Home Aviação de Ataque Lockheed Martin oferece o F-16 Block 70 como F-21 à Índia

Lockheed Martin oferece o F-16 Block 70 como F-21 à Índia

8269
88
F-21

A Lockheed Martin está oferecendo o caça F-16 Block 70 à Índia, redesignado como F-21, como resposta à RFI da Força Aérea Indiana (pedido de informações) para 110 caças, no valor de mais de US$ 15 bilhões.

O F-21 (designação já usada pelo IAI Kfir em serviço nos EUA) seria produzido localmente em parceria com a Tata Advanced Systems da Índia.

Segundo a Lockheed Martin, o F-21 foi “especialmente configurado para atender aos requisitos exclusivos da Força Aérea Indiana e integra a Índia no maior ecossistema de avião de caça do mundo”.

O F-21 traz melhoramentos que incluem um radar AESA APG-83 (radar de varredura eletrônica ativa), um moderno sistema de aviônica comercial off-the-shelf (COTS), o sistema IFF AN/APX-126, o Helmet Mounted Cueing Joint System II, CFT (Tanques Conformais de combustível); e um barramento de dados de alto volume e alta velocidade, bem como o Link 16 Theater Data Link, Pod Sniper, armas avançadas, navegação GPS de precisão, e o Sistema de Prevenção Automática de Colisão com o Solo (Auto GCAS).

O F-21 terá um HUD grande-angular e um Large Area Display de tela inteira, muito semelhante ao usado no F-35 e no Gripen E.

Large Area Display do F-21, semelhante ao do F-35 e Gripen E

ASSISTA ABAIXO AO VÍDEO PROMOCIONAL DO F-21

88 COMMENTS

  1. O Roberto Santana pediu e foi atendido rsrsrs, sei que alguns não gostam do F-16, mas que continua sendo um baita caça, disso não tenho dúvidas.

  2. Não entendo, a Índia compra aviões russos, norte-americanos, franceses. Como fica a logística? Treinamento? Além do mais, 15 Bi por 110 caças?

    • Quando voce precisa agradar gregos e troianos é isso que da …

      A Índia sempre quis se manter neutra entre as grandes potencias USA e URSS e começou esse jogo e continua ate hoje, alem disso, ela da sua maneira procura crescer tecnologicamente com isso

      • Fala sobre oque se desconhece , a India não quer ag4adar ninguém, ela simplesmente não quer correr o risco de sofrer embargos do único fornecedor , só não compraram material americano antes porque WDC tinha acordos com os Pastuns trairas, se não tirarem a viseira o anglo de visão continua-ra limitado .

    • Vocês tem uma péssima mania de achar que tudo é binário. O que impede um piloto de aprender a pilotar um F-16 e um Su-30? NADA!
      O que impede um país com dinheiro e mão de obra de sobra, de abrir oficinas especializadas? NADA!
      O que impede eles de por exemplo, ao invés de abrir 20 oficinas para F-16, abrir 10 para F-16 e 10 para Su-30? NADAAAAA!

      A vida real não é um jogo com limitações e regrinhas, não tem nada de complicado e nem difícil de se entender nisso. Vocês que colocaram na cabeça sem motivo nenhum que um país só pode usar um tipo de caça.

      • E vc tem uma péssima mania de achar que pilotar um avião de caça é algo simples ! Mais do que nunca, um piloto é um operador de complexos sistemas. E essa máxima que o “mercado” tenta nos impor, que vc precisa ser bom em várias coisas para ser um profissional completo, é uma falácia ! Qualquer um que trabalha com tecnologia sabe… para ser especialista em algo, vc precisa focar. Se não vc vai ter noção de várias coisas, porém, especialista em NADA !! Até pq uma das etapas de se tornar um especialista em algo, é ter centenas de horas de experiência de prática !
        .
        Na minha opinião, acho quase impossível um piloto dominar todos os aspectos de mais de um avião ao mesmo tempo. E um piloto de combate, mais do que qualquer outro, tem q dominar 110% os sistemas e características de seu avião

  3. Os “Anti” pira.. kkk Mas falando sério, com toda carga de experiência na célula, e demais avanços implementados não há dúvidas que será um grande caça! Com certeza os pontos fracos verificados nestas ultimas décadas de F16 foram minimizados. Não há argumentos plausíveis para denegrir tal família!

