Home Aviação de Ataque LCA Tejas Mk1A: Índia seleciona radar e suíte EW da IAI/Elta Systems

LCA Tejas Mk1A: Índia seleciona radar e suíte EW da IAI/Elta Systems

2776
15
LCA Tejas

A estatal indiana Hindustan Aeronautics Limited (HAL) assinou um acordo com a Israel Aerospace Industries (IAI)/Elta Systems para 83 radares de varredura eletrônica ativa (AESA) e um número igual de conjuntos de guerra eletrônica (EW) para serem instalados na variante Mk1A do Tejas Light Combat Aircraft (LCA) de desenvolvimento autóctone.

Fontes do setor disseram as Jane’s que o acordo para os radares ELM-2052 e “ELL-8222WB” foi assinado “silenciosamente” no final de outubro, depois que a IAI/Elta apareceu como a proposta mais barata dos dois sistemas compatíveis.

Os produtos IAI/Elta foram selecionados entre sistemas das rivais Thales e Saab, que também responderam ao pedido de cotação da HAL em dezembro de 2016 para radares AESA e suítes EW.

As melhorias no caça Tejas

A Força Aérea Indiana (IAF) informou que os esquadrões de MiG-21 e MiG-27 deverão ser substituídos pelo Tejas Light Combat Aircraft (LCA) e não por caças médios multifunção (MMRCAs) como o Rafale.

O comandante da IAF disse que estava analisando a incorporação de 12 esquadrões do caça Tejas Mark 2, além de dois esquadrões de Tejas Mark 1 e quatro esquadrões da versão melhorada, Tejas Mark 1A.

Isso somaria 18 esquadrões de caças Tejas de todos os tipos, tornando-se a aeronave mais numerosa da IAF, ainda mais que os 13 esquadrões de caças Sukhoi Su-30MKI.

O primeiro esquadrão de Tejas, chamado de “Flying Daggers”, já está sendo preenchido com caças Mark I que saem da linha de produção da HAL – embora muito mais lentamente do que o planejado.

O Tejas Mark 1A está atualmente em desenvolvimento com cinco melhorias especificadas sobre o Mark 1. Elas incluem um “radar ativo de varredura eletrônica (AESA), um míssil ar-ar com capacidade “além do alcance visual” (BVR), um jammer de autoproteção, capacidade de reabastecimento ar-ar e um sofisticado “software defined radio” (SDR). O Ministério da Defesa iniciou uma encomenda para 83 caças Mark 1A.

LCA Tejas
LCA Tejas do modelo biposto
Cockpit do LCA Tejas biposto
Cockpit do LCA Tejas biposto

FONTE: Jane’s

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique de Freitas
Henrique de Freitas
1 ano atrás

Só de olhar a quantidade de displays disponíveis….faltou algum tipo de otimização no cockpit. Chance no stress do piloto perder o foco eh grande. Varios campos visuais simultâneos.

Pedro
Pedro
Reply to  Henrique de Freitas
1 ano atrás

Ainda é assim na maioria dos aviões…

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 ano atrás

Li que a força aérea indiana não gostou pois estavam planejando usar o Meteor e a MBDA disse que não iria fazer a integração do Meteor com radares israelense ou russos, só o fariam se fosse com radares de origem européia! Vão ter que usar o I-Derby que tem um alcance de 100 Km contra o alcance de 200 a 250 Km do Meteor! Mas para o Tejas o I-Derby já deva ser suficiente já que os caças de primeira linha serão os Rafale que usarão o Meteor!

nonato
nonato
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Poderiam negociar com os israelenses para aumentar o alcance do i Derby

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  nonato
1 ano atrás

Quem sabe instalar uns tanques conformais né ? rs

Mauricio R.
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Os hindus tem seu próprio míssil BVR, o Astra.

nonato
nonato
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

De acordo com a Rafael, 80% do desempenho do meteor, por um terço do preço.

Delfim
Delfim
Reply to  nonato
1 ano atrás

Os 20% podem significar vida ou morte.

Julio
Julio
1 ano atrás

E com esse notícia, bye bye Meteor no Tejas.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Bom pelo o visto a novela a novela agora tem 83 capitulo.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Tio Jacob tem dado uma força para os Hindus, aí a fila começou andar…..

Joao Moita Jr
1 ano atrás

Eu ainda penso que no Brasil deveria ter nascido um projeto muito similar ao Tejas, ou seja, mesmo não sendo páreo a F-18 ou Su 35, é uma plataforma de dar respeito e com muitissimo potencial.

Bavarian Lion
1 ano atrás

Esse caça é horrível.
A questão é se será menos ruim que o FC-1 (JF-17).

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Bavarian Lion
1 ano atrás

Nem de longe! o caça sino-paquistanês é bem melhor resolvido.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Os hindus ainda estão nessa ?