Home Aviação de Ataque Ministério da Defesa da Rússia vai adquirir mais 36 caças Su-30SM

Ministério da Defesa da Rússia vai adquirir mais 36 caças Su-30SM

6840
35
Sukhoi Su-30SM
Sukhoi Su-30SM

“Até o final do ano, o Ministério da Defesa russo comprará pelo menos 36 caças Su-30SM, aquisição que se tornará um dos maiores contratos de 2018”, informou o jornal Vedomosti.

No final de 2018, deverão ser adquiridos pelo menos 36 caças multifuncionais Su-30SM para as Forças Aéreas e Espaciais e Aviação da Marinha, produzidos pela Irkutsk Aircraft Plant.

A IAZ, é uma parte da Irkut Corporation controlada pela United Aircraft Corporation (UAC).

A compra foi relatada ao Vedomosti por um interlocutor na indústria aeronáutica e confirmado por uma pessoa próxima ao Ministério da Defesa. Segundo ele, o valor do contrato será de cerca de 70 bilhões de rublos (US$ 1,04 bilhão).

Na terça-feira, em entrevista ao Vedomosti, o presidente da UAC, Yury Slyusar, disse que o contrato para o caça deste tipo previsto para ser assinado em 2018 “garantirá o funcionamento da IAZ nos próximos anos ao nível de 12-14 aviões por ano”.

Além disso, de acordo com Slyusar, o Su-30 tem boas perspectivas de exportação: “As aeronaves são vendidas em um grande número de países e, esperamos, serão vendidas mais ainda”.

No total, desde 2012, o Ministério da Defesa contratou 116 caças Su-30SM baseados no caça Su-30MKI desenvolvido para a Índia. 88 aviões foram encomendados para a VKS e 28 para a aviação naval da Marinha, e as entregas sob contratos existentes seriam concluídas em 2018.

Além da Índia, esses aviões também foram exportados para a Malásia, Argélia, Cazaquistão e, no futuro, essas aeronaves poderão ser entregues a Mianmar e à Bielorrússia.

COLABOROU: Rustam Bogaudinov

35
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
24 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
20 Comment authors
erickRenato B.Luís HenriqueYpojucanLucas Schmitt Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
João Adaime
Visitante
João Adaime

Se os números da notícia estão certos, cada avião custará 28,9 milhões de dólares.
Segundo a Wikipédia, citando dados da Sputnik, em 2012 a versão Su-30MK2 tinha um custo unitário de 37,5 milhões de dólares.
São versões muito diferentes? Qual seria a hora de vôo deste modelo? Qual preço estaria errado?

Rustam Bogaudinov
Visitante
Rustam Bogaudinov

João Adaime 20 de agosto de 2018 at 13:14
—–
Su-30MK2 is an export version, produced at another Sukhoi plant

operators;

China
Vietnam
Venezuela
Indonesia
Uganda

Gustavo
Visitante
Gustavo

Estranho, pois os valores que vejo por aí em sites são por volta de 55 a 60 milhões de dólares a unidade dos SU-30MKK (quando as primeiras custaram 53 milhões cada), com o custo da hora de voo estimado em torno de 9 mil dólares.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

9 mil dólares ? Truco ladrão! Passa de 15 mil, frouxo.

Ramon Grigio
Visitante
Ramon Grigio

Verdade coronel, com 9T de combustível interno já dá para começar a ter idéia de quanto custa cada saída…

Alguém saberia quanto custa em dólar cada L/Kg desse tipo de querosene?

Gustavo
Visitante
Gustavo

São informações de 2001, faltou mencionar, com certeza nos dias de hoje a hora de voo deve passar tranquilamente dos 15 mil que citou.
E o valor dos 60 milhões foram para as primeiras 40 unidades, o preço das seguintes não encontrei, com ctz foram subindo também. Importante lembrar que o Su-35 tem um preço bem superior que está na faixa dos quase 100 milhões e o Su-30 tem seu valor mais baixo.

Rustam Bogaudinov
Visitante
Rustam Bogaudinov

Gustavo 20 de agosto de 2018 at 14:59
—-

the reliability of the aircraft depends on many things! training-equipment-armament

for example, China bought the Su-35S in Russia at a price of 90 million

Gustavo
Visitante
Gustavo

com ctz, depende sempre do que é contratado. o Custo é sempre estimado porque vai do que cada cliente contrata.

erick
Visitante
erick

Claro que o preço de venda para a Russia é pelo menos 20% menor do que para outros países já que não é necessário fazer a conversão de idioma das interfases ou transformações de unidades numéricas dos mostradores que costumam ser diferentes entre os países sem falar que não a custos com transporte ou treinamento de pilotos e com treinamento de equipes de manutenção. Isso vale para qual que equipamento militar.

