Home Aviação de Transporte FAB explica valor de R$ 650 mil para levar 25 toneladas de...

FAB explica valor de R$ 650 mil para levar 25 toneladas de alimentos para Roraima

4421
60
C-767 da FAB

O avião da FAB

A coluna contou, ontem, que a FAB cobrou R$ 650 mil para levar 25 toneladas de alimentos do Rio para Roraima, onde seriam doadas a refugiados venezuelanos. O preço fez o Natal Sem Fome mudar de plano.

Pois bem. O Ministério da Defesa explica que a missão exigiria o uso de duas aeronaves cargueiras da FAB: um C-767 e um C-105.

Segue…

O C-767 faria o transporte até Manaus e, de lá, seriam necessários outros sete voos do C-105, de menor capacidade de carga, já que a pista do aeroporto de Boa Vista não suportaria o peso do C-767 carregado. Ou seja… faz sentido

FONTE: Ancelmo Gois, O Globo

60
Deixe um comentário

avatar
57 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
37 Comment authors
AndréRinaldo NeryFresneyMauro OliveiraAndré Gomide Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
donitz123
Visitante

Quantas toneladas de alimentos estes mesmos 650 mil reais poderiam comprar em alimentos no comércio local?

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

Se soubessem o gasto de Jet A1 com o GTE para levar políticos de Legacy e VC-2 para lá e para cá 😂😂😂. Só o legacy é mais de R$30mil o “tanque cheio”.

Bruno
Visitante
Bruno

Muito pertinente seu ponto de vista, donitz123. Seria uma boa ideia, mas dai como iria desviar aquela graninha? Porque se tem o governo envolvido (não estou falando da FAB), alguém tem que levar, se é que me entendes.

Walfrido Strobel
Visitante

Isso me lembra o absurdo no caso das enchentes no Vale do Itajai, tinha caminhão saindo do Nordeste com agua mineral doada e a 15 km em Camboriu não faltava agua, tinha a vontade a venda nos supermercados.
Com o valor gasto no transporte se comprava mais água nas cidades vizinhas.

Gabriel Oliveira
Visitante
Gabriel Oliveira

Quanto seria o custo de manter um Boeing 767?
E quanto será que sai um tanque cheio de uma aeronave como essa,alguém mais entendido poderia esclarecer.

donitz123
Visitante

Se realmente fosse o caso de enviar os alimentos será que não poderia ter ido de navio até Manaus e de lá então de avião até a localidade??? A MB não tem navio??? Ou mesmo uma embarcação comercial. Suspeito que ficaria mais barato.

MARCOV
Visitante
MARCOV

Engenheira Gata 5 de Fevereiro de 2018 at 16:32

Sem mencionar os voos curtos e os vencimentos de revisões estruturais e de componentes por ciclos. Gostaria de saber a razão horas de voo/ciclos das aeronaves do GTE. Ou talvez não gostaria, não.
O B767-300ER, por exemplo, não é aeronave para voo doméstico.

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

Um Boeing 767 pode levar mais ou menos 46.000 mil litros de Jet A1, o litro do Jet A1 é mais ou menos 4 reais . O seja o tanque cheio do 767 sai por R$ 184 mil reais.

Aguia
Visitante
Aguia

Absurdo com esse valor daria para comprar mais coisas !

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

Marcov não sei ao certo, mas toda semana tem algum C99 ou legacy do GTE no centro de serviços em Gavião Peixoto. O Nery talvez saiba com precisão.

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

O 767 da FAB é alugado da Colt, ela pagou R$20 milhões por 3 anos, com manutenções e peças inclusas. O contrato encerra em julho do ano que vem, podendo ser prorrogado. Na minha opinião, foi muito vantajoso pra FAB, principalmente pro Corsário que não tinha avião pra voar.

celso
Visitante
celso

Esta é a capacidade estratégica da FAB……hahaha

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Pelo que entendi dos tempos verbais da matéria, em que se lê “exigiria”, “faria”, seriam”, além da informação sobre mudança de plano, a missão não foi realizada devido ao custo informado.

E transporte aéreo é caro mesmo. O certo seria, ae houvesse tempo hábil, planejar o uso de outro meio de transporte para as doações, e não o aéreo.