    • O que o gripen E tem que o F 16 não tem?
      A fuselagem deve ser relativamente semelhante, a despeito do segundo não ser delta canard.
      Tamanho e desempenho semelhantes.

    • Sim, os indianos estão tirando saro nas redes sociais, meses atrás um militar da força aérea indiana afirmou que a Índia jamais iria usar um caça que é usado pela força aérea do Paquistão, qual foi a resposta da lockheed Martin, trocou o nome do caça de F-16 para F-21. Piadas a parte, também acho difícil, aliás essa é mais uma concorrência que vai acabar dando em nada, depois do último orçamento aprovado no parlamento indiano, dizem que eles não tem $$$$$$$$ suficiente sequer para pagar os contratos militares que já foram assinados.

  4. Ele terá sonda para reabastecimento probe and drogue oferecida desde 2010, o sistema CARTS, útil para quem tem reabastecedores como o KC-130, KC-390 ou Il-78.
    Este é o sistema CARTS existente desde 2010 criado pela LM americana em conjunto com os ingleses da Cobham criadores do sistema probe and droge de reabastecimento e os israelenses.
    Só pode ser instalado nas versões mais modernas do F-16 que aceita tanque conformal.
    . http://www.f-16.net/f-16-news-article4163.html

  5. Cerca de 400 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha da miséria e a Índia gastando bilhões de dólares sem dó!
    Recebe substancial ajuda humanitária internacional. Vai entender…
    O povo não questiona, não se revolta ?
    Investimentos em questões básicas como educação e saneamento já mudariam a Índia de patamar.
    Sobre os F-16, a Índia receberá a melhor versão já fabricada até hoje. Como seu inimigo Paquistão ficará ao ver o Tio Sam armando seu maior inimigo.

    • O povo não questiona, não se revolta ..

      E exatamente por terem um Inimigo como o Paquistão jurando te destruir so por voce ser quem voce é entenda isso.
      Aqui no Brasil nao passamos por isso, mas desde a independência da Índia tem conflitos para sobreviver como povo e nação.
      E pior que alem do paquistão a china também quer destrui-los então a Índia tem obrigação cuidar da sua proteção e isso custa caro.

    • Eu fico me perguntando a mesma coisa, mas fazer o que, lá as pessoas acreditam que vacas são sagradas. Preferem nutrir uma corrida armamentista com o Paquistão, do que ter um povo bem educado, fornecer moradias, acesso a serviços básicos.

      • A Índia tirou muito mais gente da miséria em 50 anos que o que o Brasil em 500 anos. Hoje, há uma imensa classe média de 300 milhões de pessoas e mais outro tanto saiu da pobreza absoluta.
        Engraçado que quando se fala da China parece que lá é o paraíso na Terra, já a Índia…
        Há duas vezes mais miseráveis na China que na Índia, só que a propaganda oficial comunista não mostra, já a Índia, como a grande mídia é vermelha, insiste em mostrar as mazelas de um país que foi vítima e colônia do Ocidente opressor.

        • Bosco.
          E eles ainda tem tradição de formarem cientistas de primeira linha.
          São obrigados a se armarem. Principalmente pela fronteira com o nefasto Paquistão.

    • Estes dias houve um atentado na região da Caxemira que foi executada por terroristas pró Paquistão. Sem entrar no mérito se o Paquistão apoia ou não, isto só eleva a temperatura.
      Tem outras regiões quentes também MAS hoje o maior temor dos militares Indianos é a China, por isto, investem tanto dinheiro em defesa.

      • “O povo não questiona, não se revolta?”
        Sociedade de castas, baixíssimos índices educacionais e pobreza extrema.
        O povo só pensa em sobreviver a cada dia…

        Pra ilustrar, um vídeo que mostra bem a realidade do povo indiano por uma ótica bem curiosa:

        https://youtu.be/lmNk-Li7m2c

      • O paquistão tomou uma lavada da India na ultima guerra entre os dois e perdeu o Paquistão oriental (hoje Bangladesh), o problema principal é religioso (muçulmanos x indus), tem regiões na India principalmente a Cachemira com muitos muçulmanos, dai o terrorismo que quer integrar a região ao Paquistão.