Ivan
Visitante
Ivan

Rustam Bogaudinov, . Até onde sabemos os produtores de Flankers são: . Komsomolsk-on-Amur Aircraft Plant, que produziu ou ainda produz os Su-27SM/SKM (caça puro), Su-30MK2 (multirole de exportação) e Su-33 (caça naval). Além dos já citados, estaria também produzindo o novíssimo Su-35 monoposto. . Novosibirsk Aircraft Production Association, que produziu e produz os Sukhoi Su-34 (caça-bombardeiro), além de trabalha na atualização dos resistentes Su-24. . Irkutsk Aviation Plant, que produziu os Sukhoi Su-27 bipostos (caça de dois lugares para treinamento e combate), que estaria usando a experiência em aviões de combate de 2 lugares para produzir os Su-30MKI para a… Read more »

Rustam Bogaudinov
Visitante
Rustam Bogaudinov

Ivan 20 de agosto de 2018 at 15:21

Almost everything is true

1) Komsomolsky

produce Su-35, Su-27SM3, Su-57, Superjet 100

Su-30MK2 no longer produce, Su-33 only repairs

2) Su-34 is produced, the Su-24 is modernized at other repair plants

3) Irkut is currently making Su-30MKA for Algeria, and Su-30SM, as well as Yak-130 and MC-21

Bruno w Basillio
Visitante

Alem destes Su 30 , eles vão receber antes do final do ano 6 MiG 35 ,que teve as entregas antecipadas…
Me parece que os Su30 e Su30MKI indianos usa suíte eletrônica Israelense/Francesa , e segundo blogs indianos, não demorará muito os radares destes Su30 locais ,serão substituído por radares AESA..
A alguns dias atrás a Rússia escolheu 19 empresas indianas, para dar manutenção em equipamentos de origem russa no território indiano,creio que os problemas de disponibilidade que não são tão ruins vão melhorar ainda mais..

Rustam Bogaudinov
Visitante
Rustam Bogaudinov

Bruno w Basillio 20 de agosto de 2018 at 15:34

Su-30SM also has western components – HUD-MONITORS-INDIAN CHIPS in the radar

CRSOV
Visitante
CRSOV

Apenas cerca de 1 bilhão de dólares por 36 aeronaves ?? Enquanto que nossos Gripens as 36 aeronaves por 5,4 bilhões !! Tem algo errado aí !! Tudo bem que tem a dita transferência de tecnologia e a construção de fábrica aqui no Brasil mas mesmo assim a diferença de mais de 4 bilhões de dólares é injustificável !! Alguém deve ter mamado gostoso nas tetas de Putênfia !!

J-20
Visitante
J-20

Eles estão produzindo para si, então não precisam treinar toda uma mão de obra nova, nem comprar o projeto, pois já está desenvolvido. No caso do Brasil, além das 36 aeronaves, foi pago a formação de pilotos, técnicos e engenheiros, além de acesso a alguns códigos fontes do avião, peças de reposição e armamento. Claro que sairia mais caro.

Lucas Schmitt
Visitante

Pelo que eu saiba, os armamentos foram um contrato a parte, contando com duas versões do spice e etc…

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Sem conhecer o que está incluído nos contratos não dá para fazer essas comparações. Ainda mais na Russia, famosa pela falta de transparência e confiabilidade nas informações divulgadas. Para piorar o fabricante é estatal e pode haver de um tudo no meio dos acertos entre o comprador (Estado) e vendedor (estatal).

Mário Heredia
Visitante
Mário Heredia

Nem a pau este valor estar correto

Formiga
Visitante
Formiga

Como a Rusdia tem um orcamento de defesa que é apenas o dobro do nosso? Ou eles escondem muito (para não indicar que gastam demais com defesa) ou somos muito ineficientes. Estão comorando uns 3 navios por ano. Mais submarinos. Trocando os tanques, helic e parte da.forca aerea que muito maior que a nossa. Ainda tem uma guerrinha na Siria, briga de gato e rato com a Otan. Mudando o arsenal de misseis ICMB e desenvolvendo outros. Tudo isso com pouco mais que o dobro do nosso orcamento (eles tem mais que o dobro de tropas). Ainda tem a possivel… Read more »

Rustam Bogaudinov
Visitante
Rustam Bogaudinov

Formiga 20 de agosto de 2018 at 19:00

The budget of the Russian army is $ 46 billion for 2018

Renato B.
Visitante
Renato B.

Compare a porcentagem do PIB que eles gastam.

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Prezado Rustam: uma curiosidade, quando da oferta para a FAB, a Sukhoy havia previsto o fornecimento do SU-35 em duas versoes, biposta e monoposta , atendendo, assim, aos RFP. Teriam sido os monopostos de Komsomoslky e os bipostos ucranianos?

Rustam Bogaudinov
Visitante
Rustam Bogaudinov

Rommelqe 20 de agosto de 2018 at 19:32
___

little did not understand the question!

but I will not answer the version of Su-35 WILL BE SUCH AS IT’S ONE!