Renato
Visitante
Renato

Caraca… será que o kg do feijão por lá está mais que R$ 12,00?

Wagner
Visitante
Wagner

BIENVENIDUS AO BRACIL

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Pesquisei a notícia anterior da mesma coluna: “FAB pede R$ 650 mil para transportar 25 toneladas de alimentos doados POR ANCELMO GOIS31/01/2018 07:30 O custo do frete Lembra que, no fim de 2017, a coluna publicou que a campanha Natal Sem Fome iria mandar 25 toneladas de alimentos para refugiados venezuelanos e indígenas em Roraima? Pois bem. A turma pediu um avião da FAB para fazer o transporte, mas os militares, acredite, cobraram R$ 650 mil. O Natal Sem Fome desistiu. Vai doar os alimentos no Complexo da Maré amanhã.” Bom, ao que me parece (apenas opinião baseada na lógica)… Read more »

donitz123
Visitante

Pelo menos a FAB cobraria. Se fosse nas costas da viúva aí seria dureza.

Marcos
Visitante
Marcos

Vou dar a minha opinião e só para constar: estou ____________ para opiniões alheias. Não são “refugiados” e sim imigrantes. Refugiados de acordo com o dicionário: Que ou quem é forçado a abandonar o seu país por motivo de guerra, desastre natural, perseguição política, religiosa, étnica, etc. Eles são imigrantes que saíram do seu país por causa da crise econômica. O Brasil não deve fazer nada se a própria Venezuela também não mexer os pauzinhos. A Venezuela não faria nada para ajudar os brasileiros se fosse o contrário. Já temos muitos problemas internos para cuidar dos problemas alheios. Boa Vista… Read more »

Bizurado
Visitante
Bizurado

Que vergonha! O aeroporto de Boa Vista não pode receber o 767! Enquanto isso em Cabo Frio:
http://www.aeroflap.com.br/aeroporto-internacional-de-cabo-frio-recebeu-um-dos-maiores-avioes-cargueiros-do-mundo/amp/

MARCOV
Visitante
MARCOV

Engenheira Gata 5 de Fevereiro de 2018 at 17:00

Sim, caso não tenha no contrato nenhuma cláusula que envolva ciclos (devolução da aeronave com a mesma margem de ciclos para revisões, ou um valor diferenciado para cada ciclo de componentes e revisões estruturais).
Não é comum, em caso de leasing de aeronaves, as empresas relegarem o custo excessivo causado pela baixa taxa horas de voo/ciclos. O ideal é que a aeronave voe muito para cada pouso.

Walfrido Strobel
Visitante

Bizurado, o aeroporto de Boa Vista foi feito para operação de passageiros com aeronaves B737 ou A320 no máximo, podendo receber aeronaves maiores sem o peso máximo, é o suficiente para a região.
O Aeroporto de Cabo Frio foi feito para ser um aeroporto internacional de carga, onde pousam C-17, An-124,B747 e outro pesos pesados levando material para a exploração de petróleo no litoral do RJ.

Walfrido Strobel
Visitante
Silas
Visitante
Silas

No entanto, levar políticos, ministros e a corja toda (que custam caro no caixa 1 e 2) pode ! Ah Brasil!

Alex
Visitante
Alex

Se fosse o K.390 no ser um oportunidade de testes. Somente especulando, e não podemos deixar de passar, um Brasil dess sem uma Ferrovia que seria um chute no máximo a metade desse valor.

Bizurado
Visitante
Bizurado

Obrigado Walfrido, mas eu não consigo conceber como o aeroporto de uma capital de um estado da federação não tem essa capacidade. Duvido que o aeroporto da capital de algum estado do EUA tenha essa limitação.

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Em Israel eles estão U$3.500,00 mais a passagem de avião para cada refugiado africano dar o fora do país.

