Home Aviação de Ataque Rússia: dez caças MiG-31 estão equipados com mísseis Kinzhal

Rússia: dez caças MiG-31 estão equipados com mísseis Kinzhal

11094
100
Caças MiG-31 com mísseis Kinzhal
Caças MiG-31 com mísseis Kinzhal

O MiG-31 se encaixa melhor para acelerar esses mísseis às velocidades exigidas, disse o vice-ministro da Defesa russo, Yuri Borisov

MOSCOU, 5 de maio / TASS /. Dez caças MiG-31 (nome da Otan: Foxhound) equipados com o míssil hipersônico Kinzhal (Punhal) estão em teste de combate, disse o vice-ministro da Defesa russo Yuri Borisov em uma entrevista publicada no site do canal Zvezda TV no dia 5 de maio.

“É uma arma de ponta, a saber, um míssil hipersônico de longo alcance capaz de superar as defesas aéreas e de mísseis. É invencível, com poder e potencial de combate. O MIG-31 é o seu veículo, já que o jato é o mais adequado para acelerar este míssil para velocidades exigidas”, disse ele.

“Para sustentar que não é algo exótico, [diria] hoje, dez jatos foram testados em combate e estão prontos para uso, dependendo da situação”, disse Borisov.

O projeto da plataforma de mísseis hipersônicos lançada por via aérea Kinzhal foi revelado pelo presidente russo, Vladimir Putin, em seu discurso sobre o estado da nação à Assembléia Federal em 1º de março.

De acordo com o presidente russo, o míssil Kinzhal, que voa a mais de dez vezes a velocidade do som, é capaz de manobrar e superar os sistemas de defesa antimísseis balísticos e antiaéreos existentes e futuros. Desde 1 de dezembro de 2017, os sistemas de mísseis hipersônicos Kinzhal estão em serviço experimental e de combate.

Inicialmente, o MiG-31BM foi escolhido como a aeronave para transportar sistemas de mísseis hipersônicos Kinzhal. Mais tarde, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse que o MiG-31K havia sido escolhido.

Borisov também disse que o sistema de combate a laser Peresvet deve ser exibido no desfile do Dia da Vitória em Moscou em um período de dois ou três anos, já que agora ele está sendo atualizado.

“Eu acho que é possível em dois ou três anos, já que o trabalho está em andamento para atualizar o complexo. Se hoje precisar de muitos veículos de apoio, ele será bastante compacto em breve. Talvez, nós também o mostremos ao público”, disse Borisov quando perguntado se o sistema a laser seria apresentado durante o desfile do Dia da Vitória.

FONTE: TASS

100
Deixe um comentário

avatar
33 Comment threads
67 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
44 Comment authors
César A. FerreiraBruno V. CampestriniYpojucanJoão AugustoTurambar Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gabriel Bittencourt
Visitante
Gabriel Bittencourt

E agora ?? O que os Estados Unidos vai fazer diante esta ameaça, Salvo me engano me corrijam se eu estiver errado, os Estados Unidos não tem nenhum míssil de que ultrapasse o Mach3 ou consiga fazer frente com os mísseis russos atingem Mach 5, Mach 10, Diante esta ameaça, acredito que o tio sam esteja indefeso neste momento em relação a esta arma !

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

O que os americanos vão fazer? “Dominar o mundo” diria o Cérebro….
Na boa, farão o que todos sempre fazem: desenvolver a “vacina”, no eterno jogo de gato e rato….

Jorge F
Visitante
Jorge F

O que os americanos vão fazer?
R: LAZER.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Não seria laser?

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Não. Eles estão de boa já com o laser já com o desenvolvimento bem encaminhado hehehehehe

João Augusto
Visitante
João Augusto

Eles vão é se divertir e se dedicar ao repouso e à distração. Foi o que o Jorge quis dizer.
ueahaueheauaehaehuaehua

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

POder ser ultra rapido contra um Missil Anti Missil…..
.
Mas super lento para a tecnologia laser…..e tecnologia laser já está ai…..com os primeiros monstrengos entrando em operação….

Em suma, mesmo um Boeing 747 com um canhão destes como barreira a ataques, poderia engajar um missil destes…a coisa evolui de um lado…..mas evolui de outro….poderia ser um caminho ou um exemplo de escudo Americano contra este tipo de arma….

Fabiano WVJ
Visitante
Fabiano WVJ

Laser funciona aquecendo até a destruição. Esse tipo, hipersônico, resiste naturalmente ao calor. Laser não é a solução nesse caso.

RicardoNB
Visitante
RicardoNB

SM-3 passa de Mach 10. Mas isso não é uma corrida de cavalos. O míssil interceptador n necessita ser mais rápido, fosse por isso SM-3 e SM-6 n interceptavam ogivas voando a mais de Mach 10.

