, ele já para banho frente do batalhão de bombeiros!

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Esse teve uma vida difícil no Brasil, da desonrosa instrução no solo no CTA para ser quase destruído numa revolta estudantil quando ficava exposto na praça 14 bis em São Paulo, o 4191 foi vendido para um particular nos Estados Unidos, onde hoje está muito bem preservado. O modelo é um D-30 modificado para D-40, não participou da Campanha da Itália, sendo adquirido após a Segunda Guerra Mundial.

https://www.flickr.com/photos/robertofsantana/32391927207/in/album-72157707280001065/

Rodrigo Maçolla
Visitante
Rodrigo Maçolla

bonita homenagem e excelente iniciativa, Parabéns a todos envolvidos e que venha a 2º etapa pra fazer voltar a voar este clássico Warbird !, A memoria da FAB e do Brasil agradece, se depender de mais uma doação da minha parte ta fechado;

Pampapoker
Visitante
Pampapoker

Não trago boas notícias, está aeronave foi reformada na década de 90, tudo estava pronto para o primeiro vôo dela, no último momento una portaria da aeronáutica proibio o vôo da aeronave por considerar ela valiosa demais. Deste então está portaria está em vigor, ao menos do meu conhecimento.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Isso é uma boa notícia, eu estava visitando o MUSAL em 1998 e vi um teste do motor do P-47 e fomos conversar com um Cel. da reserva que estava no local, nos disse que tinham decidido que só um piloto de provas voaria o avião por segurança, mas os caçadores queriam que um piloto de Santa Cruz voasse, tudo pela vaidade de aparecer. No final foi melhor não terem voado, pois dar o P-47 para um piloto de F-5 que nunca voou um avião com trem de pouso convencional seria um risco desnecessário, mesmo que ele fizesse um curso… Read more »

Cássio Silva
Visitante
Cássio Silva

Um ícone da WWII, quando se fala em aeronaves daquele conflito, será eternamente lembrado na história da aviação de caça.

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Olha o “novíssimo” caça de tecnologia importada que o Brasil adquiriu.
Irá fazer dupla com o Gripe (Gripen) Sueco.
Brasil adquirindo só tecnologia de engenharia reversa em discos voadores das grandes nações.
Viva kkkkkkk.

Beserra(FN)
Visitante
Beserra(FN)

Totalmente desnecessário meu amigo.

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Sério?
Acha isso mesmo?

Marcos Cooper
Visitante
Marcos Cooper

otário!

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Marcos cooper babaca corporativista !

Larri Gonçalves
Visitante
Larri Gonçalves

RUN UP mais seguro que o do A-1 (AMX).

Elton
Visitante
Elton

Bela aeronave ,marca um período histórico onde combatemos com o que havia de mais moderno e potente em termos de aviões de combate.e o equivalente que se hoje operassemos o F15SE.

Vitor
Visitante
Vitor

Esse avião PRECISA voar! Ele foi feito pra voar!!!

Delfim
Visitante
Delfim

Dar partida e não decolar é como ficar só nas preliminares.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Já vi ligarem o motor ao vivo
Em um dos Domingos Aéreos do Musal que ocorrem em Outubro! É uma coisa espetacular! O chão treme ! Era outra Aviação!! O cheiro de gasolina pura de 100 octanas! A lá chasse!!!

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

P&W R-2800.

2.300hp de pura estupidez.

Billy
Visitante
Billy

Pó …achei que ia ouvir o P 47…

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa
Heitor
Visitante
Heitor

Precisa fazer cerimonia para isso? Não basta apenas ligar o motor? E ainda para mostrar nem 10s de motor funcionando. Bom, pelo menos o avião está bem mantido.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Foi durante as comemorações do Dia da Aviação de Caça.

CB Vicente
Visitante
CB Vicente

Chega arrepiei só de ver pelo celular, pessoalmente iria sair lágrimas nos olhos, lendário P47

shambruno
Visitante
shambruno

lembrem se as missoes de ataque ao solo feitos pela senta pua eram muito mais perigosas do que um dogfight no dogfight e piloto contra piloto com suas armas no ataque ao solo toda a artilharia inimiga cuspia fogo no pavoro contra os cacas bombardeiros as missoes de bombardeio eram as mais dificeis e perigosas muitos naum voltaram ou no caso do brigadeiro rui voltou milagrosamente com o aviao parecendo um queijo suico e ele se queimou todo na cara aterrisando quase cego estes caras me representam jesus e mais kkkk

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Isso mesmo, eram FLAKs 40mm e .50s alemãs que não davam folga….