With two pilots, it will not be as for this there is a Su-30

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Ok, you answered my doubt. Really the two places ofered was a SU-30 version; probably, considering your information, it could be Irkut manufactured. Thanks a lot and best regards.

André
Visitante
André

Thanks Rustam!

It’s always nice to have news from the east without all the lies from the Sputnik.

Ivan
Visitante
Ivan

Rustam . Within the scope of the Brazilian competition F-X2, Rommelqe’s question would be the following: Would there be a double seat version for the Sukhoi Su-35? . As I understand the Su-35 was designed to be an airborne fighter of only one seat, I believe to do pilot training would be used other versions of Flanker. Maybe some of the new Su-30 or who knows (probably) the Su-27UB (“Flanker-C”) two-seat training properly modernized. . So, an interesting question: How is the training for the pilots of the spectacular Su-35? With simulators or some specific aircraft like “Flanker-C”? . Thanks… Read more »

Ivan
Visitante
Ivan

Rustam?

Rustam Bogaudinov
Visitante
Rustam Bogaudinov

no Su-35 in the single version only

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Yes, dear Ivan, my doulbt was exactly as you comented: would be a Su35 double seated version to be supllied for FABs request? May be a specific version for FAB, same way as Saab Gripen 39 F. But as Rustam answered, in fact that time Sukhoy there was considered a SU30 version to comply with double seat units. In portuguese: Sim meu caro Ivan, minha duvida era exatamente como voce bem colocou: haveria uma versao biposta do SU35 para atender os requisitos da FAB? Talvez uma versao especifica para a FAB da mesma forma como a Saab esta fazendo o… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

Quantas versões do Flanker a Rússia opera ? Parece uma salada russa.

Ivan
Visitante
Ivan

Delfim, . Vc escreveu: “Parece uma salada russa.” . Bem, eu gosto de salada russa… 🙂 Para quem não sabe, é uma salada de legumes cortados em cubos e outros alimentos associados com maionese. Em função do seu criador, chef Lucien Olivier, é chamada de “Salada Olivier” na Rússia, Ucrânia, Irã e Estados Unidos da América. Aqui nós chamamos simplesmente de “Salada de Maionese”. A receita original data de 1860, quando Olivier era chef do sofisticado e famoso restaurante Hermitage em Moscou. Ingredientes secretos nunca desvendados, mas que tentaram copiar e adaptar ao longo dos tempos. O primeiro ‘sacana’ a… Read more »

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Caros, na VKS quem faz a conversão operacional para os Su-27SM3/Su-35S é o biposto Su-30M2. São aeronaves novas de produção, etregues entre 2011/15 num total de 20 jatos. Hoje os números estimados de jatos a disposição da VKS são de 830 assim relacionados: 80 Mig-29, 120 Mig-31, 50 Su-27 não modernizados (P/S/UB), 70 Su-27 modernizados (12 novos e o restante modernizados nas versões SM3 e SM), 20 Su-30M2, 76 Su-30SM, 68 Su-35S, 104 Su-34 e 90 Su-24M/M2/MR e finalmente 150 Su-25UB/BM/30SM. Pelo menos mais 50 a 60 Su-30SM devem ser encomendados substituindo os Su-27 e Mig-29 antigos. Ademais até 2027… Read more »

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Hoje os Su-35S e Su-30M2 são operacionais nos seguintes lugares: Lipetsk-2, Besovetz (Petrozavodsk), Tsentralnaya Uglovaya (Vladivostok) e os Su-30M2 também servem em duas bases de Su-27SM/SM3 que são Krymsk (Novorossisk) e Belbek (Sevastopol).

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

On the basis of a 2005 US Air Force study of its F-16 fleet, IHS Jane’s thinks the CPFH is composed of approximately: – 10-15% Consumable Supplies (small parts, wiring, basic electrical components) – 20-25% Sortie Aviation Fuel – 60-70% Depot Level Repair and Systems Maintenance ———————- Senhores, imaginar que um caça pesado consome mais combustível que um caça médio ou leve, é totalmente lógico. Mas, o custo de hora de voo não se resume à isso. Estudo da USAF para o F-16 demonstrou que o consumo de combustível fica entre 20 e 25% do custo total. Os caças russos… Read more »

Ivan
Visitante
Ivan

Luís Henrique, . A questão que você levantou é importante. Mas considere a afirmação da Jane’s datada de 2005: “60-70% Depot Level Repair and Systems Maintenance.” Inclua na sua equação que uma aeronave bimotora – Flanker ou Eagle, tanto faz – terá que dispor de 2 (dois) conjuntos de peças para manutenção e reparos para atender os 2 (dois) motores, contra apenas um dos monomotores menores. . Aí vem a segunda pergunta: Dos tais 60 ou 70% apontados acima, quanto é referente à motorização e sistemas relacionados? . Via de regra um bimotor gastará mais que um monomotor. Exceções precisam… Read more »