Bosco
Visitante
Bosco

Gabriel,
THAAD: Mach 8
SM-3: Mach 10 +
GBI: Mach 20
PAC-3: Mach 5
PAC-3 MSE: Mach 6

Velocidade para o defensor não é importante tendo em vista que a “abordagem” da defesa será frontal. O míssil defensor não vai “correr” atrás do Kinzhal e sim, abordá-lo de frente.
Fosse velocidade assim tão importante mísseis balísticos que atingem Mach 20 + não seriam interceptáveis.
As características mais relevantes de se saber acerca do Kinzhal é o “quão longe” ele pode ser detectado e rastreado e qual a extensão real de sua capacidade de manobra. A velocidade ser Mach 10 é de menor relevância.

Tiger
Visitante
Tiger

Claro que faz. Diminui o tempo necessário para reação

Bosco
Visitante
Bosco

Nem mais nem menos que os mísseis balísticos.

Munhoz
Visitante
Munhoz

Me desculpe mas aí vc está errado estes mísseis diminuem sim o tempo de reação se voarem baixo principalmente devido a curvatura da terra.

tudo vai depender do envelope de vôo dos misseis, se for uma trajetória semelhante a um sistema balístico aí vc está certo, agora se for uma semelhante a de cruzeiro mantendo mach 10 aí ferrou meu amigo.

Bosco
Visitante
Bosco

Munhoz,
Voo “baixo” para um míssil de cruzeiro Mach 10 é 40 a 50 km de altura. A essa altura ele estaria “visível” a um radar na superfície numa distância de 1000 km. A Mach 10 ele levaria 5 minutos para percorrer essa distância.

Fabiano WVJ
Visitante
Fabiano WVJ

Qdo se fala em hipersônico, é além do ‘supersônico’ alcançado pelos mísseis balisticos mais rápidos de hoje. Adicione manobrabilidade e estaremos falando de algo bem difícil de parar, impossível, segundo o russo, por não haver como calcular sua rota. Laser não dá pois calor
é da natureza dele, enfim, devem estar procurando uma forma mas hoje não muita coisa além, lógico, de uma desesperada saturação do espaço aéreo, não sendo bem essa a ciência da defesa para o caso.

Bosco
Visitante
Bosco

Fabiano, Você está equivocado. A velocidade supersônica é tida como até Mach 5 (1,8 km/s). A hipersônica é acima de Mach 5. Mísseis balísticos com alcance acima de uns 500 km já atingem velocidade hipersônica. Os maiores, ICBMs, atingem até 8 km/s (mais de Mach 20). Quanto à pretensão russa de seus mísseis hipersônicos implementarem manobras e por isso são “ininterceptáveis” não resiste a uma melhor análise. Isso seria verdade se a defesa contra esse tipo de míssil hipersônico se desse por algum meio “balístico”, como por exemplo, canhões. Mas a defesa é feita por mísseis, que também manobram, que… Read more »

Munhoz
Visitante
Munhoz

Ainda não se sabe ao certo o perfil de voo deste míssil, aparentemente ele voa num perfil baixo numa trajetória de cruzeiro e depois no golpe final ele sobe e ataca numa trajetória balística, neste caso possivelmente a velocidade de mach 10 é conseguida somente no golpe final, mas ai não se justifica o lançamento pelo MIG 31 em alta velocidade. Particularmente eu acho que este míssil tem uma velocidade mach 3 a 4 num perfil de voo baixo em cruzeiro com um motor Scramjet com baixo consumo de combustível (possivelmente um novo tipo) e este motor tem que ser… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Munhoz, Tudo indica que o míssil tem motor foguete sólido. Se fosse scramjet os russos teriam alardeado isso com pompa e circunstância. Eles não o fizeram! O míssil que deve utilizar propulsão scramjet (simplesmente um ramjet que funciona acima de Mach 5) é o tal do Zircon, que ainda não foi mostrado. Em sendo mesmo um motor foguete, ele não é um míssil de cruzeiro e sim balístico ou semibalístico. Tudo indica que não é balístico porque senão ele teria um apogeu muito alto, na faixa de uns 300 km, dado ao seu alcance divulgado (2000 km) e teria uma… Read more »

Munhoz
Visitante
Munhoz

No começo quando eles divulgaram este míssil tinha algumas fotos cobertas dai a duvida se poderia ser um scramjet .

Ou os russos estão blefando ou estão escondendo o modelo real, talvez desistiram de mostrar.

Pois se for um míssil com combustível solido ele poderia ser lançando também por outros aviões, não seria alardeado somente o MIG 31, isso que é estranho nessa historia ?

Bruno V. Campestrini
Visitante
Bruno V. Campestrini

Munhoz, pelos vídeos liberados pelos russos o Kinzhal faz mais ou menos o que o Bosco falou.

Fabiano WVJ
Visitante
Fabiano WVJ

Esses aí são antibalisticos, pressupõem uma rota balística do agressor.

BILL27
Visitante
BILL27

Ja estão ativando a segunda frota

https://www.youtube.com/watch?v=ByKXvrmGm9Q&t=479s

Jorge F
Visitante
Jorge F

Lazer.

Jorge F
Visitante
Jorge F

LASER…. Desculpa…

Fulano
Visitante
Fulano

Amigo, dada a teoria de destruição mútua, as chances de um ataque entre as grandes potencia é quase nula!
Todos sabem dos riscos de um ataque, todos vão perder!
O quê eles fazem e mostrar os músculos, mais nada!

wwolf22
Membro
Trusted Member
wwolf22

os EUA estão anos a frente na questão do laser…

Fábio Mayer
Visitante
Fábio Mayer

Esta é a arma do juizo final, que Putin alardeou tempos atrás?

