Home Aviação de Ataque VÍDEO: A-29 do Afeganistão lançando bomba guiada a laser

VÍDEO: A-29 do Afeganistão lançando bomba guiada a laser

7454
58
A-29 armado com bombas guiadas a laser GBU-58
A-29 da AAF armado com bombas guiadas a laser GBU-58

Assista no vídeo abaixo ao lançamento de bomba guiada laser por aeronave A-29 Super Tucano da Força Aérea do Afeganistão (AAF).

O lançamento de bomba guiada a laser GBU-58 por A-29 foi realizado pela primeira vez em 22 de março de 2018, quando a AAF encarregou o esquadrão de A-29 de destruir um complexo do Taleban em Farah.

Os pilotos de ataque do Afeganistão estavam equipados com bombas guiadas e não guiadas e optaram por empregar a bomba guiada a laser GBU-58 para evitar danos colaterais.

Em 25 de outubro de 2017 a Sierra Nevada Corporation (SNC) e sua parceira Embraer Defesa & Segurança receberam da Força Aérea Americana um pedido de mais seis aeronaves A-29 Super Tucano para a frota do programa no Afeganistão. Com isso, o programa totalizou 26 aeronaves até o momento.

58
Deixe um comentário

avatar
21 Comment threads
37 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
38 Comment authors
RodolfoWalfrido StrobelMaynard CondeRogerioEduardo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Paulo
Visitante
Paulo

Falando nisto vejam só um piloto brasileiro dando a partida em um caça F-5:

https://www.youtube.com/watch?v=sdJzsxO5W4g

Mauro
Visitante
Mauro

É a álcool?

EBS75
Visitante
EBS75

Cessninha do aeroclube onde voo liga mais rapido que essa joça

ALEXANDRE DO NASCIMENTO MENDES
Visitante
ALEXANDRE DO NASCIMENTO MENDES

tão joça que os Eua vão comprar mais para treinamento

Meireles
Visitante
Meireles

kkkkkkkkkk. Eu queria pilotar uma joça dessa rs…

Rogerio
Visitante
Rogerio

Por algum acaso o Cessninha também é supersônico? rsrsrsr

Rodolfo
Visitante
Rodolfo

Amigo essa joça é um dos aviões mais tecnológicos em aviônicos do mundo . Essa joça foi atualizado , ele é capaz de acertar um cigarro na sua boca a mais de 40 mil pés de altura. Boa sorte com seu cessninha de aeroclube .

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Muito bom vídeo Paulo.
O J85 é pequeno, gira fácil e a partida é muito rápida.

Zé Mané
Visitante
Zé Mané

E voa?

Zé Mané
Visitante
Zé Mané

Muito barulho, no chão. Pensei que antes mesmo de começar a taxiar fosse esgotar o combustível.

Zé Mané
Visitante
Zé Mané

E ainda foi multado …

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

O barulho não é do F-5, é do ‘air car’, um motor diesel sobre rodas usado para gerar ar sob pressão para girar os motores.
O Gripen tem APU, não vai precisar disso.

Cmte. Nogueira
Visitante
Cmte. Nogueira

Caro Roberto,
Por sua vez, a partida do APU é pelas próprias baterias?

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

É imperativo que seja. A razão da existência do APU é a total independência da aeronave do equipamento externo. O motor elétrico de partida do APU é pequeno, é o suficiente para girar a pequena turbina, portanto, não pede muita carga. Porém, as baterias que fornecem energia a ele são as baterias principais da aeronave, geralmente nos modernos jatos civis e militares, são duas baterias de 28v cada. Portanto o APU além de fornecer energia elétrica, deve também fornecer ar pneumático para girar os motores, ar condicionado,etc. P.S. Lembro que o APU do Lockheed L-1011 TriStar, ainda tinha uma bomba… Read more »

Marcos Cooper
Visitante
Marcos Cooper

não! submerge! cada um hein,peloamordedeus…

ALEXANDRE DO NASCIMENTO MENDES
Visitante
ALEXANDRE DO NASCIMENTO MENDES

Pelos comentários dá pra ver o nivel de conhecimento… é mais facil reclamar do que não conhece e depreciar do que buscar informação. e quando alguém traz essa informação ainda reclamam.

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Viu o nick name do cara? Zé Mané. Ela já se auto condecorou. É o que é.