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

Vergonhoso a FAB cobrar o transporte de alimentos de uma iniciativa humanitária e ninguém da Força falar uma a da farra que é o transporte executivo. Vergonhoso.

ronaldo de souza gonçalves
Visitante
ronaldo de souza gonçalves

Marcos isto são campanhas fraternas antes de serem venezuelanos são seres humanos ,e se fosse o contrário você diz que não iam ajudar ,são suposições suas.O Brasil no haiti ajudou aquele povo demais inclusive com alimentos,serviços não só com ações militares.Acho que deve o Brasil sim pressionar a venezuela mas não com ameaças mas usando sua diplomacia alias a bem pouco tempo um excelente trabalho agora esse governo de bragatas só querem briga expulsar embaixados ,chamar os nossos de volta.O Brasil perdeu sua relevancia como lider regional.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Mosczynski uma vergonha seria gastar R$ 650 mil para levar essa quantidade de alimentos para lá. Muito mais barato comprar os alimentos lá na região (que foram levados de navio e caminhões) e doar do que levar do RJ, de avião.
Não é porque uma ideia é humanitária que ela é uma ideia inteligente. Nesse caso é justamente o contrário. Uma ideia bem estúpida. Mas o pessoal adora gastar o dinheiro do Estado, porque “ele cai do céu”.
.
Quanto ao transporte executivo concordo que é uma farra, mas um erro não justifica o outro.

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Rafael Oliveira 5 de Fevereiro de 2018 at 19:19 De acordo Rafael. Se dividirmos 650 mil Reais por 25 mil kg chegamos a 26 R$/kg. Ou seja com os R$ 650 mil dava para comprar 25 toneladas de qualquer alimento que custasse R$ 26,00 o quilo. Como as doações não foram de carne, é bem provável que o valor das doações seja bem menor que o custo do transporte. Mudando o enfoque dentro da mesma notícia, estranhei a FAB afirmar que precisa de 7 vôos de C-105 para transportar 25 toneladas de carga de Manaus para Boa Vista, distantes 660… Read more »

Tallguiese
Visitante
Tallguiese

E o KC-x já era mesmo né? Pagaram multa pra Israel?

Walfrido Strobel
Visitante

Eduardo, a carga transportada de um avião na prática não é o peso divulgado, depende da distancia, tem que jogar o combustível na equação, quanto mais longe menor a carga que pode transportar.
Por exemplo, veja para o KC-390:
Range: 2,730 nmi (with 14 ton payload)
Range with full payload (distributed): 1,520 nmi (23 tonne payload)
Range with full payload (concentrated): 1,140 nmi (26 tonne payload)

Walfrido Strobel
Visitante

Eduardo, agora vi melhor que vc ja levou a distância em consideração.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

GTE é um cancêr. Odiado dentro da FAB. Falta macho pra acabar com a farra.
Desconheço as horas/ciclos do GTE. Eles não têm limites, gastam o que querem.

rogerio soares
Visitante
rogerio soares

um bom teste para o KC-390, quem sabe a Embraer não leva de graça?

MARCOV
Visitante
MARCOV

Rinaldo Nery 5 de Fevereiro de 2018 at 20:39

Obrigado, Rinaldo Nery.
É melhor eu não saber mesmo. Não consigo dormir com raiva.

Matheus
Visitante
Matheus

Qual o uso dessa aeronave dentro da FAB?

Moraes 123
Visitante
Moraes 123

Como sempre faltou planejamento.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Matheus, tem matérias sobre o Boeing 767 operado pela FAB aqui no site, experimente usar o campo busca, canto superior direito da página. Boa pesquisa e boa leitura.

Zé
Visitante

Até quando os omissos governantes brazileiros sustentarão a ditadura bolivariana assassina de Maduro? Os teflexos já se fazem sentir em Roraima e no Amazonas. Porque Tillerson não visitará o teoricamete pais mais poderoso da America do Sul?

Leonardo Araujo
Visitante
Leonardo Araujo

Quem deveria arcar com os custos deveriam ser os _________________.
Ou cobrarmos da Venezuela o reembolso do custo que eles estão nos causando. Temos aqui restrições nos refeitórios de nossos quartéis e estamos sustentando as mazelas que a Venezuela está causando em sua população.
Não se justifica este custo exorbitante apenas em transporte.

COMENTÁRIO EDITADO. EVITE FAZER O DEBATE DESCAMBAR PRA BRIGA ESQUERDA-DIREITA QUE DERRUBA AS DISCUSSÕES LADEIRA ABAIXO.