Henrique de Freitas
Visitante
Henrique de Freitas

Existem varias… ate’ um torpedo nuclear que vai a 100KT sob a agua dando a volta no globo terrestre. Impressionante e’ acreditar em tudo isso.

Mauricio_Silva
Visitante
Mauricio_Silva

Olá.
O que mais me espantou nesta notícia é o fato do Mig-31, um aparelho concebido para ser um “interceptador puro e duro” está se tornando um avião de ataque/bombardeiro estratégico!!!
Os novos armamentos estão permitindo um uso muito mais amplo dos aviões.
Vida longa para o Mig-31, B-52 e por ai vai.
SDS.

BILL27
Visitante
BILL27

Como é bonita esta maquina ,olha esta foto

https://russianplanes.net/id228351

Jacinto Fernandes
Visitante
Jacinto Fernandes

Precisa ver a forma de propulsão do suposto míssil. Se for scramjet ele precisa ser lançado em velocidade supersônica para o motor começar a funcionar.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

O mais impressionante aqui é ver gente defendendo os EUA a todo custo e suor. Não que eu acredite nas falácias da Russia. Como bem já foi dito aqui todo mundo vai dizer sempre vai dizer que esta à frente. Guerra da informação.
Ao povo que defende os EUA, por favor se mude para lá, adquira a cidadania norte-americana, lute pelo “Way of life” deles, mas não venha dizer que eles são o santo-graal dos valores corretos no mundo!

eggfilho
Visitante
eggfilho

missil nuclear?

Nonato
Visitante
Nonato

E os que são contra que se mudem para Cuba, Coreia do Norte, Venezuela, China…

Manuel Souza
Visitante
Manuel Souza

Lógica de gênio! ____________ Não existe isso de contra os EUA e a favor de Cuba ou de quem quer que seja. O brasileiro tem q ser a favor do Brasil. Bora parar com essa polaridade burra. Seria tão bom se pudéssemos ser independentes. Só um exemplo. Nossa Aeronáutica usa vetores americanos e russos. Cada um faz seu papel lindamente. Aposto que quem pilota Black Hawks na Aeronáutica não fica falando bobagens de Mi-35 e vice-versa. E apoio o colega em gênero, número e grau. Os EUA não são o santo-graal dos valores corretos no mundo e a Rússia tb… Read more »

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

De acordo Manuel Souza. Mas temos muitos aqui defendem com unhas e dentes um país ou outro e se esquece do seu que é o Brasil!

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Luiz, olha, até chegar no seu comentário eu não li ninguém passando valor sobre X ou Y, apenas expressando dúvidas acerca da veracidade da declaração russa, vi muitas explicações técnicas até bem fundamentadas e coisas assim. Mas se você quiser contribuir para que eu possa escapar desse inferno, basta depositar US$500,000 (quinhentos mil dólares) na minha conta, que abro o processo de imigração amanhã mesmo! HEhehehehe Infelizmente eu não esqueço que meu país é o Brasil. E sinceramente estou contanto os dias e trabalhando muito para que eu possa fazer isso algum dia. Até lá a gente vai fazendo o… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

Uma dupla de respeito. Se 10 aeronaves podem disparar teríamos 10 Mísseis viajando a 3km/s. Só acho que deveriam pensar no TU-22 como um vetor, cada um poderia transporta três, ou dois mísseis…

BILL27
Visitante
BILL27

Tu M22 pode transportar sob a asas facilmente

Jacinto Fernandes
Visitante
Jacinto Fernandes

Aparentemente, o TU 22 não tem velocidade. Se a propulsão do míssil é a base de um motor scramjet, como os russos parecem insinuar, então ele precisa ser lançado em velocidade supersônica.

Quatzy
Visitante
Quatzy

Tem gente que falava que era conversa dos Russos, que o míssil era irreal quando Putin anunciou no final do ano passado. Dificilmente um navio de guerra vai ter chance contra esse míssil.

Bosco
Visitante
Bosco

Mas ele é um míssil nuclear estratégico ou um míssil tático antinavio???

Bosco
Visitante
Bosco

Pergunto porque se for um míssil nuclear estratégico para tapar o gap do tratado INF que impossibilita mísseis com alcance acima de 500 km e abaixo de 5500 km estacionado na Europa e Rússia, o Kinzhal é perfeito. Mas se for um míssil antinavio com 2000 km de alcance, aí ele é só parte da solução. Há de se ter uma série de outros dispositivos, plataformas e conceitos para que ele funcione adequadamente. Senão, fazendo uma analogia, ele é só um “garanhão” com um “carrão'” (pra ser elegante caso haja mulheres participando) que acha que vai pegar todas por conta… Read more »

Ivan
Visitante
Ivan

Mestre Bosco,
.
Os russos podem estar pensando fora da caixa.
.
Abraço,
Ivan, o “eterno aprendiz”.