    • Se tivesse um assassino vindo até você e você precisasse deixar de comer por um dia para comprar uma arma, você faria suas refeições normalmente ou compraria uma arma?

    • Miopia ideológica não tem cura kkkkkkkk, e só pra não ficar nisto; a India tem um ritmo de recuperação social maior do que o Brasil e muito próximo da China , portanto este m8mimi dizendo que os gastos deveriam ser para a área social não cola é pura falácia, sem suas armas a India não existiria como nação e não haveria 1,1bi de hindus , ( os outros 0.2 são de outras etnias).

    • Vc não está atualizado : o número de pessoas vivendo na miséria na Índia é a metade, 200 milhões. Em termos absolutos, claro, é muita coisa, mas falando em porcentagem ( menos de 20% ), é um resultado perfeitamente comparável ao Brasil, por exemplo. Considere que a miséria era muitíssimo maior 72 anos atrás, quando o país se livrou da trágica, criminosa, colonização britânica. O governo planeja erradicar a pobreza até 2030-35; se mantiver o ritmo atual conseguirá ou chegará muito próximo do objetivo. Índia retornando ao posto que historicamente compartilha com a China : o da mais poderosa nação da Terra.

  6. Colocaram F-21 pra não estragar a bela ficha do F-16.
    Imagina quantos não vão cair com o histórico indiano.
    Muda o nome e salva a história do F-16.

  7. HAHAHAHAHAHA!!

    Eu estava escutando What a Wonderful Wor…errr…. Aircraft ontem mesmo.

    Mas de fato com ele sendo designado ‘F-21’ eu sinto como se fosse o retorno da SEAT ou da Autolatina 😛

  8. Fantástica máquina. Um projeto esplêndido, belíssimo, extremamente versátil, super eficiente, poderoso em qualquer tipo de situação e cenário. O que mais diferencia os caças dos EUA dos da Rússia e China é que seus projetos são todos estado de arte enquanto os outros optam pelo rústico e descartável, por isso os projetos dos EUA duram tanto tempo e totalmente a altura dos desafios atuais com suas modernizações, e liquidando os inimigos tanto no ar e em terra quanto nas vendas.

  9. Marketing, simples assim.

    Novo meio de vender um produto velho.

    Rsrsrs, desculpem não resisti, sou fã do F-16 e sinceramente não achei legal mudar a nomenclatura só pensando nas vendas… foi bem ridículo o que a Lockheed Marketing ops… Martin fez…

    Para mim vai ser sempre o F-16 Fighting Falcon.

  10. Roberto, também sou fã do F-16, mas essa cena não tem comparação com a dos Gripen E reabastecendo no KC-390… o refinamento aerodinâmico da SAAB e Embraer são simplesmente fantásticos, demonstrando a diferença temporal entre os projetos.

    • Negativo. Se o seu pensamento fosse o melhor, ninguém planejaria a longo prazo. Teremos acesso aos códigos fonte do Gripen por exemplo, o que jamais teríamos com os F-16, sem contar que Block 60 não dá nem pro caldo do Gripen E. São menos de 2 anos de espera. O que é isso pra quem está há tanto tempo com os F-5?

      A FAB fez certo. Qualquer conflito de larga escala que a FAB seja envolvida nesse momento também contará com a presença dos EUA. Ou acha mesmo que eles ficariam olhando caso a Venezuela entrasse em guerra conosco? A ameaça dos SU-35 venezuelanos, por esse motivo, não é exatamente grandiosa para o Brasil, e permite com tranquilidade que esperemos para obter um vetor mais novo, melhor e completo, como o Gripen E é. Já a Índia, nesta altura do campeonato, me parece completamente desesperada.

  11. Máquina formidável , o design do F16 possui a longevidade dos Crocodilos e tubarões, aerodinâmica perfeita intocável, os EUA só perdem este contrato se quiserem , infelizmente o matador de SUs não possui peso político.