Carlos Eduardo Pinheiro leite
Visitante
Carlos Eduardo Pinheiro leite

É uma pena que passaro de guerra NÃO possa voar.
Seria lindo vê-lo voando com o piloto vestido a caráter.
Está sim , seria uma JUSTA HOMENAGEM aos que deram os melhores dias de suas vidas e até mesmo a vida , para garantir a nossa liberdade e a do resto do mundo.
BRASIL ACIMA DE TUDO.

Samarone Gonçalves
Visitante
Samarone Gonçalves

Mais triste do que esse monumento da nossa história não voar, é ver quantos aviões maravilhosos da mesma época voando em shows aéreos comemorativos lá fora…na Inglaterra voam nas comemorações da Vitória, um par de lancaster, vários spitfire e hurricane… é nós não temos condições de voar um sequer!!!! A desculpa de ser raro e não haver peças também não cola…o governo e as entidades americanas nos proveriam peças para montarmos até 10 P-47, modelos mais antigos de P-47 voam até hoje por lá….também dão a desculpa dos custos…aí eu me pergunto: pra show na praia pagando milhares de reais…Carnaval…e… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Por segurança é melhor que não voe mesmo, é comum aeronaves antigas de museu só ligarem os motores e taxiarem nos eventos, vejam este Canberra de um museu com a famosa partida com cartucho, cart start.
. https://m.youtube.com/watch?v=4x9McytJ4m0

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Ou o que aconteceu com esse Victor:

https://www.youtube.com/watch?v=TGjPu6DPzWU

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Esta é a história deste Canberra, o WT333 que voou na RAF até 2006.
. http://on-target-aviation.com/heritage/canberra-wt333-history

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Este post sobre o Canberra WT333 é em complemento a uma postagem que ainda está bloqueada, mostrando que é comum aeronaves de museu não voarem.

Delfim
Visitante
Delfim

Warbird só não voa no BR.
.
E o Braguinha com seu T-6 fazendo graça enquanto pôde… tenho minhas dúvidas se este P-47 teria mais risco em vôo apenas para exibição que um T-6 em acrobacia.
.
Aliás eu passei uma das experiências mais assustadoras da minha vida com um rasante após mergulho do Braga. Os velhos, piloto e T-6, tiraram um fino da patuléia em uma exibição. Eu no meio dela.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Tem Warbird que não voa em todos os países, é comum aeronaves de museu não voarem e só ligarem os motores e taxiarem.
Este é o Handley Page Victor K2 XM715 que só faz exibições de taxi e corrida para decolagem, neste dia saiu do chão e quase teve um acidente.
. https://m.youtube.com/watch?v=rCyNJ3-8fKY

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Aqui o piloto explica o que aconteceu.
. https://m.youtube.com/watch?v=TGjPu6DPzWU

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Antes tivesse lido esse seu comentário. Postei exatamente a mesma coisa pouco mais acima.

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Vento Cruzado. What a shit…

luiz antonio
Visitante
luiz antonio

Esse avião deve ficar quietinho no MUSAL, sugiro nem ligarem mais seu motor. É um modelo de museu e historicamente importante demais para ser perdido por caprichos. Ontem uma asa voadora N9 da Northrop, único remanescente de 4 protótipos caiu na Califórnia matando o piloto. Participaria De show aéreo.

Thiago
Visitante
Thiago

Em 2014 alojado no cassino de oficiais recebi a alvorada festiva com o roncar do motor dessa aeronave. Levantei rápido da cama pra ver qual maquina era responsável por tamanho estrondo magnífico. E lá estava ela, gigante e acordada. Seria audaz, mas único! Reativar o primeiro grupo de aviação de caça com os p-47. Formaturas e principalmente o 7 de setembro seriam de tirar o fôlego com uma esquadrilha de p-47 relembrando os tempos que nossos heróis riscaram os céus da Itália levando esperança ao mundo e alívio as tropas quando viam nos céus esses anjos da guarda.

Marcelo Martins
Visitante
Marcelo Martins

Poxa, não poderiam ter filmado um pouco mais o motor funcionando ???

Jadson Cabral
Visitante
Jadson Cabral

Já que só restou um exemplar e voar-lo seria demasiadamente arriscado, construir uma réplica para shows aéreos seria possível?

Samarone Gonçalves
Visitante
Samarone Gonçalves

Não há somente um, O musal possui dois exemplares…temos outro na base aérea de Santa Cruz….outro em Curitiba…outro no Museu em São Paulo…esses que lembro rapidamente de cabeça…se houvesse Boa vontade, teríamos um voando em datas especiais…

Abracos

gema76
Visitante
gema76

Um vídeo de 2’30”… Menos de 10 mostrando o avião funcionando.