Tallguiese
Visitante
Tallguiese

Luiz Trindade, bom mesmo seria se as super potências parassem de criar mais armas pra nós matar a todos um dia e se unissem seus recursos pra conquista do espaço, pois lá sim tem recursos pra dar e vender e ainda dá pra todos. Acho que tá passando da hora de nos terráqueos passar para outro nível de desenvolvimento isso se quisermos continuar a consistência. É isso que eu acho! Quer ver vão falar assim! Olha o maluco viajando é coisa e tal…..

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Tallguise,

Para podermos ir ao espaço temo de parar de pensar como terráqueos. Como assim?!? Se ainda continuarmos pensando que o planeta é nosso, que sistema solar é nosso, que a galaxia é nossa e que o universo é nosso, um dia encontraremos alguém com mais força que dirá: Nada disso é de vocês! É nosso! E nos lascaremos. Precisamos evoluir moralmente para poder explorar o espaço!

TJLopes
Visitante
TJLopes

Após o Ministro de Defesa Russo, Yuri Borisov, ter declarado que o míssil é invencível, há relatos que Trump ligou para Putin e entregou a rendição incondicional dos EUA, a partir de hoje os Estados Unidos da América passa a ser chamado de Estados Unidos a Putin.

Viva a paz mundial!

Ivan
Visitante
Ivan

A combinação MiG-31K e Kh-47M2 Kinzhal pode ser interessante. Acredito que a escolha dos meios combinados fala muito sobre os objetivos desse “novo” sistema de armas. . MiG-31K seria a versão do venerável e rápido avião russo/soviético adaptado para lançamento de armas ar-solo. Foram cerca de 250 no inventário em 2017 haviam cerca de 120 em serviço dos modelos MiG-31B / BS / BM / BSM. Aparentemente 10 (dez) desses Migs foram modernizados para transportar e laçar o ASM Kh-47M2 Kinzhal. Uma curiosidade seria descobrir se estão modificando/modernizando as versões BM e BSM ou estão pegando outros sem modernização. Um… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

Foi bastante conservador IVAN, aumentar e muito o alcance e velocidade do míssil nesta condição de lançamento é prudente…. Estamos falando de um míssil com 400km de alcance (muitas vezes questionado, com vários especialista considerando o número real um tanto superior) partindo do repouso e ao nível do mar, até chegar a mach 6 e 40-50 km de altitude!

Ivan
Visitante
Ivan

Carcará,
.
Sei que fui conservador.
Melhor assim, pois se não fosse teria que considerar desvios da rota do MiG-31K, bem como correções de proa do caça-bombardeiro para lançamento do míssil hipersônico Kh-47M2 Kinzhal em direção ao alvo.
.
O alcance em condições excelentes – tipo treinamento – pode ser 20 ou 30% superior. Mas em condições de combate haverá outras questões a considerar.
.
Forte abraço,
Ivan, o ‘conservador’. 😉

Ivan
Visitante
Ivan

Carcará, . Revisitando o Kinzhal, agora na agência TASS russa, encontrei uma referência à um alcance de até 2.000km, considerando o aero lançamento de um MiG-31K à alta velocidade e altitude. . Pode ser um exagero, mas está lá: http://tass.com/defense/992375 “The Kinzhal aviation and missile platform has been developed on the basis of the upgraded Mikoyan MiG-31 aircraft. It is furnished with a precision hypersonic aero-ballistic missile making it possible to strike targets at a distance of over 2,000 km without entering an enemy’s air defense area, Surovikin said.” . Acreditava que o lançamento dinâmico iria oferecer algum crescimento de… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

OFF- caiu um ka-52 e alguns dias atrás um su-30 na síria. Pilotos não sobreviveram, a situação na síria parece ficar mais perigosa…

Ivan
Visitante
Ivan

Sim.
Para todo mundo.

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

ué mas não é esse que tem assento ejetor, cadê que funciona?

carcara_br
Visitante
carcara_br

Olha não é nada de outro mundo ter um assento ejetor em um helicóptero não sei o porquê da birra, de qualquer forma o último piloto russo que ejetou acabou se matando com uma granada para não ser capturado vivo, então não quer dizer muita coisa o fato deles não terem sobrevivido, a notícia não veio com muitas explicações pra sair colocando em dúvida o aparato de segurança do helicóptero…

Bosco
Visitante
Bosco

Toda mxxxxx de post tem alguém pra mandar algum comentarista se mudar pra pxxxxx dos EUA.
Haja paciência!!!

Mauricio_Silva
Visitante
Mauricio_Silva

Olá.
Uns mandam para os EUA, outros para Cuba, China, Coreia do Norte…
Infelizmente, muitas vezes o idealismo político fala mais alto que o bom senso e o urbanismo. Está muito comum nos debates.
Se lhe serve de consolo, Mestre Bosco, hoje já me acusaram de ter um perfil duplo.
Mas veja pelo lado positivo: cada qual julga o mundo de acordo com os próprios valores e carácter. Em outras palavras, um julgamento sempre diz mais do julgador do que do julgado… 😉
SDS.