Maurício Vaz
Visitante

Muito legal paulo, Eu jogo com o f-5 no Dcs e é muito legal ver a diferença de ligar os motores na aviônica antiga para esta pós-modernização. xd

https://www.youtube.com/watch?v=ESU26sh2e30

AntonioCV
Visitante
AntonioCV

Uma Aeronave de Alerta decola em menos tempo do que mostrado no vídeo? Caso sim, em quanto tempo?

Fligth_Falcon
Visitante
Fligth_Falcon

No caso de um acionamento pela Defesa Aérea, vamos supor por uma ameaça no alerta H24 em tempos de crise (suposição viu) ou emergência mesmo, existe algum procedimento que diminui esse tempo de acionamento de motores e partida da aeronave para decolagem?

jose carlos souza sub oficial da reserva remunerad
Visitante

Nós temos, em defesa aérea, dois tipos de alerta, o alfa, onde a aeronave tem que, prioritáriamente, em até cinco minutos e, o alerta bravo, onde se decola em até oito minutos ou mais.

jose carlos souza sub oficial da reserva remunerad
Visitante

prioritáriamente, decolar, em até cinco minutos!

Fligth_Falcon
Visitante
Fligth_Falcon

Obrigado

Eduardo
Visitante
Eduardo

Então, pediram 20, o avião se mostrou tão capaz que já pediram mais 6.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Pergunta, talvez de leigo, qual a participação concreta da Embraer nas encomendas afegãs do Tucano??

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

A EMBRAER exporta toda a fuselagem do avião e outros componentes aqui fabricados para a Sierra Nevada e lá são montados.

Mauro
Visitante
Mauro

A FAB ganha os royalties também.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Depois os Russos vão oferecer o SU-25

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

É o “cara” quando o assunto é CAS !!!

Samuel
Visitante
Samuel

Não vai mudar o fato de que estão perdendo.

Heinz Guderian
Visitante
Heinz Guderian

Olá amigos leitores, uma pergunta de leigo, porque o ST, sempre leva tanques extras de combustivel? ele possui baixa autonomia? e quantos pontos “duros” ele possui para carregar bombas?

Joker
Visitante
Joker

Que eu lembre. Os A29 do Equador, vieram para Ala 10(Natal) na CRUZEX 2013, com uma única parada (duas pernadas).

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Marvelous!!!

Joao Argolo
Visitante
Joao Argolo

Esse LAS que não sai nunca. Será que desistiram?

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Não. Vão fazer mais testes com o A-29, o AT-6 Wolverine e novamente vão incluir o Scorpion da Textron, helicópteros e até drones. Há indecisão a respeito porque os EUA (USAF e Marines), estão ouvindo outros países parceiros para finalizar o programa LAS. Acontece que alguns países também querem um turbo jato (seria o Scorpion Textron), helicópteros ou até drones. Enfim, o programa entrou numa indecisão como um todo pois seriam os EUA que financiariam as aquisições para outros países. O LAS não é um programa somente para a USAF e Marines. Países foram convidados para assistirem o programa de… Read more »

Joao Argolo
Visitante
Joao Argolo

Esclarecedor. Obrigado

Chris
Visitante
Chris

A FAB tem dessas bombas ?

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Tem.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

o Super Tucano ao que se propõe ele é a melhor aeronave no mercado

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Qual a altitude mínima para lançar uma bomba dessas (pergunta de prova)?
Pergunto porque eu suponho que o lançamento dessas bombas em baixas altitudes deva ser impraticável. O tempo para a aquisição do alvo deve ser considerável.

Mauro Oliveira
Visitante
Mauro Oliveira

Na verdade não demora muito. O piloto tem que achar o alvo com o flir, marcar o alvo, ligar o laser virar na direção dele e esperar a marcação no hud chegar no ponto. Você mantem o dedo apertado e a bomba cai sozinha quando dá o momento exato.

Menos de 1000 pés é complicado fazer passagens como essa, a bomba pode te explodir junto com o alvo

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Sim e tudo fica mais rápido com bastante treino.