Helio Eduardo (o outro)
Visitante
Helio Eduardo (o outro)

Wagner 5 de Fevereiro de 2018 at 17:11 , não entendi seu comentário…

Helio Eduardo (o outro)
Visitante
Helio Eduardo (o outro)

Mosczynski 5 de Fevereiro de 2018 at 18:41 , meu caro, um erro não justifica o outro. Aliás, essa “prática” é uma das mais famigeradas e nocivas da nossa sociedade: se está errado lá, farei errado aqui…. Tive um “mestre” que repetia à exaustão: “o certo é certo e o errado é errado”. Tão simples, até grotesco, mas uma verdade que a maioria não consegue entender….. Criminoso seria a FAB efetuar o tal transporte, gastando o seu, o meu e o nosso dinheiro só porque os organizadores da campanha esqueceram (será mesmo?!) que voar é caro. Força Aérea não é… Read more »

João Adaime
Visitante
João Adaime

Cavalheiros
Um grupo de bons samaritanos do Rio de Janeiro fez uma campanha (Natal Sem Fome) para angariar alimentos. A população local generosamente correspondeu. Alguém emprestou um local para armazenar as doações. Depois decidiram que em Roraima estava a população que mais necessitava.
Tentaram um transporte na faixa. Daí descobriram que Papai Noel não existe.
O fato da FAB pedir R$ 650 mil pelo frete, não quer dizer que os organizadores tivessem esta quantia. Aliás, não deveriam ter nem R$ 650,00. Simples assim.
A solução deve ter sido distribuir os alimentos lá por perto mesmo.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“João Adaime em 06/02/2018 às 09:47”

Ótimo resumo do que devem ter sido os fatos, João. Recomendo que todos leiam esse comentário e reflitam a partir dele antes de comentar sobre o assunto.

Ricardo Lima
Visitante
Ricardo Lima

Porque não fazem como foi feito pelo EB , levam de carretas !!!!!!

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

João Adaime 6 de Fevereiro de 2018 at 9:47
Corretíssimo João,
Complementando,
Isso não é fato isolado – Seguidamente devido a generosidade de nosso povo, suas arrecadações para calamidades, não só de alimentos, mas de colchões-cobertores-roupas etc, acabam sendo desperdiçadas por falta de planejamento correto em cima do transporte da mesma para as áreas atingidas.
É fácil alguém ir doar um quilo de mantimento, até gente pobre doa, o difícil depois é uma ou mais transportadoras ricas darem o ar de sua contribuição.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Prezado Nunão
As vezes eu fico levemente incomodado com comentários baseados apenas no título do artigo. E olha que este tem apenas três parágrafos.
Infelizmente esta é uma prática comum em toda a Trilogia.
Abraço

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

João Adaime,

Eu diria que isso tornou-se uma prática comum em sites de notícias em geral, e que infelizmente o pessoal transplantou não só para a Trilogia, mas para todos os sites que discutem o tema defesa, que entre outros temas complexos precisa de um mínimo de vontade de buscar conhecimento e fazer reflexão pra comentar.

Praticamente nenhum lugar mais escapa dessa preguiça de ler e de pesquisar um pouco sobre os assuntos, de um lado, e de pressa para descer a lenha, do outro, antes de dar opinião.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Caro Farroupilha
Teu comentário me lembrou do último furacão na Flórida. Empresas aéreas cobraram um preço simbólico pelas passagens. Hotéis cobraram diárias acessíveis e por aí foi.
Daí eu lembro de tragédias no Brasil. Naqueles deslizamentos no Estado do Rio de Janeiro. O governo liberou uma verba para o aluguel social. Logo os proprietários de imóveis aumentaram os aluguéis.
Uma das muitas enchentes no Vale do Itajaí. Em plena enchente, uma panificadora do centro da cidade de Itajaí passou a cobrar mais em todos seus produtos.
Acho que isto explica porque eles são o que são e nós somos o que somos.
Abraço

Rodrigo Ferreira
Visitante
Rodrigo Ferreira

Era mais fácil fechar a fronteira…

Problema dos Venezuelanos e o seu amor ao populismo, agora aguentem.

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

João Adaime 6 de Fevereiro de 2018 at 10:53
Por isso escrevi em outro comentário aqui na Trilogia que ” a corrupção começa no povo”.