Ivan
Visitante
Ivan

Bosco,
Pense de maneira positiva.
Estão mandando você para os EUA…
… Ótimo! ‘Né’?
😉
.
Maurício,
.
Entre ir para os Estados Unidos da América ou para estes países que você indicou, o triplo C, acho preferível escolher o destino que a maioria do mundo (ocidente e oriente) prefere…
para os ‘States’.
.
Porém, respeito opções diferentes.
.
Saudações,
Ivan, o Antigo.

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

Por favor, alguem pode me responder se é normal colocar uma aeronave armada em um desfile?

isso é algo de praxe?

grato

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Nunca vi fazerem isso! Acho que as armas apresentadas em desfiles como é o caso dos mísseis portam ogivas inertes

Bruno w
Visitante

THAAD: Mach 8
SM-3: Mach 10 +
GBI: Mach 20
PAC-3: Mach 5
PAC-3 MSE: Mach 6
Mas estes misseis não são de ataque ….são?

Bosco
Visitante
Bosco

Eu coloquei essa lista dentro do contexto do comentário do Gabriel.
E te respondendo: sim, são mísseis antiaéreos/antibalísticos.

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

Até parece que os mísseis hipersônicos já nasceram obsoletos por causa dos lasers. O bom e velho ataque de saturação de mísseis continuará bastante efetivo por muitas décadas, mesmo com os lasers rasgando os céus para destruir as ameaças, até serem substituídos pelos torpedos fotônicos de Star Trek. Quando essa era chegar, não quero estar na pele de um soldado.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Engano seu. PHASERS continuam em uso pela Frota Estelar em paralelo com torpedos fotônicos e quânticos. 😛

Augusto L
Visitante
Augusto L

O mix ideal é ter misseis stealth e misseis hipersonicos, os 2 sé complementam. Bem que a USAF podia pegar o Atacms e fazer o mesmo para complementar o Jassm-ER que é subsonico, lembrando que o B-1, o bombardeiro que o lança não é stealth e dada sua baixa velocidade, daria em tese para os alvos se moverem nesse tempo se detectarem o lançamento mesmo não conseguindo “ver” o missil em sí.

Bosco
Visitante
Bosco

Augusto, Os meios de entrega nuclear atuais dos EUA são considerados satisfatórios e estão sendo modernizados. Os americanos consideram que alvos fixos são melhor enfrentados por mísseis subsônicos (podem ser furtivos, têm ótima relação massa/ogiva/alcance, voam muito baixo, são baratos, podem ser utilizados de forma a saturar as defesas, etc.). Mísseis supersônicos são utilizados para alvos táticos (móveis) e de tempo crítico (IADS, lançadores de mísseis sup-sup, presença confirmada de líder terrorista, formação de blindados, concentração de tropas, pátios de bases aéreas, etc.) Os alvos mais protegidos do mundo são os navios de combate, principalmente protegidos por porta-aviões. Mesmo contra… Read more »

José Luiz
Visitante
José Luiz

Me lembro da guerra fria onde a União Soviética era a campeã dos super mísseis, porém depois se descobriu com a aplicação prática no Vietnam, no Oriente Médio etc. Que, nem sempre estes mísseis cumpriam o que diziam deles no Ocidente, ou seja acertavam o alvo ou funcionavam direito. Hoje voltou a mesma coisa, o pessoal pensa que uma vez lançado o míssil vai um “Bum”. Não é assim existem muitos fatores em jogo, desde manutenção do míssil e conservação, envelope de lançamento, condições do meio ambiente, guerra eletrônica e defesas do alvo. Quanto ao poder militar russo na esfera… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Alguém sabe ao certo pra que esse míssil será usado? É antinavio ou é nuclear estratégico??

carcara_br
Visitante
carcara_br

“The Iskander has several different conventional warheads, including a cluster munitions warhead, a fuel-air explosive enhanced-blast warhead, a high explosive-fragmentation warhead, an earth penetrator for bunker busting and an electromagnetic pulse device for anti-radar missions. The missile can also carry nuclear warheads.[1][12][13] In September 2017, the KBM general designer Valery M. Kashin said that there were at least seven types of missiles (and ″perhaps more″) for Iskander, including one cruise missile.[14]

Fonte wikipédia
chequei as referencias e batem, então é pra dar algum crédito…

Bosco
Visitante
Bosco

Eu imagino que ele não terá função antinavio. Deverá ter só função nuclear estratégica contra países vizinhos (Europa, China, etc.) e claro, poderá ser utilizado para a ataque nuclear contra uma força tarefa. Fica a pergunta: em sendo um míssil lançado do ar, nuclear, estratégico, em que ele agrega se comparado ao Kh-55, subsônico, mas pesando metade e com o dobro do alcance? Sua função antinavio é discutível tendo em vista a cadeia de eventos que possam levar à interceptação de um navio em alto mar tendo em vista as distâncias divulgadas. Sua utilização como arma estratégica ou tática com… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

Velocidade e capacidade de evasão, acredito…
1000km em menos de 6 minutos. É o tempo entre o a troca de guardas durante os turnos de trabalho…
O discurso do presidente russo deixou muito claro o objetivos destas armas:
Torna o sistema de defesa antimísseis inúteis a um ataque/contra-ataque nuclear.