    • Acho dificil ganharem, mas não totalmente improvável. O F-16 (F-21) em termos de mercado lembra os F-5 (Tiger / upgrades Tiger II / Tiger III), que na sua época brilharam, mas também me lembro que o F-20 (Tigershark), que era a evolução dos F-5 ficou no protótipo!

  12. I kind of find it funny when people talk about poor India
    http://www.flikking.com/whoa-indian-housewives-hold-this-much-of-the-entire-worlds-gold/

    The biggest gold reserves in the world is with the indian housewives they collectively hold 11% of the world’s mined gold reserves more than the combined gold reserves of America Switzerland IMF and Germany, it is at valued at near 1 trillion dollars weighing approx 18,000 tonnes .

    Does not include the family ancestral gold handed over hundreds of years , then only God knows how much it is worth upto 3-4 trillion dollar by estimates.

  13. Deram nome de F-21 pois como F-16 não ia vingar na concorrencia, mesmo assim acho que so ganhara na India visando um possivel apoio politico norte americano, contra a expansão territorial chinesa.

  14. Vai continuar sendo um Gol, mesmo que G9. Continuará com a coluna de direção fora de eixo, e por aí vai…
    Não dá pra comparar com o Gripen NG. Muito marketing de quem tem o poder financeiro da Lockheed Martin. Não passa de uma bela peça publicitária do horário nobre.

    • A WV deveria continuar a fabricação do Gol GTI.
      Quem sabe retomaram a liderança no merecado.
      Vamos esperar novos lançamentos da Lockheed Martin o F-104 G21.

  15. O F-21 continua com aquela boca engolidora de pedras?? não deu pra ver.. quando vieram ao Brasil três deles engoliram pedras em uma semana e ficaram fora de ação, com a “infraestrutura” existente na Índia, vai ser uma maravilha de crash um atrás do outro.

  16. O Hornet F-18 C/D é menor, tem menos pilons, suporta menos peso, tem eletronica mais antiga, o Super Hornet é maior, tem mais pilons e eletronica ultra moderna. Algo similar as diferenças entre o Gripen C e o Gripen E, não foi uma simples troca de nome

  17. Os russos realmente estão influenciando os EUA.

    Pega um avião, muda o nome e diz que é outro.

    Obs.: claro que sei que a casca é a mesma mas por dentro é tudo novo. mas fica feio chamar um F16 moderno de F21.

  18. Sou “Gripólatra” por ser pequeno, barato, e tão eficiente caça, e até melhor, que os demais de 4G, porém, a Índia procura um atacante, e competir com o F-16, que mesmo sendo um projeto antigo, aceita muito bem as modernizações que a indústria dos EUA podem oferecer, como CFTs e portanto, levando mais carga com maior alcance, aí fica difícil. Os demais ótimos atacantes só terão chance se a Índia “fechar os olhos” pros custos e gastos e for de Rafale, ou se ainda quiser melhorar a política com os EUA, então vai de Super Hornet, ou se juntar ambas, não se importar com valores e se aproximar dos EUA, e ainda privilegiar a furtividade ao invés da capacidade de carga, então…

  19. Se os EUA ficarem do lado da Índia, o futuro caça da IAF será o Super Hornet Bloco 3. E leva também na Marinha Indiana. Mais de 160 caças, sendo 57 para a Marinha.

    Caso os EUA não queiram e imponham restrições de acesso à tecnologias e informações Chaves exigidas pela Índia, aí a Índia vai de Rafale.

    O F-16 tem chance mínima. Mesmo revestido de F-21.

    Adorei a alfinetada da Boeing pelo twitter:

    “Combat Proven, Future Ready and still called the F/A-18 Super Hornet.”

  20. A IAF tem uma divisão bem estabelecida de portes de seus caças, entre leves, médios e pesados.

    Os caças leves serão substituídos pelo Tejas Mk1. Os leves para médios pelo Tekas Mk2.
    Os médios pelos 36 Rafale e por mais 110 caças em disputa.
    E os pesados são os 272 Sukhoi 30 MKI.

    F-16 ou F-21 entrega pouca diferença de peso e potência em relação ao Tekas Mk1 e principalmente ao Mk2.

    Por isso eu acredito que é muito mais provável que a Índia adquira o Super Hornet. Além do agravante que o inimigo Paquistão já opera o F-16.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here