Meireles
Visitante
Meireles

Eu só queria saber que dia que o Brasil vai entrar pra era stealth? Alguém aí fala que tem uma luz no fim do túnel? Mesmo que seja mentira, digam que o Brasil tem um projeto secreto stealth, ou que alguém está pensando em comprar uns 50 F-35, há mais tem problema, mas todos estão comprando, os caças de quarta geração são essenciais, mas os caças de quinta geração da atualidade são primordiais, o Brasil é a quinta maior economia do mundo, ah não tem dinheiro, claro que não tem dinheiro, tem netas de brigadeiros, e coronéis recebendo dinheiro dos… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

No cenário sul americano não é necessário ter nenhum avião stealth, por isso o Brasil não tem nenhuma preocupação com isso, em terra de cego quem tem um olho é rei e aqui quem tem Gripen está bem na fita.

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Excelente vetor para o qual foi projetado.
Aeronave de Ataque leve e apoio aéreo aproximado.
Infelizmente ele sozinho não é o suficiente para parar o avanço do talibã.
É uma corrida contra o tempo, os Estados Unidos estão a praticamente 20 anos atuando, e o problema não foi solucionado.
Bin laden morreu, mas o talibã ainda controla 70% do território afegão; e continua exportando terroristas para outros países.

Tiger 777
Visitante
Tiger 777

Antunes, a questão é que o Talibã, recebe apoio do Paquistão, logo, eles nunca serão derrotados, recebendo, armas, suprimentos e dinheiro deles.
Veja o caso do Bin Laden, que estava escondido, na frente da Academia militar deles.
Ou seja, pra derrotar os talibãs, tem de acabar com o financiamento que eles recebem. Teria de fazer uma limpeza, nas forças armadas do Paquistão.
Abcs

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Eu tento entender esta fixação por citar que Bin Laden morava próximo a uma academia militar….
Por acaso algum país exerce algum controle sobre a vizinhança de uma escola militar, que eu saiba não, são bairros comuns onde a segurança é provida pela polícia comum, nada de especial por ser vizinho de uma academia militar que normalmente ocupa grandes terrenos onde a separação entre as instalações e a comunidade local é grande.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Mostraram o rosto de um oficial envolvido, isso Não é correto.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Depende da doutrina de cada país.

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Gostaria de destacar aos 45 seg: a Força Aérea do Afeganistão (AAF) já voou mais de 100 mil horas c/ os A-29! Lembrando que boa parte disso foi em operações reais, c/ sucesso, não de treinamento, c/ uma frota pequena e em relativamente pouco tempo. Só isso já deveria dar a vitória do ST no programa americano.

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

O programa americano está numa inflexão. Vão fazer mais testes com o A-29, o AT-6 Wolverine e novamente vão incluir o Scorpion da Textron, helicópteros e até drones. Há indecisão a respeito porque os EUA (USAF e Marines), estão ouvindo outros países parceiros para finalizar o programa LAS. Acontece que alguns países também querem um turbo jato (seria o Scorpion Textron), helicópteros ou até drones. Enfim, o programa entrou numa indecisão como um todo pois seriam os EUA que financiariam as aquisições para outros países. O LAS não é um programa somente para a USAF e Marines. Países foram convidados… Read more »

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Interessante matéria do site Defense News sobre o programa OA-X.
O experimento de ataque leve da Força Aérea dos Estados Unidos poderia misturar drones e helicópteros.

https://www.defensenews.com/newsletters/2019/01/30/the-air-forces-light-attack-experiment-could-be-expanded-to-feature-drones-helicopters-and-more-aircraft/

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Poderia ter sido uma ACAUÃ, mas……

http://sistemasdearmas.com.br/pgm/smkb2.jpg

Brasileiro é muito “ixperto”.

Leandro
Visitante
Leandro

Como o povo gosta de colocar pra baixo tudo que é fabricado no Brasil! Eu não entendo de avião mas, é um dos melhores porque já assisti uma reportagem a respeito. Se fosse construído nos Estados unidos irá ser só elogios. Na boa como eu não entendo do assunto, como 99% dos comentários negativos vou só dizer que é bom mostrar a tecnologia brasileira! Mesmo estando abaixo das grandes potências,se investir em educação, poderemos obter bons resultados no futuro.

Eduardo
Visitante
Eduardo

#proud

Maynard Conde
Visitante

Tem que fundir a EMBRAER logo à EMBRAER: questão de sobrevivência: a maioria das encomendas vem dos EUA, se não der certo, eles cancelam.
Se de fato, tornarmo-nos membros efetivos da OTAN, essa aliança estratégica será importante para a fabricação de caças brasileiros de altíssimo desempenho, se Trump ainda estiver lá.