Ivan
Visitante
Ivan

Bosco,
.
Se o ASM Kinzhal é uma versão aero lançado do SRBM Iskander podemos supor que poderá dispor das mesmas ogivas (ou semelhantes), entre 480 e 700 kg (1.060 e 1.540 libras), como por exemplo:
– Termonuclear (alternativa drástica);
– Alto explosivo e fragmentação;
– Dispersadora de submunições;
– Penetração;
– Termobárica (fuel-air explosive); e quem sabe
– PEM (EMP).
.
O Iskander é um sistema de armas bastante flexível, o que representa um problema para os oponentes. Com a combinação MiG-31 & Kinzhal a situação fica cerca de 600km mais complicada.
.
Devemos pensar um pouco fora da caixa e avaliar se este sistema de sistemas pode funcionar.
.
Abraço,
Ivan, do Recife.

Bosco
Visitante
Bosco

Ivan, Entendo perfeitamente! Mas só acho que para que esses mísseis possam fazer a diferença que o Putin lhes atribuiu se forem para ataque estratégico nuclear ou se forem na função antinavio (que para os russos é uma questão de honra – eles simplesmente têm fascinação pelos porta-aviões americanos) . Em sendo para ataque e interdição convencional pra mim é gastar vela muito boa com defunto ruim. Eles simplesmente não fazem diferença, salvo se forem “milhares”. Só para comparação, não há mais de 150 Iskanders em operação, que também dificilmente conseguem fazer diferença, salvo se armado com ogiva nuclear…. mas… Read more »

Guizmo
Visitante
Guizmo

Talvez um mix dos 2. Imagine um ataque nuclear, a la Pearl Harbour, na frota americana estacionada na Sicília, ou Toulon

Augusto L
Visitante
Augusto L

Boscão acredito q seja tipo um JASSM mais com versão nuclear tbm é tera uma variante de antinavio com outro nome, assim como o JASSM com o LRSAM

João Luiz Passos
Visitante
João Luiz Passos

Uma coisa relevante: será que existe algum protocolo de desativação para um míssil deste? Digo isso porque, sua utilização a partir de qualquer aeronave, implica necessariamente certa proximidade do alvo (do contrário, se poderia utilizar de outros meios), e no calor do teatro de operações, alvos mudam constantemente de mãos… Ou seja: ou será um tipo de arma apenas para ‘desfiles’ ou então, no futuro veremos verdadeiros erros táticos

Jacinto Fernandes
Visitante
Jacinto Fernandes

Em mach 10, o atrito da aeronave com o ar forma um manto de plasma eletricamente carregado que absorve quase todas as formas de radiações (rádio, radar, etc). É isso, por exemplo, que causa o blecaute de comunicações nas espaçonaves que retornam do espaço e foi este plasma que destruiu o Ônibus Espacial Columbia. Então difícil ter um protocolo de desativação após seu lançamento porque é difícil o míssil emitir ou receber dados via rádio voando nesta velocidade. Mas as leis da física, aparentemente, não se aplicam aos russos.

Ricardo
Visitante
Ricardo

Esse míssil pelo que se sabe tem força suficiente para partir qualquer porta-aviões no meio. O problema não é os russos terem ele é sim para quem vão vender. No dia 9 terá muita arma interessante para se ver no desfile de Moscou. Primeiro ministro de Israel estará lá.

Ivan
Visitante
Ivan

Ricardo,
.
Kinzhal é um hypersonic aero-ballistic missile (ou míssil aero-balístico hipersônico) derivado do Iskander que é um short-range ballistic missile.
.
Não há ogiva do Iskander para ataque anti navio, pois ainda é difícil colocar um sensor naval (radar ativo ou IR) na ponta de míssil que viaja acima de 2.000 m/s (Mach 5,9).
Em tempo, as ogivas conhecidas do Iskander são:
– Termonuclear (alternativa drástica);
– Alto explosivo e fragmentação;
– Dispersadora de submunições;
– Penetração;
– Termobárica (fuel-air explosive); e quem sabe
– PEM (EMP).
.
A missão é outra.
.
Sds.,
Ivan.

Ricardo
Visitante
Ricardo

Autoridades russas já disseram que o míssil pode ser usado sem problema algum contra alvos navais. Se eles que construíram os mísseis não sabem o que ele pode fazer ou não, não será especulação ocidental que saberá.

Welltton
Visitante
Welltton

Gente… Este é só mais um missel e outro laser dentre as tecnologias de Guerra Avançadas da Rússia 🇷🇺 que supera qualquer um e inclusive muitos juntos… Matérias das Próprias: Time, New York Post, Washington Post entre outras que fez com que o D. Trump brigasse no congresso dos EUA por aumento orçamental que inclusive ainda não foi concebido… Os Russos tem a Tsar Bomb, Satan, Satan 2 entre outros inúmerosos arsenais pra ninguém botar defeito… São eles que fabricam e vendem armas para muitos países inclusive India e China. Além de outros… Quem subestima é porque não sabe do… Read more »

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Existe uma lógica nas declarações dos russos. Se você cria um míssil de Ataque, com a mesma velocidade dos melhores mísseis de Defesa e que possui um design furtivo e realiza manobras evasivas durante toda a trajetória, você consegue uma altíssima probabilidade de superar as defesas. Porque? Simplesmente, porque por melhor que sejam os sensores, existe um Tempo para detecção. Existe um tempo para que os sensores detectem a nova rota e ‘avisem’ o míssil Defensor para mudar o curso. E existe um tempo para o míssil defensor realizar a manobra. Se o míssil de Ataque é mais rápido que… Read more »

Russian Bear
Visitante
Russian Bear

Bosco menosprezando avanços tecnológicos russos em 1..2..3… Agora falando sério, os mísseis supersônicos são capazes de atravessar praticamente qualquer linha de defesa atualmente existente no ocidente. Acreditar que estes novos mísseis são apenas marketing, me faz pensar que o pior cego é aquele que não quer. Em resumo todas as armas russas na Síria desempenharam de maneira excelente suas missões. E agora José? Duvidar dos mísseis balísticos, dos helicópteros e dos Sukhois mostra como nós ocidentais só acreditamos no que passa em Hollywood.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ah claro! esqueci que você acredita que “O Su-35 colocou o F-22 para correr” não é!?

Você também acredita que “o Su-24 cegou o destroyer da USN no Mar Negro”?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Enquanto os russos fazem um carnaval sobre a existência do Kinzhal e alguns incautos embarcaram nisso, um fato passou quase despercebido: que no ocidente existe, pelo menos desde 2013, uma arma parecida. Trata-se da família Sparrow de mísseis balísticos lançados do ar, produzidos pela Rafael Advanced Defense Systems de Israel, e que hoje são usados como alvo para os testes do ABM Arrow. Tal família possui três modelos ( Black Sparrow, Blue Sparrow e Silver Sparrow) sendo que o maior deles, o Silver Sparrow, possui alcance de até 2.000km tendo, portanto, o mesmo alcance da arma russa. E os três… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

Mísseis balístico com 2000km de alcance não são novidade o Iran os possui, agora se durante a trajetória eles variarem a posição digamos, duas vezes por minuto, o sistema de defesa pega?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Essa conversa de que o Kinzhal muda de posição o tempo todo não se sustenta tendo em vista a velocidade que ele voa (Mach 10), quem pode ter capacidade de manobra é a ogiva na reentrada. E esse recurso não apenas os russo como outros países dominam (como também é o caso de Israel).

A propósito, os iranianos não possuem um míssil balístico lançado do ar como o Kinzhal e a família Sparrow israelense. E quanto a essas duas armas, são equivalentes.

Bosco
Visitante
Bosco

carcara, Em relação aos mísseis balísticos, depois que a ogiva (veículo de reentrada) é liberada após a fase de impulso (o propelente do último estágio se esgota) ela segue uma trajetória balística. Geralmente a ogiva é liberada já com uma rotação implementada de modo a prover estabilidade, mas ela segue uma trajetória puramente balística. Sem dúvida é mais fácil para o radar de defesa prever a trajetória de um objeto que tem uma trajetória balística. Com o avanço da tecnologia missilística, os engenheiros inventaram de criar veículos de reentrada manobráveis, que mudam sua trajetória após a liberação pelo “post-boost” ou… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

fazem diferença porque uma mudança relativamente simples pode significar centenas de quilômetro de diferença do ponto de impacto previsto. Por exemplo um míssil com 1000 km de alcance pode muito bem implementar uma trajetória em arco e contornar um sistema de defesa a uma distância confortável de 300km atingindo um alvo localizado a 600km da aeronave lançadora.
Existe uma enorme degradação de distância se o míssil interceptador tiver que alterar a rota. principalmente assumindo alguma inteligência e planejamento durante a execução do ataque e que a trajetória o alvo não é previamente conhecida nem prevista…

Jacinto
Visitante
Jacinto

É que “hipersônico” é a palavra da moda.

Mas a grande verdade é que praticamente todos os mísseis balísticos são hipersônicos, mesmo aquele da década de 50 ou 60.

Um míssil balístico “hipersônico” com ogiva que manobra na fase terminal e guiado por radar não é nada novo. Existe desde 1973 na forma do Pershing II, que foi eliminado pelo EUA em virtude do INF (Intermediate-Range Nuclear Forces Treaty).

Enfim, os russos estão reinventando a roda e fazendo publicidade em cima…

carcara_br
Visitante
carcara_br

O efeito prático da velocidade é bastante semelhante ao da furtividade, basicamente diminui e muito a abóboda (imaginária) de proteção que os sistemas de defesa oferecem. Os sistemas antibalísticos conseguem interceptar alvos que viajam em velocidades iguais ou até mesmo superior porque há tempo hábil para correção da trajetória por se tratar de um alvo balístico o ponto de impacto provável é estático e pode ser calculado rapidamente. (basicamente há tempo para o defensor estar no lugar certo no momento certo) Um alvo que exige mudança de rotas por parte do míssil perseguidor diminui várias vezes seu alcance. E apesar… Read more »

Turambar
Visitante
Turambar

O míssil é sim extremamente difícil de ser interceptado com a tecnologia atual. Os sistemas de defesa de mísseis balísticos atuais não manobram como foi dito aqui, uma vez que a trajetória balística é conhecida. E sim, a velocidade hipersônica reduz o tempo de resposta inclusive ao nível de aquisição de dados dos sistemas, a confiabilidade torna-se muito reduzida.

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Ivan, a aviação naval tem cerca de 30 MIG’s 31 B e BM e operam nas duas frotas: Norte (Base aeronaval de Monchegorsk) e Pacífico (Yeliozovo) basicamente protegendo as bases de SSBN/SSN contra ataque de mísseis de cruzeiro e outras ameaças aéreas (inclusive treinam com frequência a interceptação de mísseis de cruzeiro em vários exercícios durante o ano todo). Já os jatos da VKS se encontram em 4 bases ativas e 1 de treinamento, são elas: Bolshoye Savino (Perm), Kansk, Khotilovo, Savasleyka e Uglovaya e Savasleyka perfazendo um total hoje de 122 jatos do modelo B/BS/BM. Todas essas bases são… Read more »

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Até o final de 2017 cerca de 90 jatos modernizados para o padrão BM foram entregues em 3 contratos de modernização firmados em 2007/2011/2014 para um total de 130 jatos. Majoritariamente foram entregues e recebidos pela VKS (a aviação naval tem um punhado de MIG-31BM entregues para serviço no 98º SAP – Regimento de Aviação Misto da base aérea de Monchegorsk) e cada esquadrão tem 12 aeronaves. Sendo assim, pelo que se pode entender os cerca de 10 MIG’s modernizados para o padrão K são aeronaves especificamente modernizadas para operar com o Kinzhal e podem tanto ser aeronaves ainda não… Read more »

César A. Ferreira
Visitante
César A. Ferreira

Caro Ypojucan e demais comentaristas: a informação que disponho é que os 10 MiG-31 adaptados e integrados aos mísseis Kinzhal são todos da versão modernizada BM.

Esta arma não tem paralelo e segundo os comentaristas dos fóruns gringos que visito não há defesas contra ela. Por isso não deixo de me comover com a fé do Bosco e de outros, visto que os gringos estão alarmados e não possuem a mesma fé…

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Estou cá a imaginar a “qualidade” dos comentaristas dos tais “fóruns gringos” pois os analistas mostram-se todos eles céticos a respeito não apenas do Kinzhal como também das cinco restantes “super armas” do “super” Putin.

Talvez sejam os mesmos fóruns que consideraram crível que “O S-200 danificou um F-35 israelense”….rs!

Bosco
Visitante
Bosco

César, Sem essa de gringos “alarmados” com meia dúzia de Kinzhal. As 1500 ogivas nucleares russas já têm a capacidade de deixar qualquer um alarmado e não vai ser mais esse meio de entrega que irá deixar quem quer que seja “alarmado”, ou “embasbacado”. Menos meu caro. A sua fé em sPUTINices é que parece ser cega. Esses meios de entrega por usarem para se deslocar uma faixa do espaço aéreo pouco usual em nada tem de extraordinário. O Kinzhal e outras armas hipersônicas foge do espeto (o escudo antimíssil balístico) pra cair na brasa (os sistemas de defesa antiaéreo).… Read more »

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Caro César, essa informação vai de encontro com que o Ministro da defesa russo disse, ou seja: inicialmente o MIG-31 BM foi o escolhido para o sistema Kinzhal, mas optou-se pelo MIG-31K, por isso acho que o “K” não é o mesmo avião modernizado para o sistema BM, que se não estiver engando não pode utilizar armas ar-solo/ar-mar. A modernização dos MIG-31 para o padrão BM visa atualizar o sistemas de radar, computador de dados de combate e o sistema de comunicação das aeronaves, bem como permitir a substituição dos antigos mísseis por outros mais modernos e capazes que são… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

A crença nas sPUTINices só pode ser rebatida no plano teórico utilizando o velho paradoxo da onipotência: Deus que pode tudo pode criar uma pedra tão pesada que Ele mesmo não possa carregar??
Pois bem, como será que seria o confronto entre o ininterceptável Kinzhal que nada pode parar com o sistema S-400 que pode interceptar tudo?
Será que em ocorrendo esse confronto haverá um colapso da estrutura do Universo e será o fim do tempo e do espaço. rsrsss
Eu deixo esse post. Desisto!!!

Bosco
Visitante
Bosco

Na verdade a gente ficar discutindo se o míssil Kinzhal ou qualquer outra daquelas 5 que os russos anunciaram já ter em operação é um exercício de “bater palma pra doido dançar”. Aquelas 5 ou 6 armas em nada muda a correção de forças e a doutrina MAD (destruição mútua assegurada). Os americanos não podem parar o Kinzhal assim como não pode parar os Topols, Bulavas e Kh-55 e os russos não podem parar os Minutemans, Tridents, AGM-86 e B2. Ou seja, a menos que alguém desenvolva um dispositivo que neutralize totalmente a ameaça inimiga (um “campo de força que… Read more »